13.3 C
São Paulo
sábado, agosto 13, 2022

SP pagará R$ 400 mi a concessionárias para equilibrar finanças de pedágio

Cerca de R$ 400 milhões estão reservados pelo Governo de São Paulo para compensar, até dezembro deste ano, 18 concessionárias de rodovias. Isso porque as tarifas de pedágio foram paralisadas, o que originou prejuízos.

A princípio, o aumento estava programado para acontecer no dia 1° de julho, porém acabou suspenso na véspera pelo governador Rodrigo Garcia (PSDB). Nesse sentido, o índice deveria circular entre 10,72% e 11,73%.

Autor da reeleição ao pleito, Garcia justificou que a medida precisava ser executada por causa da ambientação econômica, além da alta desenfreada dos preços, sobretudo, de combustíveis.

“Todo o desequilíbrio desse período vai ser compensado até o fim do ano”, destacou o secretário de Projetos e Ações Estratégicas do estado, Rodrigo Maia. Ainda segundo ele, a decisão de compensação visou a permanência do programa de concessões.

Por outro lado, o Governo de São Paulo realizou, na última quarta-feira (03), um evento na sede da Bolsa para exibir à investidores nacionais e internacionais a proposta de concessão de rodovias do Lote Noroeste.

Responsável pela principal licitação do ano, o trecho compreende 600 quilômetros de cinco rodovias das regiões de São José do Rio Preto, Araraquara, Barretos e São Carlos, com a inclusão da maior parte da Washington Luís (SP-310).

Conforme o edital, a concessão atual dessas rodovias será renovada, e os investimentos devem ser de R$ 13,9 bilhões em 30 anos (R$ 10 bilhões em obras e R$ 3,9 bilhões em operação). A princípio, o leilão vai acontecer no dia 15 de setembro e tem valor mínimo de R$ 7,6 milhões.

LEIA MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS