18.9 C
São Paulo
terça-feira, maio 28, 2024

Esquema de desvio de merenda escolar é combatido por operação

Sete pessoas foram presas em flagrante, na tarde desta segunda-feira (17), por meio de ação conjunta realizada pelas equipes da 33ª DP e 20ª DP, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). Ao todo, são quatro mulheres, merendeiras escolares, com idades entre 37 e 60 anos. A princípio, o grupo foi acusado da prática de crimes contra a administração pública por integrar esquema de desvio de produtos endereçados à merenda escolar.

O período das investigações começaram após uma denúncia anônima que acusava uma funcionária da escola Centro de Ensino Fundamental nº 103, localizada em Santa Maria, de envolvimento em esquema de desvio de alimentos enviados à merenda escolar dos alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal.

No decorrer das diligências realizadas, foi averiguado que as merendeiras da cozinha da escola de Santa Maria faziam parte do esquema criminoso. Elas foram abordadas pelos agentes quando estavam saindo da escola com vários produtos alimentícios.

Uma das colaboradoras confessou que os desvios de produtos alimentícios ocorriam de forma diária há vários anos. As investigações também indicaram que uma empresa, com sede em Santa Maria, era responsável pela entrega de proteínas em todo o DF para produção da merenda escolar.

As investigações da PCDF apontaram que três motoristas e dois encarregados realizavam três rotas de entregas para escolas públicas em Ceilândia. Ao final do trajeto, eles retornavam ao estabelecimento em Santa Maria.

Por meio do monitoramento, os investigadores comprovaram que os envolvidos mudavam as rotas e faziam a venda das caixas de carne pelo valor de até R$ 5 cada, abaixo do preço demandado pelo mercado.

LEIA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS