27 C
São Paulo
segunda-feira, maio 20, 2024

Geral Int Cod 7433 Cod Sis 13 Cat 8

 GERAL
24/04/2007
Paulistanos ficam sem transporte pela manhã


Paralisação foi marcada por protesto para que veto à Emenda 3 seja mantido



A greve dos metroviários, motoristas e cobradores de ônibus deixou 780 mil paulistanos sem transporte na manhã de ontem. A paralisação durou cerca de 1 hora e 30 minutos, causou confusão e filas em vários pontos da Capital, principalmente nas zonas Leste e Sul. O Metrô deve entrar com representação no Ministério Público Federal (MPF), e aguarda a instauração de inquérito policial para apurar crime de desobediência. Os trens ficaram parados da 4h40 às 5h59. Os sindicalistas querem pressionar o Congresso a manter o veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Emenda 3, que impede a autuação de empresas que têm relações trabalhistas irregulares, como a contratação de profissionais como pessoa jurídica, em vez da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Anunciada desde a semana passada, a paralisação desrespeitou a determinação do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, de manter pelo menos 80% das linhas nos horário de menor movimento e 100% nos períodos de pico, sob pena de multa diária de R$ 100 mil. Ontem, um oficial de Justiça acompanhou as operações do centro de controle. “Caso a multa venha, vamos recorrer da decisão”, disse o presidente da Federação Nacional dos Metroviários, Wagner Fajardo.

Segundo o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores Rodoviários Urbano, das 32 empresas de ônibus que operam na cidade, 31 atrasaram em duas horas a saída das garagens. “Aquelas empresas que não colocaram a frota na rua serão punidas”, disse o prefeito Gilberto Kassab (DEM). A Secretaria Municipal de Transportes notificou o sindicato e solicitou justificativas às concessionárias.

As punições previstas em contrato não foram informadas. Às 9h, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou o terceiro maior congestionamento do ano para o período. Foram 120 quilômetros de lentidão. O normal para o horários seriam 105km. O Metrô registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia do Metropolitano contra cinco sindicalistas. O sindicato informou que “não houve vandalismo”.


Veja Também
          bolinha.gif 5x5
Governador lamenta ação dos grevistas

bt_print.gif 93x20
    

email1.gif 176x20

    

voltar.gif 56x20

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS