16.2 C
São Paulo
sexta-feira, julho 12, 2024

Caderno Int Not Cod 6891 Cod Sis 35



16/03/2007
Parceria com Tribalistas abre caminho para som mais suave




Depois de estourar nas paradas de sucesso com o hit “Já Sei Namorar”, com os “Tribalistas”, Arnaldo Antunes começou a explorar, em algumas faixas, os graves de sua voz, em uma tonalidade mais próxima de como a usa na fala. “Ao lado de Marisa Monte e Carlinhos Brown, senti que devia cantar com mais suavidade. Ouvir minha voz junto com a deles era muito diferente de me ouvir cantando sozinho e isso me fez aprender muito mais sobre meu próprio canto. A partir dessa experiência, fiquei então com vontade de ir ainda mais fundo.”

A primeira idéia do cantor foi gravar um disco todo sem bateria nem percussão. “Parecia um tanto radical, mas isso me fez gostar ainda mais da idéia. Queria que soasse com a leveza de um acústico, mas sem a necessidade de usar apenas instrumentos acústicos. Comecei então a pensar num repertório. Com Chico Salem, que toca comigo há alguns anos e fazia parte da banda que me acompanhava no show do disco ‘Saiba’, iniciei uma pré-produção registrando, só com voz e um ou dois violões, músicas que gostaria de gravar com esse tipo de instrumentação. Aos poucos, fui estudando as levadas e os tons mais apropriados”, afirma o cantor e compositor.

A prioridade do cantor, neste momento, é sair em turnê nacional para divulgar o disco “Qualquer”. Então não há projetos? “Algumas vezes, acho que atingi uma certa maturidade nesse disco. Em outras, penso que ele é fruto de minha ansiedade artística neste momento, sem que isso signifique um lugar definitivo a que tenha chegado. Posso vir a fazer um disco berrado de som pesado, ou qualquer outra coisa, no futuro, se tiver vontade. Mas por enquanto é isso. É talvez o meu disco menos ligado ao universo do rock. Mas, ao mesmo tempo tem uma identidade sonora de banda”, responde. (GM)

Serviço – O show “Qualquer”, de Arnaldo Antunes, acontece hoje e amanhã, às 21h, e domingo, às19h, no Teatro Fecap, na avenida Liberdade, 532, Liberdade, fone 3272-2277. Ingresso: entre R$ 20,00 e R$ 40,00.


Veja Também
          bolinha.gif 5x5
Arnaldo Antunes pulsa muito mais suave no palco do Teatro Fecap

bt_print.gif 93x20
    

email1.gif 176x20

    

voltar.gif 56x20

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS