16
Sex, Nov

Brinquedo dentro de ovo de Páscoa é estratégia de empresas para atrair crianças (Foto:Lucas Dantas)

Economia

O chocolate já foi o grande atrativo da Páscoa para as crianças. Atualmente, elas preferem os brinquedos e brindes escondidos dentro dos ovos do que o doce em si, embora a junção dos dois seja uma combinação ideal para atraí-las.

A professora Tatiane Bergamo tem dois filhos e quatro sobrinhos pequenos. Enquanto pesquisava os valores dos pedidos feitos pelos filhos, ela contou que, este ano, se surpreendeu com o menino de dez anos, que pediu um ovo de KitKat. Já a garota de nove anos deu à mãe opções de ovos com bonecas ou com um copo de canudo especial. “Ano passado eles pediram o ovo de Páscoa do Kinder Ovo. Como todo brasileiro, acabei deixando para a última hora, mas consegui comprar”, contou a professora.

Para o professor de marketing Alencar Gomes Júnior, da Faculdade Estácio de Sá, ao incluir o brinquedo no ovo de chocolate, a empresa cria um valor agregado ao produto. Segundo o especialista, além do atrativo, hoje as empresas investem ainda na tecnologia para prender os clientes.

“Temos ovos de Páscoa que, além do brinquedo, oferecem um aplicativo exclusivo que leva a um jogo, um quadrinho ou outra interatividade do tipo que vai criando um vínculo entre marca e cliente. Esta é uma das apostas das marcas para o futuro”, explicou o professor.

Na opinião de Gomes Júnior, mesmo adultos e adolescentes podem se ver tentados a adquirir um ovo com um preço mais salgado por conta da surpresa. “As marcas apelam para personagens, séries, desenhos que marcaram época exatamente para estreitar este laço com o comprador”, concluiu o professor. 

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Além de evitar alimentos gordurosos, crianças devem fazer duas horas e meia de atividades físicas por semana (Foto: Divulgação)

Saúde

Diabetes, colesterol elevado, pressão alta, problemas cardíacos, estresse, depressão. Problemas de gente grande que cada vez mais têm chegado ao cotidiano de crianças e adolescentes por conta da obesidade infantil, que cresceu drasticamente.

Dados da Organização Mundial da Saúde e do Imperial College de Londres, mostram que o contingente de obesos nessa faixa etária chegou a 124 milhões em 2017, número dez vezes maior se comparado aos 11 milhões da década de 1970. No Brasil, os indicadores não são animadores. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), uma em cada três crianças está fora do peso recomendado para a idade.

Vários aspectos costumam ser levados em conta. Entre eles estão o peso da mulher durante a gestação, o peso da criança ao nascer, o tipo de parto, a presença ou ausência do aleitamento materno, a alimentação nos primeiros mil dias (contando gestação e os primeiros dois anos), se houve alimentação complementar após o aleitamento materno e a rotina da educação alimentar a partir de então. Em alguns casos, fatores genéticos e o uso de determinados medicamentos também influenciam.

No entanto, na maioria das vezes, o aumento se deve a uma alimentação inadequada associada a pouca – ou nenhuma – prática de atividade física. “A atividade física vai muito além do controle de peso, pois é importante para a promoção da saúde como um todo”, afirma o pediatra Hugo Ribeiro, especializado em Gastroenterologia e Nutrologia.

Outro equívoco é culpar determinados alimentos quando se fala em ganho de peso e, muitas vezes, abolir até o café da manhã da dieta. “O alimento não pode ser considerado mau. O que de fato existem são dietas más. O importante é ter moderação, diversidade e proporcionalidade”, explica.

Exemplo vem dos pais

A educação alimentar nos primeiros anos é primordial, não só para garantir o peso corporal adequado, como também para prover o corpo dos nutrientes necessários. O papel dos responsáveis na rotina dos pequenos é fundamental. “Pais com hábitos inadequados inserem a criança nesse cenário e isso é um grande risco”, diz o nutrólogo Caiaque Souza, da Clínica da Obesidade. O segredo para manter o equilíbrio, de acordo com o especialista, é manter a alimentação balanceada, evitando ao máximo açúcares, gordura saturada, sal e itens industrializados.

Criança saudável, adulto também

Mais do que promover a perda de peso, a prática de atividade física promove a melhoria motora e cognitiva das crianças. Principalmente se a mesma for inserida no cotidiano dos pequenos de maneira lúdica. “Uma criança saudável, que gosta de se movimentar, se tornará um adulto saudável, e não sedentário. É uma mudança no estilo de vida”, afirma a professora italiana Caterina Pesce, que, junto com o grupo Ferrero, traz para o Brasil a metodologia Joy of Moving. A iniciativa consiste em trabalhar com jogos físicos que demandam poucas ferramentas e podem ser feitos em espaços reduzidos junto a outras crianças e adultos. 

Calculo para verificar o peso ideal

 Uma das ferramentas utilizadas para saber se a criança está ou não dentro do peso ideal é calcular o Z-IMC. Para isso, é necessário ter em mãos dados como sexo da criança, idade, peso e altura. A medida pode ser feita por meio do site www.abeso.org.br/atitude-saudavel/z-imc-criança.

Beber água ajuda a digerir alimentos e eliminar substâncias que não devem ser absorvidas pelo corpo (Foto: Divulgação):

Saúde

O consumo de água é essencial para o desenvolvimento completo do organismo de crianças e adolescentes, segundo o pediatra Sylvio Renan Monteiro de Barros, especialista pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). “Nosso corpo aguenta vários dias sem comer, mas sem beber água, não”, disse.

Um dos problemas enfrentados pelos pais é conseguir mostrar a importância da substância no nosso corpo. De acordo com o médico, no entanto, a conversa é imprescindível. “No caso das crianças, a água deve ser bebida para um melhor desenvolvimento motor e neural, além do bom funcionamento dos rins, bexiga, intestino e dos olhos”, explicou.

Na digestão, a água também tem papel fundamental. “Após comermos, os alimentos são transformados em pequenas porções, que serão absorvidas pelo organismo em um processo fisiológico no qual a água tem importante papel na digestão”, falou. A água ajuda ainda a eliminar do corpo as substâncias que não devem ser absorvidas, por meio da urina e suor, formada basicamente por água e substâncias tóxicas ou em excesso, dissolvidas.

Além de todos esses benefícios, a água ajuda na regulação da temperatura do corpo, sendo especialmente indicada em dias quentes e na prática de atividades físicas. Quando há excesso de calor, a liberação de suor colabora com o resfriamento do corpo, mas as crianças possuem uma menor capacidade de suar e eliminar o calor do corpo do que os adultos. A boa hidratação também previne, entre outras coisas, a prisão de ventre.

Quanto se deve ingerir

De modo geral, no mínimo, uma criança deve beber, aproximadamente, quatro copos de água. Dos sete aos 12 meses, o indicado é 800 mililitros, que devem ser consumidos ao longo do dia. Ao completar um ano, até os três anos de idade, 1,300 ml, e dos três aos oito anos, 1,700 ml.

Uma recomendação importante é evitar oferecer água (ou qualquer outro líquido) durante as refeições, para não “encher” o estômago e reduzir a quantidade de alimentos a ser consumido. Mantenha o hábito de oferecer água 30 minutos antes ou depois das refeições. Fora o período das refeições, ofereça água constantemente.     

Segunda-feira 14/05

Adolfo e Haydee descobrem um vídeo da negociação de Flávio para separar Cecília e Gustavo. Um empresário pede para falar com Cristóvão e diz que os árabes voltaram. Para tentar provar sua inocência a Gustavo, ele finge entender a situação para identificar quem fechou o negócio com os árabes se passando por ele. Haydee expulsa Flávio de casa.

 

Terça-feira 15/05

Flávio chora, diz que a mãe vai se arrepender e que voltará para se vingar. Haydee e Adolfo vão até Cecília e revelam que possuem provas de que Gustavo não fez nada e tudo foi uma armação de Flávio. Haydee lembra de uma visita feita por Leonardo assim que Nicole morreu ameaçando eles. Cristóvão percebe então que está tudo claro e que Leonardo sempre esteve por trás de tudo usando Flávio.

 

Quarta-feira 16/05

Leonardo fica até mais tarde na empresa e rouba joias e dinheiro do cofre da sala de Gustavo. Cristóvão descobre que Flávio falou em seu nome com os árabes. Flávio obriga Silvana a dar acesso para ele na empresa. A sós, Flávio conta o dinheiro entregue por Leonardo. Silvana chora ao escutar atrás da porta Flávio revelar fato por fato das armações de Leonardo.

 

Quinta-feira 17/05

Cassandra consegue falar com o pai e diz que Estefânia está no hospital após desmaiar. Silvana telefona para Cristóvão e diz tudo o que escutou de Leonardo. Gustavo chega na sala de Leonardo no momento em que Cristóvão diz que já sabe toda verdade. Cristóvão conta tudo que sabe para Gustavo e Leonardo tenta dizer que é mentira do advogado. Silvana entra na sala e apoia Cristóvão.

 

Sexta-feira 18/05

Leonardo foge da empresa. Emocionado, Gustavo pede perdão para Cristóvão e implora para que ele volte a trabalhar na empresa. Franciely consegue sua prova de amor, perdoa Silvestre e os dois se beijam. O médico avisa Vitor que Estefânia e os bebês estão fora de perigo. Rogério pede para Cassandra não ir embora e mostra um vídeo de agradecimento feito por Estefânia. Os dois se beijam.

Segunda, 19/03

O mágico faz a irmã Didi desaparecer em um truque de mágica. Zé Felipe e Miguel encontram Didi no banheiro e a religiosa confessa que estava passando mal. Começa o aguardado evento do relançamento de um produto da Rey Café. A modelo e o fotógrafo contratados por Flávio planejam tudo para que as fotos transmitam intimidade entre Gustavo e ela.

Terça, 20/03

Emílio fica enciumado após saber que Zé Felipe e Miguel resolveram uma questão no colégio como heróis. Haydee manda instarem câmeras secretas no apartamento para averiguar quem é que está tentando fazer ela pensar que está louca. Flávio recebe as fotos para prejudicar Gustavo. Nas imagens, a modelo foi pedir desculpa ao empresário e aproveitou para tentar beijá­lo.

Quarta, 21/03

A pedido de Zé Felipe, Dulce Maria vai conversar com Emílio para que os dois meninos façam as pazes. Cecília confessa para Rosana que sentiu um pouco de ciúmes do marido ao lado de outras mulheres. Cassandra inventa para Rogério que Vitor está com problema financeiro e, mesmo Estefânia sendo rica, não ajuda nada em casa e, por isso, não está indo para a terapia.

Quinta, 22/03

Cassandra garante que está juntando dinheiro e que vai tornar a vida de Estefânia um inferno. Lulu brinca com Fabiana e Didi na piscina ao empurrá­las na água. A modelo diz para Cecília que teve a melhor noite de sua vida com Gustavo. Haydee vai até a igreja e decide confessar tudo o que já aconteceu para o padre Miguel. Cecília está convicta que foi traída pelo marido.

Sexta 23/03

Gustavo sai preocupado atrás da esposa pela cidade. Haydee diz ao padre que achou que o dinheiro iria solucionar tudo. Gustavo diz que promete esclarecer para Cecília que a ligação não é verdadeira e que jamais trairia a esposa. Ele diz que a ligação deve ter sido um terrível trote. Os dois se entendem. Haydee confere as primeiras imagens das câmeras que instalou em casa. 

Pelo menos nove crianças foram feridas (Foto: Reprodução/Twitter)

Cidade

Um acidente entre um caminhão e uma van escolar deixou ao menos 9 crianças feridas - três em estado gravíssimo -  em Carapicuíba. Uma delas teve parada cardíaca, na Rua Antônio Ricardo, na Vila Lourdes, na cidade da Grande São Paulo, no fim da manhã desta sexta-feira, 13.

Segundo o Corpo de Bombeiros, três adultos também são atendidos no local. Dezessete viaturas prestam atendimento às vítimas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o helicóptero águia também auxiliam no resgate.

Algumas vítimas ficaram presas nas ferragens e outras foram atendidas na calçada. Uma residência na Rua Antônio Ricardo também foi atingida pelo caminhão.

*Matéria atualizada às 14h27

"É uma alegria pessoal, como prefeito, poder apoiar esta iniciativa", diz João Doria (Foto: Reprodução: Facebook/FIC)

Cidade

A cidade de São Paulo vai realizar, pela 1ª vez, o Festival Internacional de Circo (FIC), com 30 atrações, nacionais e internacionais, divididas entre os dias 11 e 15 de abril no Centro Esportivo Tietê (CET).

O evento será promovido pela Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a Associação dos Amigos do Centro de Memória do Circo.

Segundo o prefeito João Doria (PSDB), São Paulo se tornou o principal centro do Hemisfério Sul para atividades de entretenimento, por isso, se justifica a implantação do FIC.

“O lúdico do circo contagia, é insubstituível e é eterno, pelas lembranças que proporciona e pela qualidade dos espetáculos. É uma alegria pessoal, como prefeito, poder apoiar esta iniciativa”, disse o Doria.

Com verba de R$ 1 milhão, o festival inclui ainda uma mostra competitiva de números circenses, realizada a partir de um chamamento público para artistas de diferentes modalidades, como trapézio, malabarismo, palhaços, acrobacia e ilusionismo.

As apresentações serão gratuitas. O evento deve reunir 22 mil pessoas. Os grupos que desejarem participar poderão encaminhar seus materiais até o dia 10 de março. Veja mais informações.

Confira a Programação do 1º FIC - Festival Internacional de Circo:

 

QUARTA – 11/04

 – 20H – LONA FAMÍLIA ORFEI - ABERTURA OFICIAL - MOSTRA COMPETITIVA DO FIC

A Mostra Competitiva teve aproximadamente 600 inscritos e apenas 12 selecionados. Artistas de diversos países competem a dois prêmios de R$ 5.000,00, sendo um prêmio para Número de Pista e outro para Número Aéreo. O público poderá se impressionar com a destreza e capacidade de manipulação de malabaristas, mágicos e acróbatas.

 

 QUINTA - 12/04

 – 19H30 – LONA FAMILIA QUEIROLO – Petit - FrutillaS con Crema (Chile) – 45 min. LIVRE

O espetáculo é a mais recente criação do clown, bufão e mímico chileno Claudio Martinez, o palhaço FrutillaS con Crema. Através de palhaçaria e técnicas de malabarismo de contato, FrutillaS apresenta uma versão renovada dos circos clássicos.

 – 20H30 – LONA FAMILIA ORFEI - Menu Del Giorno - Compagnia Bellavita (Itália) – 60 min. LIVRE

Menu Del Giorno é um show de malabarismo cômico que sintetiza a atmosfera típica de uma Tratoria Italiana. No show, dois artistas apresentam um menu composto de números de habilidades e esquetes,  servidas como o desenrolar de uma refeição. O espetáculo reúne números com manipulação de cordas e apresenta truques com garrafas, colheres, copos, xícaras e ovos. Para o final a dupla reserva um número à prova de nervos com os pratos giratórios.

 – 21H – LONA FAMÍLIA SEYSSEL – No - Núcleo Desastre (São Paulo – Brasil) – 50 min. CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 14 ANOS

Duas letras, vários significados e conceitos: nó. É um laço apertado por fios, uma junção afetuosa, firmeza, dificuldade, mulher (nö, em húngaro). É a partir dessas relações e do significado da palavra nö que as artistas apresentam cenas tecidas de memórias, cheias de nó e cheia de nós, das mães, irmãs, avós, e das tantas outras mulheres que nos habitam. A apresentação une técnicas de trapézio, tecido acrobático, mastro chinês e malabarismos explorando as relações entre as diferentes interpretações da palavra “nó”.

 

SEXTA - 13/04

 – 19H30 – LONA FAMILIA QUEIROLO – InversUs – Cia Éos (Sorocaba – Brasil) – 50 min. CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 14 ANOS

Há uma linha tênue entre a loucura e a sanidade, entre o certo e o errado. InversUs convida o espectador a passar por cima desta linha, e ir além. É uma mistura de circo e dança, onde a dramaturgia é expressada com força e leveza, levando a magia dos movimentos no tecido, ao estático e dinâmico do trapézio, em meio ao estrondo das correntes suspensas junto da melodia balbuciada por Wim Mertens. Com desenvoltura e sensibilidade, as artistas da Cia Éos aprimoram o número de adágio, dominam as referências do double trapézio, da corda, tecido e quadrante.

 – 20H30 - LONA FAMÍIA ORFEI – Cabaré Tradere – Direção de Lu Lopes

 – 21H - LONA FAMILIA SEYSSEL – SobrevoltaS – Grupo Enxame (São Paulo – Brasil) – 55 min. CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 14 ANOS

SobrevoltaS é um espetáculo de circo, sobre circo. Mergulhando na metalinguagem, os artistas se inspiram em suas trajetórias de formação e no sentido do que é o próprio circo hoje. Eles dividem com o público seus anseios, questionamentos e satisfações enquanto artistas: múltiplos, diversos, antagônicos e erráticos. Decidem abordar diversas estéticas do circo, questionando o que o constitui. Corda bamba, malabarismo, corda lisa, acrobacia e música ao vivo são técnicas utilizadas para apresentar um circo que está vivo, que pensa, que está em dúvida, que é aberto para o mundo, para sua história e para o agora.

 

 SÁBADO - 14/04

 - 11H – LONA FAMÍIA ORFEI – Máquina de Brasilidades – Cia Clownbaret (São Paulo – Brasil) – 50 min. LIVRE

Nesta atração, sete palhaços convidam o público para acionar um caça níquel, intitulado “Máquina de Brasilidades”. Quando o público aciona a máquina, um tema do imaginário brasileiro é sorteado, e a trupe encena a trama em esquetes com muita comédia e improviso. O repertório contém cerca de 20 temas da cultura brasileira, como frevo, boi-bumbá,  guaraná, peteca, literatura de cordel, quadrilha, ciranda, entre outros.

 – 11H – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Acuda Benedito – Cia Abbacircus (São Paulo – Brasil) – 50 min. LIVRE

O espetáculo conta a vida do vaqueiro Benedito, um retirante que se muda para a cidade grande e enfrenta grandes desafios, como uma cobra, a morte e a violência urbana. No espetáculo, a linguagem tradicional do mamulengo mescla-se com técnicas circenses e outras formas animadas, numa saborosa invenção de tipos que recriam a crônica do mundo globalizado, aliando tradição e contemporaneidade.

 - 11H45 – PALCO FAMÍLIA TANGARÁ – Can Can Volant – Irmãos Sabatino (Uruguai) – 12 min. LIVRE

O Cancan é uma dança francesa criada em 1850, realizada por lindas moças vestindo roupas coloridas e esvoaçantes, com liberdade total de movimentos e ao som de trombones e cornetas. Com passos sensuais e acrobáticos, as dançarinas faziam a cidade de Paris perder a cabeça. Este espetáculo valoriza a virtuose e cria o inesperado, com homens no lugar das mulheres. Muita concentração, acrobacias e suspense, aliados ao bom humor da trupe, são os ingredientes utilizados no trapézio de voos e barra Fixa. A peça presta uma homenagem aos cabarets franceses da Belle Époque, do século XIX.   

 - 11H45 – LONA FAMILIA SEYSSEL – Cabaré 80 – Direção de Mônica Alla

 - 12H30 – LONA FAMILIA QUEIROLO - Menu Del Giorno - Compagnia Bellavita (Itália) – 60 min. LIVRE

Menu Del Giorno é um show de malabarismo cômico que sintetiza a atmosfera típica de uma Tratoria Italiana. No show, dois artistas apresentam um menu composto de números de habilidades e esquetes,  servidas como o desenrolar de uma refeição. O espetáculo reúne números com manipulação de cordas e apresenta truques com garrafas, colheres, copos, xícaras e ovos. Para o final a dupla reserva um número à prova de nervos com os pratos giratórios.

 – 14H – LONA FAMÍIA ORFEI - Circo dos Sonhos no Mundo da Fantasia - Circo dos Sonhos (São Paulo – Brasil) – 90 min. LIVRE

O espetáculo traz à cena a história de uma criança que tem um videogame, porém ele entrou em curto-circuito e se tornou um portal para o mundo da fantasia. Ly é transportada para o reino encantado do Circo dos Sonhos, onde acontece um show de surpresas com atrações inéditas e números aéreos. No picadeiro, há performances de grande impacto e números de báscula, contorção, rola, malabares, monociclo, equilíbrio no arame, tecido aéreo, faixa e muita palhaçada.

 – 14H – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Manifest - Tomi Soko (Argentina) – 10 min. LIVRE

Referência nos malabares, Tomi apresentará um número manipulando papel e bolinhas.

 – 14H45 – LONA FAMILIA SEYSSEL – Cordas Nupciais - Circo Pitanga (Bélgica) – 50 min. LIVRE

A trupe do Circo Pitanga apresenta um espetáculo que brinca com acrobacias, esquetes de teatro, entre outros. O enredo traz à cena o momento mais importante na vida de um casal: o casamento. Porém, a pressa e o destino os envolvem em vários acontecimentos desastrosos e cômicos, que dão mote para números aéreos de tirar o fôlego. Será que haverá um final feliz?

 – 15H30– LONA FAMILIA QUEIROLO – Petit - FrutillaS con Crema (Chile) – 45 min. LIVRE

O espetáculo é a mais recente criação do clown, bufão e mímico chileno Claudio Martinez, o palhaço FrutillaS con Crema. Através de palhaçaria e técnicas de malabarismo de contato, FrutillaS apresenta uma versão renovada dos circos clássicos.

 – 15H30 – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Carne Negra – Pipa Luke (Equador) – 06 min. LIVRE

Referência na manipulação de Bambolês, esta artista autodidata apresentará um bem executado número ao som de Carne Negra, de Elza Soares.

 – 16H – PALCO FAMÍLIA TANGARÁ – Can Can Volant – Irmãos Sabatino (Uruguai) – 12 min. LIVRE

O Cancan é uma dança francesa criada em 1850, realizada por lindas moças vestindo roupas coloridas e esvoaçantes, com liberdade total de movimentos e ao som de trombones e cornetas. Com passos sensuais e acrobáticos, as dançarinas faziam a cidade de Paris perder a cabeça. Este espetáculo valoriza a virtuose e cria o inesperado, com homens no lugar das mulheres. Muita concentração, acrobacias e suspense, aliados ao bom humor da trupe, são os ingredientes utilizados no trapézio de voos e barra Fixa. A peça presta uma homenagem aos cabarets franceses da Belle Époque, do século XIX.   

 – 16H15 – LONA FAMÍIA ORFEI – Máquina de Brasilidades – Cia Clownbaret (São Paulo – Brasil) – 50 min. LIVRE

Nesta atração, sete palhaços convidam o público para acionar um caça níquel, intitulado “Máquina de Brasilidades”. Quando o público aciona a máquina, um tema do imaginário brasileiro é sorteado, e a trupe encena a trama em esquetes com muita comédia e improviso. O repertório contém cerca de 20 temas da cultura brasileira, como frevo, boi-bumbá,  guaraná, peteca, literatura de cordel, quadrilha, ciranda, entre outros.

 – 17H45 – LONA FAMÍLIA QUEIROLO – Alegria no Circo - Cia Reprises (São Paulo - Brasil) – 50 min. LIVRE

Uma flor com o perfume capaz de encantar as mocinhas, uma prova para descobrir o palhaço mais inteligente, uma caçada, histórias de espanto em frente ao cemitério... Essas são algumas das cenas que compõem o espetáculo “Alegria do circo”, criado a partir de tradicionais esquetes cômicos de circo. Nove palhaços em cena, com seus instrumentos, seus trejeitos e suas habilidades transformam qualquer espaço em um verdadeiro picadeiro, dando foco a memória do circo brasileiro e mantendo viva uma tradição que jamais deve acabar

 - 18H15 – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Circo do só eu – Barracão Teatro (Campinas - Brasil) – 60 min. LIVRE

O majestoso Circo do Sol, com todas as suas atrações fenomenais, aceitou prazerosamente o convite para se apresentar nesta cidade até que recebe outra proposta muito mais lucrativa e decide cancelar, de última hora, a apresentação do espetáculo. Zabobrim, o palhaço, vem para tentar apresentar sozinho o grande espetáculo com números de equilíbrio de pratos, macacos em monociclo, hipnose, mágica e acrobacia. Muitas são as confusões e atrapalhações deste palhaço durante o esforço de realizar sozinho o espetáculo de uma companhia inteira.

 – 19H – PALCO FAMÍLIA TANGARÁ – Can Can Volant – Irmãos Sabatino (Uruguai) – 12 min. LIVRE

O Cancan é uma dança francesa criada em 1850, realizada por lindas moças vestindo roupas coloridas e esvoaçantes, com liberdade total de movimentos e ao som de trombones e cornetas. Com passos sensuais e acrobáticos, as dançarinas faziam a cidade de Paris perder a cabeça. Este espetáculo valoriza a virtuose e cria o inesperado, com homens no lugar das mulheres. Muita concentração, acrobacias e suspense, aliados ao bom humor da trupe, são os ingredientes utilizados no trapézio de voos e barra Fixa. A peça presta uma homenagem aos cabarets franceses da Belle Époque, do século XIX.   

 – 19H45 – LONA FAMÍLIA SEYSSEL – Circo Zanni - Circo Zanni (São Paulo – Brasil)

Circo Zanni é um espetáculo de variedades, que reúne o que há de melhor dos artistas que integram a companhia, formada por diferentes grupos circenses atuantes na cidade de São Paulo (La Mínima, Circo Amarillo, Artinerant’s e Piccolo Circo). O Espetáculo tem uma estrutura próxima do circo clássico ao mesmo tempo que evidencia as caraterísticas contemporâneas trazidas por seus integrantes, através de números aéreos, de acrobacia, equilíbrio e magia, além, é claro, de palhaçaria clássica.

 – 20H15 – LONA FAMÍIA ORFEI - Histórias Contadas de Cima – Fulanas Cia de Circo (Bahia – Brasil) – 60 min. LIVRE

O espetáculo traz à cena cinco mulheres e suas histórias fantásticas, contadas das alturas. No picadeiro, a Menina que Comia Borboletas, Sônia Sonâmbula, A Mulher que Contava Tudo e Virou Número, As Gêmeas do 20º Andar e a Mulher Gorila. As peripécias de cada uma das personagens são vividas no chão, em números cômicos, e no alto, em trapézio, tecido em rede, escada giratória e cadeira aérea.

 – 20H15 – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Chocobrothers – Cia Chocobrothers (Espanha) – 50 min. LIVRE

A trupe combina diferentes técnicas circenses como manipulação de chapéus, equilíbrio em parada de mão, malabarismos com claves, equilíbrio em rola-rola, barra fixa e mesa de dândis mesclando os números com grandes doses de humor. Precisão, projeção, poder e prazer, são maneiras de definir a atuação desses três personagens carismáticos: Brian, o glamuroso apresentador; Jenifer, a dançarina empolgada e James, o “quase” rei da acrobacia. As situações inusitadas que criam durante a apresentação prometem divertir o público com performances de alto risco e cenas nostálgicas.

 – 21H – LONA FAMÍLIA QUEIROLO – Tubinho contra o Lobisomem - Circo de Teatro Tubinho (Paraná - Brasil) – 75 min. CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 16 ANOS

Entra em cena aqui o Circo-Teatro, com Tubinho trazendo ao picadeiro a lenda do Lobisomem. Ao capturar um Lobisomem que amedronta um vilarejo, o herói é arranhado pela fera. Se a lenda se confirmar, em pouco tempo ele se transformará em outro Lobisomem.  O que será do herói ferido? Quantos Lobisomens devem rondar a cidade? No meio desse thriller está o palhaço Tubinho, aprontando suas peripécias para desvendar o mistério.

 

DOMINGO – 15/04

 – 11H – LONA FAMÍIA ORFEI - Histórias Contadas de Cima – Fulanas Cia de Circo (Bahia – Brasil) – 60 min. LIVRE

O espetáculo traz à cena cinco mulheres e suas histórias fantásticas, contadas das alturas. No picadeiro, a Menina que Comia Borboletas, Sônia Sonâmbula, A Mulher que Contava Tudo e Virou Número, As Gêmeas do 20º Andar e a Mulher Gorila. As peripécias de cada uma das personagens são vividas no chão, em números cômicos, e no alto, em trapézio, tecido em rede, escada giratória e cadeira aérea.

– 11H – PALCO DONA CAROLA GARCIA - Sananab – Cia Pé de Chinelo (Ribeirão Preto – Brasil) – 50 min. – LIVRE

O espetáculo retrata o universo de Bisgoio, um ser ingênuo, estúpido e humano a flor da pele.  Vivenciando situações embaraçosas e surpreendentes, o palhaço constrói e desconstrói tudo ao seu redor revelando sua essência. Sananab é um encontro poético e engraçado que tem como principal motivo a troca entre palhaço e público.

 – 11H45 – LONA FAMILIA SEYSSEL – Chocobrothers – Cia Chocobrothers (Espanha) – 50 min. LIVRE

A trupe combina diferentes técnicas circenses como manipulação de chapéus, equilíbrio em parada de mão, malabarismos com claves, equilíbrio em rola-rola, barra fixa e mesa de dândis mesclando os números com grandes doses de humor. Precisão, projeção, poder e prazer, são maneiras de definir a atuação desses três personagens carismáticos: Brian, o glamuroso apresentador; Jenifer, a dançarina empolgada e James, o “quase” rei da acrobacia. As situações inusitadas que criam durante a apresentação prometem divertir o público com performances de alto risco e cenas nostálgicas.

 – 11H45– PALCO FAMÍLIA TANGARÁ – Can Can Volant – Irmãos Sabatino (Uruguai) – 12 min. LIVRE

O Cancan é uma dança francesa criada em 1850, realizada por lindas moças vestindo roupas coloridas e esvoaçantes, com liberdade total de movimentos e ao som de trombones e cornetas. Com passos sensuais e acrobáticos, as dançarinas faziam a cidade de Paris perder a cabeça. Este espetáculo valoriza a virtuose e cria o inesperado, com homens no lugar das mulheres. Muita concentração, acrobacias e suspense, aliados ao bom humor da trupe, são os ingredientes utilizados no trapézio de voos e barra Fixa. A peça presta uma homenagem aos cabarets franceses da Belle Époque, do século XIX.   

 – 12h30 - LONA FAMÍLIA QUEIROLO – O Homem Foca – Guga Morales (Rio de Janeiro – Brasil) – 45 min. LIVRE

Este espetáculo mistura números de equilíbrio extremo com malabarismos. Guga Morales ficou conhecido como o Homem Foca após ter aperfeiçoado uma técnica circense no qual o artista equilibra uma bola sobre um cone na boca até finalizar com o equilíbrio de taças sobre o fio de uma faca. Encerrando o espetáculo vem o número de monociclo onde o artista apresenta truques de dissociação e malabarismo a dois metros de altura. 

 - 12H30 – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Amor e Risco – O Atirador de Facas – Daniel Wolf e Estrela Rigoletto – (São Paulo – Brasil) – 06 min. LIVRE

Neste número de risco e tensão, Daniel Wolf atira facas em Estrela Rigoletto com seus olhos vendados.

 – 13h15– PALCO FAMÍLIA TANGARÁ – Can Can Volant – Irmãos Sabatino (Uruguai) – 12 min. LIVRE

O Cancan é uma dança francesa criada em 1850, realizada por lindas moças vestindo roupas coloridas e esvoaçantes, com liberdade total de movimentos e ao som de trombones e cornetas. Com passos sensuais e acrobáticos, as dançarinas faziam a cidade de Paris perder a cabeça. Este espetáculo valoriza a virtuose e cria o inesperado, com homens no lugar das mulheres. Muita concentração, acrobacias e suspense, aliados ao bom humor da trupe, são os ingredientes utilizados no trapézio de voos e barra Fixa. A peça presta uma homenagem aos cabarets franceses da Belle Époque, do século XIX.   

 - 13H15 – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Circo sem Fronteiras – Cia Palhaços sem Fronteiras – 50 min. – LIVRE

Este espetáculo de variedades combina diversão e comicidade por meio de números de malabares, equilíbrio bambolê e palhaçaria. O elenco é formado por diversas companhias e artistas que se reuniram por um objetivo comum: desenvolver projetos circenses para regiões afetadas por situações de crise, causadas tanto por guerras e desastres naturais, como em áreas de exclusão social.

 – 14H – LONA FAMILIA ORFEI – Vida de Circo - Trupe Circodança (São Paulo – Brasil) – 50 min. LIVRE

Este espetáculo une quatro das principais artes: dança, circo, teatro e cinema. Artistas circenses, atores e bailarinos com necessidades especiais e mobilidade reduzida contam a história de Laura e sua trupe sob uma lona de circo.  Essa integração faz com que cada artista utilize o máximo de seu talento e se supere continuamente, rompendo com todos os preconceitos. A Cia Circodança acredita que a arte foi feita para todos e sua proposta é quebrar barreiras e paradigmas para que o artista seja percebido como um agente ativo das suas necessidades e vontades, com potencial criativo e sensibilidade para realizar grandes eventos, independente de sua mobilidade ou necessidade especial.

 – 14H45 – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Fonzera – Cia Singular (São Paulo - Brasil) – 50 min. LIVRE

"FONZERA" é a tradução do que o palhaço Fonso faz em cena e leva ao público a magia do Circo. O espetáculo solo é repleto de mágicas, mímica e ventriloquia, apresentando artes circenses que se tornam mais raras a cada ano. Fonso leva o público ao seu mundo, onde um desenho fala, uma pessoa se transforma em um boneco e as mágicas são incríveis, até mesmo quando dão errado, sempre jogando com o erro no universo do palhaço.

 – 14H45 – LONA FAMILIA SEYSSEL – Cordas Nupciais - Circo Pitanga (Bélgica) – 50 min. LIVRE

A trupe do Circo Pitanga apresenta um espetáculo que brinca com acrobacias, esquetes de teatro, entre outros. O enredo traz à cena o momento mais importante na vida de um casal: o casamento. Porém, a pressa e o destino os envolvem em vários acontecimentos desastrosos e cômicos, que dão mote para números aéreos de tirar o fôlego. Será que haverá um final feliz?

 – 15H30 – LONA FAMILIA QUEIROLO - O Circo Fubanguinho - Trupe Lona Preta (São Paulo – Brasil) – 50 min. LIVRE

Inspirado nas charangas, farsas e bufonarias, o espetáculo traz à cena a história de dois palhaços que, apesar de expulsos do picadeiro e demitidos da trupe pelo dono do circo, tentam de todas as maneiras reconquistar seus empregos. Motivados por interesses diferentes, o dono do circo e os funcionários formam uma união de contrários. O primeiro polo representa a ordem, a produtividade e a eficiência; já o segundo simboliza a marginalidade, a ineficiência e improdutividade. Desse sistema de contradições são extraídos os elementos mais valiosos das cenas.

 – 16H15– PALCO FAMÍLIA TANGARÁ – Can Can Volant – Irmãos Sabatino (Uruguai) – 12 min. LIVRE

O Cancan é uma dança francesa criada em 1850, realizada por lindas moças vestindo roupas coloridas e esvoaçantes, com liberdade total de movimentos e ao som de trombones e cornetas. Com passos sensuais e acrobáticos, as dançarinas faziam a cidade de Paris perder a cabeça. Este espetáculo valoriza a virtuose e cria o inesperado, com homens no lugar das mulheres. Muita concentração, acrobacias e suspense, aliados ao bom humor da trupe, são os ingredientes utilizados no trapézio de voos e barra Fixa. A peça presta uma homenagem aos cabarets franceses da Belle Époque, do século XIX.   

 -16H15 – LONA FAMÍLIA ORFEI – Le Petit Poutpourri – Parque do Circo (São Paulo – Brasil) – 50 min. LIVRE

Este espetáculo apresenta números que incluem comédia física, gags cômicas e destrezas elevadas, criando uma atmosfera mágica e construindo junto com o público um original espetáculo circense. Trata-se de um show de variedades composto por diferentes artistas que se revezam entre o palco e a banda, construindo cenas que cativam a família inteira.

 - 17H – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Mix Dux – Circo Dux (Rio de Janeiro) – 50 min. – LIVRE

O espetáculo é composto por uma seleção dos números do repertório do Circo DUX, lapidados ao longo de diversas apresentações no Brasil e no exterior. Voltado para todo tipo de público, Mix Dux traz à cena uma coletânea de experiências, com números surpreendentes. Sempre envolvendo a destreza e a comicidade, o espetáculo apresenta força, ilusionismo, música e outras habilidades circenses. Os artistas também executam músicas clássicas até os funks contemporâneos em um piano de canecas.

 - 17H45 – LONA FAMIIA QUEIROLO – Magia – Turma do Biribinha –(Alagoas – Brasil) – 06 min. LIVRE

No picadeiro, Biribinha usa seus velhos truques de mágica para dirigir um filme, sem elenco e sem dinheiro. Ao longo do caminho Biribinha descobre que é dentro de si, mais precisamente em seu coração, que está à verdadeira fonte da transformação; descobre que o amor, o riso, a fé e as brincadeiras podem levá-lo a uma jornada cheia de surpresas. Partilhando divertidos momentos com o público, este torna-se o elenco, ajudando o palhaço a vencer este grande desafio.

 - 18H15 – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Revive – Laís Camila –(São Paulo – Brasil) – 06 min. LIVRE

A artista, que já integrou o elenco do Cirque du Soleil, apresentará um bem executado número de Lira, com muito impacto, contorção e força.

 – 19H – LONA FAMILIA SEYSSEL - Piccolo Circo - Teatro de Variedades - Piccolo Circo - Teatro de Variedades (São Paulo – Brasil) – 60 min. LIVRE

O Piccolo Circo Teatro de Variedades apresenta um espetáculo ingênuo e poético inspirado no formato clássico de variedades do início do século XX. Uma pequena companhia circense, tipicamente brasileira, se reveza na apresentação dos números e na interpretação das músicas. Personagens característicos trazem ao público informações sobre a história do circo, da cultura e dos costumes da época, através de seus relatos.

 - 19H – PALCO DONA CAROLA GARCIA – Circo de Doisdo – Cia Pé de Cana (Limeira – Brasil) – 60 min. – LIVRE

O espetáculo conta a história de Capivara e Fiofó, dois palhaços atrapalhados, donos de um pequeno circo, onde fazem de tudo. Por falta de pagamento, eles são abandonados pelos outros artistas, e decidem resolver sozinhos essa grande empreitada, realizando o espetáculo. Entre acrobacias, malabarismos e muita palhaçada, a confusão está formada e a diversão é garantida.

 – 19H45 – LONA FAMILIA QUEIROLO - Molavin – Cia Tato Villanueva (Argentina) – 45 min. LIVRE

Se pode esquecer a verdade repetindo uma mentira, uma nuvem de fumo grosso e intangível. Esta Opéra Bufa conta a vida e as visões de Molavin, um vendedor de fumaça que,

cansado de mentir, procura recuperar sua dignidade. Ainda que tenha que morrer por

isso.

 – 20H15 – LONA FAMILIA ORFEI – Cabaré Contemporâneo – Direção de Lincoln Rollim

 

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

Presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou a decisão pelo Twitter (Foto: Divulgação)

Mundo

O presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou há pouco a indicação do embaixador Ernesto Fraga Araújo para o cargo de ministro das Relações Exteriores de seu governo. Diplomata há 29 anos, Araújo é diretor do Departamento de Estados Unidos, Canadá e Assuntos Interamericanos do Itamaraty. Bolsonaro anunciou a indicação por meio de sua conta no Twitter. “A política externa brasileira deve ser parte do momento de regeneração que o Brasil vive hoje”, escreveu o presidente eleito, classificando o diplomata como um “um brilhante intelectual.” Com o novo anúncio, sobe para oito os nomes confirmados para a equipe ministerial do governo eleito. Alguns escolhidos atuam diretamente no governo de transição. Nas declarações públicas, Bolsonaro avisou que pretende reduzir de 29 para de 15 a 17 o número de ministérios, extinguindo pastas e fundindo outras. A política externa brasileira deve ser parte do momento de regeneração que o Brasil vive hoje. Informo a todos a indicação do Embaixador Ernesto Araújo, diplomata há 29 anos e um brilhante intelectual, ao cargo de Ministro das Relações Exteriores. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 14 de novembro de 2018

"Atualmente, Cuba fica com a maior parte do salário dos médicos cubanos e restringe a liberdade desses profissionais e de seus familiares", disse o presidente eleito (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Saúde

O governo cubano informou nesta quarta-feira, 14, que está se retirando do programa social Mais Médicos do Brasil após declarações "ameaçadores e depreciativas" do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que anunciou mudanças "inaceitáveis" no projeto do governo. O convênio com o governo cubano é feito entre Brasil e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). "Diante desta realidade lamentável, o Ministério da Saúde Pública (Minasp) de Cuba tomou a decisão de não continuar participando do programa Mais Médicos e assim comunicou a diretora da Organização Panamericana da Saúde (OPS) e aos líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam esta iniciativa", anunciou a entidade em um comunicado. Cuba tomou a decisão de solicitar o retorno dos mais de 11 mil médicos cubanos que trabalham hoje no Brasil depois que Bolsonaro questionou a preparação dos especialistas e condicionou a permanência no programa "à revalidação do diploma", além de ter imposto "como via única a contratação individual". O programa Mais Médicos tem 18.240 vagas em 4.058 municípios, cobrindo 73% das cidades brasileiras. Quando são abertos chamamentos de médicos para o programa, a seleção segue uma ordem de preferência: médicos com registro no Brasil (formados em território nacional ou no exterior, com revalidação do diploma no País); médicos brasileiros formados no exterior; e médicos estrangeiros formados fora do Brasil. Após as primeiras chamadas, caso sobrem vagas, os médicos cubanos são convocados. "Não é aceitável que se questione a dignidade, o profissionalismo e o altruísmo dos colaboradores cubanos que, com o apoio de suas famílias, presta serviços atualmente em 67 países", declarou o governo. "As mudanças anunciadas impõem condições inaceitáveis e violam as garantias acordadas desde o início do programa, que foram ratificados em 2016 com a renegociação da cooperação entre a Organização Pan-Americana da Saúde e o Ministério da Saúde do Brasil e de Cooperação entre a Organização Pan-Americana da Saúde e o Ministério da Saúde Pública de Cuba. Essas condições inadmissíveis impossibilitam a manutenção da presença de profissionais cubanos no Programa", informou em nota o Ministério da Saúde. De acordo com o governo cubano, em cinco anos de trabalho no programa brasileiro, cerca de 20 mil médicos atenderam a 113.539 milhões de pacientes em mais de 3,6 mil municípios. "Mais de 700 municípios tiveram um médico pela primeira vez na história", disse o governo. Segundo o governo de Cuba, mais de 20 mil médicos cubanos passaram pelo Brasil e chegaram a compor 80% do contingente do Mais Médicos, criado no governo Dilma Rousseff. Cuba anunciou que manteria o programa depois do impeachment da ex-presidente petista, apesar de considerar o afastamento um "golpe de Estado". Bolsonaro critica Cuba O presidente eleito Jair Bolsonaro usou as redes sociais para criticar a decisão do governo cubano.  Condicionamos à continuidade do programa Mais Médicos a aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 14 de novembro de 2018 Além de explorar seus cidadãos ao não pagar integralmente os salários dos profissionais, a ditadura cubana demonstra grande irresponsabilidade ao desconsiderar os impactos negativos na vida e na saúde dos brasileiros e na integridade dos cubanos. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 14 de novembro de 2018 Atualmente, Cuba fica com a maior parte do salário dos médicos cubanos e restringe a liberdade desses profissionais e de seus familiares. Eles estão se retirando do Mais Médicos por não aceitarem rever esta situação absurda que viola direitos humanos. Lamentável! — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 14 de novembro de 2018

e temos na Bolívia um presidente índio, por que aqui o índio tem que ficar confinado numa reserva?", questionou Bolsonaro (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Nacional

O presidente eleito da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta quarta-feira, 14, que quer preservar o meio ambiente, mas "não dessa forma que está aí". Ele culpou políticas ambientais e indigenistas pelo atraso de algumas regiões do País e disse que "o índio quer ser o que nós somos". Bolsonaro citou como exemplo a situação de Roraima, que disse ter potencial para ser "o Estado mais rico do Brasil". "Se não tivesse problemas ambientais e indigenistas, tinha tudo para ser Estado mais rico do Brasil. Esse é um problema que temos que resolver. O índio quer ser o que nós somos, o índio quer o que nós queremos. Se temos na Bolívia um presidente índio, por que aqui o índio tem que ficar confinado numa reserva?", declarou Bolsonaro . Durante reunião com governadores, em Brasília, Bolsonaro contou que está na iminência de anunciar o nome do seu ministro do Meio Ambiente e afirmou que "não será o que dizem". Lembrou, ainda, que desistiu de fundir a pasta com a Agricultura por orientações do setor produtivo.

Doria é um dos governadores eleitos que já declararam apoio a Bolsonaro (Foto: Reprodução/Twitter)

Opinião

A solução dos problemas começa com um diálogo franco e aberto. Daí ser louvável a reunião agendada para hoje, em Brasília, entre o presidente eleito Jair Bolsonaro e os 27 novos governadores do País. Todos eles têm um grande desafio pela frente, mas, evidentemente, se trabalharem em parceria, e não boicotando o que pode ser bom para o Brasil, haverá grande chance de que os remédios necessários sejam encontrados e o trabalho seja bem feito. Os futuros chefes do Executivo estadual têm muito a contribuir com o presidente eleito. E, politicamente, também têm muito a ganhar, quando o projeto deste novo Brasil der certo. Percebe-se que, aos poucos, as nuvens negras de uma campanha desgastante vão se dissipando, a razão começa a prevalecer e, ao invés de torcer contra, é cada vez maior o número daqueles que preferem alimentar a esperança que a descrença. Aliás, uma célebre frase do escritor latino Públio Siro, diz que “quem perdeu a confiança não tem mais o que perder.” A hora não é para isso. Na verdade, o momento pede que se dê crédito aos novos condutores da Nação e que se guardem as pedras previamente preparadas para serem jogadas na vidraça. E muitos dos novos governadores estão dispostos a ajudar Bolsonaro, inclusive na aprovação da reforma da Previdência, essencial para o ajuste das contas públicas do País. Por sua vez, a maioria das Unidades da Federação também está com suas contas no vermelho, por gastarem mais do que arrecadam, e esperam suporte da União para manter a máquina funcionando. Relatório do Tesouro Nacional, por exemplo, apontou que 16 Estados mais o DF descumpriram a Lei de Responsabilidade Fiscal no ano passado, ao destinar mais de 60% da receita para o pagamento de salários e aposentadorias. Assim, sobra cada vez menos para serviços básicos, como segurança e educação. Os problemas são complexos, daí a necessidade do diálogo e da busca por novas perspectivas. E a reunião de hoje em Brasília, com Bolsonaro e os governadores, oferece exatamente esta oportunidade. Desde agora, a capacidade de cada um deles estará colocada à prova, mas já começam bem, buscando o apoio e o entendimento mútuo, ao invés da divisão pura e simples. No final, quem ganha mesmo com isso é o Brasil e os brasileiros. Ainda bem!
or
or

Articulistas

Colunistas

Sucesso do agronegócio é fundamental para a economia brasileira e a geração de empregos (Foto: Antonio Costa/Fotos Públicas)

Opinião

Doria é um dos governadores eleitos que já declararam apoio a Bolsonaro (Foto: Reprodução/Twitter)

Opinião

Tentaram boicotar até um programa que visa a ajudar crianças com deficiência física, o Teleton, apenas por que Sílvio Santos agradeceu e enalteceu o presidente eleito (Foto: Reprodução/SBT)

Opinião

O uso de bicicletas reduz problemas na Mobilidade e na Saúde, como a diminuição da poluição (Foto: Rovena Rosa/Ag Brasil/Fotos Públicas)

Opinião