22
Seg, Out

Apresentador foi condenado por danos morais (Foto: Reprodução/Instagram)

Fora dos Trilhos

Hoje eu inicio a minha coluna comentando a festa que será realizada amanhã na Assembleia Legislativa, no auditório Paulo Kobayashi, a partir das 19h30, em comemoração aos 68 anos da televisão brasileira. A apresentação será do jornalista Leonel Aguiar.

Na oportunidade, grandes personalidades artísticos brasileiros serão homenageadas  com a medalha alusiva à data. Leonel Aguiar, responsável pela organização, é um dos mais sérios e competentes profissionais dessa área.

Entre os homenageados in memorian  estão as  atrizes Beatriz Segall e Vida Alves. O objetivo dessa festa é resgatar a história da nossa televisão homenageando quem fez parte de sua história. A coluna agradece o convite e a homenagem.

O ator e apresentador Márcio Garcia (Globo), de 48 anos, foi condenado a pagar indenização de R$ 80 mil ao empresário Júlio Pignatari. O motivo, segundo declarado pelo juiz Alessandro Oliveira Felix, da 51ª Vara Cível do Rio de Janeiro, foi danos morais.

No processo consta que, por conta da longa relação de amizade entre ambos, Pignatari foi fiador do ator em um imóvel onde Márcio Garcia montou uma academia. O negócio acabou não dando certo e os aluguéis foram se acumulando. O ator tem até o final do mês para depositar o valor em juízo.

Everton Luiz de Souza, repórter do SBT conhecido pelo codinome “Fofoquito”, trava uma batalha judicial contra Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus. O repórter cobra do autointitulado “apóstolo” os direitos autorais de sua produção.

O repórter fez a composição de uma música especial para um documentário biográfico do religioso em que contava sua vida, além de produzir as imagens inéditas de sua história. Na Justiça, Souza pede R$ 48 milhões de indenização, entre perdas e danos. Procurado pela coluna, Valdemiro não se manifestou.

Pela primeira vez, em 47 anos, a Globo mostrou um beijo gay em uma novela das 18h. A cena foi protagonizada pelo casal Luccino (Juliano Lahan) e capitão Otávio (Pedro Henrique Muller), criou uma grande expectativa e teve um grande resultado na audiência.

A cena foi exibida na última quarta-feira. Entretanto, após diversas críticas dos internautas, o autor  Marcos Bernstein achou positiva a repercussão e afirmou que cenas como essa mostram a evolução da televisão brasileira e seus novos tempos. 

Frase final: “A alegria de ver e entender é o mais perfeito dom da natureza.” (Albert Einstein).

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Datena desmaiou enquanto tomava café com Neto (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

Hoje eu inicio a minha coluna comentando o corte do nome da diretora de novelas da Globo,  Amora Mautner, dos caracteres de abertura e encerramento dos folhetins que ela dirige. Ela explicou que não gosta de aparecer e, por isso, pediu para tirar seu nome da tela da Globo durante as exibições das novelas.

Amora Mautner ilustra a fama de temperamental  e arrogante que percorre os longos corredores dos estúdios da Globo. Ela agora vai dirigir a minissérie Assédio e depois a próxima novela das 18h, Filhos da Terra. Um dos sucessos da direção de Amora foi Avenida Brasil, em 2012, que bateu o recorde de audiência à época.

A Globo, por meio de sua direção, abriu um parâmetro de observação de novos autores e lançamentos dentro de seu elenco. Muito embora Walcyr Carrasco e Glória Perez sejam os preferidos pela grande audiência que conseguem com suas novelas, essa abertura dará chance a novos valores da dramaturgia brasileira.

O Ministério da Justiça reclassificou a novela mexicana Amanhã é Para Sempre, em exibição no SBT. O órgão considerou que o conteúdo apresentado pela trama não corresponde ao selo “Livre Para Todos os Públicos”. O folhetim foi reclassificado como não recomendado para menores de 12 anos a partir do mês que vem.

A atriz Carolina Ferraz, demitida da Globo, está acertando detalhes de seu contrato com a Rede Bandeirantes de Televisão. Na última segunda-feira, ela participou do programa SuperPoderosas, ao lado de Ana Paula Padrão.  O programa é levado ao ar às segundas-feiras, às 21h50. O programa foi criado para prestar serviços às mulheres com orientações de especialistas na carreira, na saúde e no dia-a-dia.

José Luiz Datena desmaiou nos estúdios da Band e quebrou duas costelas, na última segunda-feira. Encaminhado ao hospital, o médico recomendou descanso, mas ele não atendeu o pedido e voltou a trabalhar. Datena se sentiu mal enquanto tomava café com Neto, âncora esportivo de Os Donos Da Bola. Segundo os médicos, ele teve um mal súbito.

O ator Dado Dolabella deixou a cadeia após 60 dias. Ele deve pensão alimentícia ao filho. Dolabella estava detido com outros 41 homens também encalacrados com a Justiça com o mesmo problema. Longe da TV desde que foi dispensado da Record por agredir um produtor durante as gravações de uma novela, ele está solto provisoriamente. Contudo, se não quitar a dívida, um novo pedido de prisão será feito.

A Record já tem o cronograma de gravações  no exterior da novela Jesus, que tem estreia marcada para agosto. O elenco não está totalmente fechado, mas a emissora corre para sanar esse problema, muito embora uma boa parte dos atores já tenham sido contratados. A Record TV  aposta muito nessa nova produção.  

Frase final:  “Se o conhecimento pode criar problemas, não é através da ignorância que podemos solucioná-los.” (Isaac Asimov)

"Orgulho e Paixão" decepciona em seu primeiro capítulo. Nathalia Dill é a protagonista da novela (Foto: Estevam Avellar/TV Globo)

Fora dos Trilhos

Hoje eu inicio a minha coluna comentando a baixa audiência obtida na estreia de Orgulho e Paixão, a nova novela das seis da Globo. Ao contrário de Tempo de Amar, que foi um grande sucesso, o novo folhetim não correspondeu à expectativa tão esperada pela direção da emissora.

A história tem o tema inspirado nos romances da escritora inglesa Jane Austein. Com uma narrativa leve e descontraída, a história traz encontros e desencontros amorosos no início do século XX. Seu autor, Marcos Bernstein, construiu o fictício Vale do Café e o situou no interior do Estado de São Paulo para contar a história, os conflitos sociais e a conduta dos personagens.

Elisabeta (Nathalia Dill) é a principal protagonista do folhetim. Ela é uma mulher à frente de seu tempo, com pensamentos igualitários e interesses atípicos para uma jovem da época. Muito embora a novela tenha tido a sua estreia, na semana passada, com uma baixa audiência, a direção da Globo ainda acredita que vai prender os telespectadores, até porque a história é muito interessante.

Silvio Santos, de férias nos Estados Unidos, telefonou para seus executivos do SBT e avisou que quer, a partir de junho, um programa sertanejo na grade de programação de seu canal. A produção ainda busca possíveis apresentadores, mas várias duplas sertanejas já estão sendo contatadas.

A Band ainda não decidiu em que dia e horário encaixará seu novo programa de humor, que será liderado pelo ex-global Stepan Nercessian. O formato da atração ainda está sendo desenvolvido e a previsão de estreia é julho. O elenco de participação já está sendo contratado.

A terceira temporada do Dancing Brasil, apresentado por Xuxa Meneghel, não tem conquistado bom índices de audiência, segundo o Ibope. Apesar de toda expectativa criada pela Record, os objetivos não foram alcançados. A atração cresceu a audiência em apenas quatro capitais, mas amarga a terceira colocação em São Paulo e só chega a 7 pontos.

Se for para ser sincero, o programa de Xuxa não passou dos cinco pontos nas duas temporadas anteriores, mas hoje perde para Globo e SBT todas as semanas. A situação é triste para Xuxa. Desde que a apresentadora chegou à Record não conseguiu emplacar, mas é preciso levar em consideração que no horário de exibição de seu programa a competição é com o futebol na Globo e o Ratinho no SBT.

A direção da Record deveria observar que, talvez, se mudasse o Dancing Brasil para outro dia, a expectativa de resultado seria outra e a audiência poderia alcançar uma melhor pontuação pois os programas que disputam esse horário já estão consolidados.

Frase Final: “Enquanto estiver ganhando o pão de cada dia, não deixe de oferecer uma fatia aos menos afortunados”.

Band não se pronunciou sobre o assunto (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

Hoje eu inicio a minha coluna comentando o calote que o apresentador Amaury Jr. levou de uma famosa loja de móveis planejados, que está em crise financeira. Como seus produtos não estão saindo e o valor do custo é grande, nem os móveis já pagos estão sendo entregues. Com isso, a empresa não conseguiu quitar o combinado, que é R$ 1,2 milhão ao apresentador da Band.

A Band, por sua vez, não se manifestou a respeito por se tratar de um contrato particular entre Amaury Jr. e a empresa de móveis. Por outro lado, a emissora está com toda a preparação para apresentar sua grade de programação. Ela tomou alguns cuidados enquadrando o próprio Amaury Jr. no novo esquema da Band, fazendo o contrato só de um ano com o apresentador, com direito a renovação.

Silvio Santos afirmou, no último domingo, em seu programa, que agora quer ser ator. Ele disse que cansou de ser apresentador e, como é o dono do SBT, poderá ser o protagonista da próxima novela da sua emissora. Como o Homem do Baú vem cada vez mais fazendo tudo o que quer e o que gosta no ar, não é de se duvidar que ela tenha uma participação na próxima novela.

A Record TV poderá enviar Fábio Porchat para a Rússia durante a Copa do Mundo. A emissora dedicará um espaço básico em sua grade de programação para a cobertura dos acontecimentos no maior evento esportivo do planeta. Afinal, a falta dos direitos de transmissão não impede o canal de fazer uma cobertura paralela.

Joel Datena é o novo contratado da Band. O anúncio foi dado por José Luiz Datena, pai do jornalista. Joel tem um contrato de dois anos com a emissora  e vai substituir o pai, que vai comandar outro programa na Band.  Aliás, a grade de programação ainda não foi anunciada, mas deve trazer novidades.

Esquadrão da Moda, comandado por Isabella Fiorentina e Arlindo Groud, vem garantindo a vice-liderança isolada para o SBT, com uma média de 8 pontos no Ibope, em um horário muito competitivo, à noite. O programa dita as tendências da moda e tem no público feminino a sua maior audiência.  A produção tem contrato até 2019.

O ex-árbitro e comentarista Arnaldo Cezar Coelho está prestes a assumir uma nova função na TV. Desta vez, em Portugal. Ele terá uma coluna na Sportv que, apesar do nome, não pertence ao grupo Globo. Sua participação será com o objetivo de comentar os jogos da Copa do Mundo, na Rússia.   

Conexão Repórter, apresentado por Roberto Cabrini, é hoje um dos melhores programas jornalísticos da TV Brasileira. No SBT, sua audiência vem subindo a cada programa, em decorrência de matérias exclusivas que vêm sendo apresentadas. O programa é exibido as segundas-feiras, a partir das 23h30,  e já se consolidou na vice-liderança.

Frase final: “A educação é a mais poderosa arma pela qual se pode mudar o mundo.”

Rei rechaça volta com a atriz Myrian Rios (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

Hoje eu inicio a minha coluna comentando o novo Manual de Conduta da Record TV, que passou a circular desde a semana passada na emissora. Com essa determinação, os funcionários da emissora terão que andar na linha a partir de agora, até porque as punições serão de advertência até demissão para quem não cumpri-las.

O Manual de Conduta atinge também a sensualidade desmedida e o comportamento desregrado no ambiente de trabalho, além de atos libidinosos  e obscenos. Os colaboradores da emissora serão observados. A prática de jogos de azar, por exemplo, como bolões, loterias, entre outras, está proibida entre funcionários.

A bem da verdade, a Record TV quer coibir a liberdade de comportamento de seus colaboradores de uma forma mais rígida, obrigando-os a seguir uma cartilha dentro do seu segmento religioso. O respeito e a postura dentro de um ambiente de trabalho é primordial, mas determinadas exigências ultrapassam o limite dos direitos.

Roberto Carlos, aos 76 anos, surpreendeu em mais uma entrevista coletiva  ao dizer que continua esperando o grande amor de sua vida. Essa afirmação se deu em virtude da sua ex-mulher, a atriz Myrian Rios, ter postado nas redes sociais que ele ainda é o grande amor de sua vida.

O cantor, que tem planos de lançar um CD com 12 músicas inéditas para este ano, foi claro e objetivo: “Não há nenhuma possibilidade de uma reconciliação com a minha ex-mulher. Acredito que algo ainda possa acontecer  nesse sentido na minha vida, mas passado é passado”, enfatizou o rei.

William Waack deu a sua primeira entrevista na televisão depois de ser demitido da Globo por comportamento racista. Ele afirmou, no Programa do Porchat (Record), que, de um modo geral, se sente injustiçado, até porque o que ele disse à época foi em tom de brincadeira e, mesmo assim, acabou sendo demitido da emissora.

O jornalista afirmou também não ter mágoa da Globo, porém ele acredita que não havia necessidade para tal atitude. Quanto ao futuro, ele fará um programa na internet igual ao que apresentava na Globo News, Painel, com debates de diversos assuntos. A estreia nessa nova fase será em abril.   

Agora é com Datena é a nova atração da Band a partir do dia 15 de abril. Será um programa de variedades, com direito a auditório, convidados e games. O programa poderá, inclusive, contar com uma adaptação do formato israelense Raid The Cage, um jogo de perguntas e respostas misturado com uma corrida contra o tempo.

Frase final:  “A gente foge da solidão quando tem medo dos próprios pensamentos.”

"Avenida Brasil" foi o último grande sucesso da Globo no exterior (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

Hoje eu inicio a minha coluna comentando porque as novelas brasileiras não fazem o mesmo sucesso no exterior. O último fenômeno internacional produzido pela Globo foi Avenida Brasil. Na última década, países como Argentina e Portugal reduziram a importação das novelas brasileiras.

O motivo desse resultado foi a audiência insatisfatória. Em decorrência disso, as emissoras internacionais passaram a investir em produções próprias, que em nada ficam a dever em qualidade artística ao produto brasileiro, que vem perdendo esse mercado gradativamente.

Exibida em 2012, Avenida Brasil ganhou destaque com a vilã Carminha, interpretada por Adriana Esteves. Já a Record TV conseguiu boa repercussão internacional, especialmente em vizinhos latinos, com Os Dez Mandamentos, não só pelo belo trabalho de produção, como pelo bom roteiro apresentado.

Antes, as telenovelas brasileiras reinavam absolutas, não apenas por serem um entretenimento interessante, mas também pela falta de concorrência. Hoje, os canais pagos e os serviços de streaming, como o Netflix e o Amazon, oferecem séries arrebatadoras, capazes de fidelizar o telespectador e fazê-lo esquecer sua novela na TV aberta.

Alguns títulos antigos, como Senhora do Destino, exibida em 2004 na Globo, ainda se destacam mundo afora. A trama faz muito sucesso atualmente no Chile e em Portugal. Porém, já se tem uma ideia que o público não tem mais paciência para acompanhar diariamente um folhetim com 200 episódios.

Com isso, existe uma tendência identificada em vários polos de produção de novelas: a redução do números de capítulos. Por outro lado, pode-se observar que as produções brasileiras feitas por SBT e Record não vêm obtendo grandes resultados de audiência porque perdem em qualidade para a Globo, que inova a cada história de seus autores.  

A Globo foi surpreendida com o vazamento de fotos nuas da atriz Paolla Oliveira. Essas fotos ilegais foram feitas em um set de gravação em São Paulo  e divulgadas em redes sociais. A diretoria da emissora prometeu não poupar esforços para que sejam identificados  os culpados e aplicadas as punições previstas em lei.

A direção geral da emissora afirmou que repudia, com veemência, esse tipo de abuso, que atenta contra os direitos da atriz e viola a privacidade de seus ambientes de trabalho. Um boletim de ocorrência foi aberto e as autoridades competentes foram informadas. 

Frase final: “Os primeiros passos são inúteis quando não se percorre o caminho até o fim.”

Atração seria exibida no horário do almoço (Foto: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

Hoje eu inicio a minha coluna comentando a supersérie Onde Nascem os Fortes, de Geoge Moura e Sérgio Goldenberg, que estreia em abril, na faixa das 23h, na Globo. A emissora não  poupará gastos para realizar uma grande produção e atingir uma boa audiência nesse horário.

Para se ter uma ideia, o Departamento de Arte encomendou, junto ao Museu Histórico Nacional e ao Museu de História Nacional de Ingá, na Paraíba, réplicas de alguns fósseis de animais presentes nas unidades. A ideia, segundo Patrícia Kogut, é usar as peças nas cenas do paleontólogo Hermano, protagonista masculino da saga. A Globo pretende investir muito na produção.

Conforme a coluna já havia informado, já começaram  as mudanças na novela Deus Salve o Rei (Globo). O elenco recebeu, na semana passada, 15 novas cenas, que estão sendo filmadas e deverão começar a ir para o ar nos próximos dias. A emissora vai mudar totalmente a origem da história.

Entre os ajustes ordenados está a antecipação do triângulo amoroso entre Catarina (Bruna Marquezine), Amália (Marina Ruy Barbosa) e Afonso (Rômulo Estrela), medida que o autor da trama, Daniel Adjafre, já começou a trabalhar. A história não vinha causando expectativa nos telespectadores e a audiência começou a cair.

A época de vacas magras nas emissoras de televisão está atingindo até mesmo as antenas de transmissão. Um dos cartões postais da Avenida Paulista, principal corredor de São Paulo, a torre da Band perdeu a iluminação especial que tinha. A ordem da direção é economizar.

O programa humorístico Encrenca, da Rede TV!, vem se consolidando em terceiro lugar na faixa das 18h aos domingos, batendo inclusive a Record. A atração, muito bem produzida, mostra um humor diferente, sem cansar os telespectadores e apresentando textos inteligentes. O programa tem uma equipe pequena, mas de qualidade.

O cantor Fábio Júnior poderá comandar na Globo um programa musical aos domingos, ao meio-dia. A coluna apurou que as conversas já estão bem adiantadas com a diretoria da emissora. O impasse está sendo o acerto de salário entre o cantor e a Globo. A estreia está prevista para maio deste ano.

Frase final: “Os maiores inimigos declarados não fazem tanto mal quanto os pequenos ocultos.”

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

Na capital, tucano tem rejeição de quase 40% (Fotos: Reprodução/Twitter e Carlos Bassan/Fotos Públicas)

Cidade

De acordo com levantamento divulgado nesta segunda, 22,  pelo Instituto Paraná Pesquisas, o candidato tucano ao governo do Estado, João Doria, cresceu quase dois pontos percentuais na disputa contra Márcio França (PSB). O ex-prefeito da Capital tem 54,1% das intenções de voto (antes, eram 52,3%). Já o atual governador caiu de 47,7% para 45,9%. Dentre o eleitorado paulistano, 37,6% afirmaram que votariam com certeza em Doria, enquanto 21,7% poderiam votar nele. O índice de rejeição do tucano é de 38,9%. No caso de Márcio França, 31,7% contaram que têm convicção na escolha por ele, 25,8% disseram que poderiam votar e 40% não votariam de jeito nenhum. Ainda segundo a pesquisa, a grande maioria dos paulistas acredita que João Doria será o próximo governador do Estado: 58,5% dos entrevistados têm essa percepção. Apenas 31,6% imaginam que França pode ganhar a eleição.No caso da opção de voto para presidente, Jair Bolsonaro (PSL) tem 69,1% do eleitorado paulista, enquanto Fernando Haddad (PT) te, 30,9%. Foram entrevistados 2.010 eleitores, entre os dias 18 e 21 de outubro, em 88 municípios do Estado.

Ex-capitão lidera em todas as pesquisas (Fotos: Tânia Rêgo/ABR e Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

Nacional

Nova pesquisa do BTG/FSB, divulgada nesta segunda-feira, 22,  mostra que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) aumentou sua vantagem dentro da margem de erro contra Fernando Haddad (PT). Segundo o levantamento, o ex-capitão conta com 60% dos votos válidos, contra 40% do adversário. A margem de erro continua sendo de dois pontos percentuais. No último estudo, publicado em 14 de outubro, Bolsonaro aparecia com 59% das intenções de voto, contra 41% do petista. No cenário espontâneo, quando o nome dos candidatos não é dito ao entrevistado, o ex-militar caiu um ponto percentual, ficando com 48%, enquanto Haddad cresceu um ponto, chegando a 31%. Os votos brancos e nulos atingem 6%, enquanto 5% responderam “nenhum” e 11% não souberam opinar. Na intenção de voto estimulada, porém, o candidato do PSL cresceu um ponto percentual, de 51 para 52%. Haddad permaneceu com 35%. Votos brancos e nulos somaram 4%, não souberam 4% e 5% responderam que não escolheriam nenhum dos dois. A pesquisa também abordou a decisão definitiva de votos de cada eleitor. Neste momento, 94% dos que votariam em Bolsonaro afirmaram que estão convictos da decisão. Nos eleitores do petista, o índice é de 90%. A rejeição dos candidatos ficou em 52% para Fernando Haddad e 38% para Bolsonaro. Foram entrevistados 2 mil eleitores, entre 20 e 21 de outubro.

Há propostas para reduzir o desemprego? Ao menos 13 milhões de pessoas querem saber (Fotos: Tânia Rêgo/ABR e Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

Opinião

Em 2017, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, que é a soma de toda a riqueza produzida no País, foi de 1%. O avanço parece pequeno, mas foi muito comemorado depois de dois anos seguidos de queda. Talvez isso tenha contaminado os especialistas, que começaram 2018 otimistas, apostando que este importante marcador da economia chegaria a 2,7%. Essa percepção foi se atenuando ao longo dos meses e, atualmente, a previsão é de que, ao fechar dezembro, alcance 1,5%, o que não seria desprezível. Até lá, isso é um problema para a equipe econômica de Michel Temer. Mas, e para 2019, com qual margem de crescimento trabalham o estafe dos dois presidenciáveis? O leitor já perguntou isso para o seu candidato? Em meio a campanhas empobrecidas, até aqui os postulantes à Presidência da República não têm dado muita importância à difícil tarefa de oferecer soluções factíveis para os problemas reais da Nação. Certamente um tópico que interessa diretamente a pelo menos 13 milhões de brasileiros é saber qual a meta de criação de emprego para o ano que vem ou para os próximos quatro? Henrique Meirelles, por exemplo, saiu da disputa, mas tornou célebre a promessa de abrir 10 milhões de postos de trabalho durante seu mandato, se fosse eleito. Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, por enquanto, não externaram um número, mas devem saber que esta é uma questão central. Se o tema preocupa a eles, então deveriam responder qual é a receita deles para combater o desemprego. Para isso, não é segredo, vão precisar movimentar a economia novamente. Mas não em marcha lenta, que é o estado em que se encontra atualmente. O País precisa de um motor de crescimento poderoso, e alguém precisará vir a público e explicar se este será o próprio governo, por intermédio de investimento público, principalmente em infraestrutura; o setor privado, apostando no agronegócio ou na indústria nacional; ou simplesmente as famílias, que com uma injeção de otimismo se sentiriam mais confiantes em consumir e, assim, dariam início a um círculo virtuoso, de mais compra, mais fabricação, mais necessidade de mão de obra. E se o assunto é trabalho formal, porque não falar em salário mínimo. A previsão inicial para 2019 é de aumento dos atuais R$ 954 para R$ 1.006. Será confirmada? Tantas perguntas mais importantes para discutir e por enquanto ficamos na sessão de perfumaria.

Candidato do PSL mantém grande vantagem sobre adversário (Fotos: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABR e Ricardo Stucket/Fotos Públicas)

Nacional

A segunda pesquisa Datafolha do segundo turno da eleição presidencial mostra que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) se manteve à frente de Fernando Haddad (PT). O capitão reformado do Exército passou de 58% para 59% das intenções de voto válidas em relação ao levantamento da semana passada, enquanto o petista foi de 42% para 41%. Considerando os votos totais, Bolsonaro tem 50%, contra 35% de Haddad. Brancos e nulos somaram 10% e indecisos, 5%. A pesquisa Datafolha foi realizada a pedido da TV Globo e do jornal Folha de São Paulo. Ela tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Foram entrevistados 9.137 eleitores em 341 municípios entre ontem e hoje. O levantamento foi registrado no TSE com o código BR-07528/2018. Rejeição A rejeição ao candidato Fernando Haddad (PT) superou a de Jair Bolsonaro (PSL) no último levantamento realizado pelo Datafolha para o segundo turno das eleições deste ano. Segundo a pesquisa, 54% dos entrevistados não votaria de jeito nenhum no petista, contra 41% para o capitão do Exército.Considerando os votos por região, Bolsonaro continua vencendo em todas, exceção feita ao Nordeste, onde Haddad tem 53% das intenções de voto, contra 31% do capitão reformado do Exército. No Sudeste, região mais populosa do País, o presidenciável do PSL bate o petista por 55% a 29%. No sul, a diferença chega a 61% contra 27%.A pesquisa Datafolha foi realizada a pedido da TV Globo e do jornal Folha de São Paulo. Ela tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Foram entrevistados 9.137 eleitores em 341 municípios entre ontem e hoje. O levantamento foi registrado no TSE com o código BR-07528/2018. 
or
or

Articulistas

Colunistas

Apesar de constar no ordenamento jurídico pátrio, o Princípio da Isonomia quase não é observado e aplicado (Foto: Nelson Jr./SCO/STF )

Opinião

Crescimento do número de suicídios revela que sociedade brasileira está doente. Campanha Setembro Amarelo alertou para os riscos (Foto: Leonardo Sá/Agência Senado)

Opinião

Nem o diabo, que é o pai da mentira (Jo 8:44), deve acreditar que existam socialistas cristãos (Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

Opinião

Há propostas para reduzir o desemprego? Ao menos 13 milhões de pessoas querem saber (Fotos: Tânia Rêgo/ABR e Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

Opinião