12.4 C
São Paulo
sábado, agosto 13, 2022

Menor taxa de mortes violentas do Brasil é registrada em São Paulo

São Paulo marcou a taxa mais inferior no quesito mortes violentas do Brasil, de acordo com o 16° Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O levantamento que, foi publicado na última terça-feira (28), compreende os índices de 2021 e indica que o estado paulista possui também as menores taxas de vítimas de homicídios dolosos do país.

Segundo a publicação, SP encerrou o ano passado com 5,8 casos e 6,1 vítimas de homicídios para cada coletivo de 100 mil habitantes. Esses índices são três vezes inferiores à taxa nacional, que contempla 18,1 casos e 18,7 vítimas para cada grupo de 100 mil habitantes.

Em suma, os números completos, registraram 2.893 casos em 2020 contra 2.713 em 2021, isto é, uma redução de 6,2%. O número de vítimas passou de 3.038 (2020) para 2.847 (2021), queda de 6,3%.

Nos aspectos de mortes violentas intencionais – envolvidas por vítimas de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes provenientes de intervenções policiais em serviço e fora – o resultado acomete similaridade.

Presente na última posição da lista, São Paulo acumula 7,9 casos por 100 mil habitantes. O índice se aproxima do triplo de vezes menor que a média nacional, que marcou 22,6 casos por 100 mil habitantes.

No quesito capitais, São Paulo apresentou a menor taxa de vítimas de homicídios dolosos do país. No ano passado, chegou a marcar 4,9 mortes a cada grupo de 100 mil habitantes no município.

A média geral das capitais brasileiras, no mesmo período, abrangeu 17,5 a cada 100 mil habitantes. No indicador de mortes violentas intencionais, a taxa apresentada também foi a menor. Ao todo, foram 7,7 por 100 mil habitantes, 2,8 vezes menor em comparação à média das demais capitais, que foi de 21,7.

LEIA MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS