19
Seg, Nov

Ruínas de Cafarnaum mostram o que restou de uma cidade bíblica (Foto: Divulgação)

Turismo

Não é preciso ser religioso para se encantar com Israel. Mas também não há como negar o fato de o país ser um dos destinos mais procurados do mundo para a prática do chamado “turismo religioso”. O território hoje ocupado por Israel, aliás, provem de povos antigos, e serviu de berço para personalidades religiosas de incalculável importância para a história da humanidade. E é nesta pequena e jovem nação, criada em 1948 para abrigar os Judeus, que a Interpoint Viagens & Turismo selecionou dicas de cenários incríveis.

 A começar pela capital, Jerusalém, o roteiro proposto pela agência convida os turistas a conhecem diversos pontos de interesse, como o Monte Sião, onde se pode visitar o Cenáculo, o lugar onde foi realizada a Última Ceia de Jesus e onde está enterrado o Rei David. O Muro das Lamentações, assim como outros pontos da Cidade Velha, tal qual a Via Dolorosa, o Santo Sepulcro, o Cardo, Domo da Rocha, o centenário Jardim Getsêmani e o Monte das Oliveiras, de onde se pode ter uma belíssima vista panorâmica de Jerusalém também estão presentes na programação. 

Na Cidade Nova o destaque fica por conta do Museu do Livro, onde é possível encontrar cerca de 930 manuscritos do Mar Morto, que revelam regras de higiene e valores éticos e comunitários da época. Estima-se que estes documentos, escritos em aramaico, hebraico e grego sejam os registros mais antigos do Velho Testamento já encontrados. Outros pontos a serem visitados incluem o Museu do Holocausto, a Torre de David e o Knesset, o Parlamento israelense. 

Fora da capital, Belém, Nazaré e Tel Aviv revezam entre si para ver quem esconde mais atrativos interessantes. Caso de Belém, localizada nas Montanhas da Judéia, no Estado da Palestina, que conta com a Basílica da Natividade, uma das mais antigas igrejas ainda em uso do mundo. Mas este não é nem de longe o fato que a tornou famosa. Reza a lenda que o templo, construído sob a estrutura de uma caverna marque o local exato do nascimento de Jesus. Não se sabe exatamente a veracidade dos fatos, mas sabe-se que o local é sagrado tanto para os cristãos quanto para os islâmicos.

Nazaré é o segundo centro de peregrinação mais procurado de Israel. Foi lá – biblicamente falando – que o Anjo Gabriel anunciou à Virgem Maria que ela geraria uma criança e onde Jesus passou toda a sua infância com os pais. Por lá o programa da Interpoint sugere uma visita à Basílica da Anunciação, que marca exatamente o local onde Gabriel teria aparecido a Maria. Cafarnaum, cidade natal de Simão e Pedro, apóstolos de Jesus, é outro grande atrativo turístico de Nazaré. Suas ruínas são lindas. Vale visitar também Tabgha, o local do milagre da multiplicação dos pães e peixes.

Já Tel Aviv-Yafo é uma cidade com ares modernos, onde os ecos do passado não conseguem silenciar o seu lado arrojado e cosmopolita. Por ali há muita atividade cultura, como museus, cinemas, bares, restaurantes e shoppings. Mas também há atrativos como o Mercado Carmel ao ar livre, a Igreja de São Pedro, a Praça Rabin – homenagem ao primeiro ministro de Israel, Yitzhak Rabin, que foi assassinado no local em 1995 e o histórico porto de Jaffa, que tem mais de 4.000 anos de história. Todos inclusos no roteiro preparado pela Interpoint.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Vista panorâmica de Florença, capital da Região da Toscana (Foto: Maurício Nunes)

Turismo

Quem nunca sonhou viver sob o sol da Toscana? São tantos filmes, livros e canções inspirados nesta região da Itália, que, para quem ama viajar, comer bem e degustar os melhores vinhos, este é, sem dúvida, o lugar perfeito para as férias.

A Itália é dividida em 20 regiões, como o que chamamos de Estados, e cada uma delas tem a sua capital. A de Toscana é a belíssima Florença, terra de Carlo Collodi, criador de Pinóquio, o boneco imortalizado por Walt Disney. Outro importante florentino é Dante Alighieri, primeiro e maior poeta italiano. Sua maior obra, A Divina Comédia, atingiu o pensamento humano na sua mais completa intensidade, garantindo ao seu autor o título de sumo poeta da Itália.

Repleta de construções magníficas, como a imponente e esplendorosa Catedral de Santa Maria del Fiore e a histórica Ponte Vecchio, construída ainda na Roma antiga e preservada até pelos nazistas na Segunda Guerra. Florença é um dos destinos mais procurados e encantadores não apenas da Toscana, mas da Europa.

O berço do Renascimento, como é conhecida, foi cenário de grandes obras de  Leonardo da Vinci, Giotto di Bondone,  Rafael, Donatello, entre outros, e hoje abriga importante parte do acervo deixado por estes mestres das artes plásticas.

Os museus abrigam obras históricas, como “O Nascimento de Vênus”, de Botticelli, a “Medusa de Caravaggio” e até o imponente “Davi”, de Michelangelo, escultura com mais de cinco metros de altura, trabalhada em mármore de Carrara, e que impressiona.

A gastronomia é outra categoria tratada com louvor. Exemplo disto é o prestigiado e secular  Buca Mario, restaurante construído no século XIX no “subterrâneo” de um edifício histórico do século XVI. Já o Cibreo Firenze foi criado pelo chef Fabio Picchi que, após cinco anos trabalhando no Japão, trouxe a cultura oriental para os pratos florentinos.   

Pisa, muito além da famosa torre

Uma boa dica é conhecer Pisa, importante polo turístico da Toscana, onde está localizada a icônica Torre de Pisa.

A cidade de Galileu Galilei e do matemático Fibonacci pode ser apreciada em um dia, caso o viajante tenha uma agenda corrida. O Hotel Bologna é a dica perfeita para acomodação, pois sua localização está próxima à estação e aos pontos turísticos. Se estiver em Florença, a melhor hospedagem é no Hotel Cellai. Suas charmosas acomodações podem incluir, inclusive, terraço com vista para as colinas e à cidade de Florença. 

Pisa é cortada pelo Rio Arno e possui monumentos de extrema importância histórica e cultural, como o monumental Teatro Verdi e a medieval Piazza dei Cavalieri (Praça dos Cavaleiros).

A Piazza del Duomo de Pisa, conhecida como Piazza dei Miracoli, é desde 1987, patrimônio da humanidade da Unesco. É neste espaço que está seu cartão-postal, a famosa Torre de Pisa ou “La Torre Pendente di Pisa”. Construída entre os séculos XII e XIV, inclina um pouco mais a cada ano, porém não há planejamentos em frenar sua inclinação, pois perderia seu charme e a cidade milhares de turistas.

A Catedral de Pisa é uma das mais suntuosas catedrais italianas. Il Battistero di Pisa é o maior batistério da Itália, e sua imponência na praça divide a atenção com a famosa torre inclinada.

Outro ponto interessante é o Cemitério Monumental de Pisa, lugar sagrado que abriga restos mortais dos personagens mais ilustres da cidade, cercados por obras de arte da idade antiga (etruscos) num verdadeiro museu com impressionantes esculturas.

Toscana é arte, história e um deleite para todos os sentidos. Talvez, por isto, Dan Brown a tenha escolhido para um de seus principais best sellers, e o leitor, provavelmente, a escolherá para suas próximas férias

Jesus sinaliza para pedir gol em amistoso (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

Copa 2018

O próprio Brasil não considerou uma revanche em relação aos 7 a 1 da Copa do Mundo de 2014. No entanto, os jogadores e o técnico Tite celebraram a vitória por 1 a 0  sobre a Alemanha, em Berlim, na tarde desta terça-feira. Este foi o último amistoso da Seleção antes da convocação oficial para a Copa. O gol foi marcado por Gabriel Jesus, aos 37 minutos do primeiro tempo,

“Houve respeito entre os dois técnicos e entre os jogadores. Não percebi se a Alemanha não encarou a partida como nós”, disse Tite após a partida.

“É um momento de confiança. Não tem nada a ver com o que aconteceu em 2014. O mais importante é a vitória. Soubemos nos defender no final”, afirmou Paulinho, que entrou no segundo tempo da semifinal da Copa, quando o jogo estava 5 a 0 para os alemães.

“Eu acho que o que está acontecendo é extraordinário. Porque nem momentos de dificuldades e nem momentos bons são permanentes.  Temos capacidade de nos superar e reerguer.  O grupo está de parabéns.  Estamos no caminho certo, com humildade.  Com todo respeito à Alemanha. A nossa camisa merece mais respeito”, avaliou o zagueiro Thiago Silva, que não atuou na semi da Copa, mas estava no grupo do Mundial. Inclusive, como capitão.

“Hoje não estava nos melhores dias. Errei passes bobos e finalizações que não costumo errar. Não estava bem técnica. Troquei a técnica pela raça. O gol foi de raça. Fiquei muito feliz pela vitória e pela atuação da equipe.  Sofremos quando tínhamos que sofrer. A equipe vem jogando bem e treinado bem. Estes jogos que a gente vem vencendo é o resultado dos treinos”, disse Gabriel Jesus, que marcou o gol da vitória e, há quatro anos, pintava as ruas do Jardim Peri para o Mundial de 2014.

O JOGO

As duas equipes começaram a partida com muito estudo. Enquanto a Seleção Brasileira tentava jogadas pela esquerda, a Alemanha fazia boa marcação. Aos 8 minutos, Toni Kroos cobrou falta de fora da área e a bola sobrou para Mário Gómez cabecear. Alisson fez boa defesa.

A primeira boa chegada do Brasil foi após Philippe Coutinho roubar a bola e invadir a área pela esquerda. A bola sobrou para Paulinho, que quase mandou de cabeça para o gol. Os alemães também continuaram buscando o gol, mas a Seleção estava atenta.

Aos 17 minutos, Willian achou Paulinho na área. O volante, no entanto, foi travado na hora da finalização. Pressionando a saída de bola, a equipe de Tite quase marcou aos 36, quando Gabriel Jesus recebeu passe de Willian, driblou Boateng e chutou por cima do gol de Trapp.

 No minuto seguinte, o camisa 9 não deixou a chance passar. Fernandinho roubou a bola, Willian cruzou da direita e Jesus cabeceou forte para fazer 1 a 0.

Na volta do intervalo, o Brasil continuou com boas investidas e ficou perto de ampliar o marcador logo aos 9, após boa triangulação na área. Marcelo roubou a bola no ataque, Coutinho tocou para Paulinho, que fez o corta luz para Willian. O meia pegou de primeira e viu Trapp espalmar. No rebote, Paulinho finalizou, mas a bola saiu para escanteio.

Dois minutos depois, Gabriel Jesus deu passe para Coutinho, que chutou da entrada da área e viu a bola passar muito perto do travessão do goleiro adversário.

O Brasil ainda teve a chance de ampliar aos 22, quando a bola sobrou para Jesus após cobrança de escanteio, porém a finalização de cabeça do camisa 9 acabou indo para fora.

A partida voltou a ficar bem disputada nos minutos finais, mas o marcador não foi alterado. No último lance, o goleiro Alisson ainda defendeu a finalização de Draxler e confirmou a vitória brasileira.

Brasil: Alisson, Daniel Alves, Miranda, Thiago Silva e Marcelo; Casemiro, Fernandinho e Paulinho; Philippe Coutinho (Douglas Costa), Willian e Gabriel Jesus.

*Com informações da Agência Estado

 

 

Manifestação seria pacífica (Foto: Reprodução Facebook)

Mundo

Ao menos 15 palestinos morreram e centenas ficaram feridos em confrontos com soldados israelenses na fronteira de Gaza com Israel nesta sexta-feira, 30, durante a Grande Marcha do Retorno, maior manifestação recente na região. O protesto é apoiado pelo grupo Hamas, em comemoração ao Dia da Terra. A quantidade de mortes é a maior desde a guerra de 2014 entre Israel e o Hamas.

Mais de 750 pessoas ficaram feridas pelos ataques israelenses em confrontos ao longo da fronteira, de acordo com o Ministério da Saúde da Palestina. O Exército israelense disse que milhares de palestinos atiraram pedras e atearam fogo em tropas que estavam do outro lado da fronteira. Israel acusou militantes de tentar realizar ataques durante os protestos, dizendo que, em um incidente, homens palestinos armados dispararam contra soldados israelenses.

A grande participação dos manifestantes foi um testemunho da habilidade de organização dos Hamas, mas também foi sinalizado desespero de moradores de Gaza, após o fechamento de uma fronteira que está aberta há dez anos. Na região, houve aumento do desemprego, pobreza crescente e apagões diários com horas de duração.

Asmaa al-Katari disse que participou da marcha, apesar dos riscos, e que se juntaria a protestos futuros porque "a vida é difícil aqui em Gaza e não temos nada a perder". A aluna de história afirmou que é descendente de refugiados e comentou que seus avós viviam em tendas de refugiados. "Eu quero dizer ao mundo que a causa de nossos avós não está morta."

O morador de Gaza Ghanem Abdelal, de 50 anos, disse que espera que o protesto "traga um avanço, uma melhora para a nossa vida". Ele levou a família para um acampamento perto da cidade de Gaza, cerca de 500 metros da fronteira, onde distribuiu garrafas de água para mulheres e crianças presentes no local.

Israel já havia ameaçado responder duramente, na esperança de impedir violações na cerca da fronteira. As forças armadas israelenses divulgaram um vídeo mostrando uma fileira de franco-atiradores em um barranco de barro, voltados para a multidão de Gaza em um único local.

De acordo com o Ministério da Saúde, o palestino Omar Samur, de 27 anos, foi morto por tiros da artilharia israelense no início da manhã, antes do início da marcha. Os outros 14, todos manifestantes, morreram em confrontos com o Exército em diferentes áreas.
*Matéria atualizada às 17h32

Pastor teve grande influência sobre Bill Clinton e Geoge W. Bush (Foto: Reprodução/Facebook)

Mundo

O pastor americano Billy Graham morreu na manhã desta quarta-feira, 21, aos 99 anos, em sua casa na cidade de Montreat, nos EUA. A causa não foi revelada.

Graham foi um dos mais importantes conselheiros espirituais do século XX. Inclusive, ele foi guru de ex-presidentes americanos, como Bill Clinton e George W. Bush.

De acordo com o site oficial do pastor, ele pregou o evangelho de Jesus Cristo para cerca de 215 milhões de pessoas, em 185 país, durante quase sete décadas de atuação.

"Eu tenho uma mensagem que Jesus Cristo veio, morreu em uma cruz, ressuscitou e nos pediu para nos arrepender de nossos pecados e recebê-lo pela fé como Senhor e Salvador. E, se o fizermos, nós temos perdão de todos dos nossos pecados ", disse durante evento em 2005, em Nova York.

O atual presidente dos EUA, Dnald Trump, utilizou as redes sociais para lamentar a morte do líder religioso. “O GRANDE Billy Graham está morto. Não havia ninguém como ele. Sua ausência será sentida por cristãos e todos os religiosos. Um homem muito especial”, escreveu Trump em seu Twitter.

 

Atacante quebra jejum de 13 jogos (Foto: Reprodução/Twitter)

Futebol

O atacante Gabriel Jesus estava há 13 partidas sem marcar até esta quarta-feira, 7, quando fez o gol do Manchester City na derrota por 2 a 1 para o Basel, na Inglaterra, em jogo válido pela volta das oitavas de final da Champions League.

Apesar do revés, o time inglês avançou às quartas, já que havia derrotado o rival suíço, fora de casa, por 4 a 0. Assim, a equipe de Pep Guardiola se junta a Real Madrid, Liverpool e Juventus na próxima fase do torneio continental. Os outros quatro classificados serão definidos na próxima semana. 

Juventus

Depois de ceder o empate por 2 a 2 ao Tottenham, em Turim, a Juve foi buscar a classificação em Londres.

Nesta quarta, o time italiano saiu atrás, quando o sul-coreano Son abriu o placar para os mandantes. O resultado dava a vaga ao Tottenham. Porém, com dois gols de atletas argentinos - Dybala e Higuaín –, a Vecchia Signora manteve vivo o sonho da terceira Champions. Nas últimas três temporadas, o clube chegou a duas decisões e perdeu ambas para Barcelona e Real Madrid, respectivamente.

Brasileiro está longe dos gramados desde dezembro

Futebol

O técnico Pep Guardiola deu uma ótima notícia para a torcida do Manchester City e para a seleção brasileira. O espanhol anunciou a volta do atacante Gabriel Jesus aos treinos da equipe nesta sexta-feira, um mês e meio após a lesão sofrida no joelho esquerdo.

"Gabriel Jesus estará treinando conosco hoje. Esta é uma boa notícia", declarou o treinador em entrevista coletiva nesta sexta, momentos antes da atividade no CT do City.

O próprio treinador, no entanto, rechaçou fazer uma previsão para o retorno do atacante brasileiro aos gramados. "Eu não sei quando ele estará pronto para jogar. O primeiro passo era fazer uma ou duas semanas de treinos sozinho. Agora, será seu primeiro treinamento com a equipe."

Gabriel Jesus lesionou o ligamento colateral do joelho esquerdo durante o empate do City com o Crystal Palace por 0 a 0, em 31 de dezembro do ano passado. A princípio, chegou-se a temer que a contusão fosse grave e colocasse em risco até sua ida à Copa do Mundo, mas após a realização de exames, foi diagnosticado um problema mais leve, que sequer exigiu intervenção cirúrgica.

A tendência é que Jesus volte aos campos nas próximas semanas, mas ele ainda não terá condições de reforçar sua equipe na próxima segunda-feira, quando o City encara o Wigan, fora de casa, pela Copa da Inglaterra.

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

or
or