17.5 C
São Paulo
segunda-feira, junho 17, 2024

Prefeitura de SP lança operação para casos de varíola do macaco

A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo organizou uma operação de atendimento, diagnóstico e avaliação referente aos casos de varíola dos macacos. Uma das novidades é o decreto da Organização Mundial da Saúde (OMS), anunciado no último sábado (23), onde indicou que a doença é uma emergência de saúde pública internacional.

Até o final da última sexta-feira (22), a capital notificava 442 casos registrados. Em função da nova realidade global, os números podem influenciar na união entre os países, podendo haver reforços dos mecanismos de busca ativa para conter a circulação do vírus.

Os casos de suspeita de monkeypox estão sendo atendidos na rede municipal de saúde, em UBSs (Unidades Básicas de Saúde), assim como em prontos-socorros e pronto atendimentos. De acordo com a prefeitura, a rede possui insumos relacionados à coleta de amostras.

Todas as unidades são orientadas pela Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), que faz a identificação e monitoramento precoce dos casos e prevê o fluxo de diagnóstico laboratorial para confirmação da doença.
A sugestão para os pacientes com essa recomendação é que fiquem isolados. Por consequência, o monitoramento dos contatos para análise do aparecimento de sinais e sintomas é feito pela UBS de referência. Apesar disso, não existe necessidade de quarentena para os assintomáticos.
Por fim, alguns dos sintomas compreende febre, dor nas costas e dor de cabeça, bem como outras manifestações. Outro detalhe é que pode ser levado em consideração o histórico de viagem do paciente, além do contato com pessoas que tenham visitado países com surto.

LEIA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS