24 C
São Paulo
quinta-feira, maio 26, 2022

Lula destacar face do Brasil em universidades nacionais

Responsável pela presidência do Brasil em dois mandatos consecutivos – de 2003 a 2011 – Luiz Inácio Lula da Silva (PT) defendeu, na última quinta-feira (5), a manutenção das universidades. O ex-mandatário do país também detalhou a função dos governos do Partido dos Trabalhadores na alteração de perfil dos alunos do ensino superior.

Para o petista, os cidadãos necessitavam de chances, e, nesse sentido, as unidades de ensino possuem “a cara do Brasil”.

“Com FIES e Prouni, passamos de 3,5 milhões de alunos para 8 milhões. Pela primeira vez com 51% de estudantes negros. Hoje você entra numa universidade, você vê a cara do Brasil. Antes você não via a cara do Brasil, você via a cara da elite brasileira. Por isso eu sou um homem feliz e por isso nós precisamos voltar a governar esse país”, analisou.

Presente no Teatro de Arena da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Lula deu uma aula magna no turno da noite desta quinta. Após o evento, ele reiterou o pedido de desculpas pelo atraso na chegada ao evento. A princípio, a aula estava prevista para acontecer às 19 horas, no entanto, iniciou após uma hora.

“Nós queremos é que o filho do pobre possa fazer o vestibular junto com o filho do rico, com a mesma qualidade de ensino, para a gente ver quem está mais qualificado. É isso que nós queremos. E isso, só quem pode garantir, é o Estado”, destacou.

Outro ponto levantado pelo ex-gestor brasileiro foi o depósito de investimentos no setor da educação e não gastos financeiros.

“Nós vamos ter que compreender, que não existe na história da humanidade, nenhum país que se desenvolveu sem que antes tivesse investido em educação, em ciência e tecnologia, na formação qualificada do seu povo. E é o investimento mais barato que um país pode fazer”, explicou.

Outro político presente na ocasião foi Fernando Haddad (PT), ex-ministro da Educação do governo Lula. Ele evidenciou com novos argumentos a análise sobre a elitização do ensino universitário anteriormente às gestões de 2003 até 2011 do partido.

“As universidades brasileiras foram fundadas agora, com vocês dentro. Por que enquanto vocês estavam fora, não era universidade”, frisou.

“A universidade brasileira, até outro dia, até esse homem (Lula) chegar, era o povo pobre pagando imposto, para o rico estudar de graça. Essa era a história da universidade brasileira.”

LEIA MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS