Famosa nas redes sociais, celebridade transferiu popularidade na internet para as suas marcas (Foto: Reprodução/ Instagram)

Tecnologia


Se você acessa a internet com frequência, tem uma conta no Instagram ou está ligado no mundo das celebridades norte-americanas, com certeza já ouviu falar nas irmãs Kardashian/Jenner. Mas, se você não está tão ligado assim nesse mundo, talvez seja hora de prestar atenção nelas: Aos 20 anos, Kylie Jenner, a caçula da família, está prestes a se tornar a bilionária (por mérito próprio) mais jovem da história e está na capa da revista Forbes de agosto.

Mas como ela chegou lá? Construindo um império no mundo da beleza, a Kylie Cosmetics. Kylie é a filha mais nova da empresária Kris e Caitlyn Jenner e cresceu em frente às câmeras do reality show Kepping Up With The Kardashians, que estreou quando ela tinha apenas 10 anos.

Enquanto as irmãs mais velhas (Kourtney, Kim e Khloé) tinham os seus próprios dramas pessoais, as caçulas eram vistas como um ponto cômico do programa e, aos poucos, foram se tornando referência entre o público jovem. Kendall, que é dois anos mais velha, decidiu apostar na carreira de modelo, enquanto Kylie ficou à deriva sem ter um nicho só seu, e era apenas reconhecida pelo público adolescente por ter uma conta no Tumblr.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS


Fazer um filme de terror não estava nos planos de John Krasinski, que só tinha dirigido comédias dramáticas no cinema (Brief Interviews with Hideous Men e Família Hollar). "Era tudo o que não queria fazer. Tenho medo até de assistir a filmes de terror", disse Krasinski, ao Estado, em Nova York. Mas ele acabou convencido. Em Um Lugar Silencioso, que estreou na quinta, 5, Lee (o próprio Krasinski), Evelyn (Emily Blunt) e seus filhos Marcus (Noah Jupe) e Regan (Millicent Simmonds) não podem falar. Na verdade, não podem fazer barulho algum, sob pena de serem caçados por criaturas monstruosas que vieram do espaço.

O que convenceu Krasinski a dirigir foi que Um Lugar Silencioso é, no fundo, a história de uma família. Principalmente, a história de pais que precisam proteger seus filhos de um ambiente extremamente hostil. "É como me sinto sendo pai de duas crianças", disse Krasinski, que tem Hazel, 4, e Violet, 21 meses, com Emily Blunt, com quem está casado há oito anos. A atriz concorda: "O que ela passa são meus maiores medos como mãe. Claro que aqui é uma versão aumentada".

Por conta disso, tanto Krasinski quanto Blunt definem Um Lugar Silencioso como seu filme mais pessoal. "Soa bizarro, porque é um filme de terror maluco. Mas é provavelmente minha carta de amor para minhas filhas", afirmou o diretor. Blunt contou que costuma escolher personagens bem distantes de sua personalidade, como a alcoólatra de A Garota no Trem. "Aqui nem precisei fazer pesquisa, sabia muito bem como era essa personagem." Fora que ela tinha acabado de dar a luz quando leu o roteiro.

Krasinski contou que sua admiração pela mulher só cresceu - algo que Rob Marshall, diretor de Emily Blunt em Caminhos da Floresta e O Retorno de Mary Poppins, que estreia em dezembro, tinha avisado. "Rob me disse: 'Você pode achar que ela é a melhor atriz, mas só vai saber por que quando estiver no set com ela'", afirmou Krasinski. Uma cena em especial foi a da banheira, quando Evelyn, que está grávida, começa a sentir as contrações. "O ar mudou no set aquele dia depois da cena", disse o diretor. "Sinto que agora estou no clube secreto da Emily."

A família do filme enfrenta desafios desse tipo: uma mulher grávida que vai precisar parir sem ajuda profissional, anestesia e sem dar um pio. Ou a filha surda-muda, que não sabe quando o perigo se aproxima. O silêncio quase nunca é quebrado, a não ser em poucas cenas. O mais curioso é que isso se reflete na plateia, que tenta não fazer barulho. "No South by Southwest, uma pessoa se desculpou no debate por ter ficado tossindo durante a sessão. Numa exibição-teste, um espectador confessou ter levado um pacote de doce, mas que ficou sem coragem de abrir", contou Krasinski, divertido. Talvez, então, seja melhor deixar os goles de refrigerante para depois.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Não há informações sobre feridos ou mortos (Foto: Reprodução/Facebook)

Mundo

Uma mulher invadiu, nesta terça-feira, a sede do YouTube na cidade de San Bruno, na Califórnia, no Oeste dos Estados Unidos, deixou quatro pessoas feridas e depois se matou. As informações são da Agência EFE. 

O chefe da polícia de San Bruno, Ed Barberini, afirmou que a mulher suspeita aparentemente cometeu suicídio após invadir a sede da empresa.

O incidente, que ocorreu por volta das 12h46 (horário local, 17h46 em Brasília), fez com que a polícia de San Bruno enviasse vários agentes para a região, retirando centenas de pessoas que ainda estavam na sede do YouTube e em prédios próximos. Barberini não detalhou o estado de saúde das quatro vítimas, mas declarou que foram transferidas a hospitais da região.

As autoridades não sabem quais podem ser os motivos por trás deste incidente. A sede do YouTube, no Vale do Silício, é um grande complexo formado por três edifícios.

Funcionário do YouTube, Vadim Lavruisk afirmou, via Twitter, que ouviu tiros e viu pessoas correndo em sua volta. Depois, ele e outros funcionários se esconderam em uma sala. Na sequência, em uma outra postagem na rede social, Lavruisk tranquilizou seus seguidores: "Seguro. O prédio foi evacuado. Estou do lado de fora agora". 

*Matéria atualizada às 07h25 do dia 04/04

Ex-vereadora foi alvo de diversos atos contra sua memória (Reprodução/ Facebook)

Nacional

Em decisão liminar divulgada nesta sexta-feira, 23, a juíza Márcia Holanda deferiu parcialmente o pedido de liminar feito pela irmã Anielle Barbosa e pela companheira Monica Tereza Benício, da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada no dia 14 no Rio de Janeiro, para a retirada da internet de vídeos que propagam mentiras sobre a parlamentar.

Na ação protocolada na quarta-feira, Anielle Barboza e Mônica Benício pedem que o canal YouTube e o site de busca Google retirem do ar todos os vídeos caluniosos contra a vereadora, listando 38 links. A ação foi assinada pelas advogadas Evelyn Melo, Juliana Durães e Samara de Castro, que também promoveram uma campanha para receber denúncia de compartilhamento de informações falsas sobre Marielle.

A juíza afirma que na análise dos vídeos alguns “extrapolaram o que a Constituição fixou como limite ao direito de livremente se manifestar”, vinculando, sem provas, o nome de Marielle “as facções criminosas e tráfico ou imputações maliciosas sobre as suas bandeiras políticas”, o que, para Márcia, “podem caracterizar violação à honra e à imagem da falecida e que certamente causam desconforto e angústia a seus familiares”.

Com isso, a juíza determinou que 16 deles sejam retirados do ar no prazo de 72 horas, além de multa de R$1 mil por dia em caso de descumprimento. Não foi aceito o pedido para a retirada de vídeos que trazem críticas duras à atuação do PSOL e com debates ou entrevistas jornalísticas de repercussão do assassinato, além de críticas pessoais sem “excessos ou ataques diretos à honra, à moral ou à memória de Marielle”.

A juíza concluiu que não há como impedir a divulgação de novos vídeos, mas pede que o réu “exerça o controle a posteriori dos conteúdos inapropriados, promovendo sua exclusão em prazo razoável, seja por indicação expressa do novo conteúdo, pelo exercício de seu dever de responsabilidade sobre o que permite seja divulgado através de seus serviços”.

A reportagem procurou o Google, responsável pelo YouTube, para se posicionar sobre a questão, mas ainda não obteve retorno.

 

 

Cantor tem shows marcados no Brasil (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

O cantor e compositor porto-riquenho Luis Fonsi conquistou  mais um feito inédito nesta semana. Pela primeira vez na história do YouTube, um videoclipe ultrapassou a marca de 5 bilhões de visualizações.

Conhecido por ser o intérprete e um dos autores do mega hit “Despacito”, que passou 49 semanas em primeiro lugar no “Hot Latin Songs” da Billboard, Fonsi esteve recentemente no Brasil, em São Paulo, para divulgar seus shows pelo País, que acontecem em maio. O cantor cumpriu uma extensa agenda de promoção, participando de inúmeros programas de TV, rádio e internet.

A turnê "Love and Dance" irá passar pelas cidades de Curitiba (dia 3 de maio, no Live Curitiba), São Paulo (dia 4 de maio, no Espaço das Américas) e Rio de Janeiro (dia 5 de maio, no Km de Vantagens Hall).

Fonsi é um dos maiores nomes da música latina, com quatro prêmios GRAMMY® Latino (Canção do Ano, Melhor Performance de Música Urbana, Gravação do Ano e Melhor Vídeo) e mais de 11 meses consecutivos no topo das paradas mundiais.

Para informações e compra de Ingressos:

 Curitiba

03 de Maio – Live Curitiba

https://www.diskingressos.com.br/event/LUIS_FONSI

 São Paulo

04 de Maio – Espaço das Américas

https://www.ticket360.com.br/evento/8597/luis-fonsi-love-dance-2018-world-tour

 Rio de Janeiro

05 de Maio – KM de Vantagens Hall RJ

http://premier.ticketsforfun.com.br/shows/show.aspx?sh=LUISFRJ18

 

Atriz superou timidez para obter sucesso na carreira (Foto: Pedro Curi/TV Globo)

Fora dos Trilhos

Em vídeo no seu canal no YouTube, a atriz Giovanna Ewbank contou como se tornou atriz e apresentadora, além de revelar que quando criança seu desejo nunca foi ter seguido nessa carreira: ela queria ter sido veterinária.

“Nunca pensei em ser atriz, em ser apresentadora, modelo, em ser conhecida. Meu sonho sempre foi ser veterinária. Sempre amei animais, peguei na rua, cuidava deles. Em certo momento, eu percebi que não ia conseguir ser veterinária. O meu amor por eles era tão grande que eu não conseguia vê-los sofrer. Quando o animal não sobrevivia, ficava muito mal, eu sofria muito. Decidi que não seria veterinária e iria ajudar todos os bichos que passassem pela minha vida”, contou Giovanna.

A mulher de Bruno Gagliasso disse que só depois decidiu fazer moda para seguir os passos da mãe, a estilista Deborah Ewbank. Ela também falou que, apesar de fazer comerciais desde criança, a vontade de virar atriz só veio após fazer escola de teatro, para vencer a timidez. 

Cantora usa redes sociais para dar indiretas a "pidões"

Fora dos Trilhos

A cantora carioca Anitta usou seu Instagram para criticar influenciadores digitais que lhe pedem ingressos para shows em troca de "divulgação". Em pelo menos dez Stories no Instagram publicados na noite desta quarta-feira (14), ela fingiu que estava pedindo ingressos e favores para as pessoas ao seu redor e falava "mas eu tenho muitos seguidores" em tom de deboche.

Em uma das conversas, a cantora simula uma prosa com ela mesma. "Oi Anitta, tudo bem? Queria tanto ir no seu show, como faz para comprar? Eu tenho muitos seguidores, estou beirando os 2 milhões, mas não queria te pedir o ingresso".

Depois, a carioca ainda conversou com alguém que se passou por um cabeleireiro e outra pessoa que fazia algodão doce. Ambos entraram na brincadeira e afirmaram ter muitos clientes. Foi uma forma de reagir ao pedido indireto de ganhar um serviço em troca de divulgação aos seguidores.

Em um dos últimos stories da série, a cantora faz uma crítica mais óbvia, ainda que bastante indireta. Acompanhada de um amiga que lhe sugere comprar um açaí, Anitta responde em tom de brincadeira: "Comprar? Eu não compro, eu não pago. É uma honra este açaí ser comido por mim".

Nas redes sociais, internautas sugeriram que o deboche foi para a ex-BBB Emily, hoje com 3,3 milhões de seguidores no Instagram. Enquanto isso, Anitta tem 26,4 milhões.

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

Ainda não possui um cadastro? Registre-se

ou