Milene busca atrair visibilidade e patrocínio ao futebol feminino do Corinthians (Foto: Lucas Dantas)

Futebol

Ex-jogadora de futebol e conhecida como a “Rainha das Embaixadinhas” na década de 90, Milene Domingues assumiu recentemente o cargo de embaixadora do futebol feminino do Corinthians, clube que já defendeu como atleta.

“Pareço velha falando isto (risos), mas participei da primeira equipe feminina há cerca de 20 anos”, brincou Milene, que, aos 38 anos, já elegeu o seu maior desafio no novo trabalho. “É vencer o preconceito.  Tentar um patrocínio e uma visibilidade maior por parte da imprensa”, revelou em entrevista ao Metrô News. “O Corinthians é conhecido mundialmente, mas pouca gente sabe que temos um time feminino que foi campeão da Libertadores no ano passado”, disse.

Para a embaixadora corintiana, os veículos de comunicação nem sempre têm condições de transmitir um jogo feminino in loco por questões de estrutura. “Às vezes, não há condições básicas de transmissão. Digo em relação a cabeamento, internet...São detalhes que as pessoas acham tão normal porque no futebol masculino é normal ter. No feminino, não”, admitiu.

Milene 1

Para este ano, parte deste problema será resolvido, já que a equipe mandará suas partidas do Paulista e do Brasileiro no Parque São Jorge.

“É um grande avanço.  Nos anos 90, nem nos meus melhores dias achava que jogaria no Parque São Jorge. Na época, eu jogava muito no campo do Parque Ibirapuera. Parque São Jorge era só para os homens. Chegamos a jogar uma vez antes dos homens, em uma partida preliminar, no Pacaembu. Foi o auge.  Isto em 97 ou 98”, relembrou. Agora, a meta é jogar na Arena Corinthians. 

“Vamos traçando objetivos. Com o apoio do Andrés [Sanchez, presidente do Corinthians] da Federação Paulista e da Conmebol mandar partidas em Itaquera é um sonho bastante possível e pode ser realizado rapidamente.  Não daqui dez anos que estarei velhinha, quero ver antes”, falou aos risos.

Enquanto não atua na arena, a equipe feminina estreia no Paulista, como visitante, contra o AD Centro Olímpico, dia 25 de março (domingo), às 15h, no CDC Maria Felizarda, zona sul da Capital. Já o primeiro jogo em casa, no Parque São Jorge, será diante do São José, 1º de abril (domingo), também às 15h. Milene, óbvio, espera contar com o apoio da torcida.

“As pessoas precisam se dar uma chance para olhar o futebol feminino. Porque, normalmente, elas já têm a opinião formada, sem ao menos dar o direito da visibilidade.  A gente costuma dizer entre nós: pode até não gostar, mas primeiro olha”, declarou.

“Depois, claro, pode até não gostar e a gente tem que respeitar. Mas que se dê a chance para as meninas mostrarem que o futebol feminino pode ser bem praticado e valorizado. Até porque tem meninas que jogam muito bem”, desabafou.

Milene 2

Audax e Libertadores

O Corinthians não tem mais a parceria com o Audax. A união com o clube de Osasco durou por dois anos e rendeu uma Libertadores. Mesmo de fora à época, Milene aprovava o convênio.

“A parceria foi ótima. O Corinthians manteve a base do time campeão da Libertadores, cerca de 15 jogadoras.  A comissão técnica e o treinador (Arthur Elias) são exatamente os mesmos. É um trabalho que está indo para o terceiro ano junto. Isto nos dá uma boa perspectiva para o campeonato: manter o time, manter a comissão e o treinador. É um time novo porque é só Corinthians, mas que joga junto praticamente há três temporadas”, argumentou.

A embaixadora ainda comentou que o Timão conta com algumas atletas que compõem a Seleção sub-20. “E temos a Gabi Nunes, que se destacou na base do Brasil e agora atua na Seleção principal”.

Milene também comemorou o fato de a Conmebol exigir que os clubes mantenham um departamento de futebol feminino para disputar a Libertadores masculina. A obrigação passa a valer no ano que vem. “Isto facilitou bastante o futebol feminino ter apoio dos times. Se não forçar, não acontece nada. Agora todos vão ter que correr atrás”, finalizou.

Milene 3

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

VEJA NOSSA EDIÇÃO DO DIA

O plantel da Seleção daquele ano contava com: Martim Silveira, Pedrosa, Aramandinho, Tinoco, Luiz Luz, Canalli, Sylvio Hoffman, Waldemar de Brito, Leonidas da Silva, Patesko, Luizinho (Foto: Reprodução CBF)

Copa 2018

O "Gran Parque Central", estádio do Nacional Club (Uruguai), foi palco do primeiro jogo da Seleção Brasileira em Copas do Mundo (Foto: Reprodução/ Site Nacional Club)

Copa 2018

Técnico superou Picerni e Telê Santana nos anos 80 (Foto: Reprodução/Twitter Fifa)

Copa 2018

Bruna caiu em pegadinha de editora (Foto: Reprodução/Instagram)

Copa 2018
Ainda não possui um cadastro? Registre-se

ou

Articulistas

Colunistas

É necessário garantir a acessibilidade e banir o preconceito (Foto: Jaelson Lucas/SMCS/Fotos Públicas)

Opinião

PF apreendeu R$ 200 mil na casa do senador Ciro Nogueira nesta terça-feira, 24 (Foto: Reprodução/Facebook Ciro Nogueira)

Opinião

Carf é composto por representantes da Fazenda Nacional (Foto: Reprodução/Facebook)

Opinião

Além de Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski vão se pronunciar sobre assunto (Foto: Reprodução/ Flickr)

Opinião