22.1 C
São Paulo
sábado, maio 18, 2024
Array

40% das crianças entre 5 a 9 anos estão obesas



notíciasCidade


40% das crianças entre 5 a 9 anos estão obesas


21/03/2016
9:43 AM
/
Nathália Bergocce
/
Atualizado em 21/03/2016 9:43 am

O sobrepeso no Brasil já é uma realidade. O País enfrenta esse problema e começam a aparecer medidas para tentar conter o aumento da obesidade. Em um dado recente da Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso), só na Região Sudeste 38,8% das crianças entre 5 a 9 anos estão acima do peso ideal.

“Vivemos num ambiente obesogênico (responsável por contribuir no ganho de peso sem que o indivíduo tenha consciência de que está engordando) e isto se dá em grande parte porque o custo dos alimentos saudáveis é mais elevado, em geral, do que o dos menos saudáveis”, explicou Elaine Gomes Fiore, professora de Nutrição da Universidade Guarulhos (UNG).

Acrescentou que o problema pode ir além da má alimentação, como também pode estar ligado às questões financeiras. “Várias medidas deverão ser implementadas para que tenhamos um panorama nutricional mais encorajador, que perpassam ainda pela questão econômica.”

Em 2013, houve duas propostas de emenda no Senado com o intuito de mudar este cenário. A primeira propõe a proibição de publicidade infantil com alimentos de baixo valor nutricional; a segunda visa a proibição e venda de refrigerante a menores de 18 anos. As propostas falam da prevenção do ganho de peso. “Meu neto é muito influenciável e ele sabe que esses alimentos são gostosos”, disse uma avó.

 

Os pais não são os culpados

Os pais precisam conciliar a dieta com a questão financeira. Por isso, nem sempre é fácil manter a vida saudável. “É muito simples dizer que os pais devem consumir alimentos mais nutritivos para que as crianças tenham o exemplo e disponibilizá­los em casa. Isto é verdade, mas é necessário considerar as condições de cada família”, explica Elaine.



LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Índice