19
Seg, Nov

Praias exuberantes e de belas paisagens são visitas essenciais durante as férias em Natal (Foto: Divulgação)

Turismo

Ainda dá tempo de curtir o melhor de Natal, a bela capital do Rio Grande do Norte, nestas férias de meio do ano. Mas, se suas férias estão agendadas para agosto, outubro, dezembro ou em qualquer outro mês, não tem problema, pois a cidade e o Estado são um bom destino em qualquer época do ano.

É certamente um dos destinos mais paradisíacos do Nordeste. E o melhor, do ponto de vista para quem viaja, com todo o seu potencial turístico subaproveitado. O resultado é mais sol, mais mar, mais belas paisagens sem tanta concorrência. Se a viagem é feita sem acompanhante, a dois ou em família, tanto faz, pois, Natal tem seus atrativos para os diferentes grupos.

Entre as principais atrações da capital potiguar e de suas cercanias estão as praias maravilhosas., dignas de cartões-postais. Entre as mais conhecidas estão Praia da Pipa, Ponta Negra e Praia do Forte. Além disso, também é possível admirar as dunas de Natal em um prazeroso passeio de bugue, conhecer as piscinas naturais, visitar o Planetário Parnamirim, conhecer o Cajueiro de Pirangui, ir ao Forte dos Magos e outras tantas atrações. A 77 quilômetros ao Sul da capital está Tibau do Sul.  Ali, vale a pena fazer um passeio de lancha para ver golfinhos, com custo de R$ 35 por pessoa. Mas, negociando, esse valor pode cair.

Praia da Pipa

A renomada Praia da Pipa está localizada no município de Tibau do Sul (ao Sul de Natal) e é uma das mais visitadas do litoral potiguar. São várias as opções de lazer, sendo a maioria gratuita. Dentre as atividades que vão deixar qualquer turista feliz, pode-se destacar: nadar com golfinhos na Baía dos Golfinhos, fazer uma trilha bem legal no Santuário Ecológico, tirolesa, visitar o Chapadão de Pipa, fazer um passeio de caiaque na Lagoa Guaraíras e aulas rápidas de surfe. 

Parque das Dunas

O Parque das Dunas, no coração de Natal, é conhecido por seus montes de areia. É a segunda maior reserva de Mata Atlântica do Brasil. A entrada deste parque fica localizada no Bosque dos Namorados. As crianças podem se divertir nos brinquedos do parque, podem andar de bicicleta nas áreas reservadas para tal atividade e fazer o tradicional piquenique com a família, além das trilhas ao longo do parque. Aos domingos, há show gratuito com o apoio do projeto Som da Mata. Existem quatro trilhas por dia, sendo duas pela manhã e outras duas à tarde. Para participar é necessário um agendamento prévio por meio do e-mail parquedasdunas@rn.gov.br. A taxa cobrada é simbólica: R$ 1 por pessoa. Um guia responsável e um guarda florestal acompanham os visitantes. O horário de funcionamento é das terças aos domingos, das 8h às 18h. 

Forte dos Reis Magos

E para quem pretende conhecer um pouco mais da história de Natal, bem como tirar fotos fantásticas com sua família em um cenário muito lindo, o Forte dos Reis Magos é um local indicadíssimo. Trata-se do marco da fundação de Natal. Sendo um polígono com formato de estrela, o forte possui uma arquitetura única e bastante marcante. 

Lagoa do Carcará

A Lagoa do Carcará também vale a pena a visita. Localizada no município de Nísia Floresta, a 40 quilômetros de Natal, é, com certeza, uma das mais belas paisagens do Nordeste. O cenário é composto por suas águas cristalinas com tonalidades de verde e azul, areia bem branquinha e os longos coqueiros. As crianças poderão se divertir nos brinquedos da praia e nos passeios de pedalinho ou caiaque.

*Com informações da Agência Estado

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Os hotéis de 5 estrelas deixam o hóspede à vontade. Albergues são opções para quem precisa economizar (Foto: Divulgação)

Turismo

Quando nos referimos à África é comum que o primeiro pensamento seja a pobreza do continente. Mas, o que poucos sabem é que por trás dos problemas sociais há lindos lugares que valem a pena visitar.

Na África do Sul, por exemplo, é possível encontrar paisagens maravilhosas, praias encantadoras, muita riqueza cultural e histórica, ótimos hotéis e albergues, restaurantes incríveis e passeios turísticos inesquecíveis.

Por esses motivos, que tal nas próximas férias conhecer um lugar surpreendentemente? As dicas abaixo, da agência Jacaré Travel, podem te convencer que a África do Sul é uma boa opção para curtir as férias.   

Belezas naturais – Gosta de viajar para lugares com paisagens deslumbrantes? A África do Sul é o lugar certo. Este país possui montanhas, florestas, lagos, cachoeiras, savanas intocadas, cânions, praias e desertos que chegam até a brilhar os olhos de tão lindos. Além disso, as reservas naturais guardam cenários de tirar o fôlego. Entre as cidades mais bonitas, com certeza, Cidade do Cabo se destaca com paisagens apaixonantes e estradas com vista impressionantes do mar. 

 

Aventura – É fã de aventuras e esportes radicais? Com mais de 130 atividades radicais disponíveis para os turistas, a África do Sul é o destino perfeito para este público. Lá, é possível encontrar montanhismo, mergulho em gaiola com tubarões, passeios em balões de ar quente sobre as cordilheiras, bungee jump, tirolesa em florestas, trilhas de bicicleta, canoagem, rapel e muito mais.

 

Hospedagem – A rede hoteleira sul africana é reconhecida por serviço de qualidade e bons preços. Encontra-se desde hotéis de luxo a hostels charmosos e baratos. Com os preços bem menores, em  comparação a outros países, essa pode ser a chance de se viver uma experiência incrível em um hotel 5 estrelas. Mas, se a intenção é economizar, os albergues bem localizados e confortáveis não decepcionam. 

 

Clima quente – Quer tirar férias fora de época e está preocupado com o clima? Na África do Sul, isso não importa. Durante o ano inteiro, o clima é agradável, com verões ensolarados e os invernos mais amenos. Assim pode-se programar a viagem de férias em qualquer época do ano.

 

Vida selvagem – Quem gosta de animais não pode deixar de visitar a África do Sul e fazer um safári. Uma oportunidade perfeita para contemplar animais como búfalos, leões, elefantes, rinocerontes e leopardos. Além de contato com outros animais em seus habitats naturais, como os pinguins, baleias, suricatos, pássaros e cachorros selvagens. 

 

Diversidade – Na África do Sul é possível encontrar diversas culturas africanas e imigrantes, o que torna o país muito interessante e reconhecido como nação Arco-Íris. Quer treinar algum idioma diferente? Por lá, o que não falta é uma língua para treinar, já que são 11 idiomas oficiais, entre eles, o inglês. Além de toda a diversidade, a população local sul-africana é muito acolhedora.

 

Gastronomia – Os pratos são bem fartos e as carnes de diversos tipos, como de gazela, crocodilo, avestruz, antílope e kudu. Já na região costeira, os que mais se destacam são os frutos do mar. As vinícolas sul-africanas também merecem destaque. São mais de 120 produtores, que ofertam um vinho muito bom a um preço acessível.

Vista panorâmica de Florença, capital da Região da Toscana (Foto: Maurício Nunes)

Turismo

Quem nunca sonhou viver sob o sol da Toscana? São tantos filmes, livros e canções inspirados nesta região da Itália, que, para quem ama viajar, comer bem e degustar os melhores vinhos, este é, sem dúvida, o lugar perfeito para as férias.

A Itália é dividida em 20 regiões, como o que chamamos de Estados, e cada uma delas tem a sua capital. A de Toscana é a belíssima Florença, terra de Carlo Collodi, criador de Pinóquio, o boneco imortalizado por Walt Disney. Outro importante florentino é Dante Alighieri, primeiro e maior poeta italiano. Sua maior obra, A Divina Comédia, atingiu o pensamento humano na sua mais completa intensidade, garantindo ao seu autor o título de sumo poeta da Itália.

Repleta de construções magníficas, como a imponente e esplendorosa Catedral de Santa Maria del Fiore e a histórica Ponte Vecchio, construída ainda na Roma antiga e preservada até pelos nazistas na Segunda Guerra. Florença é um dos destinos mais procurados e encantadores não apenas da Toscana, mas da Europa.

O berço do Renascimento, como é conhecida, foi cenário de grandes obras de  Leonardo da Vinci, Giotto di Bondone,  Rafael, Donatello, entre outros, e hoje abriga importante parte do acervo deixado por estes mestres das artes plásticas.

Os museus abrigam obras históricas, como “O Nascimento de Vênus”, de Botticelli, a “Medusa de Caravaggio” e até o imponente “Davi”, de Michelangelo, escultura com mais de cinco metros de altura, trabalhada em mármore de Carrara, e que impressiona.

A gastronomia é outra categoria tratada com louvor. Exemplo disto é o prestigiado e secular  Buca Mario, restaurante construído no século XIX no “subterrâneo” de um edifício histórico do século XVI. Já o Cibreo Firenze foi criado pelo chef Fabio Picchi que, após cinco anos trabalhando no Japão, trouxe a cultura oriental para os pratos florentinos.   

Pisa, muito além da famosa torre

Uma boa dica é conhecer Pisa, importante polo turístico da Toscana, onde está localizada a icônica Torre de Pisa.

A cidade de Galileu Galilei e do matemático Fibonacci pode ser apreciada em um dia, caso o viajante tenha uma agenda corrida. O Hotel Bologna é a dica perfeita para acomodação, pois sua localização está próxima à estação e aos pontos turísticos. Se estiver em Florença, a melhor hospedagem é no Hotel Cellai. Suas charmosas acomodações podem incluir, inclusive, terraço com vista para as colinas e à cidade de Florença. 

Pisa é cortada pelo Rio Arno e possui monumentos de extrema importância histórica e cultural, como o monumental Teatro Verdi e a medieval Piazza dei Cavalieri (Praça dos Cavaleiros).

A Piazza del Duomo de Pisa, conhecida como Piazza dei Miracoli, é desde 1987, patrimônio da humanidade da Unesco. É neste espaço que está seu cartão-postal, a famosa Torre de Pisa ou “La Torre Pendente di Pisa”. Construída entre os séculos XII e XIV, inclina um pouco mais a cada ano, porém não há planejamentos em frenar sua inclinação, pois perderia seu charme e a cidade milhares de turistas.

A Catedral de Pisa é uma das mais suntuosas catedrais italianas. Il Battistero di Pisa é o maior batistério da Itália, e sua imponência na praça divide a atenção com a famosa torre inclinada.

Outro ponto interessante é o Cemitério Monumental de Pisa, lugar sagrado que abriga restos mortais dos personagens mais ilustres da cidade, cercados por obras de arte da idade antiga (etruscos) num verdadeiro museu com impressionantes esculturas.

Toscana é arte, história e um deleite para todos os sentidos. Talvez, por isto, Dan Brown a tenha escolhido para um de seus principais best sellers, e o leitor, provavelmente, a escolherá para suas próximas férias

Natalia Milano destacou que Marta já foi cinco vezes melhor do mundo, enquanto o Neymar ainda não ganhou o prêmio entre os homens (Fotos: Lucas Figueiredo/CBF e Marcelo Camargo/ABR)

Copa 2018

Eleita cinco vezes a melhora jogadora do mundo, Marta recebe um salário 72 vezes menor do que Neymar, de acordo com um levantamento feito pela atriz e diretora Natalia Milano, criadora da websérie “O Álbum das Mulheres Incríveis”, exibida no YouTube.

 “Ele nunca ganhou o prêmio de melhor do mundo e a desigualdade salarial entre eles é absurda. Neymar tem um salário 72 vezes maior do que o dela”, indignou-se Natalia. Segundo o site americano TMZ, Neymar recebe cerca de R$ 137 milhões anuais no PSG, enquanto Marta ganha, aproximadamente, R$ 1, 9 milhão por ano no Orlando Pride (EUA).

 A diretora resolveu “mergulhar” na história da alagoana Marta devido à aproximação da Copa do Mundo da Rússia.  O episódio sobre a jogadora estará disponível a partir do dia 13 de junho, na véspera da estreia do torneio.

 Aliás, outra indignação de Natalia é o fato de a Copa do Mundo feminina de futebol não ser transmitida em nenhum canal de TV aberta no Brasil.

 “Eu fico pensando até quando vamos viver numa realidade onde a Copa do mundo masculina mobiliza o País inteiro e a feminina nem sequer é transmitida? Não parece algo muito atrasado? Como podemos nos considerar avançados ou considerar que já temos igualdade de gênero? Estamos muito longe disso”, questionou.

 Apesar da crítica, ela acredita em uma mudança de mentalidade do público e dos responsáveis pelas emissoras brasileiras.  “Nós, mulheres, temos muita força. Somos mais da metade da população. Queremos álbum de figurinhas! Que mensagem estamos passando para as nossas meninas? Queremos nos ver representadas e, no ano que vem, queremos ver Marta”, afirmou, referindo-se ao Mundial que será disputado na França. O Brasil se classificou para a competição ao ganhar a Copa América, disputada no último mês de abril, no Chile.

 Mesmo aos 32 anos, Marta ainda é a grande esperança brasileira para o torneio. A atleta acumula prêmios individuais e títulos coletivos em clubes e na Seleção, mas também teve que lidar com algumas frustrações – como não conseguir a medalha de ouro olímpica com Brasil, embota tenha duas de prata (2004 e 2008). Além de não subir no lugar mais alto do pódio nas Olimpíadas, ela ainda não conseguiu levar a equipe verde e amarela ao título mundial.

 “Desde criança, Marta sempre batalhou muito para jogar e faz isso com amor e muita habilidade. Tenho certeza de que ela vai brilhar no ano que vem [na Copa do Mundo]”, apostou a diretora.

 Natalia destacou que, por muitas vezes, Marta teve que superar fechamentos de times femininos, mesmo com campanhas vitoriosas. “Fiquei impressionada com a disposição que ela possui para encarar desafios.  Repetidas vezes, Marta foi contratada por uma equipe, conquistava títulos e, mesmo assim, as atividades eram encerradas por falta de incentivo ao futebol feminino. E toda vez que ela tinha que recomeçar, dava entrevistas com uma mentalidade muito positiva. Sempre empolgada”.

 Por fim, a diretora disse que as mulheres precisam de mais representatividade em todas as áreas da sociedade e não só no futebol. “Precisamos de mais reconhecimento no esporte, na ciência, no cinema, na política, entre outros segmentos. Espero que o Brasil não aguarde os outros países saírem na frente. Podemos ser o País da igualdade”, concluiu.

Futuras mamães devem se preocupar com a alimentação correta do bebê (Foto: Divulgação/Pixabay)

Saúde

“Como será que vai ser o rostinho dele? Será que vai parecer mais com o pai ou com a mãe? Não vejo a hora de nascer para esta dor acabar.” Estas são frases que começam junto com a gravidez e tomam um espaço ainda maior dentro da cabeça das futuras mamães por cerca de 40 semanas.

Cada mãe tem uma reação diferente e cada gravidez é única. De acordo com algumas mães, conforme a gravidez evolui a ansiedade cresce junto. “No meu caso ainda não caiu a ficha, a não ser quando o bebê mexe. Aí dá uma ansiedade infinita”, contou a professora Camila Galter, que espera por duas meninas gêmeas: Helena e Heloísa.

Danielle Rodrigues Pereira também espera o primeiro filho, Jorge.  “É um poder que não consigo explicar, um sentimento de sou capaz, sou mulher”, relatou a futura mãe. Já Cristiane Pires Muniz espera a primeira filha, mas já é mãe do menino Enzo, de quase dois anos. “Desta vez, é uma menina, então, é diferente. Estive sempre acostumada com menino”, contou. 

Segundo a obstetra Débora Oria, nestes momentos finais, dois fatores são importantes. “É preciso pensar no parto e na amamentação. O aleitamento correto é uma informação que as mães sempre deixam escapar”, alertou.  

 Clara Galter

“Foi num exame de rotina, num ultrassom, que descobri que estava grávida. A surpresa aumentou uma semana depois, quando soube que são gêmeas. Estou com meu marido há 16 anos, foi meu primeiro namorado, ele também é pura ansiedade.”

 Danielle Rodigues

“Tudo acaba sendo muito novo. Os sentimentos, medos, alegrias a cada chutinho, a cada ultrassom. Os hormônios não ajudam muito nesta fase. É tudo muito mágico e incrível. A vontade de ter ele nos braços com saúde é maior que tudo.”

 Cristina Pires Muniz

“Esta é minha segunda gravidez. Desta vez é uma menina e está sendo uma gestação totalmente diferente da primeira, com muito mais dores. Não vejo a hora de nascer. O meu filho parece muito com meu marido, mas quem sabe a menina não pareça mais comigo.”

Montadora transformou o carro de corrida virtual em realidade, com parceria da Fórmula E (Foto: Divulgação)

Autos e Afins

Com o carro-conceito totalmente elétrico Audi e-tron Vision Gran Turismo, a Audi está transformando a e-mobilidade em uma experiência tangível de modo único. Desenvolvido originalmente para corridas virtuais no PlayStation 4, a montadora transformou o carro de corridas em realidade com a ajuda da Fórmula E. Começando com a corrida em Roma, neste sábado, 14, quando o Audi e-tron Vision Gran Turismo será utilizado como táxi de corrida.

Clientes e convidados da marca poderão experimentar os circuitos da cidade da Fórmula E como passageiros do modelo a partir da corrida em Roma. Funcionários do centro de pré-produção da empresa desenvolveram e produziram esse carro exclusivo no período de apenas 11 meses, baseados no Audi e-tron Vision Gran Turismo do jogo para PlayStation “Gran Turismo”.

O game campeão de vendas adquiriu há tempos o status de cult em todo o mundo. A Audi vem trabalhando em conjunto com a Sony e a Polyphony Digital – os criadores do “Gran Turismo” – há quase 20 anos. Os designers da marca criaram a versão para o concurso Vision Gran Turismo, que foi lançado no mercado para comemorar o 15º aniversário do jogo. Diversos fabricantes de automóveis desenvolveram carros de corrida virtuais para o concurso.

Muitos desses carros-conceito foram posteriormente construídos como modelos completos e apresentados em feiras. O Audi e-tron Vision Gran Turismo, no entanto, é o primeiro carro-conceito dessa gama a ser utilizado em pistas de corridas do mundo real como um veículo totalmente funcional.

“É disso que nos orgulhamos particularmente”, diz o chefe de design da Audi, Marc Lichte. “Embora o design de um veículo virtual permita uma liberdade muito maior e a criação de conceitos que são difíceis de implantar na realidade, não queremos colocar um protótipo puramente fictício sobre rodas. Nosso objetivo era desenvolver um carro totalmente funcional. O Audi e-tron Vision Gran Turismo mostra que a mobilidade elétrica na Audi é algo muito emocional. Este carro incorpora numerosos elementos da nossa nova linguagem de design, como a grade Singleframe invertida na cor do veículo, que será típica dos nossos novos modelos e-tron.”

Parque do Ibirapuera é um dos lugares mais visitados da Capital (Foto: Eduardo Ogata / SECOM)

Opinião

Nestes tempos de retomada do crescimento da economia, um dos setores que mais têm merecido a nossa atenção é o setor de turismo. E as razões são muitas, principalmente pelo volume financeiro que o setor gera em nosso País. Em 2016, o turismo movimentou US$ 4,5 bilhões, sendo responsável por um a cada dez empregos gerados no Brasil.


No Estado de São Paulo, estes números são mais expressivos. O turismo responde por 10% do PIB paulista, e gera, em todo o Estado, cerca de 1 milhão de empregos diretos e 2 milhões de empregos indiretos. Todos os anos recebemos em torno de 50 milhões de turistas, domésticos e estrangeiros.


Para fomentar o setor, gerar empregos e renda, o governo paulista vem investindo na aprimoração do turismo em todo o Estado, com repasses de verbas para as 70 cidades reconhecidas como estâncias turísticas e para os municípios de interesse turístico.Entre os anos de 2011 e 2016 foram repassados R$ 1,2 bilhão para o turismo. Temos a maior rede de ofertas no setor, os maiores aeroportos, as melhores rodovias e a maior rede de hotéis do Brasil, que tornam São Paulo uma potência turística no Brasil e na América Latina.


O segredo deste sucesso é o trabalho constante entre Executivo e Legislativo paulistas. Como coordenadora da Frente Parlamentar de Apoio ao Turismo e dos Municípios de Interesse Turístico, venho acompanhando este crescimento de maneira próxima. O trabalho se concentra justamente em agregar valores para que a exploração do turismo se reverta em geração de emprego e renda para a população paulista. No final do mês de maio protocolei o Projeto de Lei nº 355/2018, que estabelece diretrizes para uma política estadual de turismo comunitário em São Paulo.


Com esta medida, vamos aplicar o turismo em áreas onde existam povos e comunidades tradicionais, que possuam formas próprias de organização social, tais como reservas indígenas, comunidades quilombolas, comunidades de pescadores e favelas com histórico de visitação turística. Com responsabilidade e sustentabilidade, podemos explorar, gerar riqueza para todos e ajudar ainda mais o desenvolvimento do nosso Estado.

*Célia Leão é deputada estadual pelo PSDB/SP

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

or
or