23
Ter, Out

Karen ficará revoltada por ser destratada e contará a verdade para Edgar (Foto:Raquel Cunha/TV Globo)

Fora dos Trilhos

O arquiteto Edgar (Caco Ciocler) vai se decepcionar ainda mais com o próprio pai, Severo Athayde (Odilon Wagner), nos próximos capítulos de Segundo Sol. Na novela das 21h da Globo, o rapaz descobrirá que não é filho de Claudine (Cássia Kiss), mas sim da empregada Zefa (Claudia Di Moura). Isso implica numa reviravolta em sua relação com Roberval (Fabrício Boliveira), já que o empresário é seu irmão.


As cenas estão previstas para irem ao ar no dia 24 de agosto e mostrarão um Edgar diferente do personagem sério e calmo que Ciocler interpretou até agora. Karen (Maria Luisa Mendonça) vai ser avisada por sua filha, Rochelle (Giovanna Lancellotti), sobre a verdade. Em uma reunião de família, a loira vai insinuar que sabe do segredo, mas será impedida de contá-lo por Severo.


Edgar, a esta altura já separado da mãe de sua filha, irá atrás dela e vai implorar para saber a verdade. Transtornada por ter sido destratada na mansão dos Athayde, ela dirá na lata que o rapaz é irmão de sangue de Roberval. Os dois chegam à conclusão de que o ódio do ricaço tem motivo: Zefa escolheu ficar com o arquiteto e com Severo quando ele resolveu sair de casa.


Edgar confrontará sua mãe por não ter lhe contado a verdade antes. Severo explicará que Claudine não podia ter filhos, gerando mais ira no rapaz. “Só ficou com o filho branco. O negro, o senhor não quis, é isso? Vocês são todos podres”, gritará o arquiteto.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Terça, 10/7

Manuela se desespera e Ícaro tenta acalmar a irmã. Ícaro não conta para Laureta o que descobriu sobre Luzia/Ariella. Edgar discute com Karen. Roberval tenta se reconciliar com Cacau. Dodô se alarma quando Clóvis afirma que reconhecerá Badu como seu filho. Manuela conta para Zefa que a DJ Ariella é sua mãeCacau e Edgar se beijam.

 

Quarta, 11/7

Beto/Miguel pensa em Luzia/Ariella, enquanto namora Karola. Beto/Miguel incentiva Valentim a compor uma música. Luzia compõe uma letra para a música de Beto/Miguel. Cacau se reconcilia com Roberval. Clóvis teme que Gorete descubra que Beto Falcão está vivo. Viana ataca Maura em sua sala, e Ionan agride o delegado.

 

Quinta, 12/7

Karola reclama de Valentim ter mostrado a música de Beto/Miguel para Luzia/Ariella. Selma tira satisfações com Viana e acaba presa. Laureta pune Rosa depois de comentar que esteve com Karola, e Ícaro se irrita. Rochelle descobre onde Severo esconde seu dinheiro e chantageia o avô. Ionan discute com Doralice por causa de Maura.

 

Sexta, 13/7

Agenor se desespera com a revelação de Viana e arma um escândalo na delegacia. Manuela implora para Ícaro deixar a casa de Laureta. Maura é expulsa de casa. Karola mente para Ícaro sobre Luzia. Beto/Miguel vê Ícaro sair de sua casa e questiona Karola.  Severo entrega a Rochelle a chave e a senha de seu esconderijo. Cacau se surpreende com Roberval.

 

Sábado, 14/7

Dodô não consegue se explicar para Ionan, que tenta descobrir a verdade com Remy. Katiandrea faz revelações sobre Laureta para Ícaro. Laureta repreende Rosa e discute com Ícaro. Severo toma uma decisão sobre Rochelle e toda a família se surpreende. Ícaro conta para Cacau que Beto/Miguel o está ajudando. Rosa enfrenta Laureta e deixa o bordel.

Segunda, 02/07

Rosa termina o namoro com Valentim e Laureta castiga Galdino por ter ajudado Karola a separar os dois. Roberval ameaça Laureta, que afirma não ter medo do empresário. Rochelle e Acácio se beijam na frente de Manuela, que decide usar drogas novamente. Karen se aplica para o emprego de governanta em uma mansão, mas descobre que o dono da casa é Roberval.

 

Terça, 03/07

Roberval tenta convencer Karen a aceitar trabalhar em sua casa. Rochelle e Severo humilham Karen, que enfrenta a família e decide aceitar o novo emprego. Karola discute com Remy, que jura vingança contra a comparsa. Doralice sente ciúmes de Ionan com Maura. Nice descobre que Maura tem um romance com Selma. Karen confessa admirar Roberval.

 

Quarta, 04/07

Luzia/Ariella esconde a droga que estava com Manuela e livra a filha de Maura. Em uma carta para Beto, Luzia afirma que é casada e pede para o cantor esquecê-la. Remy revela a Rosa que Karola já trabalhou para Laureta. Rosa ameaça Karola e anuncia que volatará a namorar Valentim. Rochelle e Acácio se amam. Gorete garante a Dodô que está gostando de Clóvis.

 

Quinta, 05/07

Rosa e Valentim reatam o namoro. Remy registra em vídeo seu romance com Karola. Luzia encontra Beto e afirma que os dois precisam se afastar. Beto pede que Karola lhe dê uma nova chance e beija a mulher. Rochelle é expulsa do casarão e rompe o relacionamento com Acácio. Rochelle descobre que Karen trabalha para Roberval.

 

Sexta, 06/07

Rochelle ofende Karen na frente de Roberval e diz admirar o empresário. Laureta e Ícaro descobrem que Rosa reatou o namoro com Valentim. Remy ameaça Karola, que pede socorro a Laureta. Laureta e Galdino armam para Remy e o obrigam a apagar seu vídeo com Karola. Dodô flagra Remy escondendo drogas em seu bar.

 

Sábado, 07/07

Acácio se declara para Manuela e a beija. Remy comenta com Rosa que irá procurar por Luzia para se vingar de Karola e Laureta. A família Athayde descobre que Karen trabalha para Roberval, e Severo passa mal. Edgar arma um escândalo na casa de Roberval, e Cacau se decepciona com o noivo. Viana desconfia da proximidade entre Maura e Ionan.

Segunda, 25/06

Ícaro rejeita Luzia e se revolta contra Cacau. Dodô se desespera com a proximidade de Gorete e Naná. Karola revela a Beto que Rosa trabalha como prostituta. Rochelle revela que Severo tem dinheiro escondido. Beto exige que Karola deixe de cultuar a memória de Beto Falcão. Du Love comenta com Rosa a conversa que ouviu de Laureta com Bóris.

 

Terça, 26/06

Um homem entrega um pacote para Remy. Clóvis e Gorete se beijam. Luzia/Ariella aconselha Manuela a marcar um encontro com a mãe biológica. Maura confidencia a Ionan que é lésbica. Laureta descobre o endereço de Luzia e avisa a Karola. Manuela vai ao encontro com a mãe. Ionan e Maura recebem uma denúncia sobre Luzia.

 

Quarta, 27/06

Groa vê a polícia chegar e impede Luzia de sair do carro. Viana assedia Maura, que tenta enfrentar a situação. Beto anuncia para a família que acabará com a memória de Beto Falcão. Ícaro questiona Laureta sobre a denúncia feita contra Luzia. Valentim revela para a família a profissão de Rosa. Luzia vê Manuela falando com Narciso e se preocupa.

 

Quinta, 28/06

Ícaro provoca Rosa por causa de Roberval. Luzia tenta descobrir o paradeiro de Manuela com Edgar. Rochelle organiza sua festa. Rosa conta para Roberval o que descobriu sobre Laureta, e Cacau flagra os dois juntos. Manuela troca agressões com Rochelle. Narciso e Manuela se beijam e Acácio fica arrasado. Laureta ameaça Roberval para que ele encontre Luzia.

 

Sexta, 29/06

Luzia/Ariella salva Manuela de um atropelamento. Severo cogita a ideia de internar a neta. Manuela diz a Luzia/Ariella que não quer mais se aproximar da mãe biológica. Karola convida Rochelle para o aniversário de Valentim. Severo faz um acordo com Laureta. Ícaro conversa com Manuela. Rosa é contratada para um trabalho fora da Bahia e desconfia.

 

Sábado, 30/06

Rosa declara guerra contra Karola, afasta Rochelle de Valentim e sai escondida com ele da festa. Karola ameaça Rosa. Galdino foge de Nestor. Naná questiona Gorete sobre o pai de seu filho. Dodô ofende Remy na frente de Beto e Ionan. Doralice reata com Ionan. Laureta descobre a armação de Galdino e pune o ajudante. Beto exige que Cacau revele o paradeiro de Luzia.

Segunda, 11/06

Luzia decide ficar com Beto/Miguel. Groa avisa a Cacau que Luzia ficou com Beto/Miguel em Boiporã. Karen pede perdão a Manuela. Naná convence Dodô a deixar Remy trabalhar no bar. Severo afirma a Edgar que a culpa pela decadência de sua família é de Roberval e Zefa decide conversar com o filho. Luzia e Beto/Miguel namoram na praia.

 

Terça, 12/06

Manuela confessa a Acácio que não quer que Ícaro fique com Rosa. Rosa apoia que Nice trabalhe fora e aconselha Maura a se entender com Selma. Valentim discute com a mãe e não aceita quando Acácio concorda com Karola. Roberval pede que Selma se esforce para convencer as pessoas de seu sofrimento com a perda de Lourival. Beto/Miguel revela a Luzia que é Beto Falcão.

 

Quarta, 13/06

Luzia fica perturbada com a revelação. Karola implora que Laureta a ajude. Luzia conta para Beto que perdeu o filho que esperava dele. Remy leva Ionan, alcoolizado, para uma boate. Karola tenta descobrir se Beto e Luzia estão juntos. Ícaro se embriaga e Acácio se preocupa quando o amigo vai embora. Ícaro se declara para Rosa, e Laureta se enfurece.

 

Quinta, 14/06

Um cliente de Rosa agride Ícaro, e Laureta o ajuda. Doralice procura Ionan na casa dos sogros. Laureta dopa Ícaro e viaja com o rapaz para o Rio de Janeiro. Ionan flagra o delegado assediando Maura. Os empregados abandonam a casa de Severo por falta de pagamento. Roberval propõe sociedade a Cacau. Valentim se arruma para seu encontro com Rosa.

 

Sexta, 15/06

Karola paga Madalena para não comentar com Beto que ela esteve com Luzia. Ícaro conta para Manuela que está no Rio de Janeiro. Remy desiste de ajudar Karola, que decide se aconselhar com Laureta. Nestor critica Doralice por ser muito ciumenta. Naná exige que Beto desista de Luzia. Beto questiona Karola sobre seu filho com Luzia. Laureta compra roupas para Ícaro.

 

Sábado, 16/06

Beto se surpreende com o conselho que recebe de Valentim sobre Karola. Roberval contrata o motorista de Severo para ser seu espião. Cacau pede um tempo para aceitar o pedido de casamento de Roberval. Doralice não deixa Ionan voltar para casa. Ícaro discute com Rosa, e Laureta se anima. Cacau avisa a Luzia que Ícaro descobriu que ela está em Salvador.

Segunda, 04/06

Roberval propõe um acordo com Laureta contra Severo. Cacau incentiva Luzia a esquecer Beto/Miguel. Karola implora para que Valentim volte para casa. Rochelle esconde drogas no quarto de Manuela para incriminar a irmã e Karen acredita. Manuela deixa a mansão de Severo e Edgar sofre. Lourival acredita que Selma esteja envolvida com Agenor e agride o garçom.

 

Terça, 05/06

Luzia/Ariella apoia Edgar e Manuela decide voltar para a casa do pai. Edgar, Severo e Karen assistem ao vídeo comprometedor na internet. Roberval confessa a Cacau que armou para Edgar. Rosa se desespera com a reação da família à sua aparição no vídeo. Laureta e Severo trocam ameaças. Clóvis descobre a presença de Remy e Naná pede que o filho guarde segredo.

 

Quarta, 06/06

Luzia/Ariella conforta Manuela, que se preocupa com Edgar, Karen e Rochelle. Severo jura vingança contra Laureta. Dodô descobre a presença de Remy em sua casa. Laureta flagra Ícaro e Rosa juntos. Maura descobre o segredo sobre o trabalho de Rosa. Laureta ofende Maura, que lhe dá voz de prisão. Lourival sofre um acidente em sua casa.

 

Quinta, 07/06

Lourival fica preso embaixo de escombros e Selma se desespera. Laureta e Ícaro são presos. Maura consegue livrar Rosa de ficar presa e Ionan desconfia. Cacau consegue tirar Ícaro da prisão, e o sobrinho decide voltar para a casa da tia. Lourival não resiste e Selma acusa a construtora de Severo pela morte do marido. Karen e Edgar se desesperam.

 

Sexta, 08/06

Luzia/Ariella fica atônita ao descobrir que Miguel/Beto está vivo. Cacau questiona se Roberval está envolvido no desabamento do prédio construído por Severo. Remy consegue manipular Beto/Miguel. O prédio construído por Severo é interditado e as famílias são removidas. Laureta chantageia Rosa para ajudar sua família.

 

Sábado, 09/06

Cacau pede que Groa impeça Luzia/Ariella de procurar Miguel/Beto. Didico aconselha a filha a mudar suas atitudes se quiser continuar casada com Ionan. Rosa aluga uma casa para a família e Agenor desconfia. Valentim dança com Rosa e Ícaro agride o rapaz. Ionan e Maura cumprem ordem de busca e apreensão na casa de Severo. Maura confronta Karen.

Segunda-feira 14/05

Dodô revela a Beto que Remy acabou com o patrimônio da família e o cantor decide fazer um show em Aracaju. Ele não consegue embarcar no avião, que cai em um acidente. Remy e Karola convencem Beto a fingir sua morte para recuperar o patrimônio da família. Luzia e Beto se amam e ele decide acabar com a farsa. Ela está grávida, mas encontra Karola procurando o noivo, para contar que está esperando um filho dele.

 

Terça-feira 15/05

Beto se irrita ao ver Karola, mas desiste de mandar a ex­namorada embora ao saber de sua suposta gravidez. Luzia se consola com Groa. Luzia não deixa Beto se explicar e os dois acabam se separando. Ela pede ajuda a Januária para interromper sua gravidez. Laureta descobre que Beto está vivo e chantageia Karola. Groa convence Luzia a conversar com Beto. Ele encontra Edilei na casa de Luzia.

 

Quarta-feira 16/05

Luzia inventa uma desculpa para justificar a Edilei a presença de Beto. Ela leva o ex­marido ao médico e descobre que ele tem uma doença grave. Beto encontra Clóvis ao chegar ao estúdio e descobre que Remy o enganou. Luzia se sente mal na frente de Karola, que desconfia da gravidez da rival. Karola parabeniza Edilei pela gravidez de Luzia. Beto questiona Luzia sobre a paternidade do filho.

 

Quinta-feira 17/05

Luzia afirma a Beto que o bebê não é seu filho. Groa convence Luzia a contar a verdade para Edilei e Beto. Laureta sugere que Karola acabe com a vida de Beto. Roberval descobre o caso de Edgar e Cacau. Ionan descobre que o irmão está vivo e obriga Clóvis a contar a verdade à família. Beto e Luzia se encontram. Edilei vê o casal e acerta a cabeça de Beto, que desmaia. Luzia empurra o ex­marido, que se desequilibra.

 

Sexta-feira 18/05

Edilei morre e Karola convence Luzia a fugir. A família de Beto descobre que ele está em coma e Karola convence todos a manter o segredo do cantor. Karola diz a Luzia que Beto morreu. Laureta denuncia Luzia à polícia e a obriga a fugir com Karola. Karola visita Beto com uma falsa barriga de gravidez e intriga Remy. Luzia tenta sair do esconderijo, mas passa mal e entra em trabalho de parto.

 

Sábado 19/05

Karola mente para Luzia e diz que o bebê não sobreviveu. A vilã avisa à família de Beto que seu filho nasceu. Laureta vai à delegacia e denuncia o esconderijo de Luzia. Groa descobre que a polícia irá capturar Luzia e vai ao encontro da amiga. Groa chega com Luzia a seu bar e pede que a amiga permaneça escondida. Karola se assusta ao encontrar Luzia em casa com o bebê nos braços.

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

Doria foi em manifestação pró-Bolsonaro no último domingo (Foto: Reprodução/Twitter)

Cidade

O candidato tucano ao governo do Estado, João Doria, acertou em cheio na sua estratégia de se aproximar de Jair Bolsonaro (PSL), utilizando termos como “BolsoDoria” durante a campanha. Esta é a análise de três especialistas no assunto, o cientista político Gleibe Pretti, professor da UNG, Philippe Franco Scerb (mestre em Ciência Política e doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade de São Paulo) e a internacionalista e mestre em Ciências Sociais, Marina Pequeneza de Moraes. “Ele reavaliou sua estratégia e aproveitou-se da polarização que permeia a candidatura à presidência, vinculando sua campanha ao discurso anti-PT”, avaliou Marina. De acordo com levantamento divulgado ontem pelo Instituto Paraná Pesquisas, o tucano cresceu quase dois pontos percentuais na disputa contra Márcio França (PSB). O ex-prefeito da Capital tem 54,1% das intenções de voto (antes, eram 52,3%). Já o atual governador caiu de 47,7% para 45,9%. Para o cientista político Gleibe Pretti, professor da UNG, o ex-prefeito conseguiu vincular sua imagem à de Jair Bolsonaro (PSL), candidato à presidência. “Com isso, ele conquistou muitos votos. O eleitorado de São Paulo já é historicamente contra o PT e o Doria está conseguindo personificar isso com suas ações de marketing”, explicou. Após o primeiro turno das eleições, João Doria tentou se aproximar à imagem de Bolsonaro. A campanha dele criou, por exemplo, o termo “BolsoDoria”, presente até em adesivos distribuídos no Estado. França está ‘travado’, analisa especialista De acordo com o mestre em Ciência Política e doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade de São Paulo (USP), Philippe Franco Scerb, a candidatura de Doria acertou ao vincular sua imagem à de Bolsonaro, forçando com que França tenha que rechaçar, a todo momento, um apoio velado do PT à sua eleição. “O Doria faz um esforço gigantesco para falar que França é um candidato da esquerda. Isso o obriga a discordar e permanecer neste tema durante o programa eleitoral e nos debates”, analisou. Segundo o especialista, ao contrário da corrida presidencial, ainda pode haver uma reviravolta na disputa do Estado. “Os eleitores se concentraram muito no embate entre Bolsonaro e Haddad, deixando França e Doria em segundo plano. Isso pode mudar nesta reta final”, concluiu.

Bolsonaro é visto como um candidato "teflon", pois nada gruda nele (Fotos: Tãnia Rêgo/ABR e Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

Nacional

Especialistas em Ciência Política acreditam que muito dificilmente a vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) poderá ser revertida nos próximos dias, que precedem a eleição presidencial. De acordo com o cientista político Eduardo Grin, professor da FGV EAESP, nada “cola” no candidato preferido dos eleitores – segundo pesquisa do BTF/FSB, ele tem 60% dos votos válidos, contra 40% de Fernando Haddad (PT). “Já teve declaração desastrosa de companheiros políticos, aquela denúncia do pacote do Whatsapp, mas nada parece abalar a candidatura do Bolsonaro”, disse. Neste momento, 94% dos que votariam em Bolsonaro afirmaram que estão convictos da decisão. Nos eleitores do petista, o índice é de 90%. Foram entrevistados 2 mil eleitores, entre 20 e 21 de outubro, segundo o levantamento. A margem de erro segue sendo de dois pontos percentuais. O mestre em Ciência Política e doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade de São Paulo (USP), Philippe Franco Scerb, analisou que a imagem “antissistema” do ex-capitão o favorece muito nesta corrida presidencial. “A denúncia de um possível Caixa 2, por exemplo, se tornou motivo de ironia entre o eleitorado”. No último estudo, publicado em 14 de outubro, Bolsonaro aparecia com 59% das intenções de voto, contra 41% do petista. Na intenção de voto estimulada, o candidato do PSL cresceu um ponto percentual, de 51 para 52%. Haddad permaneceu com 35%. Votos brancos e nulos somaram 4%, não souberam 4% e 5% responderam que não escolheriam nenhum dos dois.Votação expressiva pode gerar capital político maior Segundo Grin, a ideia da campanha de Bolsonaro, agora, é de vencer com maior número de votos do que os últimos presidentes eleitos no Brasil. Luís Inácio Lula da Silva (PT) obteve 52,7 milhões de votos (61,27%) em 2002 e 58,2 (60,83%) em 2006. Já Dilma Rousseff (PT) ganhou com 55,7 milhões (56,05%) em 2010 e 54,5 milhões (51,64%) em 2014. “Se obtiver maior percentagem do que Lula em 2002, por exemplo, ele terá um poder político maior para negociar com o Congresso no início do mandato”, explicou o especialista. “Sem dúvidas, uma votação bastante expressiva pode levar Bolsonaro a aprovar sua pauta junto a partidos que nem o apoiaram formalmente”, disse Scerb. “Candidatos com uma base semelhante entendem que seus eleitores querem que aquela agenda seja aprovada e isso gera mais força ao governo”. Ibope e Datafolha também divulgarão pesquisas Hoje será a vez do Ibope divulgar sua segunda pesquisa deste turno das eleições. Em 15 de outubro, Bolsonaro tinha 59% dos votos válidos, contra 41% de Haddad. O Datafolha vai publicar levantamento na quinta-feira, 25. No último estudo, os candidatos contavam com o mesmo percentual levantado pelo Ibope.

Bolsonaro é um fenômeno que boa parte da imprensa insiste em ignorar, mas que a população tem como única solução (Foto: Tânia Rêgo/ABR)

Opinião

No último domingo, apesar de boa parte da mídia ignorar, por questões de interesse, milhões de pessoas foram às ruas, por vontade própria, num admirável gesto de democracia, apoiar o candidato que, de forma extremamente inovadora, com praticamente custo zero perto do que se gastam com campanhas políticas, lidera as pesquisas. Ao que parece, o povo se desprendeu das garras do quarto poder e democraticamente exige mudança. Se esta será boa ou não, o tempo vai dizer, mas uma coisa é fato: a alternância de poder é saudável em qualquer democracia e por aqui já se passou da hora de mudar. A dita esquerda no Brasil tentou a todo custo um projeto criminoso de poder que, graças à Operação Lava Jato, resultou na prisão de diversos políticos poderosos e apresentou ao Brasil os bastidores sujos e asquerosos da política que desviou trilhões da educação, segurança, saúde, etc... A todo custo tentam ainda agarrar-se ao poder com mentiras, ataques e o velho jogo sujo da política sifilítica. Culpar o aplicativo de mensagem WhatsApp pelas atrocidades que o próprio partido cometeu é tão estúpido e absurdo quanto tentar comparar Bolsonaro com Trump. O norte-americano venceu apenas no colégio eleitoral, mas Bolsonaro pode vir a vencer na maioria absoluta de votos, o que numa democracia é literalmente a voz e o desejo do povo. Se você não enxerga isto, precisa urgente sair da bolha, e se não respeita, está muito próximo do palavrão que costuma xingar os colegas que discordam de você. Trump é bilionário e teve total apoio da máquina do Partido Republicano na campanha. Bolsonaro está em um partido anão e possuía oito segundos na TV. Trump tem as nuances e vícios de todo gênio comunicador, pois por anos liderou a audiência na TV americana. Bolsonaro é um sujeito simples com discurso coloquial, por vezes até rasteiro, mas que vai ao encontro das massas, sem esforço para tal.Goste você ou não, é um fenômeno popular maior ainda até do que Lula, que diferentemente do “capitão” foi programado e produzido por esquemas publicitários, a custo de ouro do dinheiro público, para transformá-lo num “mito”. Bolsonaro é um fenômeno que boa parte da imprensa insiste em ignorar, mas que a população tem como única solução, como comprovou a manifestação gigantesca no domingo. Isto chama-se democracia, senhores. Aprendam com isto e deixem o País seguir. Bolsonaro foi o primeiro brasileiro, em campanha, a sofrer um atentado político; o primeiro a não fazer os velhos acordos; o primeiro a ter um nome (até aqui) limpo, algo que nem sonharíamos existir na política; e pode vir a ser o primeiro presidente a vencer uma eleição com o menor investimento já feito em campanha, comprovando que o tal fundo partidário é desnecessário e deveria ser direcionado para o que importa à população. O sujeito com uma caneta Bic nas mãos, um relógio Cassio e roupas simples, sozinho, sem verba, peitou a maior emissora do País, desafiou a imprensa e toda turma arrogante que se diz intelectual sem nunca ter produzido nada que valha o adjetivo. Amigos, se isto não é, no mínimo, uma expressiva revolução política e total quebra de paradigmas do status quo, você realmente precisa sair do jardim da infância e viver no mundo real.

Na capital, tucano tem rejeição de quase 40% (Fotos: Reprodução/Twitter e Carlos Bassan/Fotos Públicas)

Cidade

De acordo com levantamento divulgado nesta segunda, 22,  pelo Instituto Paraná Pesquisas, o candidato tucano ao governo do Estado, João Doria, cresceu quase dois pontos percentuais na disputa contra Márcio França (PSB). O ex-prefeito da Capital tem 54,1% das intenções de voto (antes, eram 52,3%). Já o atual governador caiu de 47,7% para 45,9%. Dentre o eleitorado paulistano, 37,6% afirmaram que votariam com certeza em Doria, enquanto 21,7% poderiam votar nele. O índice de rejeição do tucano é de 38,9%. No caso de Márcio França, 31,7% contaram que têm convicção na escolha por ele, 25,8% disseram que poderiam votar e 40% não votariam de jeito nenhum. Ainda segundo a pesquisa, a grande maioria dos paulistas acredita que João Doria será o próximo governador do Estado: 58,5% dos entrevistados têm essa percepção. Apenas 31,6% imaginam que França pode ganhar a eleição.No caso da opção de voto para presidente, Jair Bolsonaro (PSL) tem 69,1% do eleitorado paulista, enquanto Fernando Haddad (PT) te, 30,9%. Foram entrevistados 2.010 eleitores, entre os dias 18 e 21 de outubro, em 88 municípios do Estado.
or
or

Articulistas

Colunistas

Bolsonaro é um fenômeno que boa parte da imprensa insiste em ignorar, mas que a população tem como única solução (Foto: Tânia Rêgo/ABR)

Opinião

Profissionais consagram suas vidas ao serviço da humanidade (Foto: ASCOM SUSIPE/Fotos Públicas)

Opinião

O último bastião do PT ainda é o Nordeste, mas este já não é tão inexpugnável (Tânia Rêgo/ABR e Ricardo Stuckert/ Fotos Públicas)

Opinião

Apesar de constar no ordenamento jurídico pátrio, o Princípio da Isonomia quase não é observado e aplicado (Foto: Nelson Jr./SCO/STF )

Opinião