16
Sex, Nov

Ilhabela é um convite para lazer e práticas esportivas durante o ano (Foto: Divulgação)

Turismo

As férias de julho costumam ser um dos períodos mais concorridos para se viajar. Tamanha procura, no entanto, acaba muitas vezes levando ao aumento dos preços cobrados por hotéis e pousadas. E se você tem alguns dias de férias para tirar em julho, mas não planejou sua viagem, saiba que ainda dá tempo de se programar sem estourar o orçamento.

Estudo do Hotel Urbano, agência on-line de viagens, revelou as cidades brasileiras com as opções de hospedagem mais em conta para quem quer viajar sem estourar o orçamento em um dos períodos mais concorridos do ano.

Descobrir novos lugares e experiências, conhecer os hábitos e costumes regionais, além de se encantar com as belezas naturais do Brasil são alguns dos motivos para não deixar de aproveitar a oportunidade. E é possível encontrar diversos destinos com valores médios de diária abaixo dos R$ 250.

Para chegar ao resultado da pesquisa, que indica os destinos com os menores valores médios de diária nas férias de julho, o Hotel Urbano analisou o preço médio da diária de hotéis e pousadas com reservas confirmadas nos 100 destinos nacionais mais procurados dentro da plataforma para o período. Confira os seis destinos nacionais mais baratos para viajar durante as férias de julho.  

Ilhabela: Um paraíso de cachoeiras, matas, praias e montanhas e muito conforto, prazer e bem-estar num lugar apaixonante. Essa é a Ilhabela, tida como uma das mais queridas do litoral paulista. Há boas pousadas, além de ambiente tranquilo e ideal para quem precisa relaxar.

Valor médio da diária: R$ 155

Goiânia: Goiânia é uma capital planejada, erguida nos anos 1930 – o que explica o grande número de edifícios art déco no Centro. Atualmente reconhecida pelo potencial ecoturístico e pelo público corporativo, possui belezas naturais como cachoeiras, matas e parques. 

Valor médio da diária: R$ 175

 

Vitória: Vitória teve grande expansão no turismo de negócios, mas suas praias ainda conservam o charme que a consagrou. A Capital do Espírito Santo é famosa também por suas tradições históricas e gastronômicas.

Valor médio da diária: R$ 178

 

Porto Alegre: A tradicional Capital do Rio Grande do Sul é um convite à cultura gaúcha, com seus restaurantes e bares temáticos que mostram, com todo orgulho, o charme da cultura gaúcha, oriunda dos imigrantes espanhóis, alemães e italianos.

Valor médio da diária: R$ 179

 

Belo Horizonte: Belo Horizonte mistura modernidade, beleza e tradição. A capital mineira tem prédios arrojados, habitantes que adoram uma prosa e paisagens naturais de tirar o fôlego. Os museus e mostras culturais são o grande atrativo da cidade.

Valor médio da diária: R$ 198

 

Belém: A Cidade das Mangueiras é o reduto de pessoas que curtem boa comida e boas festas. Muito além do Pato no Tucupi, o tacacá entre outras iguarias são o carro-chefe da Capital do Pará. A Floresta Amazônica reina seu esplendor, em passeios incríveis.

Valor médio da diária: R$ 199

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Presidente afirma que é "normal sofrer críticas no poder" (Foto:Alan Santos)

Nacional

No dia em que a Polícia Federal (PF) prendeu alguns de seus principais aliados - incluindo o advogado e amigo José Yunes -, o presidente Michel Temer (MDB) evitou nesta quinta-feira, 29, tratar das prisões, mas disse que quem está no governo está sujeito a "bombardeios a todo momento", ao falar das dificuldades enfrentadas pela gestão, na inauguração de um aeroporto em Vitória (ES).

Temer, que já manifestou o interesse em concorrer a um novo mandato, disse ainda que os adversários terão de fazer "muito malabarismo" para criticar a administração federal durante a campanha eleitoral porque, para fazer isso, terão de se opor a medidas de reequilíbrio fiscal, geração de empregos, corte de juros e melhora da Educação.

"Eles os rivais terão de dizer: 'Sou contra a reforma do Ensino Médio, feita com grande sucesso'. Terão de dizer: 'Prefiro um Ensino Médio anacrônico e superado", declarou. "Terão de dizer que são contra a reforma trabalhista, que gera mais empregos. Terão de dizer: prefiro a inflação a 10,28% e os juros a 14,25%", acrescentou, ao se referir à desaceleração dos preços e aos cortes da taxa básica de juros (Selic) feitos desde que chegou ao Palácio do Planalto. "Estou falando de governo que não completou dois anos", emendou.

Durante a fala, ele foi mais aplaudido pelas autoridades com as quais dividiu o palco da cerimônia do que, propriamente, pela plateia. Em discurso com tom eleitoral, Temer prometeu mais obras no Espírito Santo, ao citar duas demandas do governo do Estado: a duplicação da Rodovia BR-262 e a construção de um ramal ferroviário para interligar o território capixaba ao Rio.

"Nós não somos, no nosso governo, de prometer. Somos de entregar, como estamos fazendo agora. Mas vou ousar fazer uma promessa", disse, ao anunciar que dinamizará estudos e tomará as medidas necessárias para a construção do ramal da ferrovia. "Na 262, vou fazer o mesmo empenho. Depende apenas de licença ambiental para seguir a obra", completou.

Diante da demora da população em perceber no dia a dia a melhoria de fundamentos econômicos, o presidente salientou que a queda da inflação tem repercussão para a população mais pobre, à medida que aumenta o valor do salário. "As pessoas passam a ter qualidade de vida melhor."

Ao afirmar que Executivo e Legislativo governam juntos, Temer destacou ainda o diálogo com o Congresso na construção das reformas e medidas estruturais. Num momento em que exaltou a retomada do emprego e da confiança do mercado na economia, o presidente também voltou a elogiar o trabalho do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, por fazer com a equipe econômica um "esforço extraordinário" para tirar o País da recessão.

Meirelles é cotado a ser candidato a vice-presidente na chapa de Temer, caso o presidente lance candidatura pela reeleição. Se a candidatura de Temer não for viável, o ministro da Fazenda poderá ser o candidato do Poder Executivo na disputa pela sucessão presidencial.

Bandidos conseguiram fugir após assalto a Banco do Brasil (Foto: Reprodução/Twitter)

Nacional

Ao menos cinco homens fortemente armados invadiram a agência do Banco do Brasil localizada em Três Palmeiras, município da região norte do Rio Grande do Sul, e fizeram um cordão humano com pessoas feitas reféns. O assalto aconteceu por volta das 10h da manhã desta sexta-feira, 2.

De acordo com a Brigada Militar, os criminosos conseguiram roubar os caixas, mas a polícia não revelou a quantia levada. Na fuga, os bandidos renderam pessoas que circulavam em frente ao banco e fizeram o cordão humano. Os homens foram obrigados a tirar a camisa. Os criminosos fugiram disparando para o alto.

Antes de fugir, a quadrilha ainda tocou fogo em um veículo Santana, de cor verde. Conforme a polícia, o automóvel havia sido roubado na terça-feira, 27, no centro da cidade de Passo Fundo.

Informações preliminares da Brigada Militar apontam que os bandidos fugiram em direção ao município de Entre Rios, em dois veículos, um Gol e uma camionete S10 de cor branca. Nenhum dos reféns ficou ferido.

 

Banco do Brasil RS Reprodução Twitter

Carro é incediado durante o assalto (Foto: Reprodução/Twitter)

Hudson e outros são-paulinos reconheceram a superioridade do rival (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Futebol

O São Paulo foi derrotado pelo Palmeiras por 2 a 0, na noite desta quinta-feira, 8, no Allianz Parque, em duelo válido pela penúltima rodada da primeira fase do Campeonato Paulista.

Depois da partida, o volante Hudson afirmou que o rival mereceu o resultado. “O Palmeiras mereceu vencer. A nossa equipe estava muito abaixo. A verdade é essa. Nós temos de fazer dentro de campo, mas mais uma vez não conseguimos a fazer o que treinamos. O Palmeiras mereceu a vitória”, disse o meio-campista são-paulino.

O técnico Dorival Júnior, que continua pressionado, concordou com o atleta. “Foi o jogo de um time e temos de reconhecer. O Palmeiras foi superior do primeiro ao último minuto. O time que jogou é o que vinha atuando e fazendo os últimos resultados. A postura que o Palmeiras teve foi uma situação que nos vemos apertados desde o primeiro lance da partida”, declarou o treinador.

Para o meia Valdivia, o problema da equipe do Morumbi foi não conseguir trocar passes.

 “Isto dificultou muito. Faltou tranquilidade e saber que não dava para sair jogando, dar um balão. Não podíamos perder como perdemos. Todos têm de ver o que precisa melhorar. Eles não nos deixaram jogar e não fizemos um bom jogo. Isso está claro. O Palmeiras pressionou no nosso campo e dificultou muito a saída”, avaliou.

Apesar do revés, o Tricolor se mantém na liderança do Grupo B, com 14 pontos em 11 jogos. No próximo final de semana, no Morumbi, às 17h, o São Paulo receberá o Red Bull Brasil, em confronto válido pela última rodada da fase de grupo do Estadual.

Treinador ressalta que ainda sente "fome de títulos" (Foto; Reprodução/Facebook)

Futebol

O técnico Renato Gaúcho celebrou a conquista do título da Recopa Sul-Americana, assegurado pelo Grêmio na noite de quarta-feira, quando o time superou o Independiente na disputa de pênaltis, após empate por 0 a 0. Campeão pela terceira vez em pouco mais de um ano - também levou a Copa do Brasil no fim de 2016 e a Copa Libertadores em 2017 -, o treinador exaltou o elenco da equipe gaúcha, que está fazendo história, e brincou: “Estou cansado de dar volta olímpica”

"São 18 meses e três títulos. Isso é muita coisa. A cada três, quatro meses, este grupo entra na história do clube. História só faz quem é campeão. Eles nunca me deram problema, é um grupo merecedor por tudo que faz no dia a dia. Aprenderam a gostar de ganhar", afirmou Renato.

Posteriormente, o treinador garantiu seguir com fome de títulos, para ampliar os seus feitos na história gremista. "Eu quero aumentar o meu currículo, meu nome na história do clube, ganhando títulos. Eu sempre almejo mais. Na nossa próxima partida, temos que buscar a vitória, a classificação e depois o título do Gauchão A semana que vem tem Libertadores. Temos um grupo bom", comentou.

Após empate por 1 a 1 na Argentina, o Grêmio não conseguiu furar o bloqueio defensivo do adversário em Porto Alegre, não saindo do 0 a 0 na noite de quarta. Renato assegurou que não estava preocupado para a disputa de pênaltis, pois o time se preparou para a situação e ele já contava com a participação decisiva de Marcelo Grohe, que defendeu um pênalti.

"O mais importante foi que desde domingo, a equipe treinou pênaltis. Treinamos na segunda, na terça também. Eles treinaram e bateram bem. Quanto aos pênaltis, eu estava tranquilo. Eles iam bater bem e acima, de tudo, tínhamos o Marcelo. Eu falei para eles que ele ia segurar pelo menos um. Foi o que aconteceu", disse.

Em busca da recuperação no Campeonato Gaúcho, torneio em que está na última posição, o Grêmio voltará a jogar no sábado, quando atuará novamente em casa, diante do Novo Hamburgo.

 

Gabriel comemora gol junto ao elenco do Santos sobre o São Paulo (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Futebol

Gabigol não poderia ter início melhor no retorno ao Santos. Herói da vitória sobre o São Paulo neste domingo por 1 a 0, Gabriel Barbosa é visto com mais carinho por Rui Vitória, técnico do Benfica, de Portugal, seu último clube. 

"O Gabriel é um jogador de qualidade e fazer gols é algo em que tem facilidade quando aparece na cara do gol. Eventualmente, em outro momento, poderia ter tido outro rendimento (no Benfica). Agora pode ser diferente. Se calhar, ali está num contexto muito favorável. Previa e fui um dos primeiros a achar bem que regressasse ao Brasil, porque está num clube onde foi feliz e talvez encontre novamente a felicidade", afirmou Rui Vitória ao site Record, de Portugal.

Na Europa, o artilheiro fez 14 partidas e dois gols, um pela Inter e outro pelo Benfica. No retorno ao Alvinegro da Baixada, em 2018, o atleta marcou 3 vezes em 3 partidas: na reestreia contra a Ferroviária, diante do São Caetano, na Vila Belmiro, e contra o São Paulo. Gabriel Barbosa fez 57 gols em 157 jogos em sua primeira passagem pelo Santos e, no meio da temporada de 2016,  foi negociado com a Inter de Milão, onde acumulou problemas e não foi aproveitado.

Musa ficou visivelmente constrangida com perguntas de duplo sentido (Foto: Reprodução/Twitter)

Fora dos Trilhos

A TV Goiânia Band anunciou na tarde desta quinta-feira, 22, que retirou do ar o programa "Os Donos da Bola" de Goiás. A decisão foi tomada após um vídeo polêmico da atração viralizar.

Na última quarta, 21, a musa do Goiás, Karol Barbosa, participou do quadro "Desafio das Musas". Durante a sua exibição, o apresentador Beto Brasil fez perguntas de duplo sentido - e com tons sexistas - à convidada, como: “Em um clássico contra o Vila, se o juiz põe para fora, você mete a boca?” e “Para uma musa não sofrer dores localizadas, é importante o médico colocar compressa?”.

Visivelmente constrangida, Karol Barbosa chegou a responder as perguntas com um “sorriso amarelo”. A repercussão nas redes sociais foi bastante negativa. De acordo com o portal UOL, a Band de São Paulo pressionou a afiliada, pedindo uma solução rápida para o caso. A resolução encontrada pela TV Goiânia foi tirar a atração do ar.

No Facebook, o canal de Goiás postou uma nota oficial para pedir desculpas e dizer que o programa não faz mais parte da grade da emissora.

"Olá,
A TV Goiânia Band vem esclarecer que o quadro 'Desafio das Musas' exibido esporadicamente no programa esportivo estadual 'Os Donos da Bola' tem pitadas de humor. Entretanto, reconhecemos que a abordagem feita no dia 21 de fevereiro de 2018 excedeu o tom. Em nenhum momento a intenção da emissora foi discriminar alguém, muito menos as mulheres, sejam elas torcedoras do Goiás ou de qualquer outro time.
Pedimos desculpas por constrangimentos causados e como prova de que não compactuamos de forma alguma com o conteúdo veiculado, nem qualquer tipo de discriminação, a emissora decide desde já pela retirada do programa do ar."

 

O próprio Goiás Esporte Clube se solidarizou com a musa. “No último sábado o Goiás Esporte Clube apoiou o 1° Seminário de Mulheres Esmeraldinas. Reiteramos o total repúdio ao constrangimento causado a nossa Musa Karol Barbosa, no programa Os Donos da Bola. Medidas serão tomadas nos próximos dias. #GoiásEC #NadaPodeAbalar”, posicionou-se o clube no Twitter.

 

 

 

 

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

or
or