Grid List

Marcas de supermercado ganham força no cotidiano dos brasileiros (Foto: Reprodução/Flickr)

Economia

Muitas vezes elas estão na mesa, na alimentação, no vestuário, na hora da limpeza e até nos momentos de lazer. Segundo a Associação Brasileira de Marcas Próprias e Terceirização (Abmapro), praticamente nove em cada dez brasileiros adquirem um produto de marca própria de redes de supermercados e atacadistas durante as compras do mês. Aro (Makro), Great Value (Walmart), Qualitá e Taeq (ambas encontradas no Pão de Açúcar e no Extra) e Carrefour são alguns exemplos das apostas de g ...

A Gillette mantém notoriedade no mercado (Foto: Reprodução/Facebook)

Economia

Ouvir uma pessoa dizer que vai ao mercado comprar “hastes flexíveis com pontas de algodão” ou “lâmina de barbear” é uma coisa rara e praticamente impossível de se acontecer. Isso porque esses produtos, dentre muitos outros, têm uma associação muito forte com o nome de marcas poderosas. No exemplo, Cotonetes (Johnson&Johnson) e Gillette (Procter & Gamble). O coordenador do MBA de Marketing Estratégico da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Marcelo Boschi, e ...

Manutenção alivia o bolso e preserva o meio ambiente (Foto: Reprodução/pxhere)

Economia

Pode demorar um pouco – dependendo do aparelho, de seis a sete anos -, mas a troca de eletrodomésticos antigos por novos pode gerar uma economia na energia elétrica tamanha que, no fim das contas, o consumidor não paga nada na compra. De acordo com Rubens Leme, coordenador de Usos Finais e Eficiência Energética da Eletropaulo, neste período o usuário consegue recuperar praticamente todo o valor investido numa geladeira, por exemplo. Para a economista Leila Pellegrino, coordenadora do c ...

Ser sustentável, além de tudo, maximiza lucros (Foto:Divulgação)

Economia

Ser reconhecida como uma empresa sustentável não é mais um diferencial. Passou a ser uma obrigação nos dias atuais. Marcas que não possuem certificados de sustentabilidade encontram dificuldades no mercado, cada vez mais competitivo. O engenheiro de materiais André Cardoso, sócio da HYG Consultoria Ocupacional, afirmou que além da imagem positiva e da necessidade mercadológica, ser sustentável ainda maximiza os lucros das empresas que têm esta mentalidade. “Ter uma preocupação ...

Após curso no Rio de Janeiro, 90 aprovados serão cabos da Marinha (Foto: Reprodução)

Economia

Até 10 de setembro, a Marinha do Brasil está com inscrições abertas para concurso público, com 90 vagas para cabos. A seleção é destinada a candidatos para o Corpo Auxiliar de Praças, sem a exigência de experiência profissional anterior. A taxa é de R$ 70 e o pagamento pode ser realizado até 18 de setembro. Podem se inscrever homens e mulheres, brasileiros ou naturalizados, com mais de 18 e menos de 25 anos, no dia 1º de janeiro de 2019, que tenham o ensino médio técnico complet ...

No entanto, número de empregos em julho de 2018 é superior ao do mesmo mês do ano passado (Foto: Ricardo Almeida / ANPr/Fotos Públicas)

Economia

O emprego na indústria voltou a cair em julho, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, 3, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). As vagas de trabalho no setor caíram 1,3% em relação a junho, já descontados os efeitos de calendário. "Com a nova queda, o emprego acumula um recuo de 4,3% desde maio, mês da crise dos transportes", considerou o documento. Ainda assim, o nível de emprego da indústria brasileira em julho foi 0,4% superior ao registrado no mesmo mês de ...

Também é possível parcelar a dívida (Foto: Reprodução/Serasa)

Economia

Desde segunda-feira, 27, ficou mais fácil renegociar ou quitar uma dívida pela internet. Isso porque a Serasa simplificou a ferramenta Limpa Nome, que funciona de forma gratuita, e todo o processo pode ser realizado on-line, diretamente pelo celular ou computador. “Essa ferramenta já existia, mas nós a reformulamos. Dentre as mudanças, a negociação está mais fácil: antes eram seis passos, hoje são apenas três. A experiência no telefone celular também foi melhorada”, explicou o ...

Cármen Lúcia votou a favor da terceirização irrestrita (Foto: Antonio Cruz/ ABR/Fotos Públicas)

Economia

O Supremo Tribunal Federal (STF) declarou nesta quinta-feira, 30, que a terceirização irrestrita é lícita e constitucional e vale mesmo para processos ingressados antes das mudanças feitas na legislação em 2017. Por sete votos a quatro, os ministros decidiram que empresas podem contratar trabalhadores terceirizados para desempenhar qualquer atividade, inclusive as chamadas atividades-fim. Fica prevista, como na legislação atual, a responsabilidade subsidiária da empresa contratante. ...

Gol traz avanço moderno que será usado em voos internacionais (Foto: Imprensa Gol/Divulgação)

Economia

737 MAX é GOL A companhia GOL apresentou, na terça-feira, 28, o novíssimo Boeing 737 MAX (Inteligência para ir mais longe). A empresa brasileira é a primeira da América Latina a operar com este equipamento. Como características principais, o 737 MAX traz avanços em tecnologia, performance, autonomia e economia como diferenciais aos modelos anteriores da família 737 e será utilizado nos voos internacionais, partindo de Brasília e Fortaleza para Miami. Até 2027, a Gol vai receber 135 ...

Acompanhamento profissional pode fazer a diferença na carreira (Foto: Reprodução/Facebook)

Economia

A cena está cada vez mais comum. Uma sala em formato de auditório e cheia de lugares que vão sendo ocupados pouco a pouco. As luzes baixas são um convite para a manifestação de sentimentos como ansiedade, nervosismo e curiosidade. Está tudo pronto. Chega a hora da ação e uma voz surge com frases de impacto e que nos levam, já nesse primeiro momento, a refletir. A experiência acima é de um treinamento realizado por coach. No Brasil mais de 25 mil pessoas se formaram e hoje são coach ...

Fazer a compra do mês vai ficar mais caro (Foto: Luiz Costa/SMCS/Fotos Públicas)

Economia

O dólar voltou a subir na terça-feira, 28, sob influência das incertezas da corrida eleitoral, e atingiu a cotação de R$ 4,14 - o segundo maior valor nominal desde o início do Plano Real, em 1994. A moeda americana, que está na casa dos R$ 4 desde 21 de agosto, registra alta de 10,2% só neste mês e de 25% no ano. O novo patamar do câmbio já pressiona preços de produtos importados, especialmente combustíveis, medicamentos e de alguns alimentos. Este mês, o valor da gasolina acumu ...

Empresa cria cenário caracterizado para receber pequenos jogadores (Foto:Reprodução/Pixabay)

Economia

O Aniversário FC proporciona aos pais a oportunidade de transformarem o aniversário de seus filhos em um dia de jogador de verdade. Narração no estilo rádio, premiações, entrada em campo ao som das músicas oficiais das grandes competições e fotos de tudo que acontece dentro de campo formam um dos pacotes mais procurados. Entre as ações, também é possível desenvolver uma coletiva de imprensa que resulta em mais experiência e ambientação diferente no aniversário. Cada vez mai ...

A Gillette mantém notoriedade no mercado (Foto: Reprodução/Facebook)

Economia

Ouvir uma pessoa dizer que vai ao mercado comprar “hastes flexíveis com pontas de algodão” ou “lâmina de barbear” é uma coisa rara e praticamente impossível de se acontecer. Isso porque esses produtos, dentre muitos outros, têm uma associação muito forte com o nome de marcas poderosas. No exemplo, Cotonetes (Johnson&Johnson) e Gillette (Procter & Gamble). O coordenador do MBA de Marketing Estratégico da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Marcelo Boschi, explicou que esse fenômeno é conhecido como marcas notórias. “Isso acontece quando a marca se transforma em sinônimo de uma categoria de produtos”, disse. Apesar de, segundo o especialista, ser necessário estudar caso a caso, isso ocorre, muitas vezes, pela idade e pioneirismo da marca. “É provável que as mais antigas ocorreram por associação mesmo”, afirmou. O professor de Publicidade e Propaganda da UNG, Rodolfo Nakamura, enxerga que, além do pioneirismo, a inovação também é importante. “No caso da lâmina de barbear, por exemplo, a Gillette trouxe um formato descartável, ao contrário da navalha que existia antes”, explicou. Na época da criação dos Cotonetes, houve uma propaganda muito grande. “Também foi uma inovação: não existia nada similar”. Atualmente, além das marcas mais antigas, como a palha de aço Bombril, marcas mais novas também se tornaram notórias, como nos casos de Google, Spotify e Uber.  Consumidores nem notam a diferença  Para os consumidores, é bastante comum utilizar o nome de algumas marcas como sinônimo de algum produto. É o caso da professora Cristina Carrero que, apesar de adquirir sabão em pó de outros nomes, sempre diz que precisa de Omo. “Mas já utilizei diversas marcas, sempre dou uma variada”, falou. Na percepção de quem vai ao mercado comprar um produto, tornar-se uma marca notória só traz pontos positivos para uma empresa. Segundo o jornalista Jota Henrique, como a marca acaba virando sinônimo do produto, a propagação de seu nome só tende a aumentar. “É uma espécie de irmão siamês, vamos dizer assim, entre marca e produto”, disse.  Pedra no sapato Segundo o professor Boschi, em alguns casos essa associação pode se tornar uma pedra no sapato. “Um exemplo foi quando a Yakult tentou lançar uma marca de cosméticos. Você se imagina comprando um xampu com esse nome? Quando se fala Yakult, já dá até para sentir o cheiro da bebida láctea. É bem complicado tentar se estabelecer em outro nicho”, completou o especialista. Rodolfo Nakamura, da UNG, explicou que a empresa tentou fazer uma extensão de marca, utilizando o nome já conhecido para estender sua oferta de produtos. “Eles, provavelmente, quiseram associar o valor de qualidade de vida também nos cosméticos, mas é um produto muito diferente do que o que já é vendido”, falou. A Coca-Cola foi um case bem-sucedido. “Eles são sucesso na venda de roupas também. Neste caso, deu certo”.  

Acompanhamento profissional pode fazer a diferença na carreira (Foto: Reprodução/Facebook)

Economia

A cena está cada vez mais comum. Uma sala em formato de auditório e cheia de lugares que vão sendo ocupados pouco a pouco. As luzes baixas são um convite para a manifestação de sentimentos como ansiedade, nervosismo e curiosidade. Está tudo pronto. Chega a hora da ação e uma voz surge com frases de impacto e que nos levam, já nesse primeiro momento, a refletir. A experiência acima é de um treinamento realizado por coach. No Brasil mais de 25 mil pessoas se formaram e hoje são coaches, de acordo com a SBCOACHING Group,  uma das maiores empresas de coaching do mundo, é líder e referência nacional e internacional em treinamentos e soluções de alta performance. Com tantos profissionais atuando, há quem se destaque por seus métodos de aplicação das ferramentas. Um princípio básico, por exemplo, é ter formação em PNL (Programação Neurolinguística). Quanto mais inovador, maior a capacidade de os coaches ajudarem na transformação e na quebra de paradigmas nas vidas das pessoas que os assistem. Com uma proposta simples, mas de grande eficácia, Karina Pólido, Head Trainner e Master em PNL, criou o Programa Fórmula da Transformação. A paulista usa como ferramenta na sua metodologia os elementos da música para a mudança de humor. Em dado momento do programa é ela quem assume a pick-up se tornando DJ. A escolha da música não foi por acaso, já que o ouvido humano não exerce apenas funções auditivas. Ele é responsável pelo equilíbrio. Em outras palavras, a música  é capaz de trabalhar diversas áreas do cérebro e ativar diversas conexões, aliviando o estresse, aumentando a concentração e reduzindo dores. “Desde que comecei minha jornada profissional, muito nova ainda, já sabia que queria mudar a vida das pessoas. Foram anos trabalhando nessa área até que resolvi fazer o curso de Personal & Professional Coaching da Sociedade Brasileira de Coaching. A partir daí, adquiri conhecimento e ferramentas que aceleraram esse processo de transformação de maneira drástica. Ouvir de um cliente que o trabalho que realizamos juntos foi capaz de mudar sua vida é algo que, para mim, não tem preço!”, falou a coach. Outro diferencial do programa de Karina é a duração dos treinamentos. São quatro vezes por mês, um por semana, com 1h30 cada sessão. Os eventos acontecem no Holiday Inn, hotel localizado na Zona Norte. Para conhecer o portfólio e entrar contato acesse o site www.coachkp.com.br ou pelo email contato@coachkp.com.br . Na redes sociais facebook.com/Karinapolidooficial e Instagram.com/Kpolido.

Após curso no Rio de Janeiro, 90 aprovados serão cabos da Marinha (Foto: Reprodução)

Economia

Até 10 de setembro, a Marinha do Brasil está com inscrições abertas para concurso público, com 90 vagas para cabos. A seleção é destinada a candidatos para o Corpo Auxiliar de Praças, sem a exigência de experiência profissional anterior. A taxa é de R$ 70 e o pagamento pode ser realizado até 18 de setembro. Podem se inscrever homens e mulheres, brasileiros ou naturalizados, com mais de 18 e menos de 25 anos, no dia 1º de janeiro de 2019, que tenham o ensino médio técnico completo e que estejam em dia com as obrigações civis e militares. São ofertadas vagas para técnicos em Administração (4), Administração Hospitalar (4), Contabilidade (8), Edificações (4), Eletrônica (4), Enfermagem (4), Estatística (3), Estruturas Navais (3), Gráfica (5), Marcenaria (4), Mecânica (6), Metalurgia (6), Motores (4), Processamento de Dados (16), Química (3), Radiologia Médica (4), Secretariado (4) e Telecomunicações (4). Os aprovados serão convocados a realizar curso no Rio de Janeiro. Durante as aulas, eles receberão R$ 900 de ajuda de custo. Ao final, serão nomeados cabos da Marinha, recebendo salário médio de R$ 3.388,83. Serviço Concurso Público para Ingresso no Corpo Auxiliar de Praças da Marinha (CP-CAP)   Inscrições até 10 de setembro de 2018 Valor de R$ 70 Site: www.ingressonamarinha.mar.mil.br  

“Café Integrativo” reuniu players para discutir desenvolvimento humano (Foto: Reprodução/Instagram)

Economia

Desenvolvimento humano é um assunto em alta, principalmente no meio empresarial. Neste cenário, quase sempre instável, essa base será necessária para enfrentar outro desafio: o da transição de carreira. Por isso, a coach, mentora e palestrante Rebeca Toyama promoveu o “Café Integrativo”, um evento gratuito sobre o assunto na quarta-feira (23). “Foi uma experiência integrativa que eliminou crenças e modelos mentais limitantes. Pessoas de diversas áreas e vivências se juntaram para compartilhar opiniões, com uma especialista de confiança para mediar e orientar esse processo de autoconhecimento”, conta a coach. Dessa forma, o evento contou tanto com profissionais e empreendedores, quanto com interessados em atuar em áreas de desenvolvimento humano, como mentoring e coaching. Segundo a coach, essa pluralidade ajuda a enriquecer o debate e transformar o encontro em uma oportunidade única de aprendizado. Rebeca Toyama é fundadora da Academia de Coach Integrativo (ACI), que forma esse mesmo público em um dos programas mais completos para coaches e líderes do mercado. Periodicamente, a especialista divide seus conhecimentos abrindo suas palestras gratuitamente para o público interessado.

Ser sustentável, além de tudo, maximiza lucros (Foto:Divulgação)

Economia

Ser reconhecida como uma empresa sustentável não é mais um diferencial. Passou a ser uma obrigação nos dias atuais. Marcas que não possuem certificados de sustentabilidade encontram dificuldades no mercado, cada vez mais competitivo. O engenheiro de materiais André Cardoso, sócio da HYG Consultoria Ocupacional, afirmou que além da imagem positiva e da necessidade mercadológica, ser sustentável ainda maximiza os lucros das empresas que têm esta mentalidade. “Ter uma preocupação com o meio ambiente faz com que a marca adquira uma ideologia preventiva, reduzindo os riscos de multas e processos trabalhistas em geral. Sem estes custos, o lucro, com certeza, será maior no final do mês”, argumentou. Para Cardoso, a Natura é uma marca que entendeu bem o conceito de sustentabilidade. “Conheço casos em que a empresa deixou de usar um material atóxico apenas porque ele foi testado em animais. Isto demonstra um nível de comprometimento com as causas que defende de uma maneira verdadeira e coerente”, exemplificou. Atuante na área metalúrgica, conhecida por ser agressiva ao meio ambiente, a engenheira de produção Michelle Marie de Souza Bruno citou marcas exemplares no combate à destruição do ecossistema. “Carterpillar e BASF possuem políticas de preservação à natureza muito interessantes. São empresas que entendem a importância da sustentabilidade. Não é só marketing. É necessidade”, afirmou.  Diretor da Listone, empresa especializada no ramo madeireiro há quase uma década, Rogério Oezau declarou que também preza pela sustentabilidade. "Pensar no meio ambiente é uma obrigação nossa. Trabalhamos apenas com madeiras certificadas e buscamos o melhor aproveitamento das reflorestadas", pontuou.  Shoppings sustentáveis Responsável por alguns shoppings na Capital, como o Plaza Sul e o Campo Limpo, a empresa Sonae Sierra Brasil promove uma gestão sustentável da água, da energia e dos resíduos em seus empreendimentos. De acordo com a gerente de Sustentabilidade e Segurança Patrimonial da Sonae Sierra Brasil, Elizabeth Morita, a mentalidade de respeito ao ecossistema reflete até no comportamento dos clientes que transitam pelos shoppings. “Sabemos que a atuação social e ambiental responsável traz inúmeros benefícios para a marca, além de contribuir para o fortalecimento do negócio como um todo. Cientes do nosso papel, iniciamos há muitos anos um amplo trabalho em todos os nossos shoppings. Os visitantes dos nossos empreendimentos valorizam cada esforço que fazemos nesse sentido e se sentem um contribuinte do meio ambiente”, comentou.   

Preparação para o dia da prova tem de ser com antecedência (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

Economia

Desde o ano passado, a Receita Federal aguarda a aprovação de abertura de um novo concurso público para preencher 2.083 vagas em seu quadro de funcionários. A expectativa é de que o certame, que é um dos mais disputados do País, seja autorizado e tenha edital publicado em breve. Do total de vagas solicitadas, 1.453 são para o cargo de analista-tributário e 630 para auditor-fiscal. A remuneração inicial é de R$ 11.639 para analistas e R$ 20.123 para auditores. Ambos os cargos exigem dos candidatos nível superior completo em qualquer área de formação. Com bônus e promoções, esse valor pode subir para R$ 30 mil ao longo da carreira. Embora o pedido ainda esteja aguardando aprovação, os interessados já devem começar a se preparar, o que pode ser feito tendo como base os editais dos últimos concursos realizados pela Receita Federal. Para o cargo de auditor-fiscal, a última seleção foi realizada em 2014. Na época, 68.550 pessoas se inscreveram para 278 vagas (246,58 candidatos por vaga). A última seleção para analista foi aberta em 2012, para 750 vagas. Em todo o País, 93.692 pessoas se inscreveram no concurso (média de 124,92 por vaga). Além das provas objetivas, os concursos para os dois cargos abrangem provas subjetivas (dissertativa para analista e discursiva para auditor) e sindicância de vida pregressa.  

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

Plataforma da Justiça Eleitoral garante o anonimato de denunciantes (Foto: Ivo Lindbergh)

Cidade

Desde a disponibilização do aplicativo Pardal pela Justiça Eleitoral em agosto, o sistema recebeu, no Estado de São Paulo, 953 comunicações. Desse total, 69% referem-se à propaganda eleitoral e as demais denúncias se relacionam a crimes eleitorais, uso da máquina pública, compra de votos, entre outras. As informações foram divulgadas pela Assessoria de Comunicação Social do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP). Além da opção de download do Pardal para uso em dispositivos móveis, eleitores podem acessá-lo também em sua versão web no site do TRE paulista, que atua no maior colégio do País, com 33 milhões de eleitores. O sistema Pardal, ferramenta de fiscalização e denúncia, possibilita ao eleitor denunciar diferentes irregularidades durante as eleições de 2018, como propagandas eleitorais, compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais, doações e gastos de campanha. Infrações nas propagandas veiculadas em emissoras de TV e rádio e na internet não serão processadas pelo sistema. Para realizar a denúncia, o autor deve inserir elementos que indiquem a existência do fato, como vídeos, fotos ou áudios, além do nome e CPF. As denúncias são encaminhadas ao Ministério Público Eleitoral, que é uma das partes legítimas para ajuizar representações perante o TRE-SP contra supostas infrações eleitorais. Além do Pardal, o eleitor pode denunciar irregularidades no sistema de Denúncia online. Entretanto, por meio desse sistema, é possível denunciar somente propagandas de rua consideradas fixas, ou seja, veiculadas por meio de outdoors, balões, bonecos, cavaletes, pichações e de inscrições a tinta em muros e fachadas. A denúncia enviada por esse sistema é encaminhada diretamente ao juiz eleitoral que, caso constate a irregularidade, notificará o responsável para retirar a propaganda irregular no prazo de 48 horas. Se a ordem for cumprida, o procedimento será arquivado, mas se persistir a irregularidade, o expediente será encaminhado ao Ministério Público Eleitoral. O sistema recebeu, desde a sua implementação em junho, 461 denúncias.

Fala do General Mourão, vice na chapa de Bolsonaro, causou polêmica (Foto: Henrique Barreto/AE)

Opinião

Nesta semana, a polêmica da vez foi a declaração de um militar acerca dos malefícios de uma criança crescer longe da figura do pai ou do avô. De acordo com ele, jovens nesta condição ficam mais vulneráveis à criminalidade, principalmente se viverem em áreas dominadas pelo tráfico. Sinceramente, não entendi o porquê de tanta celeuma para uma afirmação tão óbvia. Ao contrário do que a grande mídia propagou por aí, a assertiva do tal general não constitui qualquer ofensa às mulheres e às mães em geral. Trata-se, apenas e tão somente, de uma constatação empírica. Crescer em uma família desestruturada (sem pai ou mãe) contribui, sim, para que o jovem venha a trilhar no mundo do crime, bastando para tanto analisar os estudos e pesquisas sobre o tema. O fato de o militar ter feito referência somente à ausência da figura masculina não significa que o contrário não seja também verdadeiro. Isso só não foi explicitado porque a grande maioria dos jovens com famílias cindidas vive na companhia da mãe e da avó, e não do pai ou do avô. E, na ausência destes últimos, surge então a necessidade de um referencial paterno, de uma figura masculina, que, infelizmente, pode vir a ser o traficante do morro, vez que dotado de autoridade, poder e dinheiro. Alguma incoerência em tal discurso? Creio que não! No ano de 2007, inclusive, um grande jornal do país divulgou um trabalho com esta mesma conclusão. No entanto, ninguém reclamou de nada. Já em 2008, foi a vez de Barack Obama dizer que crianças sem pai têm 20 vezes mais chances de acabarem na prisão. Todavia, mais uma vez o silêncio foi sepulcral. Por fim, em 2016, um estudo de minha instituição revelou não só que dois em cada três jovens infratores vêm de lares sem pai, como também que 60% deles não professam nenhuma religião. Em outras palavras, Deus e família (pai e mãe) são sim inibidores do crime, não havendo como se negar o óbvio. Na realidade, o problema não foi o conteúdo do que foi dito, mas sim por quem foi dito. E isso já bastou para se dar início a um verdadeiro assassinato de reputações. Lamentável! Hoje em dia, creio que tão ou mais grave que a corrupção material e financeira, é a corrupção espiritual, intelectual e de personalidade de alguns. Definitivamente, o maior problema do Brasil é a corrupção da inteligência! Rodrigo Merli Antunes é Promotor de Justiça do Tribunal do Júri de Guarulhos e pós-graduado em Direito Processual Penal*

157 candidatos já foram barrados pela Justiça com base na Ficha Limpa, incluindo Lula (Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

Opinião

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não é o único barrado pela Lei da Ficha Limpa para as eleições deste ano. Até agora, foram 157 candidatos impedidos de prosseguirem na disputa com base em dados ainda parciais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O número representa 6% de todas as 2.599 candidaturas rejeitadas pela Justiça Federal. Restam 27.402 consideradas aptas, entre presidenciáveis, governadores, senadores e deputados federais e estaduais. Em 2014, foram 250 nomes tirados da lista, cerca de 60% a mais do que neste pleito. Ainda assim, não conseguiu barrar Paulo Maluf como deputado federal, que, em 2013, fora condenado em segunda instância por improbidade administrativa. Já se vão mais de oito anos desde que a Lei Complementar 135/10, mais conhecida como Ficha Limpa, entrou em vigor, em 4 de junho de 2010. Passou a valer já nas eleições de 2012, proibindo candidaturas de condenados em segunda instância e sentenciando a oito anos de inelegibilidades aqueles que renunciassem ao cargo para evitar processo de cassação. O texto, que revolucionou a história eleitoral brasileira, é de uma clareza singular, embora ainda não falte quem ouse questioná-lo. Mas esta lei segue viva e atual, cumprindo o seu papel de depuração e ajudando a separar o joio do trigo. Pode até parecer pouco que apenas 6% do total de candidatos seja retido. Mas, sem a Lei da Ficha Limpa, o número de fichas sujas seria certamente bem maior. Cientes das restrições legais, os próprios partidos já fazem sua triagem, impedindo inscrições daqueles que seriam enquadrados pela legislação. Assim, a lei de iniciativa popular, nascida a partir da assinatura de mais de 1,6 milhão de cidadãos, vai mostrando sua importância no processo eleitoral. Seus efeitos são limitados no que diz respeito aos resultados finais, mas é um sopro de esperança para que os eleitores tenham opções de mais qualidade na disputa.

Candidato do PT foi atacado em debate da TV Aparecida (Foto: Reprodução/TV Aparecida)

Nacional

Com a ausência de Jair Bolsonaro (PSL), o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, foi o alvo principal dos adversários durante o debate realizado na noite desta quinta-feira, 20, pela TV Aparecida, na cidade do interior paulista. Estreante num encontro entre os presidenciáveis, Haddad foi questionado sobre denúncias de corrupção envolvendo petistas e a crise econômica originada no governo da presidente cassada Dilma Rousseff. Haddad assumiu a candidatura presidencial do PT somente no dia 11 deste mês, em substituição a Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Lava Jato e barrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Conforme as mais recentes pesquisas, ele está em segundo lugar nas intenções de voto, atrás do líder Bolsonaro - o candidato do PSL permanece internado se recuperando de uma facada. O debate desta quinta-feira foi promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no Santuário Nacional de Aparecida. O Ibope, em sua mais recente pesquisa, mediu as intenções de voto entre os católicos. Jair Bolsonaro lidera e, no dia 18, tinha 25%. Fernando Haddad estava com 21%, mas tinha 9% na pesquisa anterior. A transferência dos votos do ex-presidente Lula lhe deu 12 pontos entre os católicos. Ciro Gomes oscilou para cima, com 13% do eleitorado desta religião. 
Ainda não possui um cadastro? Registre-se

ou

Articulistas

Colunistas

Fala do General Mourão, vice na chapa de Bolsonaro, causou polêmica (Foto: Henrique Barreto/AE)

Opinião

157 candidatos já foram barrados pela Justiça com base na Ficha Limpa, incluindo Lula (Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

Opinião

Luiza Trajano, do Magazine Luiza, é uma das maiores representantes do empoderamento feminino no Brasil (Foto: Reprodução/Instagram)

Opinião

Mesmo no hospital, presidenciável mantém declarações em tom de campanha (Foto: Reprodução/Twitter)

Opinião