20.2 C
São Paulo
sábado, julho 20, 2024

Polícia mata jovem após discussão em festa e vai a júri

Um policial militar irá a júri popular como réu por assassinar um jovem dentro da delegacia na cidade de Camocim, no estado do Ceará. O caso aconteceu em fevereiro do ano passado. A decisão foi tomada pela juíza da Comarca de Camocin sobre o suspeito, identificado como George Tarick Vasconcelos de Oliveira, de 33 anos.

Nesse sentido, o militar é julgado pelo crime de homicídio qualificado, no que se refere a Matheus Silva Cruz, de 19 anos, por razão fútil, através do meio cruel, com recurso que inviabilizou a vítima de defesa. No caso, Matheus foi assassinado com mais de 10 tiros dentro da Delegacia de Polícia Civil de Camocim por um policial militar que estava de folga.

O começo do caso ocorreu após um desentendimento entre eles em uma festa. Todos os dois aguardavam na delegacia quando a vítima foi assassinada. Acima de tudo, o policial também encara um processo na Justiça militar, e pode inclusive ser expulso da corporação. Ele está detido em um presídio militar de Fortaleza.

Por meio de imagens, é possível ver momentos como o que o jovem, de 19 anos, foi perseguido por policiais, como por exemplo, o acusado do crime. Nas imagens, Matheus aparece correndo, enquanto tenta fugir do policial que, em seguida, atiraria contra ele. A perseguição teve início após os dois discutirem no estacionamento de uma boate.

Além disso, as imagens também exibem Matheus chegando próximo a uma praça e é imobilizado pelo próprio suspeito do crime. Posteriormente, ele é deslocado para um carro da Polícia Militar. Nesse momento, Matheus foi conduzido para a delegacia da cidade.

LEIA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS