22.2 C
São Paulo
quinta-feira, abril 18, 2024

Grupo se passa por parlamentares e é investigado

A operação “Alto Escalão 2” realizada contra um grupo com 17 falsos senadores e deputados foi deflagrada, no último dia 27, pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), contra um grupo que fingia ser 17 senadores e deputados para aplicar golpes em redes sociais. A ideia do grupo era clonar perfis de WhatsApp dos parlamentares para realizar fraudes eletrônicas.

Policiais civis do Piauí (PCPI) e do Maranhão (PCMA) cumpriram oito mandados de busca e apreensão nas cidades de Timon (MA) e Teresina (PI), de acordo com informações divulgadas pela CNN. O principal objetivo, agora, é aprofundar as investigações e identificar os integrantes da organização criminosa.

Eles utilizavam as imagens dos políticos no perfil, entravam em contato com as vítimas e informavam que existia uma doação disponível. Todavia, com um suposto prazo que venceria em breve, os bandidos solicitavam um depósito para fazer o transporte dos bens.

A associação criminosa é integrada por um homem, de 26 anos de idade, e quatro mulheres, indicados como os responsáveis por contatar as vítimas. A investigação começou em junho de 2023, depois de alguns senadores vítimas terem procurado a delegacia para comunicar a prática de crimes usando os seus nomes.

LEIA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS