Programação sobre Rei do Baião atende crianças e adultos (Fotos: Reprodução/Facebook)

Fora dos Trilhos

O sertão do Brasil é apresentado na programação Fim de Semana em Família, nos dias 31 de março e 1º de abril (sábado e domingo), no Itaú Cultural, por meio da música regional e de seu maior representante, Luiz Gonzaga. Todas as atividades são gratuitas.

A partir das 14h, tem a oficina Chapéu de Cangaceiro, comandada pela atriz Cris Miguel. Mais tarde, às 16h, ela e o artista Danilo Tomic apresentam o espetáculo Sanfona Velha do Fole Furado.

Com atividades lúdicas, as crianças e seus acompanhantes mergulham no universo de Luiz Gonzaga nesta oficina, que ensina os pequenos a confeccionarem um chapéu de cangaceiro, utilizando apenas EVA (espuma vinílica acetinada), cola e tesoura, e apresenta a vida e canções do sanfoneiro conhecido também como Mestre Lua. Esta atividade dialoga com o espetáculo em que bonecos, personagens da peça Sanfona Velha do Fole Furado, interagem com o público.

 A partir das 16h, Cris Miguel e o artista Danilo Tomic apresentam o espetáculo Sanfona Velha do Fole Furado. A peça é realizada em forma de teatro de bonecos e xilogravuras para contar o universo do sertão. Ela faz uma homenagem a Gonzagão, contando a história de Severino do Xaxado, filho de cangaceiro que conhece muito sobre este gênero musical, mas não sabe nada a respeito dos outros ritmos.

Severino se aventura pelo Rio de Janeiro, apaixona-se pelo baião e decide viajar para tocar sanfona. Em sua jornada acaba conhecendo o xote, o baião e o forró. O espetáculo fala ainda sobre a seca no nordeste, Lampião e Maria Bonita. Toda a trilha musical é executada ao vivo com sanfona, zabumba, triângulo e piano.

Cantinho da Leitura e Feirinha de Troca

Como já é tradição no Fim de Semana em Família, a partir das 11h, o público pode começar a se divertir com o Cantinho da Leitura e a Feirinha de Troca.

Uma das sugestões é o livro No meio da noite escura tem um pé de maravilha, de autoria de Ricardo Azevedo. O livro resgata dez contos folclóricos que no passado eram contados de pais para filhos. São histórias que falam da existência, espalham brilho e magia em qualquer lugar ou época, mas, que ainda assim, estão ameaçadas de se perderem no meio da noite escura. Esta e outras histórias podem ser lidas no Cantinho da Leitura, onde estão disponíveis 30 publicações do acervo infanto-juvenil da biblioteca do Itaú Cultural. Uma oportunidade para novos aprendizados e novas descobertas.

Na Feirinha de Troca, os pequenos podem trocar uma obra infanto-juvenil – como livro, gibi e DVD – por outra, escolhida entre os materiais disponibilizados pelo instituto. No espaço, monitores e voluntários estão à postos para ajudar no que for preciso.

Neste final de semana, o grupo Rádio Sucata conta histórias no Cantinho da Leitura. Destaque para o conto africano As panquecas de Mama Panya, que identifica a amizade e o compartilhamento como elementos importantes da vida em sociedade.

 

 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Dicas culturais gratuitas para os dia 22, 23 e 24 de junho de 2018.

Peça já foi adaptada em 30 países (Foto: Daniel Bianchini/Divulgação)

Fora dos Trilhos

O Itaú Cultural (Avenida Paulista, 149) apresenta Sobre Ratos e Homens, montagem contemporânea brasileira de Of Mice and Men, um clássico do teatro mundial, de 26 a 29 de abril (quinta-feira a domingo). A entrada é gratuita.

O texto original é assinado pelo norte-americano John Steinbeck (1902-1968), vencedor do Prêmio Pulitzer em 1940, e Nobel de Literatura em 1962. A encenação no Itaú Cultural, tem direção artística de Kiko Marques. Ricardo Monastero, um dos atores que compõem o elenco, fez a tradução desta trama que gira em torno de temas e buscas como a realização de sonhos, a verdadeira amizade e a esperança de alcançar uma realidade melhor.

Transitando entre a comédia e o drama, a narrativa traz personagens cativantes e realistas, que abordam temas comuns à humanidade, como a amizade, os sonhos, a solidão e a luta por uma vida digna. George e Lennie, personagens vividos, respectivamente, por Ricardo Monastero e Ando Camargo, por exemplo, são unidos pelo sonho de trabalhar e juntar dinheiro para comprar um pedaço de terra onde possam viver. Um é possuidor de raciocínio ágil, o outro é, ao mesmo tempo, forte e ingênuo. Juntos, são forçados a lidar com uma realidade dura em que só a amizade permite que continuem sonhando.

Em outra ponta, Mae, personagem de Erika Altimeyer, única mulher em cena, é casada com o filho do patrão e usa o seu charme e poder de persuasão para desestabilizar a ordem dos funcionários da fazenda. Formam o elenco, ainda, Cássio Inácio Bignardi, Daniel Kronenberg, Pedro Paulo Eva, Roberto Borenstein e Tom Nunes

Steinbeck é conhecido por seus escritos imaginativos, mas também com olhar apurado sobre a realidade social, conhecidos no cenário literário mundial desde a primeira metade do século passado. Com romances tidos como obras sociais, ele usa de humor agressivo e de verve afiada, para escrever sobre a dignidade silenciosa dos pobres e oprimidos.

Não à toa, Sobre Ratos e Homens, cuja publicação completou 80 anos em 2017, já foi realizado em mais de 30 países. No Brasil, a peça foi apresentada pela primeira vez em 1956 no Teatro de Arena, com Gianfrancesco Guarnieri e Milton Gonçalves e direção de Augusto Boal.

Seis décadas depois, em 2016, ganhou esta montagem dirigida por Kiko Marques e consagrada com o Prêmio de Melhor Espetáculo daquele ano pela Associação Paulista de Críticos de Arte. A cenografia e o figurino trazem o texto para a contemporaneidade, em um cenário e ato únicos. A luz e o som apontam ao espectador o momento que os personagens se põem a sonhar.


SERVIÇO
Espetáculo Sobre Ratos e Homens
Dias 26, 27 e 28 de abril (quinta-feira, sexta-feira e sábado), 20h
Dia 29 de abril (domingo), às 19h
Sala Itaú Cultural (224 lugares)
Duração: 110 minutos
Classificação Indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos
Entrada gratuita

Angel Vianna (centro) nasceu em 1928 e continua na ativa (Foto: Divulgação)

Fora dos Trilhos

A coreógrafa Angel Vianna vai ministrar uma aula no dia 28 de abril (sábado), às 19h, no Itaú Cultural. As inscrições vão até dia 10 deste mês no site www.itaucultural.org.br. Se o inscrito precisar de intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais), pode indicar no formulário.

Chamada a Aula do Papel, esta curta apresentação é um de seus principais trabalhos como educadora e pesquisadora do movimento. Sem a obrigatoriedade de experiência prévia em dança, os participantes interagem com uma folha de papel e realizam movimentos que levam a uma maior percepção do corpo, de sua presença e deslocamento no espaço.

A atividade consiste em um desafio lançado pela bailarina, voltado à relação construída com o papel a partir do toque e da memória criada nesta experiência.

A aula faz parte do projeto Ocupação Angel Vianna, que ainda conta com uma peça gratuita chamada O Tempo não dá tempo. Ela fica em cartaz até este domingo, 8, às 19h30. Os interessados devem chegar com uma hora de antecedência para retirar os ingressos. É apenas permitida uma entrada por pessoa. Já as pessoas consideradas parte do grupo preferencial precisam chegar duas horas antes e têm direito a um acompanhante.

 A peça

 A narrativa gira em torno do tempo, seja o presente, seja a falta dele ou mesmo a solidão diária. Em contraponto, traz a memória da infância para o agora, buscando o tempo da delicadeza.

O Tempo Não Dá Tempo estreou no Rio de Janeiro no início do ano e chega inédito para o público de São Paulo. Além de Angel Vianna, atriz convidada, o espetáculo traz um elenco de diferentes gerações, composto, ainda, por Ciro Sales, Juliana Linhares, Marina Vianna e Oscar Saraiva. Para a diretora Duda Maia, colocar cinco gerações de atores em cena potencializa a percepção de tempo.

SERVIÇO

O Tempo não dá Tempo

Dias 5, 6 e 7 de abril (quinta-feira, sexta-feira e sábado), às 20h30

Dia 8 de abril (domingo), às 19h30

Endereço: Avenida Paulista, nº 149. 

Atriz vai conversar com público sobre sua carreira (Foto: Matheus José Maria/Divulgação)

Fora dos Trilhos

A atriz Andréa Beltrão protagoniza a peça Antígona, no Itaú Cultural, de 23 a 25 de março e de 30 de março a 1 de abril (sextas-feiras, sábados e domingos). A entrada é gratuita, mas os espectadores necessitam chegar com antecedência para pegar ingressos (veja mais abaixo). O texto é de Sófocles e foi traduzido por Millôr Fernandes. A produção ainda conta com a direção de Amir Haddad.

Estreada em 2016, a peça Antígona traz Andréa Beltrão como a personagem-título da trama: uma jovem princesa que enfrenta a ordem do rei Creonte de deixar seu irmão, que lutou na guerra, sem sepultura. Ao desobedecer a determinação real, ela paga com a própria vida. É estabelecido, então, o confronto entre o Estado e o cidadão.

 A história se passa em Tebas e foi escrita há 2.500 anos por Sófocles. Fez tanto sucesso na época que o público ateniense ofereceu ao autor o governo de Samos, uma das ilhas gregas. Na Antígona de Haddad e Andréa, ao contrário do autor original, que partiu do mito já conhecido para o teatro, parte-se do teatro para chegar ao mito que dá nome ao espetáculo.

Interação com o público

Andréa Beltrão participa da primeira edição do projeto Camarim em Cena de 2018. Com mediação da jornalista especializada em teatro Maria Eugênia de Menezes, a atriz conversa com o público sobre o momento que antecede o ato de entrar no palco e sobre sua carreira, iniciada no Teatro Tablado, em 1978. A ação ocorre no dia 30 de março, sexta-feira, às 16h. 

Serviço

Antígona

Com Andréa Beltrão

Dias 23, 24, 30 e 31 de março (sextas-feiras e sábados), às 20h

Dia 25 de março e 1 de abril (domingos), às 19h

Duração: 60 minutos

Classificação Indicativa: 16 anos (possui cenas de violência e suicídio).

Itaú Cultural

Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô.

Fones: 11. 2168-1776/1777

Ingressos

Entrada gratuita

Distribuição de ingressos:

Público preferencial: 2 horas antes do espetáculo (com direito a um acompanhante)

Público não preferencial: 1 hora antes do espetáculo (um ingresso por pessoa)

Estacionamento: Entrada pela Rua Leôncio de Carvalho, 108

Se o visitante carimbar o tíquete na recepção do Itaú Cultural:

3 horas: R$ 7; 4 horas: R$ 9; 5 a 12 horas: R$ 10.

Com manobrista e seguro, gratuito para bicicletas.

VEJA NOSSA EDIÇÃO DO DIA

Infantino afirmou que a Copa foi a melhor de todas por causa da arbitragem (Foto: Kin Saito/ CBF)

Copa 2018

França conquistou seu segundo título mundial em 20 anos (Foto: Reprodução/Instagram)

Copa 2018

Presidente da Fifa se esquivou de perguntas políticas (Foto: Fotos Públicas)

Copa 2018

Jogador admite que na Eurocopa havia um clima de "já ganhou" (Foto: Reprodução/Facebook)

Copa 2018
Ainda não possui um cadastro? Registre-se

ou

Articulistas

Colunistas

Jardim Botânico de Curitiba é um dos mais famosos do Brasil (Foto: Daniel Castellano/SMCS/Fotos Públicas)

Opinião

Ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles não está bem nas pesquisas, mas ele se mantém otimista (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABR)

Opinião

Pessoas geralmente esperam que o caixa seja apenas ágil, mas, às vezes, ele pode te surpreender (Foto: Tânia Rêgo/ABR/Fotos Públicas)

Opinião

Próximo presidente brasileiro deve seguir exemplo de Amlo (Foto: Reprodução/Facebook)

Opinião