Na Europa, pacotes de figurinhas serão comercializados a 0,9 euros, o que equivale a quase R$ 4 (Foto: Reprodução Facebook/ Torcida Panini)

Copa 2018

 A Panini realizou, segunda, 12, uma live no Facebook e no Youtube para anunciar, oficialmente, o álbum de figurinhas da Copa do Mundo 2018. As vendas começam daqui a uma semana, no dia 20. No entanto, os torcedores ficaram revoltados com o preço de R$ 2 para cada pacotinho, contendo cinco figuras.

Isso representa um aumento de 100% no valor cobrado em 2014, quando o pacote custava R$ 1. “Na Europa, são cobrados 0,90 euros, o equivalente a R$ 4”, justificou Adrien Duarte, diretor comercial da empresa.

A hashtag #preçojusto foi a mais utilizada pelos internautas. “Tivemos uma desvalorização cambial e toda a matéria prima, papel, silicone e tinta, é cotada em dólar”, explicou o presidente da Panini Brasil, José Martins.

Serão produzidos 7 milhões de álbuns, no total, e 40 milhões de figurinhas por dia. O álbum custará R$ 7,90 nas bancas, lojas e postos de gasolina. Serão 682 figurinhas, sendo 50 delas especiais. Sem confirmar valor, a editora mostrou ainda a opção do combo premium family, em que serão vendidos dois álbuns de capa dura, uma caixa e 600 figurinhas.   

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Natalia Milano destacou que Marta já foi cinco vezes melhor do mundo, enquanto o Neymar ainda não ganhou o prêmio entre os homens (Fotos: Lucas Figueiredo/CBF e Marcelo Camargo/ABR)

Copa 2018

Eleita cinco vezes a melhora jogadora do mundo, Marta recebe um salário 72 vezes menor do que Neymar, de acordo com um levantamento feito pela atriz e diretora Natalia Milano, criadora da websérie “O Álbum das Mulheres Incríveis”, exibida no YouTube.

 “Ele nunca ganhou o prêmio de melhor do mundo e a desigualdade salarial entre eles é absurda. Neymar tem um salário 72 vezes maior do que o dela”, indignou-se Natalia. Segundo o site americano TMZ, Neymar recebe cerca de R$ 137 milhões anuais no PSG, enquanto Marta ganha, aproximadamente, R$ 1, 9 milhão por ano no Orlando Pride (EUA).

 A diretora resolveu “mergulhar” na história da alagoana Marta devido à aproximação da Copa do Mundo da Rússia.  O episódio sobre a jogadora estará disponível a partir do dia 13 de junho, na véspera da estreia do torneio.

 Aliás, outra indignação de Natalia é o fato de a Copa do Mundo feminina de futebol não ser transmitida em nenhum canal de TV aberta no Brasil.

 “Eu fico pensando até quando vamos viver numa realidade onde a Copa do mundo masculina mobiliza o País inteiro e a feminina nem sequer é transmitida? Não parece algo muito atrasado? Como podemos nos considerar avançados ou considerar que já temos igualdade de gênero? Estamos muito longe disso”, questionou.

 Apesar da crítica, ela acredita em uma mudança de mentalidade do público e dos responsáveis pelas emissoras brasileiras.  “Nós, mulheres, temos muita força. Somos mais da metade da população. Queremos álbum de figurinhas! Que mensagem estamos passando para as nossas meninas? Queremos nos ver representadas e, no ano que vem, queremos ver Marta”, afirmou, referindo-se ao Mundial que será disputado na França. O Brasil se classificou para a competição ao ganhar a Copa América, disputada no último mês de abril, no Chile.

 Mesmo aos 32 anos, Marta ainda é a grande esperança brasileira para o torneio. A atleta acumula prêmios individuais e títulos coletivos em clubes e na Seleção, mas também teve que lidar com algumas frustrações – como não conseguir a medalha de ouro olímpica com Brasil, embota tenha duas de prata (2004 e 2008). Além de não subir no lugar mais alto do pódio nas Olimpíadas, ela ainda não conseguiu levar a equipe verde e amarela ao título mundial.

 “Desde criança, Marta sempre batalhou muito para jogar e faz isso com amor e muita habilidade. Tenho certeza de que ela vai brilhar no ano que vem [na Copa do Mundo]”, apostou a diretora.

 Natalia destacou que, por muitas vezes, Marta teve que superar fechamentos de times femininos, mesmo com campanhas vitoriosas. “Fiquei impressionada com a disposição que ela possui para encarar desafios.  Repetidas vezes, Marta foi contratada por uma equipe, conquistava títulos e, mesmo assim, as atividades eram encerradas por falta de incentivo ao futebol feminino. E toda vez que ela tinha que recomeçar, dava entrevistas com uma mentalidade muito positiva. Sempre empolgada”.

 Por fim, a diretora disse que as mulheres precisam de mais representatividade em todas as áreas da sociedade e não só no futebol. “Precisamos de mais reconhecimento no esporte, na ciência, no cinema, na política, entre outros segmentos. Espero que o Brasil não aguarde os outros países saírem na frente. Podemos ser o País da igualdade”, concluiu.

Praça Charles Miller vai ser sede de ação da editora (Foto; Reprodução/Google Maps)

Copa 2018

A editora Panini vai realizar o “Panini Day”, no próximo sábado, 26, das 10h às 17h, na área externa do Museu do Futebol, localizado no Estádio do Pacaembu.

A ideia da empresa é ajudar quem ainda não completou o álbum de figurinhas da Copa do Mundo. Além de promover o encontro entre os colecionadores, a editora vai oferecer outras atividades relacionadas ao tema.

Por exemplo, haverá um turbilhão de figurinhas, onde as pessoas poderão pegar, por um determinado tempo, cromos que estarão espalhados. Os visitantes ainda poderão fazer a sua própria figurinha, tirar fotos com molduras da Seleção Brasileira e participar de um campeonato de bafo (bater cromos para virá-los e ganhá-los). Para os saudosistas, a Panini vai expor todas as capas de álbuns de Copas produzidos pela empresa desde 1970.

Presidente da Panini Brasil, José Eduardo Martins, afirmou que a editora incentiva estes eventos com intuito, também, de gerar novas amizades.

“Enxergamos essas iniciativas como oportunidades de conhecer pessoas, oferecer diversão para todos e desconectar um pouco o público do mundo digital, além do objetivo principal de preencher o álbum. Os visitantes terão ainda a chance de pegar figurinhas dos jogadores e as brilhantes em uma cabine que vai desafiar as habilidades dos colecionadores”, argumentou o executivo.

As pessoas ainda poderão levar figurinhas de livros ilustrados antigos e de outras coleções da Panini, não só da Copa do Mundo, para tentar completar todos os álbuns. 

 

Bruna caiu em pegadinha de editora (Foto: Reprodução/Instagram)

Copa 2018

Nesta quinta-feira, 19, Bruna Marquezine foi surpreendida com um presente da Panini, marca que produz o álbum oficial da Copa do Mundo 2018: ela ganhou o álbum e dezenas de saquinhos com figurinhas. Entretanto, o presente era uma brincadeira com o romance dela com Neymar, com quem namora.

Bruna publicou o momento em que abria os recebidos em seu Stories do Instagram. Na capa, havia uma pergunta: "Bruna, a Panini quer saber: figurinha repetida completa álbum?". Então chegou a hora de abrir as figurinhas. "Eu abri o primeiro saquinho, aí olha a primeira figurinha. Eu falei: 'Meu Deus, não acredito! É muita conexão'", disse a atriz, até perceber que se tratava de uma pegadinha. "É uma cilada, Bino. É um jogo comigo".



A atriz então quis saber se as figurinhas de Neymar são raras ou comuns: "Ele pelo menos é raro tipo o Pikachu no Pokemon Go?". Bruna perguntou aos seus seguidores se alguém estava interessado em trocar as figurinhas. "Interessados, favor entrar em contato. Nunca pensei que diria isso, mas eu tô dando meu namorado pra quem quiser. Eu troco por qualquer um, por favor", disse.

Vendas estão previstas para dia 20 de março (Foto: Reprodução)

Copa 2018

O grande momento para os colecionadores de figurinhas está chegando: a Panini vai lançar, esta semana, o álbum da Copa do Mundo da Rússia. O livro já está em pré-venda pelo site da editora e custa R$ 49,90 em capa dura e R$ 31,90 na versão comum, ambas com 12 envelopes (total de 60 figurinhas).

A versão vendida nas bancas deve custar R$ 7,90. Não se sabe ao certo quantas figurinhas serão necessárias para se completar o álbum, mas, normalmente, são por volta de 700 imagens diferentes, sendo ao menos 50 adesivos especiais de estádios, bola oficial, troféu, mascote e logotipo das seleções.

O pacote de figurinhas deve conter cinco adesivos, duas a menos que em 2014, mas o valor dele não foi informado. O álbum, com 80 páginas, dedicará duas folhas para cada equipe do torneio.

Zubivaka substitui Fuleco, o mascote da Copa do Mundo de 2014 (Foto:FIFA)

Copa 2018

 Para a Copa do Mundo deste ano, sai de cena o Fuleco, o tatu-bola escolhido como símbolo da edição de 2014, no Brasil, que cede a vez ao lobo siberiano Zabivaka, eleito pelos russos como o mascote do torneio.

Ele teve 53% dos mais de um milhão de votos, deixando para trás um tigre e um gato. O personagem utiliza óculos laranja acima da cabeça e foi desenhado pela estudante de design Ekaterina Bocharova. Ronaldo, o Fenômeno, foi o responsável por fazer o anúncio em um programa de televisão.

A opção por um lobo tem suas explicações. O animal é rápido, hábil e é do tipo que valoriza a equipe. E é essa unidade que o faz forte e vencer a “jogo” em ambiente selvagem. Espera-se que Zabivaka faça o mesmo sucesso que Fuleco.

Primos aplicaram golpe em distribuidora de revistas no interior paulista (Foto: Jean Sfakianakis)

Cidade

Três pessoas foram presas nesta segunda-feira, 09, após envolvimento com o furto de aproximadamente 138 mil figurinhas da Copa do Mundo, o que dá um valor de R$ 55 mil, em Itapetininga, no interior de São Paulo. Uma dupla realizou o furto e uma terceira pessoa, que também foi presa, compraria a mercadoria em Sorocaba (SP). A informação é do portal R7

Segundo informações da PM, um dos assaltantes confessou o crime, que foi feito em parceria com o seu primo, ex-funcionário da empresa da qual as figurinhas foram levadas.

O empresário lesado confirmou o sumiço de 23 caixas de cromos à delegada Leila Tardelli.  Após a análise das imagens da câmera de segurança do local, a investigação chegou primeiramente à dupla e, depois, ao suposto comprador. 

Redes sociais

Depois do furto, a dupla fez um anúncio no Facebook sobre a venda das figurinhas. Normalmente, nas bancas de jornal, cada pacote com cinco figurinhas é vendida por R$ 2. Pela rede social, o rapaz, de 26 anos, afirmou que comercializaria por um valor menor. 

O comprador, que chegaria ao local com R$7 mil, foi indiciado por receptação, enquanto os outros dois por furto qualificado. Entretanto, apenas seis das 23 caixas foram localizadas pela PM. As outras 17 caixas não foram encontradas.

 

VEJA NOSSA EDIÇÃO DO DIA

Atacante marcou em seu 100º jogo com a camisa uruguaia (Foto: Reprodução/Instagram/aufoficial)

Copa 2018

Atletas de Portugal abraçam Cristiano Ronaldo, que marcou quatro gols em dois jogos na Copa do Mundo (Foto: Divulgação/www.fpf.pt)

Copa 2018

Cheryshev marcou novamente para a Rússia e seleção anfitriã se aproxima da vaga (Foto: Reprodução/ Twitter Team Rússia)

Copa 2018

Senegal divide liderança do Grupo H com o Japão (Foto; Reprodução/Facebook FSF)

Copa 2018
Ainda não possui um cadastro? Registre-se

ou

Articulistas

Colunistas

População idosa cresce a cada dia no Brasil (Foto: Arnaldo Felix / Prefeitura de Caruaru/Fotos Públicas)

Opinião

Presidente norte-americano foi questionado até pela primeira-dama dos EUA (Foto: G7 Organização/Fotos Públicas)

Opinião

Museu dedicado a Mazzaropi em Taubaté. Ele foi um dos grandes nomes do cinema nacional (Foto: Miguel Schincariol/GESP/Fotos Públicas)

Opinião

Romero Jucá deve concorrer novamente a uma cadeira no Senado, mesmo com inquéritos abertos no STF (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Opinião