11.3 C
São Paulo
sexta-feira, agosto 19, 2022

Saiba como o Praia Clube quebrou um tabu contra o time de Bernardinho










Praia Clube conquistou título da Superliga pela primeira vez na história (Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV)


Esporte

O Praia Clube conquistou na manhã deste domingo, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia (MG), o primeiro título da Superliga Feminina de Vôlei de sua história ao vencer o Sesc-RJ por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/23 e 25/17, e depois ainda ao triunfar por 25 a 18 no chamado Super Set que foi criado como novidade para a decisão deste ano da competição.

Antes decidida em partida única, a Superliga desta vez teve dois jogos para definir o clube campeão, sendo que no confronto de ida da final, realizado no Rio, o time comandado pelo técnico Bernardinho havia vencido por 3 sets a 1, no domingo passado.

Pelo novo regulamento, uma vitória do Praia Clube por qualquer placar forçaria a realização do denominado Super Set de desempate, o que acabou acontecendo. E o time de Minas Gerais manteve neste set extra o seu domínio, imposto principalmente na primeira e na terceira parcial, para voltar a superar o Sesc-RJ, maior ganhador da história da Superliga e que buscava o seu 12º título.

O confronto deste domingo, por sinal, marcou a aposentadoria da líbero Fabi, do Sesc, bicampeã olímpica pela seleção brasileira com os ouros conquistados nos Jogos de Pequim-2008 e Londres-2018. Em 20 anos de dedicação ao vôlei, ela também defendeu a equipe carioca durante 13 temporadas.



E o Praia Clube triunfou neste domingo após uma grande atuação de uma equipe que conta com Fabiana, Fernanda Garay e Walewska, três nomes da seleção brasileira. E Garay encerrou o confronto como grande nome desta decisão de domingo e levou ao delírio os cerca de 5.500 torcedores que lotaram o ginásio em Uberlândia.

Outro grande destaque da equipe comandada pelo técnico Paulo Coco foi Amanda, que jogou por boa parte do confronto lesionada após se chocar com uma placa de publicidade. Ela lesionou o braço ao tentar buscar uma bola, mas seguiu em quadra até o fim para ajudar a sua equipe a faturar o título inédito, selado por meio de um ponto marcado por Fawcett.

No confronto, o Sesc contou com uma formação titular com Claudinha, Walewska, Fernanda Garay, Amanda, Fabiana e Fawcett, além da líbero Suelen, enquanto Andréia, Ellen, Laís, Carla, Ananda e Bruna Pavan figuraram entre as opções na reserva.

No time carioca, Bernardinho escalou Roberta, Juciely, Monique, Gabi, Drussyla e Mayhara, além da líbero Fabi. Natiele, Carol Leite, Vivian, Vitória, Peña, Mikaella e Linda Jéssica foram as reservas que o treinador tinha como opção no banco.




BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

 





Líder do Corinthians-Guarulhos, Serginho ainda não sabe se continua na equipe (Foto: Paulo Manso/Lupacom)


Esporte

Serginho faz mistério sobre futuro após Corinthians–Guarulhos cair na Superliga

Bicampeão olímpico, o líbero Serginho, de 42 anos, afirmou que não sabe se continua jogando pelo Corinthians-Guarulhos. O atleta tem contrato até junho com a equipe, que foi eliminada nesta quinta-feira, 29, nas quartas de final da Superliga Masculina de Vôlei pelo Sesi-SP.

Segundo o jogador, corintiano declarado, ele tem o desejo se aposentar pelo time. “Vários jovens atletas fizeram uma ótima competição, mas o Sesi é uma equipe muito forte e com um investimento superior ao nosso. Nós precisamos nos reforçar. É algo normal”, disse após a partida disputada em Guarulhos e que acabou 3 sets a 0 para o Sesi-SP (28/30, 22/25 e 23/25).

Outro atleta experiente do Corinthians-Guarulhos e com passagem pela Seleção Brasileira, o oposto Rivaldo, de 38 anos, lamentou a derrota, mas se disse satisfeito com o andamento do projeto. “Queríamos ganhar um jogo de playoff em casa para dar esta alegria à nossa torcida. Agora é continuar com a equipe. Isto é o mais importante. Independente das pessoas que vão ficar”, avaliou.

Emocionado, o técnico Alexandre Stanzioni admitiu que não vai ser mais o treinador do time guarulhense. “Vou permanecer no projeto, porém fora das quadras”, afirmou. Ainda não há um nome para o cargo. 

Pelo lado do Sesi-SP, semifinalista do torneio, o capitão e levantador William falou que apesar do placar de 3 sets a 0, o jogo foi bastante complicado. “O resultado não reflete a realidade do confronto”, ponderou o atleta que foi presenteado com a camisa do Serginho depois do duelo. Na próxima fase, o time da Vila Leopoldina, bairro da zona oeste da Capital, enfrenta o Sesc-RJ.

 







Antes de correr, é recomendado passar por exames médicos (Foto: Divulgação)


Saúde

Corrida ou spinning: o que é melhor para eliminar quilinhos extras?

Na hora de escolher qual exercício praticar, a maioria das pessoas se baseia nos níveis de queima de calorias, visando à eliminação dos indesejáveis quilinhos extras. Para esse objetivo, corrida e spinning (conhecido também como pedalada indoor) são ótimas opções.

Atividades aeróbicas rítmicas envolvem grande volume muscular. Segundo os cálculos gerais do American College of Sports Medicine, uma pessoa de 80 quilos queima cerca de mil calorias em uma hora de corrida. Já pedalando em uma velocidade constante de 18 a 25 km/h queima cerca de 850 calorias. “É claro que os dados são relativos. Apesar de existir um valor médio para a perda de peso, a intensidade é fator determinante”, comenta a Dra. Karina Hatano, médica do exercício e do esporte.

Entretanto, a corrida apresenta alguns aspectos negativos, pois oferece mais riscos de lesões que podem se tornar crônicas, principalmente no joelho, quadril e tornozelo. Já o spinning é mais suave por ser de baixo impacto, traz enormes benefícios ao sistema cardiovascular e ajuda a fortalecer pernas e coxas. Para produzirem resultados significativos, é fundamental a orientação de um especialista. A melhor atividade será aquela que a pessoa mais gosta e o recomendado pelo médico após avaliação. E, se liberado pelo especialista, pode, inclusive, associar as duas modalidades.  

Com gols, Rodriguinho cresce e vira protagonista de título corintiano

O Paulistão deste ano talvez não tenha sido o melhor campeonato de Rodriguinho, mas foi neste torneio que ele se mostrou mais importante e deixou de ser coadjuvante no Corinthians. O meia assumiu a responsabilidade de ser o cérebro da equipe e, além de ditar o ritmo da equipe, conseguiu marcar gols importantes na campanha do bicampeonato estadual.
Aos 47 minutos do segundo tempo contra o time do Morumbi, quando o Corinthians parecia eliminado, ele usou a cabeça para manter o time vivo na disputa na vitória por 1 a 0 na arena corintiana no confronto de volta da semifinal. No último domingo, na grande finalíssima da competição, mais uma vez ele mostrou sua estrela e, no primeiro minuto, superou Jailson.

“Fico muito feliz de estar sendo decisivo em momentos importantes do time. Divido isso com meus companheiros. Todo mundo tem seu momento de protagonista, como fiz gol hoje (domingo), o Cássio pegou pênalti, Maycon fez gol contra o Bragantino… Todo mundo teve seu momento”, comentou o meia, mostrando humildade.



A mudança do esquema tático, a queda de rendimento e a lesão de Jadson foram fundamentais para que Rodriguinho pudesse brilhar no Campeonato Paulista. No ano passado, ele teve destaque, mas os aplausos foram para Jô, Jadson e Guilherme Arana. Por isso, vencer o Palmeiras fazendo gol teve um gosto especial para o meio-campista.

“Foi incrível o que conseguimos fazer aqui. Nos reerguemos rapidamente depois da derrota (no primeiro jogo). No dia seguinte, todo mundo sabia que teríamos condições de vir aqui e sair com o título. Esse grupo está de parabéns por tudo o que foi feito no torneio. Temos de seguir fortes porque virão muitas batalhas pela frente”, comentou.

Neste ano, tudo mudou. A esperança de ser convocado por Tite para a seleção e a mudança no esquema tático fizeram Rodriguinho crescer em campo e sua participação se tornou fundamental para a evolução do time. Quando ele não estava bem ou era bem marcado, como aconteceu no primeiro jogo da decisão, a equipe não rendia.

“Eu, se enfrentasse o Corinthians, a primeira coisa que faria era marcar o Rodriguinho. É o jogador que faz o time rodar”, disse o técnico Fábio Carille, reforçando a importância do jogador.

A possibilidade de disputar uma Copa do Mundo, algo que parecia inimaginável para o jogador até o começo do ano passado, deu uma motivação extra ao jogador, que admitiu ter ficado frustrado por não ter sido convocado por Tite para os amistosos contra Rússia e Alemanha, os dois últimos testes antes do anúncio oficial dos convocados para a Copa do Mundo.

Entretanto, ele não deixou isso abalá-lo e, mesmo com a decepção de aparecer longe da lista dos que vão para a Rússia, manteve o bom futebol e se tornou o alvo dos adversários, para tentar parar o Corinthians. No primeiro jogo da decisão, por exemplo, o Palmeiras fez uma marcação especial em cima dele e isso ajudou a vencer a partida por 1 a 0.

Com o título do Paulistão, Rodriguinho sobe mais um pouco de patamar e consegue mostrar que também pode ser protagonista. Sorte de Fábio Carille e, quem sabe, de Tite.

 





Zucatelli foi um dos demitidos pela direção da Rede TV! (Foto: Reprodução/Facebook)


Fora dos Trilhos

Tony Auad: Com baixa audiência, Rede TV! demite em série e deve apostar em esportes

Hoje eu inicio a minha coluna comentando as demissões na Rede TV!. A emissora não consegue emplacar sua programação, até porque tem a menor audiência da TV aberta em São Paulo. Toda a sua grade não chega a 1%, com uma média apenas de 0.36%, muito pouco para um canal que se apresenta como competitivo.

Entretanto, apesar da emissora não ter uma programação atrativa, promoveu na semana passada uma série de demissões, começando por Celso Zucatelli, além da limpa no seu quadro de repórteres e apresentadores. A direção não tem parâmetros  para demitir, mesmo sabendo que não possui uma grade que possa atrair os telespectadores.

Para se ter uma ideia, o Departamento Comercial da Rede TV! cobra de qualquer concessionário que queira um horário na emissora a média de R$ 65 mil a hora, um preço não compatível com a audiência que possui, aliado a uma grande diferença no mercado de São Paulo.

A Rede TV!, apesar de ser uma emissora muito bem equipada, não consegue mudar o seu desempenho, até porque tem como opção para gerar receitas a locação de horários para as igrejas evangélicas. Com uma programação sem alternativa para atrair  os telespectadores, o canal não consegue pontuar no Ibope, perdendo, às vezes, até para a TV Cultura.

Com isso, comenta-se à boca pequena que a direção da Rede TV estuda a possibilidade de a emissora virar um canal  exclusivamente de esportes a partir do próximo ano. Tanto é verdade que a Rede TV já transmite os jogos da Série B e acaba de negociar os direitos para a transmissão do Campeonato Italiano. Talvez seja esse o único caminho.

O autor Carlos Lombardi voltou a tocar novamente o projeto Mamonas Assassinas,   que deverá virar filme e série a partir do segundo semestre deste ano, na Record TV. O projeto foi engavetado, no ano passado,  por falta de acordo entre as partes. Entretanto, agora, com a liberação, a iniciativa vai caminhar.

Os Experientes, seriado que a Globo começa gravar na próxima semana, terá Stênio Garcia e Rosamaria Murtinho, com previsão de estreia em junho, a partir das 23h. As gravações vão acontecer na cidade de Praia Grande, litoral de São Paulo. A emissora pretende investir em séries e conquistar o horário das 23h definitivamente.

A TV Cultura deve mudar a sua grade de programação nos próximos dias. A emissora quer popularizar a sua grade, mas sem deixar de manter o cunho cultural que se propõe desde a sua fundação. A ideia é ter programas musicais, como novas opções para os seus telespectadores.

Frase final: “Se o conhecimento pode criar problemas, não é por meio da ignorância que podemos solucioná-los.” (Isaac Asimov)


VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

Notícias de última hora

IPC-S desacelera em 6 das 7 capitais analisadas na 2ª quadrissemana de fevereiro

IGP-M sobe 0,55% na 2ª prévia de fevereiro, revela FGV

 

Geral

Ministros do Supremo defendem equiparar homofobia a racismo

 

Geral

Ao avaliar caso de empresária espancada no Rio, especialista sugere cuidados

Reedição de ‘Grande Sertão’ deve atrair e formar novos leitores

Mudança de editoras dá novo fôlego à obra de Guimarães Rosa

Ex-chanceler israelense Tzipi Livni deixa a política

Votação online livra Salvini de processo

Cuca evita falar em reforços para o São Paulo e ‘descarta’ Pato

Com dois gols de Jean Mota, Santos vence Guarani e mantém folga no Paulistão

PF põe Operação Fantoche contra fraudes em convênios com Turismo e Sistema S

Raquel pede para ‘baixar’ apuração de caixa 2 de Lorenzoni

  • Create an account

  • Forgot your username?

  • Forgot your password?

or

or




Articulistas

  • Sample avatar

    Cristiano Medina Rocha

    Articulista

  • Sample avatar

    Célia Leão

    Articulista

  • Sample avatar

    Edmilson Souza

    Articulista

  • Sample avatar

    Jorge Tadeu Mudalen

    Articulista

  • Sample avatar

    Leandro Cano

    Articulista

  • Sample avatar

    Rodrigo Merli Antunes

    Articulista

  • Sample avatar

    Sandra Tadeu

    Articulista

Colunistas

  • Sample avatar

    Mauricio Nunes

    Colunista

  • Sample avatar

    Tony Auad

    Colunista

 




Governantes devem dar a real importância ao meio ambiente e aos direitos humanos (José Cruz/Agência Brasil)


Opinião

Ponto de vista: Proteger a sociedade ou facilitar negócios

 





Só em 2018, mais de mil pessoas foram libertadas desta vergonhosa condição (Cris Fraga/AE)


Opinião

Editorial – Trabalho escravo: uma triste realidade em pleno século XXI

 





O ativismo judicial e a engenharia comportamental do Estado brasileiro são impressionantes (Foto: EDUARDO TEIXEIRA/RAW IMAGE/ESTADÃO CONTEÚDO)


Opinião

Ponto de vista: Criminalização da homofobia

 





Governo precisa conciliar os interesses diversos, principalmente de quem será afetado com a reforma (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)


Opinião

Editorial: Congresso demonstra boa vontade para com a reforma da Previdência

LEIA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS