16
Sex, Nov

Entrada da cidade de Joinville, em Santa Catarina: município é viável para viagens curtas (Foto: Divulgação)

Turismo

Quem vai viajar durante as férias de fim de ano já tem que começar a se planejar. Em Joinville, por exemplo, existem passeios bacanas que podem ser realizados em apenas um dia: isso é ótimo para quem está só de passagem, quer conhecer a cidade e não tem muito tempo de sobra. São atrações culturais, gastronômicas, ecológicas e até de aventura com valores acessíveis e, algumas, gratuitas.

O primeiro lugar é o Parque Expoville Atividades, passeio ideal para ser realizado com família e amigos. São mais de 150 mil m² de área com árvores e lagoas. O local possui mais de dez atividades com valores acessíveis, a partir de R$ 7, além de atrações gratuitas. No local estão disponíveis brinquedos infláveis, futebol de sabão, tobogã e camas elásticas, além de aluguel de bicicletas, carrinhos de rolimã elétricos e minibugues.

Dentro do parque, existe o tradicional cartão-postal da cidade, o Moinho XV de Novembro. Desde 2014, após ser revitalizado, funciona no local o restaurante da Opa Bier, que oferece hambúrgueres com receitas autorais, porções e pratos da culinária alemã, além de chopes e cervejas artesanais produzidas em Joinville.

O Mirante de Joinville também é uma opção. Trata-se de uma estrutura de 14,5 metros localizado no Morro da Boa Vista. Do local é possível ter vista de 360° da cidade. São 600 metros de extensão. Na região do Piraí, dá para encontrar montanhas, cachoeiras, rios e vastos arrozais. A última dica é o Parque Zoobotânico, no Morro do Boa Vista, que tem trilha ecológica e exposição de 160 animais.  

Serviço

Parque Expoville Atividades/Moinho XV de Novembro
Rua XV de Novembro, 4.315, Glória
Funciona diariamente das 9h às 18h
Tel: (47) 3029-0699


Mirante de Joinville
Rua Pastor Guilherme Rau, Saguaçu
Aberto diariamente, das 6h às 20h
Tel: (47) 3453-0177


Piraí
Região rural na Zona Oeste da cidade


Parque Zoobotânico
Rua Pastor Guilherme Rau, 462, Saguaçu
Funciona de terça-feira a domingo, das 8h às 19h
Tel: (47) 3433-1230

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Os hotéis de 5 estrelas deixam o hóspede à vontade. Albergues são opções para quem precisa economizar (Foto: Divulgação)

Turismo

Quando nos referimos à África é comum que o primeiro pensamento seja a pobreza do continente. Mas, o que poucos sabem é que por trás dos problemas sociais há lindos lugares que valem a pena visitar.

Na África do Sul, por exemplo, é possível encontrar paisagens maravilhosas, praias encantadoras, muita riqueza cultural e histórica, ótimos hotéis e albergues, restaurantes incríveis e passeios turísticos inesquecíveis.

Por esses motivos, que tal nas próximas férias conhecer um lugar surpreendentemente? As dicas abaixo, da agência Jacaré Travel, podem te convencer que a África do Sul é uma boa opção para curtir as férias.   

Belezas naturais – Gosta de viajar para lugares com paisagens deslumbrantes? A África do Sul é o lugar certo. Este país possui montanhas, florestas, lagos, cachoeiras, savanas intocadas, cânions, praias e desertos que chegam até a brilhar os olhos de tão lindos. Além disso, as reservas naturais guardam cenários de tirar o fôlego. Entre as cidades mais bonitas, com certeza, Cidade do Cabo se destaca com paisagens apaixonantes e estradas com vista impressionantes do mar. 

 

Aventura – É fã de aventuras e esportes radicais? Com mais de 130 atividades radicais disponíveis para os turistas, a África do Sul é o destino perfeito para este público. Lá, é possível encontrar montanhismo, mergulho em gaiola com tubarões, passeios em balões de ar quente sobre as cordilheiras, bungee jump, tirolesa em florestas, trilhas de bicicleta, canoagem, rapel e muito mais.

 

Hospedagem – A rede hoteleira sul africana é reconhecida por serviço de qualidade e bons preços. Encontra-se desde hotéis de luxo a hostels charmosos e baratos. Com os preços bem menores, em  comparação a outros países, essa pode ser a chance de se viver uma experiência incrível em um hotel 5 estrelas. Mas, se a intenção é economizar, os albergues bem localizados e confortáveis não decepcionam. 

 

Clima quente – Quer tirar férias fora de época e está preocupado com o clima? Na África do Sul, isso não importa. Durante o ano inteiro, o clima é agradável, com verões ensolarados e os invernos mais amenos. Assim pode-se programar a viagem de férias em qualquer época do ano.

 

Vida selvagem – Quem gosta de animais não pode deixar de visitar a África do Sul e fazer um safári. Uma oportunidade perfeita para contemplar animais como búfalos, leões, elefantes, rinocerontes e leopardos. Além de contato com outros animais em seus habitats naturais, como os pinguins, baleias, suricatos, pássaros e cachorros selvagens. 

 

Diversidade – Na África do Sul é possível encontrar diversas culturas africanas e imigrantes, o que torna o país muito interessante e reconhecido como nação Arco-Íris. Quer treinar algum idioma diferente? Por lá, o que não falta é uma língua para treinar, já que são 11 idiomas oficiais, entre eles, o inglês. Além de toda a diversidade, a população local sul-africana é muito acolhedora.

 

Gastronomia – Os pratos são bem fartos e as carnes de diversos tipos, como de gazela, crocodilo, avestruz, antílope e kudu. Já na região costeira, os que mais se destacam são os frutos do mar. As vinícolas sul-africanas também merecem destaque. São mais de 120 produtores, que ofertam um vinho muito bom a um preço acessível.

Vista panorâmica de Florença, capital da Região da Toscana (Foto: Maurício Nunes)

Turismo

Quem nunca sonhou viver sob o sol da Toscana? São tantos filmes, livros e canções inspirados nesta região da Itália, que, para quem ama viajar, comer bem e degustar os melhores vinhos, este é, sem dúvida, o lugar perfeito para as férias.

A Itália é dividida em 20 regiões, como o que chamamos de Estados, e cada uma delas tem a sua capital. A de Toscana é a belíssima Florença, terra de Carlo Collodi, criador de Pinóquio, o boneco imortalizado por Walt Disney. Outro importante florentino é Dante Alighieri, primeiro e maior poeta italiano. Sua maior obra, A Divina Comédia, atingiu o pensamento humano na sua mais completa intensidade, garantindo ao seu autor o título de sumo poeta da Itália.

Repleta de construções magníficas, como a imponente e esplendorosa Catedral de Santa Maria del Fiore e a histórica Ponte Vecchio, construída ainda na Roma antiga e preservada até pelos nazistas na Segunda Guerra. Florença é um dos destinos mais procurados e encantadores não apenas da Toscana, mas da Europa.

O berço do Renascimento, como é conhecida, foi cenário de grandes obras de  Leonardo da Vinci, Giotto di Bondone,  Rafael, Donatello, entre outros, e hoje abriga importante parte do acervo deixado por estes mestres das artes plásticas.

Os museus abrigam obras históricas, como “O Nascimento de Vênus”, de Botticelli, a “Medusa de Caravaggio” e até o imponente “Davi”, de Michelangelo, escultura com mais de cinco metros de altura, trabalhada em mármore de Carrara, e que impressiona.

A gastronomia é outra categoria tratada com louvor. Exemplo disto é o prestigiado e secular  Buca Mario, restaurante construído no século XIX no “subterrâneo” de um edifício histórico do século XVI. Já o Cibreo Firenze foi criado pelo chef Fabio Picchi que, após cinco anos trabalhando no Japão, trouxe a cultura oriental para os pratos florentinos.   

Pisa, muito além da famosa torre

Uma boa dica é conhecer Pisa, importante polo turístico da Toscana, onde está localizada a icônica Torre de Pisa.

A cidade de Galileu Galilei e do matemático Fibonacci pode ser apreciada em um dia, caso o viajante tenha uma agenda corrida. O Hotel Bologna é a dica perfeita para acomodação, pois sua localização está próxima à estação e aos pontos turísticos. Se estiver em Florença, a melhor hospedagem é no Hotel Cellai. Suas charmosas acomodações podem incluir, inclusive, terraço com vista para as colinas e à cidade de Florença. 

Pisa é cortada pelo Rio Arno e possui monumentos de extrema importância histórica e cultural, como o monumental Teatro Verdi e a medieval Piazza dei Cavalieri (Praça dos Cavaleiros).

A Piazza del Duomo de Pisa, conhecida como Piazza dei Miracoli, é desde 1987, patrimônio da humanidade da Unesco. É neste espaço que está seu cartão-postal, a famosa Torre de Pisa ou “La Torre Pendente di Pisa”. Construída entre os séculos XII e XIV, inclina um pouco mais a cada ano, porém não há planejamentos em frenar sua inclinação, pois perderia seu charme e a cidade milhares de turistas.

A Catedral de Pisa é uma das mais suntuosas catedrais italianas. Il Battistero di Pisa é o maior batistério da Itália, e sua imponência na praça divide a atenção com a famosa torre inclinada.

Outro ponto interessante é o Cemitério Monumental de Pisa, lugar sagrado que abriga restos mortais dos personagens mais ilustres da cidade, cercados por obras de arte da idade antiga (etruscos) num verdadeiro museu com impressionantes esculturas.

Toscana é arte, história e um deleite para todos os sentidos. Talvez, por isto, Dan Brown a tenha escolhido para um de seus principais best sellers, e o leitor, provavelmente, a escolherá para suas próximas férias

Montadora transformou o carro de corrida virtual em realidade, com parceria da Fórmula E (Foto: Divulgação)

Autos e Afins

Com o carro-conceito totalmente elétrico Audi e-tron Vision Gran Turismo, a Audi está transformando a e-mobilidade em uma experiência tangível de modo único. Desenvolvido originalmente para corridas virtuais no PlayStation 4, a montadora transformou o carro de corridas em realidade com a ajuda da Fórmula E. Começando com a corrida em Roma, neste sábado, 14, quando o Audi e-tron Vision Gran Turismo será utilizado como táxi de corrida.

Clientes e convidados da marca poderão experimentar os circuitos da cidade da Fórmula E como passageiros do modelo a partir da corrida em Roma. Funcionários do centro de pré-produção da empresa desenvolveram e produziram esse carro exclusivo no período de apenas 11 meses, baseados no Audi e-tron Vision Gran Turismo do jogo para PlayStation “Gran Turismo”.

O game campeão de vendas adquiriu há tempos o status de cult em todo o mundo. A Audi vem trabalhando em conjunto com a Sony e a Polyphony Digital – os criadores do “Gran Turismo” – há quase 20 anos. Os designers da marca criaram a versão para o concurso Vision Gran Turismo, que foi lançado no mercado para comemorar o 15º aniversário do jogo. Diversos fabricantes de automóveis desenvolveram carros de corrida virtuais para o concurso.

Muitos desses carros-conceito foram posteriormente construídos como modelos completos e apresentados em feiras. O Audi e-tron Vision Gran Turismo, no entanto, é o primeiro carro-conceito dessa gama a ser utilizado em pistas de corridas do mundo real como um veículo totalmente funcional.

“É disso que nos orgulhamos particularmente”, diz o chefe de design da Audi, Marc Lichte. “Embora o design de um veículo virtual permita uma liberdade muito maior e a criação de conceitos que são difíceis de implantar na realidade, não queremos colocar um protótipo puramente fictício sobre rodas. Nosso objetivo era desenvolver um carro totalmente funcional. O Audi e-tron Vision Gran Turismo mostra que a mobilidade elétrica na Audi é algo muito emocional. Este carro incorpora numerosos elementos da nossa nova linguagem de design, como a grade Singleframe invertida na cor do veículo, que será típica dos nossos novos modelos e-tron.”

Caso ocorreu na cidade de Taió, em SC (Foto: Franciele Da Silva Brandt/Divulgação/ Prefeitura de Taió)

Nacional

O Grupo de Câmaras de Direito Público do Tribunal de Justiça de Santa Catarina manteve a suspensão de 30 dias a um professor da rede estadual na cidade de Taió (SC), aplicada por processo administrativo disciplinar, como reprimenda pela prática de assédio sexual a um de seus alunos menor de idade.

As informações foram divulgadas no site do TJ de Santa Catarina - não foi revelado o nome do professor.

Na decisão, o desembargador Luiz Fernando Boller destacou "a licitude das provas, a confissão lógica dos fatos e que pela materialidade comprovada da transgressão é dispensável a sindicância antes da aplicação da medida disciplinar, além de que a infração apurada é passível de pena de demissão".

O professor é acusado de assediar sexualmente um de seus alunos por trocas de fotografias pelo Whatsapp e dormir com o adolescente em sua residência.

Em apelo ao Tribunal de Justiça, o docente requeria anulação da medida de suspensão disciplinar e, consequentemente, retorno à atividade pública.

A defesa alegou que não houve sindicância, por parte da Secretaria Estadual da Educação, para apurar possíveis condutas inadequadas cometidas pelo servidor e que "a fundamentação da denúncia não é consistente".

Na análise, o desembargador reitera que os documentos foram espontaneamente fornecidos pelos pais do aluno, baseados em informações do celular do estudante como trocas de mensagens e fotos entre ele e o professor.

"Avulto que, em seu depoimento, o próprio professor confessou a troca de mensagens, o envio dos retratos, e a fatídica frase em que diz que teriam que 'dormir de conchinha', ainda que alegue que o tenha feito em tom de "brincadeira, confirmando que o menor pernoitou em sua casa", observou o magistrado.

Luiz Fernando Boller considerou que falta apurar apenas a tipicidade ou não da conduta, já que o próprio acusado informou que entregaria cópias dos documentos à Comissão Processante, e que o procedimento adotado não implicou em prejuízo ao professor.

Parque do Ibirapuera é um dos lugares mais visitados da Capital (Foto: Eduardo Ogata / SECOM)

Opinião

Nestes tempos de retomada do crescimento da economia, um dos setores que mais têm merecido a nossa atenção é o setor de turismo. E as razões são muitas, principalmente pelo volume financeiro que o setor gera em nosso País. Em 2016, o turismo movimentou US$ 4,5 bilhões, sendo responsável por um a cada dez empregos gerados no Brasil.


No Estado de São Paulo, estes números são mais expressivos. O turismo responde por 10% do PIB paulista, e gera, em todo o Estado, cerca de 1 milhão de empregos diretos e 2 milhões de empregos indiretos. Todos os anos recebemos em torno de 50 milhões de turistas, domésticos e estrangeiros.


Para fomentar o setor, gerar empregos e renda, o governo paulista vem investindo na aprimoração do turismo em todo o Estado, com repasses de verbas para as 70 cidades reconhecidas como estâncias turísticas e para os municípios de interesse turístico.Entre os anos de 2011 e 2016 foram repassados R$ 1,2 bilhão para o turismo. Temos a maior rede de ofertas no setor, os maiores aeroportos, as melhores rodovias e a maior rede de hotéis do Brasil, que tornam São Paulo uma potência turística no Brasil e na América Latina.


O segredo deste sucesso é o trabalho constante entre Executivo e Legislativo paulistas. Como coordenadora da Frente Parlamentar de Apoio ao Turismo e dos Municípios de Interesse Turístico, venho acompanhando este crescimento de maneira próxima. O trabalho se concentra justamente em agregar valores para que a exploração do turismo se reverta em geração de emprego e renda para a população paulista. No final do mês de maio protocolei o Projeto de Lei nº 355/2018, que estabelece diretrizes para uma política estadual de turismo comunitário em São Paulo.


Com esta medida, vamos aplicar o turismo em áreas onde existam povos e comunidades tradicionais, que possuam formas próprias de organização social, tais como reservas indígenas, comunidades quilombolas, comunidades de pescadores e favelas com histórico de visitação turística. Com responsabilidade e sustentabilidade, podemos explorar, gerar riqueza para todos e ajudar ainda mais o desenvolvimento do nosso Estado.

*Célia Leão é deputada estadual pelo PSDB/SP

Nelson Leal foi um dos presos na Operação Integração, nesta quinta-feira, 22 (Foto: Antonio Costa - Governo PR)

Nacional

O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Paraná, Nelson Leal Júnior, adquiriu um apartamento de R$ 2,5 milhões em Balneário Camboriú, Santa Catarina. Deste montante, o dirigente pagou cerca de R$ 500 mil em espécie "ou com recursos cuja origem não foi identificada". Nelson Leal Júnior foi preso na Operação Integração, 48.ª fase da Lava Jato, deflagrada nesta quinta-feira, 22.
 

A investigação apontou "evidências" de que Nelson também "teve as despesas do aluguel de um iate de luxo custeadas por um empresário que prestava serviços de engenharia às concessionárias de pedágio".

A Integração investiga o pagamento de propina da concessionária Econorte, do grupo Triunfo, a agentes públicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), do DER, do Paraná, e da Casa Civil do Governo do Estado. A empresa teria usado os operadores financeiros Adir Assad e Rodrigo Tacla Duran para fazer os repasses.

O juiz federal Sérgio Moro mandou prender também o agente do DER, do Paraná, Oscar Alberto da Silva Gayer, o atual diretor-presidente da Econorte, Helio Ogama, o dirigente da empresa Rio Tibagi, Leonardo Guerra, o diretor financeiro da Triunfo Participações, Sandro Antônio de Lima, e do empresário Wellington de Melo Volpato. Todos foram capturados pela Polícia Federal.

Segundo o Ministério Público Federal, Nelson Leal Júnior adquiriu o apartamento 5 de dezembro de 2013 da Incorporadora Cechinel por R$ 2,58 milhões. Os investigadores apontam que em 23 de fevereiro de 2015, o diretor do DER-PR "cedeu seus direitos sobre o imóvel para a empresa Junqueira Leal Arquitetura Ltda, representada na ocasião pelo próprio Nelson Leal Júnior".

O apartamento, afirma a Procuradoria da República, não foi declarado no imposto de renda do diretor do DER-PR entre 2013 a 2015 e nem no de sua mulher. Segundo o 1º Registro de Imóveis de Balneário Camboriú, o apartamento continua registrado em nome da Incorporadora Cechinel.

Em relatório, o Ministério Público Federal apontou que do valor total do apartamento, R$ 200 mil foram pagos por depósito bancário em 17 de dezembro de 2013, em transferência que partiu da conta de Nelson Leal Júnior. Em 30 de janeiro do ano seguinte, foram pagos R$ 1,3 milhão por duas transações bancárias de R$ 650 mil. Um dos depósitos partiu da conta de Nelson Leal Júnior e outro da conta de sua mulher.

Do valor restante, R$ 80 mil foi quitado em 27 de janeiro de 2015 por boleto bancário. O pagamento foi feito por cheque da empresa Junqueira Leal Arquitetura.

Um saldo de R$ 1 milhão, segundo a investigação, "está sendo pago em parcelas mensais de R$ 14.285,71, corrigidas, a partir de 10 de janeiro de 2015". A Incorporadora Cechinel informou ao Ministério Público Federal que até 5 de agosto de 2016 foram pagos R$ 564.089,86.

"Mais de duas dezenas dos boletos foram pagos em espécie presencialmente por Nelson Leal Júnior diretamente no setor financeiro da Construtora, em Balneário Camboriú", relatou o juiz Sérgio Moro na decisão. "Chama a atenção que o investigado Nelson Leal Júnior preferia deslocar-se com quantidades vultosas em espécie até Balneário Camboríu/SC, endereço da Incorporadora Cequinel, para efetuar dezenas de pagamentos em espécie de parcelas do imóvel ao invés de realizar depósitos bancários a partir de Curitiba."

O Ministério Público Federal apontou que o diretor do DER-PR pagou R$ 36.358,38 de taxas de condomínio do apartamento para a empresa Fênix Condomínios. As informações foram prestadas pela própria empresa.

"As taxas foram pagas em boletos, não tendo sido possível identificar a origem dos recursos", narrou Moro.

Outro lado

Nota divulgada pela Secretaria de Estado da Comunicação Social do Paraná destacou que o governador Beto Richa determinou nesta quinta-feira a "pronta instauração de processo de investigação" para o esclarecimento de eventuais irregularidades apontadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal na Operação Integração. A investigação será conduzida pela Controladoria Geral do Estado.

"Tanto os contratos quanto os aditivos relacionados ao chamado Anel de Integração foram conduzidos pelo Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER), que é o poder concedente. E todos terminaram submetidos ao crivo da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná - Agepar, que homologou seus termos. Os contratos originais do Anel de Integração foram assinados em 1997", salientou o governo do Paraná na nota.

Em nota, enviada de Madri, Rodrigo Tacla Duran listou os seguintes pontos em sua defesa:

"1. No dia dia 25 de abril de 2017, após dez pedidos de prorrogação de uma investigação iniciada em 14 de julho de 2015, a Receita Federal encerrou o procedimento de fiscalização contra meu escritório de advocacia sem lavrar auto de infração. Ou seja: toda minha movimentação financeira foi corretamente declarada e os respectivos impostos recolhidos.

2. Conforme certidão emitida pela Receita Federal no dia 20 de fevereiro de 2018, anteontem, o escritório Tacla Duran Sociedade de Advogados tem situação fiscal regular.

3. Todos os trabalhos prestados para o Grupo Triunfo foram indevidamente apreendidos em novembro de 2016, durante busca e apreensão ilegal autorizada pelo juiz Sérgio Moro, desrespeitando o sigilo profissional e outras prerrogativas, conforme despacho da presidência da OAB-SP.

4. Sou espanhol, vivo em Madri com minha família, meu endereço é conhecido pelas autoridades espanholas e brasileiras. O juiz Sergio Moro tem meu endereço. A Justiça espanhola negou minha extradição e, no dia 19 de dezembro de 2017, a Receita Federal da Espanha encerrou fiscalização contra mim concluindo que eu não cometi qualquer irregularidade ou delito.

5. Nunca sofri qualquer condenação criminal e tenho colaborado com a Justiça Espanhola e de diversos países. Embora o procurador Douglas Fischer, da Secretaria de Cooperação Internacional do Ministério Público Federal, tenha recomendado o envio para a Espanha de supostas provas contra mim em poder do juiz Sérgio Moro e dos procuradores de Curitiba, conforme determinam acordos e tratados internacionais, até hoje isso não foi feito ao arrepio da lei.

6. Há uma denúncia apresentada por parlamentares junto à Procuradoria Geral da República, requerendo investigação sobre irregularidades ocorridas durante negociações do meu acordo de colaboração com a Força Tarefa do Paraná em março de 2016, o que torna impedidos tanto os procuradores da Lava Jato, quanto o juiz Sergio Moro, de conduzirem processos e investigações contra mim, uma vez que todos têm interesse direto no desfecho de quaisquer causas envolvendo meu nome."

A reportagem fez contato com a concessionária Econorte e está tentando localizar a defesa do diretor do DER-PR, Nelson Leal Júnior, e dos outros citados, deixando espaço aberto para manifestação.

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

or
or