19.4 C
São Paulo
quinta-feira, abril 18, 2024

Bicheiro contrata ex-ministros após morte de miliciano

A morte de um miliciano no Rio de Janeiro originou um mandado de prisão para o bicheiro Adilson Coutinho Oliveira Filho. Conhecido como ‘Adilsinho’, o indivíduo virou alvo de várias operações policiais recentemente. Famoso por ostentar festas em hotéis de luxo, o homem contratou um grupo popular de advogados.

Entre os profissionais de Direito estão dois ex-ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Em 2023, Jorge Mussi, que antecipou a aposentadoria em 2022, aos 70 anos de idade, e Nefi Cordeiro, que saiu do Superior Tribunal de Justiça (STJ) há pouco menos de 20 anos do limite, integraram o time. As informações são do portal Metrópoles.

Ambos atuaram em inquéritos e habeas corpus de Adilsinho, que é indicado como chefe da máfia do cigarro fluminense, na primeira instância da Justiça Federal do Rio e no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), a segunda instância.

LEIA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS