Cidade

A Justiça Federal em São Paulo recebeu a denúncia contra dois ex-delegados do Departamento de Ordem Política e Social do Estado de São Paulo (Deops) por sequestro durante a ditadura militar. Alcides Singilo e Francisco Seta são acusados de prender de forma ilegal o metalúrgico Feliciano Eugenio Neto, em 1975. Neto morreu em setembro de 1976, após quase um ano sob custódia, devido às torturas que sofreu no cárcere. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a prisão do metalúrgico, que também era militante do Partido Comunista Brasileiro, aconteceu sem flagrante ou ordem judicial, em 2 de outubro de 1975, e só foi registrada pelos delegados no fim daquele mês. O metalúrgico morreu, no Hospital das Clínicas, vítima da repressão do regime, segundo investigação da Comissão Nacional da Verdade. De acordo com o MPF, como a morte de Neto aconteceu no contexto de ação sistemática contra os opositores da ditadura, está enquadrado como crime de lesa-humanidade. As penas  para os delegados seriam de até cinco anos de prisão e a perda das aposentadorias.

Deixe seu comentário

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

VEJA NOSSA EDIÇÃO DO DIA

Time comandado por Telê Santana é reverenciado por técnicos como Guardiola e Tite (Foto: Acervo/CBF)

Copa 2018

Há anos, Fut-Encontro promove gratuitamente interação entre público, jornalistas, atletas e ex-jogadores (Foto: Divulgação)

Copa 2018

Confronto traumático para brasileiros poderia ter ocorrido antes da final (Foto: Reprodução/Fifa.com)

Copa 2018

Até hoje os brasileiros se perguntam por que Zagallo escalou Ronaldo (Ronaldinho à época) na final (Foto: Célio Jr./AE)

Copa 2018
Ainda não possui um cadastro? Registre-se

ou

Articulistas

Colunistas

Governo tem discurso otimista, mas a realidade é dura para os brasileiros (Foto: Camila Domingues/ Palácio Piratini)

Opinião

Internautas precisam filtrar informações que recebem nas redes sociais (Foto: Marcos Santos/USP Imagens/Fotos Públicas)

Opinião

Freud, quando criança, ao lado de seu pai (Foto: Divulgação/freud-museum.at)

Opinião

Alteração no Núcleo Cabuçu coloca em risco o Parque da Cantareira (Foto: Reprodução/Google Maps)

Opinião