VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

Muitos documentos também foram perdidos com incêndio (Foto: Divulgação)

Cidade

Um incêndio na madrugada desta segunda-feira, 20, destruiu as instalações da Prefeitura de Águas de Santa Bárbara, no interior de São Paulo. O fogo queimou por completo o prédio localizado no centro da cidade, destruindo gabinete do prefeito, almoxarifado, departamento de licitação, entre outros. Algumas dessas repartições ficavam na parte superior onde o telhado cedeu. As chamas assustaram a população e o prefeito Aroldo Caetano, que se deslocou ao local e ao lado de moradores as ...

Vacinação pode garantir a imunização por toda a vida (Foto: Tomaz Silva/Arquivo ABR)

Cidade

Ainda sem contabilizar a quantidade de doses aplicadas no “Dia D” da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e contra o Sarampo, a cidade de São Paulo continua com uma cobertura vacinal abaixo da esperada. Até quinta-feira, 16, data da última atualização, foram 442 mil imunizações (223 mil pólio e 219 mil tríplice viral – sarampo, caxumba e rubéola). Em porcentagem, isso representa 37,7% e 37% do total, respectivamente, números bem abaixo dos 95% aguardados na re ...

Maria Aparecida Pinto é a única negra candidata ao Senado por São Paulo (Foto: Alesp/Divulgação)

Cidade

A média de candidatos negros no Estado de São Paulo é menor do que a média nacional. Entre os paulistas, 72,52% dos 3.737 candidatos são brancos, enquanto os negros são apenas 26,2% dos postulantes paulistas a cargos eletivos. Na análise do Brasil inteiro, 52,78% dos candidatos são brancos, enquanto pretos (como é denominado na pesquisa) e pardos sobem para 46,13%. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral. A maioria dos candidatos paulistas é formada por homens, com 68,1% de repre ...

Evento gratuito oferece informações sobre cursos universitários e auxilia os jovens na escolha da profissão (Foto: Divulgação)

Cidade

O Fórum Teenager de Universidades e Profissões será realizado no sábado, 25, às 10h, no Colégio Marista Arquidiocesano, localizado na Rua Domingos de Morais, 2565, próximo ao Metrô Santa Cruz. O evento oferece aos jovens estudantes do 9° ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio informações sobre cursos universitários e mercado de trabalho O evento tem como objetivo propiciar, de forma participativa, o contato entre os futuros universitários e as instituições de ensino superi ...

No Shopping Plaza Sul, bate-papo reúne convidados especiais que viveram a glória são-paulina, dentro e fora de campo, entre 2006 e 2008 (Foto: Reprodução/Facebook)

Cidade

Equilíbrio é uma das características do futebol brasileiro. Dizem que por aqui existem, no mínimo, oito candidatos ao título antes de rolar a bola em qualquer edição do Campeonato Brasileiro. E o fato é comprovado pela alternância de campeões, principalmente na era dos pontos corridos, iniciada em 2003.  Nos últimos dez anos, vimos o Corinthians vencer o torneio nacional por três vezes, Cruzeiro e Fluminense duas vezes, e Palmeiras e Flamengo uma vez. As disputas acirradas, porém ...

Animais com mais de três meses devem ser vacinados (Foto: Divulgação)

Cidade

A partir de segunda-feira, 20, a cidade de São Paulo inicia sua Campanha de Vacinação contra a Raiva para Cães e Gatos. A ação ocorrerá em mais de 1,9 mil pontos de atendimento, entre fixos e volantes, que vão funcionar entre 10 e 16h, até o dia 2 de setembro. A médica veterinária da Divisão de Vigilância de Zoonoses (DVZ) da Prefeitura Maria Cristina Novo Campos Mendes explicou que a imunização é a forma mais eficaz de controlar a doença. “Os animais domésticos podem contra ...

Tricolor venceu com gols de Shaylon e Hudson (Foto: Paulo Pinto/saopaulofc.net)

Futebol

O São Paulo venceu a Chapecoense por 2 a 0 neste domingo, 19, no Morumbi, e confirmou a liderança do Campeonato Brasileiro no primeiro turno. O time chegou aos 41 pontos, três a mais que o Internacional, segundo colocado. Restam mais 19 rodadas, mas o feito enche o clube de otimismo, até pela ótima campanha. Já a Chapecoense estacionou nos 21 pontos, em 14º. Nas últimas três conquistas, em 2006, 2007 e 2008, o time nunca atingiu essa quantidade de pontos no primeiro turno. Na edição ...

Mesmo com time mesclado, o Palmeiras ostenta vitórias e é o sexto na tabela (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Futebol

Deyverson deixou de ser criticado para se transformar em herói no Palmeiras. Uma semana depois de fazer o gol decisivo sobre o Vasco, neste domingo, 19, ele foi além, ao comandar os 3 a 0 sobre o Vitória, em Salvador, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante marcou duas vezes e facilitou a tarefa da formação mista do Palmeiras, que aproveitou a fraqueza da pior defesa da competição para construir um resultado tranquilo. Com o resultado, o Palmeiras chegou aos 33 pontos, enquanto o Vitória ...

Com a derrota, Corinthians permanece em sétimo colocado na tabela do Brasileirão (Foto: Wesley Santos/Site do Grêmio)

Futebol

O Corinthians não foi páreo para o Grêmio na Arena em Itaquera, no sábado, 18, e perdeu por 1 a 0, chegando à terceira partida sem vitória no Campeonato Brasileiro. O resultado deixou o time estacionado na tabela de classificação do torneio, com 26 pontos, na 7ª posição. Já o Grêmio assumiu a terceira posição, com 36 pontos, dois a menos que o líder São Paulo, que joga neste domingo. Para montar o Corinthians, o técnico Osmar Loss abriu mão de um jogador de referência no ata ...

Com o triunfo, Santos subiu para a 13ª posição. Próximo compromisso é contra o Independente, na Argentina (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

Futebol

A fase do Santos parece ter mudado. O time da Baixada Santista, que chegou a ficar mais de dois meses sem vencer, derrotou o Sport por 3 a 0 neste sábado, 18, na abertura da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, voltou a triunfar na competição após sete jogos e deixou a zona de rebaixamento. Eduardo Sasha, no primeiro minuto de jogo, Rodrygo e Victor Ferraz, no final do confronto, marcaram os gols que deram o triunfo à equipe alvinegra. O Santos pega o elevador e, agora, aparece na 13ª po ...

Técnico vai desfalcar Corinthians, Flamengo e Cruzeiro na semifinal da Copa do Brasil (Foto: Reprodução/CBF TV)

Futebol

Em sua primeira lista de convocados após a Copa do Mundo da Rússia, onde o Brasil foi eliminado nas quartas de final pela Bélgica, o técnico Tite chamou nesta sexta-feira 24 jogadores para os amistosos de setembro contra os Estados Unidos e El Salvador, ambos em solo norte-americano. O treinador convocou 13 jogadores que disputaram o Mundial e trouxe como principais novidades o atacante Pedro, do Fluminense, o meia Lucas Paquetá, do Flamengo, e o volante Arthur, do Barcelona. A seleção ...

Técnico nega que tenha entrado em atrito com dirigente (Foto: Reprodução/Instagram)

Futebol

Durou apenas três jogos a passagem de Alberto Valentim no comando da equipe do Pyramids FC, do Egito. Segundo informações divulgadas na imprensa brasileira, o técnico teria sido demitido após divergências com Turki al-Sheikh, bilionário saudita que comprou o clube em junho passado. O treinador, no entanto, nega esta versão (veja abaixo).  Alberto Valentim resolveu manter a escalação de Ribamar contra o El Geish, na última terça-feira, pela terceira rodada do Campeonato Egípcio, ...

Alvo de denúncias por abuso sexual, ator perdeu prestígio com o público (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

Billionaire Boys Club, filme mais recente de Kevin Spacey, arrecadou apenas US$ 126 (cerca de R$ 496) no seu primeiro dia nas salas de cinema dos EUA. O filme estreou neste fim de semana em 10 salas no país e a previsão era de que os números chegariam a US$ 500 até o fim do domingo, 19. O filme anterior com o ator, Baby Driver, arrecadou US$ 20,5 milhões no seu primeiro dia. A enorme diferença mostra a força do movimento #MeToo. Spacey foi um dos principais nomes envolvidos nas denúncias de abusos sexuais na indústria do entretenimento. Mais de uma dúzia de homens acusaram o ator de assédio, e pelo menos seis processos criminais correm nos EUA e na Inglaterra contra ele. Já Podres de Ricos (Crazy Rich Asians) tem motivos para festejar. A aguardada comédia romântica da Warner Bros. estreou acima das expectativas, com uma soma de cinco dias de US$ 34 milhões ao ser lançada em 3.384 cinemas. A aclamada comédia de Jon M.Chu - seu primeiro filme de estúdio em mais de 25 anos, desde O Clube da Felicidade e da Sorte, a ter um elenco quase todo asiático-americano - teve um orçamento modesto de US$ 30 milhões. O entusiasmo tem sido grande para Podres de Ricos, que chega aos cinemas conforme Hollywood sofre pressões para apresentar maior diversidade nas telonas. O filme possui uma nota de 93 por cento no agregador Rotten Tomatoes, assim como um conceito A no CinemaScore. Podres de Ricos é a primeira comédia romântica em quase três anos (desde Descompensada, de Amy Schumer) a estrear com mais de US$ 20 milhões em bilheterias. Nos anos recentes, o gênero tem lutado nas bilheterias. Recentemente, o remake de Overboard com Anna Faris e Eugenio Derbez estreou com modestos US$ 14 milhões. Antes disto, Sexy por Acidente - com Amy Schumer, Michelle Williams e Emily Ratajkowski - arrecadou US$ 16 milhões. Megatubarão, também da Warner Bros., arrecadou US$ 21,5 milhões em seu segundo final de semana. O suspense envolvendo um tubarão gigante já arrecadou mais de US$ 84 milhões na América do Norte. Outro lançamento, 22 Milhas, de Mark Wahlberg, estreou abaixo das expectativas, com US$ 13,6 milhões de dólares em 3.482 cinemas. O filme é a quarta colaboração entre Wahlberg e o diretor Peter Berg. A esperança é que o suspense repleto de ação gere uma franquia, mas isto ainda será analisado, dado o orçamento estimado entre 30 e 50 milhões de dólares do filme. A última estreia do fim de semana, Alfa, conquistou US$ 10,5 milhões em 2.719 cinemas. O filme é da Studio 8 e é distribuído pela Sony. Embora sua estreia tenha sido ligeiramente acima das projeções, o filme ainda precisa ganhar ritmo para justificar um orçamento de produção de US$ 50 milhões. Enquanto isso, a missão mais recente de Tom Cruise ainda se mostra lucrativa. Missão: Impossível - Efeito Fallout ficou em quarto lugar, junto a Alfa, com US$ 10,5 milhões em seu quarto final de semana, levando sua arrecadação na América do Norte para US$ 180 milhões. No exterior, o filme conquistou mais US$ 20,5 milhões, somando um total internacional de 320 milhões. Nas bilheterias especiais, Julieta, Nua e Crua arrecadou 60 mil dólares ao estrear em quatro cinemas. Baseado no romance de Nick Hornby, o filme - estrelando Rose Byrne, Ethan Hawke e Chris ODowd - recebeu elogios após exibição no Festival Sundance. The Wife, com Glenn Close, Jonathan Pryce e Christian Slater teve a maior média do final de semana. O filme arrecadou 27 mil por local, somando US$ 110 mil no final de semana.

Apresentadora saiu do programa em comum acordo com a direção da emissora (Foto: Reprodução/Instagram)

Fora dos Trilhos

Hoje eu inicio a minha coluna comentando a evolução da televisão brasileira, com as distintas grades, opções para anunciar produtos e o que é oferecido como programação diferenciada. A coluna pesquisou e chegou à conclusão que SBT, Record, Band, Gazeta, Rede TV e Cultura não vêm apresentando, com raras exceções, alternativas para seus telespectadores. Basta verificar as audiências para perceber a mesmice apresentada todas as semanas. Os telespectadores têm migrado para os canais fechados. Como exemplo, temos a TV Climatempo, sintonizada só por quem tem a assinatura da SKY e pelas operadoras de celular. A emissora apresenta uma programação eclética com música, jornalismo, turismo e produções independentes, que vêm pontuando no Ibope. A TV, por ser especializada em meteorologia, tem prestado um serviço ímpar. Tudo isso se deve à boa direção de Paulo Polli, que não mede esforços para fazer dessa emissora uma das mais importantes do país. Já na área esportiva, temos a ESPN, e o SporTV que lideram nesse segmento pela qualidade que apresentam e também pela exclusividade dos jogos internacionais que elas transmitem. Há de se avaliar também a qualidade de seus conteúdos. As novelas são o carro chefe da televisão brasileira, por terem as maiores audiências, segundo o Ibope. Na preferência popular não há ainda uma programação que dê esse mesmo desempenho para programas como documentários educativos. Em São Paulo, a única emissora que se propõe a isso é a TV Cultura.  Já no jornalismo, podemos hoje dimensionar a Record News, que vem crescendo gradativamente com a seriedade de suas informações, em que pese ter como concorrente a Band News e a Globo News. Trata-se de um bom caminho para os telespectadores optar por programações diferenciadas que atinjam suas expectativas.       A autorização dada a essas emissoras é para, acima da sua comercialização, fazer a prestação de serviços e entretenimento para milhões de brasileiros. Uma boa parte da população depende das emissoras como opção de lazer para curtir os dias de folga. Fausto Silva, Ratinho, Silvio Santos, Rodrigo Faro, Gugu Liberato, entre outros, podem sim fazer a diferença, desde que apresentem nas suas programações alternativas para seus respectivos telespectadores. Eles devem oferecer entretenimento, mas também com propósitos de informar e ditar normas de vida e postura. Seria o caminho para um Brasil melhor. A apresentadora Mara Maravilha não participará mais do programa Fofocalizando, informou o SBT. De acordo com a emissora, a decisão foi tomada em comum acordo entre Mara e a direção do SBT, e ela continuará como contratada da emissora para futuros projetos. Frase final: “Viver é acreditar e realizar o impossível” ( Roberto Shinyahiki) 

Ernesto e Ema, finalmente, vão selar o matrimônio (Foto: Victor Pollak/TV Globo)

Fora dos Trilhos

Lady Margareth (Natália do Vale) bem que tentará estragar a festa do casamento de Ernesto (Rodrigo Simas) e Ema (Agatha Moreira), que será realizada na Fazenda Ouro Verde. Mas uma reviravolta está por acontecer nos próximos capítulos de Orgulho e Paixão. A vilã vai pedir para que Xavier (Ricardo Tozzi) quebre as mesas e objetos da comemoração antes que o novo casal saia da igreja casado. Ela vai observar de longe a decepção dos jovens e de seus convidados, mas será descoberta e assumirá a autoria da maldade. Diante da situação, o noivo vai resolver transferir a festa para dentro da mansão de Lady Margareth. Ele ordena que seus amigos derrubem as portas do local para que a celebração seja realizada no casarão. Para que ela não tente mais estragar a festa, Charlotte (Isabella Santoni) prende a tia na igreja, com a ajuda de Elisabeta (Nathália Dill) e Darcy (Thiago Lacerda). A megera vai berrar por ajuda, mas ninguém irá socorrê-la. As cenas estão previstas para irem ao ar hoje e mostrarão Ofélia (Vera Holtz) e Nicoleta (Rosane Goffman) ajudando os recém-casados a cozinhar assados e petiscos para os convidados. A festa vai durar toda a madrugada e tudo sairá em perfeita harmonia.

Dylan Minnette, ator que interpreta Clay Jensen, vai receber R$ 755 mil por episódio (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

A Netflix e o elenco da popular série 13 Reasons Why chegaram a um acordo que garante um aumento salarial para a produção da terceira temporada, que estava ameaçada de ter seu início atrasado por conta do imbróglio. Segundo o site Deadline, nunca houve um temor real que esse acordo não fosse alcançado. O protagonista Dylan Minnette, intérprete de Clay Jensen, vai receber em torno de US$ 200 mil (aproximadamente R$ 755 mil) por episódio, enquanto a Brandon Flynn, Alisha Boe, Justin Prentice, Christian Navarro, Miles Heizer, Devin Druid e Ross Butler serão pagos US$ 135 mil (R$ 527 mil) por episódio na terceira temporada com aumento para US$ 150 mil (cerca de R$ 565 mil) caso a série seja renovada para uma quarta temporada, de acordo com o site. É comum a Netflix dar aumento de salário para os atores quando uma série chega na sua terceira temporada. Em março de 2018, a plataforma de streaming já havia fechado um novo acordo com o elenco de Stranger Things, o que movimentou os participantes de 13 Reasons Why para fazer o mesmo. A produção da terceira temporada de 13 Reasons Why havia começado na segunda-feira, 12, dentro do cronograma, o que animou os produtores que o acordo estaria próximo. A previsão de estreia dos novos episódios é para o primeiro semestre de 2019.

Em post no Facebook, integrantes da banda afirmaram que cantora sofria com doenças mentais há anos (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

A vocalista da banda de heavy metal Huntress morreu na última terça-feira, 14, aos 43 anos. Segundo a página oficial do grupo no Facebook, Jill Janus teria se suicidado. Ainda de acordo com a publicação, a cantora sofria de doenças mentais há vários anos. "Com nossos corações partidos, anunciamos que Jill Janus, vocalista da banda de heavy metal da Califórnia Huntress, morreu nesta terça-feira, 14 de agosto. Há anos sofrendo com uma doença mental, ela tirou a própria vida em Portland, Oregon. Janus falou publicamente sobre esses desafios na esperança de orientar os outros a superarem suas doenças mentais", informou o comunicado publicado no Facebook do grupo. "Janus era especialmente criativa e envolvida com inúmeros projetos musicais, incluindo seu papel como vocalista para as bandas femininas de metal e hard rock TheStarbreakers e Chelsea Girls. Além disso, Janus foi coautora e criadora de uma ópera rock que será lançada em breve com Angus Clark, da Trans-Siberian Orchestra. Ela também teve uma longa carreira como a DJ Penelope Tuesdae, em Nova York. Sua carreira musical começou na infância", complementa o texto.

Jornais americanos já falavam que cantora estava "muito doente" (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

A Rainha do Soul Aretha Franklin morreu nesta quinta-feira, 16, aos 76 anos, de acordo com informações da agência The Associated Press. Segundo seu agente, ela estava em sua casa em Detroit.Aretha era uma força da natureza. A voz de enorme tessitura era capaz de alcançar agudos extremos, e ao mesmo tempo flutuar com segurança nos registros graves, sem contar o vibrato característico que acrescenta refinadas pitadas de balanço em seu jeito único de cantar. Aretha flutua entre as notas, ora retardando, ora acelerando em momentos inesperados. Mas o que a tornou a Rainha do Soul, uma das grandes divas da música do século, sem dúvida é o modo como transplantou a matriz "gospel" a outros gêneros populares, como o jazz, o blues, o pop. Basta ouvir em sequência suas primeiras gravações, desde a primeira, de 1956, quando ela tinha 14 aninhos, disponível nas mídias digitais como Aretha Gospel. Na primeira faixa, There is a fountain filled with blood, apenas um órgão e seu próprio piano a acompanham; fiéis repetem "yes, yes" a cada verso. É de arrepiar. Aliás, se ouvir He will wash you white as snow, em que o coral dos fiéis "responde" a cada verso com versos e palmas, você vai entender por que o gospel, nascido no sul dos Estados Unidos, ainda no século 19, é a matriz das músicas negras dominantes até hoje no universo das músicas populares. Sem concorrência. Cinco anos depois, Aretha, com 19 anos, gravou um disco com o grupo de Ray Bryant, um dos pianistas de jazz mais blueseiros naquele início da década mágica de 1960. Ela toca e também toca piano, ao lado de Bryant. Ouça o clássico de Gershwin It aint necessarily so, da ópera negra Porgy and Bess. A interpretação tem bastante a ver com Dinah Washington. A Columbia, sua primeira gravadora, que a contratou ainda nos anos 1950, queria fazer dela a nova cantora-sensação de jazz. Mas Aretha só encontrou o rumo definitivo em meados da década de 1960, quando passou a gravar para a Atlantic. De lá para cá, foram 18 Grammys, dezenas de milhões de discos vendidos. E o status de "Rainha do Soul" (ela foi coroada em 1967, em Chicago, pelo DJ Pervis Spann). São daquela década sucessos planetários como Chain of fools, Spirit in the dark e Think.No final do século, 1999, saiu uma biografia autorizada de David Ritz. Insossa, oficialesca. Em 2014, Ritz publicou o verdadeiro tesouro que colhera em suas pesquisas. Apesar dos protestos de Aretha, o livro altera o modo como a conhecemos. O maior mérito do livro é mostrar o profundo, decidido engajamento político da cantora na década de 1960 - ela cantou com Mahalia em 1963 para arrecadar fundos para a Grande Marcha a Washington de Martin Luther King e apoiou publicamente Angela Davis, militante pelos direitos civis dos negros. Tudo refletido em memoráveis canções como "Respect", "Think", "(You make me feel like) a natural woman" e "Chain of fools", todas gravadas na Atlantic. Filha do DeltaAretha é "filha" musical da região do Delta do Rio Mississippi, é bom não esquecer - descendente direta da grande Mahalia Jackson e de Clara Ward. Bendito delta que pariu gênios do blues do porte de Robert Johnson, Son House, Howlin Wolf, Muddy Waters e B. B. King, entre tantos outros. Ainda criança, cantava no coral e participava dos cultos na igreja, compartilhando as suingadas pregações do pai, o reverendo Clarence, que inspiraram ninguém menos do que James Brown, o mago da soul music. Mas em casa, sentadinha na escada junto com os irmãos Erma, Cecil e Carolyn, ouvia pianistas como Art Tatum e Nat King Cole dedilharem o piano da sala. Outros visitantes ilustres eram Oscar Peterson, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, Billy Eckstine, Lionel Hampton. A cantora Dinah Washington era uma espécie de madrinha das crianças: ensaiava com elas. Esqueci de dizer: além dos irmãos, acotovelavam-se também naquela escada miraculosa amigos como Diana Ross e Smokey Robinson. Por um belo texto de David Remick para a New Yorker em 2014, ficamos sabendo que ela escrevia a parte de piano, a harmonia de base e os breaks da bateria desde "Chain of foods" até "Natural woman". Remick a considera "a maior cantora da história da música popular do pós-guerra". E resume algumas de suas inovações: "Só a partir de 'Amazing Grace', sua gravação de 1972, ela passou a receber os créditos devidos. É portanto surpreendente, embora não devesse ser, ficar sabendo que 'Lucky old sun', de Ray Charles, e a versão de Otis Redding para 'Try to a little tenderness' se inspiraram nas gravações de Aretha destas canções; que ela mesma gravava em overbuds suas muitas linhas vocais sete anos antes de Marvin Gaye tornar famosa esta técnica em 'hats going on'; que Eric Clapton ficou intimidado de tocar guitarra com ela; que sua gravação de 1967 de 'Respect' de Otis Redding formatou o modelo de uma soul music socialmente consciente e comercialmente viável por muitos anos; que Gaye se sentiu recompensado quando ela cantou sua 'Wholly Holy' em 'Amazing Grace' - o disco com o qual, além disso, Aretha ajudou a 'inventar o gospel moderno'". 

Grid List

Dores na região pélvica e após a relação sexual podem indicar a presença de miomas (Foto: Divulgação)

Saúde

Quando de uma hora para outra a mulher passa a sentir dores pélvicas, mais precisamente na região mais baixa do abdome, e percebe que o fluxo menstrual está muito mais intenso e irregular, é bom acender o sinal de alerta: é possível que esteja com mioma uterino, doença que costuma atingir mulheres em idade reprodutiva – na faixa dos 30 a 50 anos – e que forma tumores pélvicos benignos, dentro ou fora do útero. Estima-se que 75% das mulheres desenvolverão este problema ao longo da v ...

Um policial também ficou ferido, mas sem gravidade (Foto: Ricardo Zerrenner / Riotur/Fotos Públicas)

Nacional

A ação policial realizada na Alameda São Boaventura, em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, terminou com seis suspeitos mortos e outros dois feridos durante uma troca de tiros na manhã desta segunda-feira, 20, segundo informações atualizadas da Polícia Militar. Conforme a Polícia Militar, agentes do 12.º BPM (Niterói) que faziam o patrulhamento pelo local desconfiaram de alguns indivíduos que estavam dentro de dois carros. Na abordagem, os criminosos tentaram fugir e ...

Ministro Brito Pereira permitiu continuação do processo de privatização (Foto: Igo Estrela/Divulgação/TST)

Economia

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Brito Pereira, atendeu ao pedido da Advocacia Geral da União (AGU) e derrubou liminar concedida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, Rio de Janeiro, que suspendia o processo de privatização das distribuidoras deficitárias do Norte e Nordeste da Eletrobras. O governo ainda trabalha com a data do leilão de três distribuidoras (Acre, Rondônia e Roraima) para o próximo dia 30 de agosto, ainda que o projeto de lei q ...

Brasil também tem lutado para combater a doença (Foto: Marcelo Camargo/ABR/Fotos Públicas)

Mundo

Mais de 41 mil crianças e adultos na Europa foram infectadas pelo sarampo apenas nos primeiros seis meses de 2018. Os dados foram apresentados nesta segunda-feira, 20, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), alertando para o fato de que a nova taxa bate recordes no atual século e já supera todos os casos registrados anualmente na última década. De acordo com a entidade, 37 pessoas já morreram no continente europeu neste ano, 14 deles na Sérvia. Em 2017, o número de casos registrad ...

Grid List

Lei obriga sites a informarem se armazenam dados pessoais (Foto: Cecilia Bastos/USP Imagens)

Tecnologia

Publicada na quinta-feira, 16, no Diário Oficial, a Lei de Proteção de Dados Pessoais, sancionada no dia anterior pelo presidente Michel Temer (MDB), é um avanço importante para o Direito Digital, segundo especialistas escutados pelo Metrô News. O texto obriga empresas a terem maior zelo no tratamento de dados pessoais, inclusive na internet. O Brasil era um dos poucos países do mundo que não tinha uma legislação semelhante. “Os dados se tornaram valiosos”, explicou Marcelo Chiava ...

Cidade de Londres, na Inglaterra, enriquecem o itinerário no Velho Continente (Foto: Orlando Soares)

Turismo

Muitas dúvidas surgem na cabeça dos turistas quando o destino é a Europa. Afinal, como aproveitar em sua totalidade o período no exterior? E como estimular as crianças a não esquecerem jamais o que foi vivido fora do País? De acordo com a empresa de visto europeu Etias, são cinco passos essenciais para que a viagem seja a mais legal possível. O primeiro é separar, pelo menos, cinco dias para cada destino. Na Europa, tudo é muito perto. É fácil querer visitar várias cidades em pouc ...

O ronco poderoso do motor V8 é uma das assinaturas do Mustang, que empolga os fãs pelo mundo (Foto: Divulgação)

Autos e Afins

A Ford apresentou o Mustang Nascar, versão especial do esportivo, que vai estrear no ano que vem na categoria mais popular do automobilismo dos Estados Unidos, a Monster Energy Nascar Cup Series. O modelo fará sua primeira corrida na Daytona 500, em fevereiro. “O Mustang corre desde que foi vendido pela primeira vez em 1964”, disse Hau Thai-Tang, vice-presidente executivo de Desenvolvimento do Produto e Compras da Ford, durante a apresentação do carro. “Após mais de meio século, é ...

Laudos e vistorias devem ser feitos por empresas regulamentadas (Foto: Reprodução/PX Here)

Imóveis

Uma das principais preocupações dentro de um condomínio deve ser a gestão dos elevadores. Em cidades que contam com prédios antigos, como é o caso de Santos, a atenção precisa ser redobrada. Mais que isso: é preciso seguir a legislação municipal vigente que estabelece uma série de providências em relação à segurança, instalação e manutenção. Para o diretor da 3A Consultoria Predial, Alexandre Isaías, há muito desconhecimento da lei e os síndicos não devem negligenciar a ...

Uma das vítimas sofreu traumatismo craniano (Foto: Reprodução/Google Street View)

Cidade

O capotamento de um automóvel na Avenida Eduardo Cotching, altura do número 1.079, no bairro da Vila Formosa, zona leste da Capital, deixou quatro pessoas feridas na manhã desta terça-feira, 7. Não há a identificação das pessoas envolvidas no acidente até o momento. Duas vítimas foram encaminhadas para hospitais no Tatuapé. De acordo com a PM, as outras chegaram a ficar presas nas ferragens, mas já foram retiradas. Segundo o portal G1, uma delas sofreu traumatismo craniano e foi encaminhada para o Hospital Santa Marcelina, em Itaquera. O caso foi encaminhado para o 58º DP, que investiga as causas do capotamento. Parte da via está interditada para a realização da perícia. 

Instrutores darão mais detalhes sobre as profissões (Foto: Reprodução/USP)

Cidade

O Parque de Ciência e Tecnologia da USP recebe, de 16 a 18 de agosto, a 12ª edição da Feira USP e as Profissões da Capital. A iniciativa é destinada a estudantes do ensino médio e de cursos preparatórios para o vestibular. A participação é gratuita, mas para controle de fluxo é sugerido que os interessados façam inscrição prévia no site www.prceu.usp.br/uspprofissoes. O evento reúne alunos e professores da universidade, que atuam como monitores e esclarecem dúvidas sobre os cursos oferecidos e as diferenças entre eles. Este ano, a USP ofereceu 312 cursos de graduação. São mais de 58 mil alunos matriculados na graduação e 30 mil na pós-graduação. Para ajudar os estudantes na escolha da profissão, o  Instituto de Psicologia da USP realizará oficinas, como a de orientação vocacional, que atenderá 25 estudantes por sessão. Serviço 12ª Feira USP e as Profissões De 16 a 18 de agosto, das 9h às 17h. Parque de Ciência e Tecnologia da USP. Avenida Miguel Stéfano, 4.200, Água Funda. Participação gratuita, mas deve-se fazer inscrição prévia no site www.prceu.usp.br/uspprofissoes

Internautas não entenderam a piada de Fernando Rocha (Foto: Reprodução/TV Globo)

Fora dos Trilhos

O apresentador do programa Bem-Estar, da Globo, Fernando Rocha, chamou atenção nas redes sociais após uma piada inusitada - e até um tanto quanto constrangedora - contada por ele no início da edição da última terça-feira, 24. Logo de cara, na introdução do programa, começou: "Todo mundo sabe, desde que o mundo é mundo, que a vida é feita de encontros e despedidas. Despedidas são mais tristes, emocionantes, né? Fiquei sabendo de uma história de despedida tão emocionante, tão sofrida". "Sabe qual? A despedida da clara com o ovo", disse, começando a rir, antes de complementar: "Mas aí ela só não é tão triste porque a clara chega pro ovo e fala assim: 'Não fica triste, não. A gente se vê dentro do bolo!". Neste momento, Fernando começou a gargalhar. "'A gente vai se encontrar dentro do bolo!' Agora você imagina o encontro da clara com o ovo dentro do bolo!" Os comentários do apresentador pareciam fazer cada vez menos sentido, tentando encontrar uma forma de ligar a brincadeira ao tema do programa, que eram exames modernos que antecipam problemas no coração: "Infelizmente o homem ainda não foi capaz de inventar uma câmera que mostre esse encontro da clara e o ovo dentro do bolo!" A câmera do programa focou no médico Roberto Kalil, outro participante do programa, com feição séria, parecendo não achar muita graça na piada. "Doutor Kalil, já imaginou esse encontro? ... A gente hoje tem imagens impressionantes que a gente vai mostrar, que podem salvar vidas. Doutor Kalil tá com essa cara de um encontro com clara com ovo dentro de um bolo..." "Não gostei muito, não foi muito legal esse começo de programa... Não deu muito certo", disse o médico Roberto Kalil, ainda em tom sério, tentando emplacar algum sorriso. "É porque eu não dei parabéns pra ele no dia 7 de julho porque ele tava viajando, não deu certo", disse Rocha, na sequência. Alguns internautas comentaram sobre o constrangimento: Fernando Rocha loucão no começo do Bem Estar...E o médico, na lata: "não foi muito legal esse começo de programa" pic.twitter.com/rIMjPwIlTT — Ren (@RenatoJG) 25 de julho de 2018 A cara do doutor com a piadinha sem graça eu ri Mas eu ri muitooo kkkkk #BemEstar — Sucodemaracuja (@mebejaaaaaa) 24 de julho de 2018 tão crucificando o cara do bem estar só por causa da piada ruim — ???? ?????? (@magnetocyclops) 25 de julho de 2018 Se eu sou a produtora desse negócio eu dava um tiro de calmante aos 40 segundos no Fernando Rocha e pedia o break https://t.co/Uz3vKkUdvB — Beatriz Fiorotto (@FiorottoBeatriz) 25 de julho de 2018 Aposto que no sabadao o Fernando Rocha tava la chapadasso no sofa criando essa fic, ficou emocionado e disse pra si mesmo "tenho certeza que as pessoas vao achar engraçado, vou contar no bem estar" https://t.co/iW82ja0YiG — vinao klöppel (@vinikloppel) 25 de julho de 2018 E a diretora do programa gritando com o Diretor de Corte perguntando pq ele não deixou o Fernando Rocha doidão no ar — ßragoni (@fbragoni) 25 de julho de 2018

Emílio Surita terá que se reinventar para retornar à TV (Fotos: Divulgação Band e SBT)

Fora dos Trilhos

Hoje eu inicio a minha coluna comentando a negociação entre Emílio Surita e Silvio Santos para retornar à TV o programa Pânico. Caso ele consiga acertar com o SBT, terá dois desafios: montar o programa com novos personagens e reunir humoristas com talento capaz de reviver os bons tempos da atração. É público e notório que boa parte dos que compuseram a última formação, incluindo os veteranos, não suportou a falta de alternativa ao fim do programa e saiu em debandada para a Globo e Record. Eles não quiseram permanecer desempregados e aproveitaram as oportunidades que apareceram. Emílio Surita não quer dar detalhes de seu acerto com Silvio Santos. A grande verdade é que a renovação do Pânico já estava prevista desde os tempos da TV Bandeirantes. Do elenco anterior, poderão voltar, se o programa for para o SBT, os humoristas que não foram aproveitados por outras emissoras. Rodrigo Scarpa (Vesgo), Marcelo Picon (Bolinha) e Leandro Firmino (Zé Pequeno), entre outros, estão totalmente desligados. Márvio Lúcio (Carioca) deve ser o próximo a esquecer o antigo programa. Ele está na mira da Globo. Emílio Surita terá de se reinventar. Será necessário renovar grande parte do elenco do programa. A Record estreou ontem a novela bíblica Jesus, e tem a difícil missão de brecar o crescimento constante do SBT, principalmente da novela infantil As Aventuras de Poliana, que tem atingido até 18 pontos de audiência na grande São Paulo. O clima no setor de teledramaturgia da Record não é dos melhores. O Tempo não Para, a próxima novela das 19h da Globo, será marcada por flagras, falsa morte, casamento desfeito com noivo abandonado no altar e o naufrágio que congelará a família Sabino Machado para despertar nos dias atuais. O folhetim promete ser diferente no contexto da história. Os desentendimentos entre o elenco tumultuaram as gravações do Vai que Cola, humorístico do Multishow, atualmente na quarta temporada. Fontes bem informadas alegam que os atores não decoram os textos e se desentendem o tempo todo. Uma reunião com a direção está marcada para resolver a questão.  Gaya, a nova minissérie da Globo, escrita por Marcos Nisti e Estrela Renner, terá como principais protagonistas Taís Araújo, Leandra Leal e Débora Falabella. A história será um drama, em torno de três mulheres, idealizado pela escritora Glória Perez. O seriado deve ir ao ar em novembro. Frase Final: “Os animais são bons amigos, não fazem perguntas e tampouco criticam.” (George Eliot).

Argo Drive 1.0 e Drive 1.3 podem ser equipados com hill-holder e controle de estabilidade (Foto: Divulgação)

Autos e Afins

Lançado há pouco mais de um ano, o Argo é um sucesso de mercado com quase 60 mil unidades comercializadas desde seu lançamento. Com design esportivo, motores eficientes, alta tecnologia e sofisticação, o modelo alcançou em junho a sexta posição entre os carros mais vendidos do Brasil. Em um segmento competitivo como o dos hatches compactos, é importante trazer novidades de acordo com a demanda do mercado para cada versão, evoluindo e até antecipando as necessidades dos clientes. Assim, as versões 1.0, Drive 1.0, Drive 1.3, Drive 1.3 GSR, HGT 1.8 e HGT 1.8 Automático do Argo chegam à linha 2019 reformuladas. As versões Precision 1.8 e Precision 1.8 automático continuarão disponíveis como 2018 e em breve também serão atualizadas. Entre as novidades do Argo 2019 estão novos opcionais e itens de série. Atendendo às solicitações de mercado, o sistema Start & Stop passa a ser oferecido como opcional nas versões Drive 1.0 e Drive 1.3, permitindo democraticamente que o cliente opte por contar com o item ou não. O Argo Drive 1.3 GSR e as versões 1.8 continuam com o sistema de série.  Confira como fica cada versão e kits de opcionais abaixo Argo 1.0: A versão de entrada recém-lançada conta agora como opcional o novo kit visibilidade, com desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro com intermitência. Além dele, ainda estão disponíveis os já conhecidos kits rádio connect e convenience.  Argo Drive 1.0: Equipada com o motor Firefly 1.0 de três cilindros, a versão ganha importantes novidades. De série, o alarme antifurto e, como opcional, controle de tração, controle eletrônico de estabilidade e sistema assistente de partida em rampa (hill-holder). Traz ainda equipamentos como direção elétrica progressiva, ar-condicionado, banco do motorista com ajuste de altura e isofix.  Argo Drive 1.3: A versão também conta com a novidade do alarme antifurto de série e com os novos opcionais controle de tração, controle eletrônico de estabilidade e sistema hill-holder. O modelo, com motor Firefly 1.3, pode ser equipado ainda com os kits de opcionais tradicionais parking, connect e convenience.  Argo Drive 1.3 GSR: Assim como no Drive 1.3, a versão com câmbio GSR conta com alarme antifurto de série como novidade, além de outros itens, como controle de tração, controle eletrônico de estabilidade, assistente de partida em rampa e a função auto-up shift abort, que garante retomadas mais vigorosas.  Argo HGT 1.8: A versão com acabamento, calibração de suspensão e controle de estabilidade esportivo passa a contar na linha 2019 com sensor de estacionamento traseiro e visualizador gráfico de série.  Argo HGT 1.8 AT: Com máximo conforto com o câmbio automático de seis marchas, a versão, assim como a manual, traz de série o sensor de estacionamento traseiro com visualizador gráfico e conta com os mesmos opcionais: kit stile, kit tech, side bags dianteiros e câmera de ré. A linha 2019 do Argo possui como opções as cores sólidas branco banchisa, preto vulcano e vermelho alpine, a perolizada branco Alaska e as metálicas prata Bari, preto vesúvio e cinza scandium. As versões HGT não estão disponíveis em preto vulcano e vermelho alpine, mas possuem como opções os tons sólidos azul portofino e o vermelho modena. Preços da nova linha do Argo Fiat Argo 1.0 -  R$ 44.990 - (preço de oferta sugerido) Fiat Argo Drive 1.0 - R$ 47.990  -  (preço de oferta sugerido) Fiat Argo Drive 1.3 -  R$ 53.990  Fiat Argo Drive 1.3 GSR -  R$ 59.590 Fiat Argo HGT 1.8 -  R$ 65.990 Fiat Argo HGT 1.8 AT6 -  R$ 71.990

Ao pegar produtos na prateleira do supermercado, consumidor deve verificar as informações contidas na etiqueta (Foto: Tânia Rêgo / ABR/Fotos Públicas)

Saúde

Se o leitor não tem costume de ler a etiqueta de informações nutricionais e a lista de ingredientes dos alimentos que consome, é melhor começar a mudar de hábito. Isto porque toda a embalagem de um alimento industrializado traz informações valiosas, como quantidade de vitaminas, açúcares, sódio (sal), gorduras, corantes, conservantes e outros componentes que mostram quão saudável (ou não) é o alimento em questão. E estes dados são importantes não só para aqueles que procuram manter uma alimentação saudável, mas também para os que possuem determinados problemas de saúde e, necessariamente, devem seguir uma dieta personalizada para obter melhor qualidade de vida. “A nossa alimentação deve ter como base os produtos mais naturais possíveis. A dica é: desembale menos e descasque mais. Portanto, sempre que houver nos rótulos nomes muito estranhos e um excesso de ingredientes que não se reconhece, é sinal que o produto é altamente processado”, afirma Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da empresa Superbom. A especialista explica que, na lista de ingredientes, os itens aparecem de acordo com a quantidade. Assim, o primeiro item é o que possui maior quantidade e o último, menor quantidade.  No entanto, em algumas situações, o mesmo ingrediente pode aparecer mais de uma vez, mas com nomes diferentes. É o caso do açúcar e do sódio, que possuem múltiplas designações e são vilões de diabéticos, hipertensos e portadores de doenças cardiovasculares. “O açúcar invertido, por exemplo, é um açúcar de fácil e rápida absorção, muito processado, que causa um pico de insulina muito maior no corpo. É um açúcar que está praticamente digerido”, afirma Cyntia.  Outro item que está presente em quase todos os alimentos industrializados (sejam salgados ou doces) é o glutamato monossódico, um tipo de sal derivado do ácido glutâmico que tem como função realçar o sabor dos alimentos. Por isso, essa substância aparece em grande quantidade em temperos prontos, congelados, enlatados, macarrão instantâneo e biscoitos. Alguns estudos ligam o consumo exagerado do glutamato a doenças cerebrais e degenerativas da retina. “Na natureza, o glutamato pode ser visto em alimentos como tomate, cogumelos, soja, carnes e queijos e está associado ao sabor que chamamos de umami. Existe muita controvérsia sobre ele, porque não há estudos que digam exatamente os malefícios deste item ao consumidor. No entanto, sabemos que o excesso com certeza vai trazer algum problema. Muita gente fala de enxaqueca e enjoo”, comenta Matheus Motta, nutricionista do Vigilantes do Peso.    Corantes e gorduras Responsáveis por deixar os alimentos com uma aparência mais atraente aos olhos, os corantes não devem ser vistos como meros coadjuvantes. O corante carmim, por exemplo, é proveniente de um inseto chamado cochonilha e faz parte da lista de ingredientes de diversos iogurtes, geleias e sobremesas, nas quais tem a função de dar uma cor avermelhada/rosada quando acrescentado. Como é muito pequeno e costuma ser utilizado em grande escala, são necessários mais de 70 mil destes insetos para fazer cerca de 500 gramas de corante carmim, que, para algumas pessoas, pode causar reação alérgica. Outro corante bastante assíduo na mesa do consumidor brasileiro é o caramelo IV – presente em refrigerantes tipo cola. “Já é sabido que consumir muito desse corante pode causar doenças como o câncer. E diferente do que ocorre em outros países, no Brasil não há limite para a adição do caramelo IV”, explica Motta, do Vigilantes do Peso, que também faz ressalva à gordura vegetal hidrogenada. Originalmente, este componente está presente na natureza na forma líquida, assim como os óleos e os azeites. No entanto, cotidianamente, a gordura vegetal hidrogenada é vendida na forma sólida, após ser modificada pela indústria. Dessa maneira, além de garantir um prazo maior de validade, confere uma consistência mais cremosa às receitas que utilizam este ingrediente, que aparece com frequência em sorvetes, congelados e biscoitos recheados. “O excesso do consumo desse produto pode desencadear doenças cardiovasculares, doença no fígado e obesidade”, alerta o nutricionista. Vale lembrar que gordura vegetal hidrogenada é uma espécie de gordura trans, outro tipo prejudicial ao organismo por elevar o colesterol ruim. No dia a dia, a gordura trans pode ser encontrada em sorvetes, salgadinhos, bolos, biscoitos e margarinas.    Os muitos nomes do açúcar Glicose Frutose Lactose Xarope de milho de alta frutose Mel Melado Néctar de ágave Xarope de arroz Açúcar invertido Suco de cana evaporado Maltose Maltodextrina Galactose Malte de cevada Açúcar mascavo Açúcar de coco Açúcar de confeiteiro Xarope de alfarroba Dextrose Etil maltol Açúcar bruto orgânico Açúcar de beterraba Concentrado de suco de fruta Frutose cristalina Xarope de bordo Açúcar dourado Açúcar demerara  

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

Maria Aparecida Pinto é a única negra candidata ao Senado por São Paulo (Foto: Alesp/Divulgação)

Cidade

A média de candidatos negros no Estado de São Paulo é menor do que a média nacional. Entre os paulistas, 72,52% dos 3.737 candidatos são brancos, enquanto os negros são apenas 26,2% dos postulantes paulistas a cargos eletivos. Na análise do Brasil inteiro, 52,78% dos candidatos são brancos, enquanto pretos (como é denominado na pesquisa) e pardos sobem para 46,13%. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral. A maioria dos candidatos paulistas é formada por homens, com 68,1% de representatividade, e exercem as funções de empresário (12,34%) e advogado (7,89%), com índice de curso superior de 54,88%.  Segundo Jacqueline Quaresemin, especialista em opinião pública, o Congresso tem um perfil de branco, rico e conservador, mas não se deve usar isto para um embate entre o branco rico e o negro pobre. Ela avalia que isso se trata de uma questão histórica, com grandes famílias que sempre tiveram recursos e que continuam a se perpetuar no poder, e do interesse de outras classes, como as empreiteiras citadas na Lava Jato, que criam este cenário. “Continuamos em uma visão colonial de classe. Se esse ciclo não for rompido, nada vai mudar”, argumentou. A opinião da especialista vai ao encontro a um estudo dos doutores em Ciência Política Luiz Augusto Campos e Carlos Machado, que concluíram, com base em dados das eleições de 2012 e 2014, que a raça não é o valor determinante para o voto. “A origem da classe [econômica], combinada aos critérios de recrutamento partidário, explicam em grande medida a ausência de não brancos no Parlamento”, afirmam. A Justiça Eleitoral não divulga dados sobre classe econômica.  Mulheres ainda têm menor representatividade A concorrência por uma das 94 cadeiras na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) é de 22 candidatos para cada vaga. Mas, na atual Legislatura, apenas dez mulheres conseguiram votos suficientes para obter o diploma de deputada estadual, sendo que somentes duas são negras. Para muitas candidatas, o problema maior é consolidar as tarefas familiares, a campanha e o trabalho, uma espécie de tripla jornada, que dificulta a participação feminina na Alesp. Pelo menos é isso que ocorre com a candidata Rute Barbosa (PCdoB), que é mulher e autodeclarada negra. Ela não acha que o fato de ter mais brancos impeça a criação de políticas públicas, mas avalia que existe uma diferença de pensamento. “Quando você tem um entendimento real da situação de um grupo social você tem mais condição de defender as necessidades destas pessoas”, disse. Segundo Rute, o principal problema é a representatividade e, mesmo em um partido de esquerda, é difícil para uma mulher conseguir recursos para financiar a campanha. Já na disputa por uma das vagas no Senado, a psicóloga Maria Aparecida Pinto (MDB), conhecida como Cidinha, é a única negra candidata paulista. 

Candidato do Novo acredita que a máquina pública brasileira está inchada (Foto: Reprodução/Instagram)

Nacional

O Partido Novo foi criado em 2011 com um alinhamento liberal, o que significa menor tamanho da máquina pública, redução de privilégios e de números de políticos e uma maior liberdade para empreender. Apesar de apresentar medidas que muitos eleitores elencam como essenciais, a sigla ainda não conseguiu transformar este ideal em voto, segundo João Amoêdo, pré-candidato à Presidência da República, porque “ainda são desconhecidos”. Na última eleição que participou, em 2016, o Novo elegeu quatro vereadores em cinco cidades que disputou vagas ao Legislativo. Este ano, a sigla, que recusa a utilizar o fundo partidário e eleitoral – que deve esvaziar em R$ 2,5 bilhões os cofres públicos –, concorre com cerca de 300 nomes ao pleito de deputado federal e 130 ao estadual. Seis senadores devem se candidatar pela legenda, que conta ainda com seis postulantes à função de governador. Estes políticos se comprometem em reduzir o número de cargos e até da verba utilizada com despesas pessoais. Os 22 mil filiados do Novo, que passam por uma espécie de processo seletivo, contribuem com R$ 29,90 por mês. Para Amoêdo, a meta é conseguir eleger 30 deputados federais para que o partido tenha corpo e “consiga avançar com propostas de renovação da sigla”. Carioca, executivo do setor bancário e com 55 anos, Amoêdo acredita que a alta burocracia e a falta de competitividade complicam a vida do brasileiro, que arca com uma máquina pública inchada e custosa que pesa cada vez mais no bolso do brasileiro. Com 55 anos, João Amoêdo tem como bandeira a facilitação da vida do empreendedor brasileiro (Foto: Reprodução Instagram) Qual o principal diferencial do Novo para com os outros partidos? Tem vários aspectos: o único partido ficha limpa, o único partido que não utiliza dinheiro público, nem fundo partidário, nem fundo eleitoral. Entendemos que temos que ter mais liberdade econômica para o cidadão brasileiro, que hoje paga impostos demais. Nós queremos desburocratizar, para deixar os pequenos e médios empreendedores crescerem e gerarem empregos. Uma diferença é justamente a defesa que a gente faz mais do cidadão, e não do governo. A privatização de todas as empresas estatais. Nós entendemos que seria um bom sistema para reduzir a corrupção, aumentar concorrência e a qualidade dos produtos. Apesar de falar em cortar gastos, o eleitor brasileiro espera assistência do governo em praticamente todas as áreas. Como o senhor pretende atrair o eleitor? O eleitor brasileiro começou a notar que o Estado cresceu muito sobre a justificativa de que iria nos dar muita coisa e foi ficando menos eficiente, tirando nossa poupança. O Estado deveria se concentrar nas áreas essenciais: saúde, educação básica e segurança. Qual seria o número ideal de ministérios para vocês? A gente trabalha com a ideia de dez a doze ministérios. O Estado brasileiro foi sendo inchado pela necessidade dos políticos de se perpetuarem no poder em troca de cargos, indicações política, e toda essa conta acabou indo para o cidadão brasileiro.  Como você faria para reduzir a dívida pública? A primeira coisa é equilibrar as contas. Mais responsabilidade fiscal, Reforma da Previdência, redução do Estado. Algo que tem que estar claro é que o equilíbrio das contas tem que ser via corte de custos, sem aumento de impostos. No liberalismo do Novo, existe espaço para agências reguladoras? Eu entendo que as principais agências reguladoras são os consumidores em um ambiente de livre mercado. Mas, como não temos este modelo, as agências podem ter o seu papel em alguns setores. No entanto, no período em que existirem, tem que ter uma indicação de cargos técnicos. Nós vimos, recentemente, que elas são aparelhadas politicamente. O MDB lidera estas indicações e as agências acabam se desvirtuando, viram um local de atendimento de demandas e negociações políticas. Amoêdo afirma que agências reguladoras não podem ser balcões de negócios (Foto: Reprodução/Instagram) Mas este comportamento traria um descontentamento de muitos políticos. Como você faria para governar neste meio? O nosso principal desafio é ter um grande aliado: a população. Hoje, existem três grandes grupos que precisamos cortar privilégios e benefícios que são pagos pelo povo cujos recursos deviam ir para áreas essenciais. O primeiro grupo é dos políticos. Tem que acabar com dinheiro público para partidos políticos, reduzir em um terço o número de congressistas e diminuir muito a verba de gabinete e o número de assessores. Quando elegemos quatro vereadores, eles cortaram 39 assessores, ficaram apenas com seis, e cada um faz uma economia de R$ 4 milhões por ano. Interessante lembrar que são quase 58 mil vereadores. Um dado que eu gosto de deixar claro é que o Congresso custa, hoje, R$ 29 milhões por dia. E quais seriam os demais grupos? O segundo grupo é a elite do funcionalismo público que recebe, especialmente, pensões muito elevadas. Um estudo feito pelo Banco Mundial mostrou que funcionários federais recebem 67% a mais que o setor privado. Enquanto na área privada não tem reajustes, na iniciativa pública tem sempre reajuste salarial, pressão dos funcionários e outro ponto, na área privada, se você não tem bom desempenho pode ser demitido, mas no serviço público, não. E o terceiro grupo são setores empresariais que têm grandes benefícios do governo, como taxas de juros subsidiadas e isenção de impostos. Tudo isso cria uma distorção na economia e uma transferência de renda. O Estado brasileiro acaba, no fundo, sendo um grande concentrador de renda, fomentando a desigualdade quando se espera o contrário.   Os bancos hoje cobram juros exorbitantes em seus empréstimos, mas pagam valores risíveis nos rendimentos de investimentos. Como mudar isso? O que eu entendo é que a burocracia e a falta de concorrência favorecem os grandes bancos. Vários bancos estrangeiros que estiveram no Brasil decidiram ir embora, fecharam sua operação. Com mais oferta e mais concorrência você vai conseguir baixar os spreads bancários. E como seria a sua relação com o Judiciário? Eu entendo que temos grandes desafios. Aumentar a independência das instituições para que uma não aumente seu poder sobre a outra. O Judiciário, em alguns casos, age de forma correta, mas no Brasil tudo tem sido muito judicializado.  Este é um problema que tem que ser resolvido. Perdemos produtividade, atrasam processos e acaba trazendo instabilidade quando as regras não são muito claras. Deste jeito é difícil atrairmos investimentos. O Judiciário tem autonomia nos seus salários, então temos que começar dando o exemplo, cortando 50% de assessores, verba de políticos eleitos. Pretendo cortar vários gastos do presidente da República, que custa R$ 560 milhões por ano. Candidato se diz a favor da união homoafetiva e contra o Estatuto do Desarmamento (Foto: Reprodução/Facebook) Você acredita no conceito de meritocracia? Eu entendo que as pessoas têm que ter o reconhecimento pelo trabalho que entregam, independentemente do ponto de largada que elas têm. Pessoas com o mesmo ponto de largada podem ter resultados diferentes. O que falta no Brasil, fundamental na educação básica, é permitir que todas as pessoas tenham alguma formação inicial que as permita ter oportunidades, mas o Estado tem deixado muito a desejar neste quesito. Tem que ter uma avaliação meritocrática que valorize os bons funcionários e substitua os maus. Em temas como união entre casais homoafetivos, liberação de armas e aborto, como você se posiciona? Nos dois primeiros temas sigo o entendimento do partido. Sou favorável à união homoafetiva e contra o Estatuto do Desarmamento. O aborto o partido deixa como uma questão pessoal. Eu, particularmente, sou contra, mas não travaria a pauta no Congresso. O que você melhoria no Sistema Único de Saúde (SUS)? O que precisa fazer é melhorar a gestão. O SUS é importante, tem uma estrutura montada, agora a gente quer melhorar a gestão, melhorar a responsabilidade, incluir tecnologia, marcação de consultas, prontuário eletrônico, tudo sendo integrado. E como seria na questão habitacional? A gente tem que melhorar a renda das pessoas para que elas possam ter a capacidade de comprar suas casas, ter uma estabilidade para financiamento em longo prazo. Existem programas de habitação, mas a gente acaba vendo que eles não funcionam.    

Bolsonaro atraiu filiações ao PSL (Foto:Fernando Frazão/ABR/Fotos Públicas)

Nacional

Apenas partidos pequenos aumentaram o número de candidatos nas eleições deste ano em relação a 2014. Enquanto siglas tradicionais como PT, PSDB, MDB, PDT e PSB reduziram a quantidade total de registrados, houve um aumento expressivo entre as siglas de menor porte. O partido de Jair Bolsonaro, o PSL, é o que mais apresentou candidatos - 1.451, um aumento de 74,4% em relação a 2014. Das 35 siglas existentes, 12 vão ter mais postulantes neste ano do que nas últimas eleições gerais - PSL, PROS, Avante, Podemos, PRB, Solidariedade, PMN, PCO, PSOL, Patriota, PRTB e PPL. Há ainda três partidos que vão estrear nas urnas em âmbito nacional: Rede, Novo e PMB, que, juntos, somam 1.606 candidaturas. Os números têm como base os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). É possível que haja pequenas alterações até o dia 20, quando as informações estarão 100% atualizadas. A legenda que registrou a maior variação porcentual no número de candidaturas foi o PCO (142,8%). A sigla, no entanto, é um ponto fora da curva - tinha apresentado somente 49 candidatos em 2014 e, agora, lançou 119. Em seguida, vem o PROS, com 1.018 candidatos, ante 485 em 2014 (aumento de 109,9%, mais que o dobro de um pleito para o outro). Entre os que mais reduziram candidatos, estão PCB (diminuição de 45,2%), PTB (-33,4%) e PSTU (-31,9%). Entre as siglas maiores, PSB (-31,4%), PSDB (-18,3%) e PDT (-16,4%) tiveram os maiores índices de diminuição de candidatos. O PT registrou queda de 6,8% e o DEM, de 5,5%. Segundo o cientista político Marco Antônio Teixeira, da FGV-SP, uma das explicações para este cenário pode ser a cláusula de barreira, que, a partir de 2018, impõe aos partidos desempenho mínimo para que sejam autorizados a ter acesso ao Fundo Partidário e ao tempo de TV no horário eleitoral. "Os pequenos estão em busca de capilaridade", disse Teixeira. A nova regra exige, para este ano, que as legendas tenham 1,5% dos votos válidos para a Câmara, distribuídos em pelo menos um terço das unidades da Federação e com 1% em cada uma dessas unidades. A cláusula aumenta gradativamente até 2030 e busca afunilar o sistema partidário brasileiro, altamente fragmentado. Para a cientista política Luciana Veiga, professora da UNI-Rio, a estratégia faz sentido e pode servir à sobrevivência. "Mesmo que não elejam muitos nomes, os partidos com várias candidaturas têm chance de alcançar a cláusula com uma votação mais pulverizada." Um caso mais específico é o do nanico PSL, que, com a candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência da República, atraiu deputados na janela partidária e, agora, busca se consolidar com a ampliação da bancada no próximo pleito. "O PSL não tinha nada, arranjou meia dúzia de deputados e agora precisa crescer (para se manter vivo)", afirmou Teixeira. Conforme o Estado mostrou na quarta-feira, a nova casa de Bolsonaro registrou mais de 13,6 mil filiações em 2018, impulsionadas pela figura do presidenciável. Trata-se de número quatro vezes maior que o dos partidos adversários na disputa pelo Palácio do Planalto. Concentração Quanto aos partidos tradicionais, o motivo da diminuição de candidaturas passa por um uso mais direcionado dos recursos do fundo eleitoral. Com as regras inéditas de financiamento de campanha, as siglas apostam mais em candidaturas viáveis, com pouca abertura à renovação. É o caso do PSB, a legenda tradicional que mais reduziu o número de postulantes. A estratégia, segundo o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, é concentrar os recursos em campanhas com grandes chances de vitória. "O novo fundo não facilita a renovação", afirmou ele. O PSB não tem candidatura própria à Presidência da República e não compõe nenhuma coligação, mas conta com nomes fortes em eleições regionais. "O fundo eleitoral concentra muitos recursos nos grandes. O problema dos maiores não é dinheiro, não é sobrevivência. É otimizar os cargos que já têm", afirmou Luciana Veiga. 

Candidatos ao governo fizeram questão de mencionar presidenciáveis (Foto: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO)

Cidade

Os candidatos ao governo de São Paulo presentes no primeiro debate televisionado, na Band, aproveitaram o último bloco do programa para nacionalizar a discussão. Houve menções ao nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), bem como contra a polarização política no País. O ex-prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho (PT) disse ser, com orgulho, amigo de Lula e candidato do PT ao Palácio dos Bandeirantes. No fim do bloco anterior, Marinho havia feito a primeira menção dele a Lula no debate. Em embate com Rodrigo Tavares (PRTB), ele disse que os governos petistas combateram a corrupção e afirmou que o PT "é a grande esperança" do povo brasileiro. Tavares citou a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL), cujo vice, general Hamilton Mourão, é do PRTB. Marinho citou ainda acusações de corrupção contra o PSDB. O tucano João Doria o rebateu nas considerações finais e falou que o petista não pode comparar Alckmin a Lula. "Alckmin tem mais de 40 anos de vida pública ilibada. Lula está preso em Curitiba", afirmou. Ele cobrou ainda "respeito" do petista, que no final do bloco anterior havia mencionado o nome da esposa do ex-prefeito paulistano, Bia Doria. "Ela não é ré como o senhor", disse. Na despedida do público, Rodrigo Tavares também atacou Alckmin. "Ele fez bom trabalho sim no Estado de São Paulo, mas como anestesista. Ele anestesiou o Estado de São Paulo", afirmou. Nos apontamentos finais, Márcio França (PSB) levou novamente a discussão para o nível nacional. Ele disse que a população de São Paulo vê os exemplos do PT, do PSDB e do MDB e que só ele representa a mudança. O governador paulista lembrou também a mediação dele na greve dos caminhoneiros. Paulo Skaf (MDB) encerrou o debate exaltando as escola do Sesi, que ele usou para criticar ensino estadual de São Paulo. Antes disso, coube ao empresário a primeira das duas únicas menções a Deus no debate. A segunda foi de Lisete Arelalo (PSOL), que disse que o povo "deu graças a Deus" pela renúncia de alguns candidatos. Ela afirmou ainda que vai seguir com o legado da vereadora carioca Marielle Franco, assassinada em 14 de março. Marcelo Cândido (PDT) ressaltou a experiência como prefeito de Suzano (SP).
Ainda não possui um cadastro? Registre-se

ou

Até a Independência, proclamada por Dom Pedro I, a Justiça brasileira era regida pela Família Real portuguesa (Foto: Divulgação)

Opinião

Todos precisam fazer sua parte para que doenças sejam erradicadas e não voltem a aterrorizar crianças brasileiras (Foto: Tomaz Silva/ABR/Fotos Públicas)

Opinião

Vale a reflexão sobre o desarmamento no Brasil (Foto: Arquivo/ABR)

Opinião

Juntos, os hospitais filantrópicos, como é o caso das santas casas, acumulam uma dívida de R$ 21 bilhões (Foto: Edson Lopes Jr/ (Arquivo) – A2 Comunicações/Fotos Públicas)

Opinião

Publicidade

Sao Paulo Brazil Ensolarado, 21 °C
Condições atuais
Nascer do sol: 6:28 am   |   Pôr do sol: 5:52 pm
60%     11.3 km/h     31.150 atm
Previsão
SEG Baixa: 11 °C Alta: 26 °C
TER Baixa: 12 °C Alta: 25 °C
QUA Baixa: 13 °C Alta: 22 °C
QUI Baixa: 13 °C Alta: 25 °C
SEX Baixa: 13 °C Alta: 28 °C
SáB Baixa: 15 °C Alta: 27 °C
DOM Baixa: 16 °C Alta: 27 °C
SEG Baixa: 10 °C Alta: 20 °C
TER Baixa: 9 °C Alta: 17 °C
QUA Baixa: 11 °C Alta: 16 °C
Guarulhos Brazil Ensolarado, 21 °C
Condições atuais
Nascer do sol: 6:28 am   |   Pôr do sol: 5:51 pm
52%     11.3 km/h     31.016 atm
Previsão
SEG Baixa: 12 °C Alta: 25 °C
TER Baixa: 12 °C Alta: 25 °C
QUA Baixa: 12 °C Alta: 23 °C
QUI Baixa: 15 °C Alta: 25 °C
SEX Baixa: 15 °C Alta: 27 °C
SáB Baixa: 16 °C Alta: 27 °C
DOM Baixa: 17 °C Alta: 27 °C
SEG Baixa: 9 °C Alta: 20 °C
TER Baixa: 8 °C Alta: 18 °C
QUA Baixa: 11 °C Alta: 16 °C
Osasco Brazil Parcialmente nublado (dia), 22 °C
Condições atuais
Nascer do sol: 6:29 am   |   Pôr do sol: 5:52 pm
52%     11.3 km/h     31.150 atm
Previsão
SEG Baixa: 11 °C Alta: 26 °C
TER Baixa: 12 °C Alta: 25 °C
QUA Baixa: 13 °C Alta: 22 °C
QUI Baixa: 13 °C Alta: 25 °C
SEX Baixa: 13 °C Alta: 28 °C
SáB Baixa: 15 °C Alta: 27 °C
DOM Baixa: 16 °C Alta: 27 °C
SEG Baixa: 10 °C Alta: 20 °C
TER Baixa: 9 °C Alta: 17 °C
QUA Baixa: 11 °C Alta: 16 °C