23
Ter, Out

O chefe de reportagem do Metrô News, Eurico Cruz, mostra como aplicativos podem ajudar o eleitor a decidir o seu voto nas eleições 2018. Confira!

Aplicativo Guia do Voto tira dúvidas comuns dos eleitores (Foto: Ivo Lindbergh)

Nacional

As ferramentas virtuais têm se tornado cada vez mais essenciais no campo político. E, em tempos de eleição, em que as discussões ficam acaloradas e muitas das informações usadas não têm compromisso com a verdade, elas podem ajudar o usuário a se munir de conhecimento e seguir com mais confiança em direção às urnas. Nesta seara digital, alguns aplicativos e sites vêm fazendo sucesso, por ajudar o eleitor a entender melhor o processo eleitoral.

E mais do que isso. Estas plataformas auxiliam literalmente o usuário na escolha do seu candidato. O Guia do Voto, por exemplo, está disponível para aparelhos Android e IOS. Lançado pelo Instituto Votorantim, o app conta com três fases diferentes. A primeira se refere a questionamentos sobre eleições e legislação para testar o grau de conhecimento do eleitor.

Já na segunda fase, chamada Minhas Prioridades, o eleitor é convidado a ver quais temas ele considera mais importante na hora de votar, como saúde e habitação, por exemplo. Neste estágio, ele também vota projetos como se fosse um político. “Todas as respostas resultam em um ranking de afinidade, que aponta qual é o partido mais ligado aos posicionamentos do eleitor”, explicou Raquel Leite, analista de projetos sociais sênior do Instituto Votorantim. A terceira fase, a ser lançada em breve, pretende indicar o candidato.

Fernanda Quintas, que é advogada, conheceu o aplicativo por meio de amigos que trabalham na Votorantim e ficou surpresa com os resultados obtidos pelo app. “Eu me acho bem informada, mas havia coisas mais específicas que eu não tinha muito conhecimento. Eu também percebi que os partidos que eu possuía mais afinidade votaram contra algumas coisas que sou a favor. E os que eu tinha menos afinidade votaram de acordo com a minha opinião”, explicou.

Segundo a desenvolvedora do app, todas as informações são obtidas de fontes oficiais, como o Tribunal Superior Eleitoral, e é possível acessar todas as leis que são colocadas nos questionamentos do aplicativo.

Tecnologia contra a corrupção

Outro aplicativo que também ganhou notoriedade, desde as eleições de 2016, com mais de 1 milhão de downloads, é o Detector de Ficha de Político, criado pelo Instituto Reclame Aqui. A plataforma permite, por meio de uma foto do candidato, descobrir se ele responde a algum processo na Justiça, seja na área cível ou criminal.

“Nós queremos ajudar o eleitor e ele também nos ajuda. Nós usamos somente fontes oficiais, mas muitas vezes o processo demora para ficar disponível. É quando muitos de nossos usuários acabam nos mandando a informação e nós verificamos a veracidade”, afirmou Felipe Paniago, diretor de marketing do instituto.

Segundo o executivo, a medida agradou os políticos que não possuem processos na Justiça e utilizam o aplicativo para demonstrar idoneidade na rede, como o presidenciável Ciro Gomes (PDT) e o candidato ao Governo do Rio de Janeiro, Romário (Podemos). Já outros se sentiram prejudicados e chegaram até a entrar na Justiça para tentar tirar as informações sobre seus processos, mas não obtiveram sucesso. Este app também está disponível para aparelhos Android e IOS. 

Site também aponta afinidades

Além dos aplicativos citados, existe também o site Vota SP. Por meio de 40 questionamentos, ele aponta qual candidato tem as ideias mais parecidas ao do cidadão que faz a pesquisa. Feito de forma voluntária pela equipe Minha Campinas, o Vota SP focou sua função nos cargos lde deputado federal e estadual. “O Brasil é um país presidencialista, mas também precisa se preocupar com os cargos legislativos. São eles que devem aprovar leis e fiscalizar o Executivo”, explicou Marcelo Nisida, da equipe Minha Campinas.  

Aplicativo Guia do Voto tira dúvidas comuns dos eleitores (Foto: Ivo Lindbergh)

Nacional

As ferramentas virtuais têm se tornado cada vez mais essenciais no campo político. E, em tempos de eleição, em que as discussões ficam acaloradas e muitas das informações usadas não têm compromisso com a verdade, elas podem ajudar o usuário a se munir de conhecimento e seguir com mais confiança em direção às urnas. Nesta seara digital, alguns aplicativos e sites vêm fazendo sucesso, por ajudar o eleitor a entender melhor o processo eleitoral.

E mais do que isso. Estas plataformas auxiliam literalmente o usuário na escolha do seu candidato. O Guia do Voto, por exemplo, está disponível para aparelhos Android e IOS. Lançado pelo Instituto Votorantim, o app conta com três fases diferentes. A primeira se refere a questionamentos sobre eleições e legislação para testar o grau de conhecimento do eleitor.

Já na segunda fase, chamada Minhas Prioridades, o eleitor é convidado a ver quais temas ele considera mais importante na hora de votar, como saúde e habitação, por exemplo. Neste estágio, ele também vota projetos como se fosse um político. “Todas as respostas resultam em um ranking de afinidade, que aponta qual é o partido mais ligado aos posicionamentos do eleitor”, explicou Raquel Leite, analista de projetos sociais sênior do Instituto Votorantim. A terceira fase, a ser lançada em breve, pretende indicar o candidato.

Fernanda Quintas, que é advogada, conheceu o aplicativo por meio de amigos que trabalham na Votorantim e ficou surpresa com os resultados obtidos pelo app. “Eu me acho bem informada, mas havia coisas mais específicas que eu não tinha muito conhecimento. Eu também percebi que os partidos que eu possuía mais afinidade votaram contra algumas coisas que sou a favor. E os que eu tinha menos afinidade votaram de acordo com a minha opinião”, explicou.

Segundo a desenvolvedora do app, todas as informações são obtidas de fontes oficiais, como o Tribunal Superior Eleitoral, e é possível acessar todas as leis que são colocadas nos questionamentos do aplicativo.

Tecnologia contra a corrupção

Outro aplicativo que também ganhou notoriedade, desde as eleições de 2016, com mais de 1 milhão de downloads, é o Detector de Ficha de Político, criado pelo Instituto Reclame Aqui. A plataforma permite, por meio de uma foto do candidato, descobrir se ele responde a algum processo na Justiça, seja na área cível ou criminal.

“Nós queremos ajudar o eleitor e ele também nos ajuda. Nós usamos somente fontes oficiais, mas muitas vezes o processo demora para ficar disponível. É quando muitos de nossos usuários acabam nos mandando a informação e nós verificamos a veracidade”, afirmou Felipe Paniago, diretor de marketing do instituto.

Segundo o executivo, a medida agradou os políticos que não possuem processos na Justiça e utilizam o aplicativo para demonstrar idoneidade na rede, como o presidenciável Ciro Gomes (PDT) e o candidato ao Governo do Rio de Janeiro, Romário (Podemos). Já outros se sentiram prejudicados e chegaram até a entrar na Justiça para tentar tirar as informações sobre seus processos, mas não obtiveram sucesso. Este app também está disponível para aparelhos Android e IOS. 

Site também aponta afinidades

Além dos aplicativos citados, existe também o site Vota SP. Por meio de 40 questionamentos, ele aponta qual candidato tem as ideias mais parecidas ao do cidadão que faz a pesquisa. Feito de forma voluntária pela equipe Minha Campinas, o Vota SP focou sua função nos cargos lde deputado federal e estadual. “O Brasil é um país presidencialista, mas também precisa se preocupar com os cargos legislativos. São eles que devem aprovar leis e fiscalizar o Executivo”, explicou Marcelo Nisida, da equipe Minha Campinas.