Apenas a Galinha Pintadinha "bota" ovos de chocolate (Foto: Lucas Dantas)

Fora dos Trilhos

A Páscoa é uma das mais importantes datas comemorativas da cultura ocidental e seu intuito é celebrar a ressurreição de Jesus, três dias após sua crucificação e morte no Calvário, conforme descrito no Novo Testamento.

O termo vem do latim Pascha e tem sua origem muitos séculos antes de Cristo, quando agricultores, para que obtivessem uma boa colheita, tinham a tradição de enterrar, logo no primeiro dia da Primavera, ovos nas terras de cultivo.

Quando a Páscoa cristã começou a ser celebrada, esta cultura pagã de festejo da Primavera foi integrada à Semana Santa, e assim o ovo se tornou também o símbolo da ressurreição de Cristo. Esta prática iniciou-se com os cristãos primitivos da Mesopotâmia.
“Mas por que o ovo simboliza a ressurreição?” – pergunta o leitor.

Na tradição cristã, o ovo está relacionado à ressurreição de Jesus, porque assim como a ave que está dentro dele precisa quebrar a casca para nascer, Cristo precisou romper o sepulcro para ressuscitar.

Os populares ovos de Páscoa, símbolos desta comemoração, a princípio eram simples ovos de galinha pintados em diversas cores, alguns com desenhos ou até imagens de Cristo, feitos com o intuito de presentear amigos e familiares, para celebrar a vida. Os ovos não eram comestíveis, e muito menos eram de chocolate. Foram os franceses (ah! Sempre os franceses!) que tiveram a brilhante ideia de substituir os ovos naturais, e pintados, por ovos feitos de chocolate.

Sim, mas e o coelho? – pergunta novamente o curioso leitor. Se coelho não bota ovo, porque afinal é ele o símbolo da Páscoa? – insiste pela resposta. A tradição do coelho está simbolicamente relacionada à fertilidade, já que o animal se reproduz rapidamente e em grandes quantidades. Como desde a antiguidade a fertilidade sempre foi sinônimo de preservação da espécie, representando com ela a esperança de novas vidas, nada mais perfeito do que um coelho como “mascote”, certo? As galinhas, infelizmente, não botam ovos de chocolate, com exceção da Galinha Pintadinha, esta sim bota, e por sinal, deliciosos.

Domingo é dia de comemorar ao lado dos amigos e familiares esta importante festividade cristã, lembrando sempre do real “dono” da festa e de seus ensinamentos de paz e de amor em tempos onde ambos são tão necessários. Apesar da lembrança do sacrifício e morte de Jesus, jamais esqueçam de que a Páscoa é uma celebração de alegria e vitória pela ressurreição do filho de Deus. É dia de felicidade, e não tristeza.

O coelho imaginário a gente deixa para a criançada brincar, afinal, ele tem cumprido há anos esta função pelo mundo. Os ovos de chocolate a gente sabe bem como cuidar. Aliás, que tal você presentear uma criança carente com um ovo de Páscoa e dar a ela a oportunidade de ressuscitar a esperança dentro dela? Garanto a você que o verdadeiro dono da festa ficará muito feliz. Feliz Páscoa!

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

VEJA NOSSA EDIÇÃO DO DIA

Time comandado por Telê Santana é reverenciado por técnicos como Guardiola e Tite (Foto: Acervo/CBF)

Copa 2018

Há anos, Fut-Encontro promove gratuitamente interação entre público, jornalistas, atletas e ex-jogadores (Foto: Divulgação)

Copa 2018

Confronto traumático para brasileiros poderia ter ocorrido antes da final (Foto: Reprodução/Fifa.com)

Copa 2018

Até hoje os brasileiros se perguntam por que Zagallo escalou Ronaldo (Ronaldinho à época) na final (Foto: Célio Jr./AE)

Copa 2018
Ainda não possui um cadastro? Registre-se

ou

Articulistas

Colunistas

Disputa entre Doria e França já afeta rotina dos deputados na Assembleia Legislativa (Foto: Roberto Navarro/ ALESP/ Fotos Públicas)

Opinião

Governo tem discurso otimista, mas a realidade é dura para os brasileiros (Foto: Camila Domingues/ Palácio Piratini)

Opinião

Internautas precisam filtrar informações que recebem nas redes sociais (Foto: Marcos Santos/USP Imagens/Fotos Públicas)

Opinião

Freud, quando criança, ao lado de seu pai (Foto: Divulgação/freud-museum.at)

Opinião