16
Sex, Nov

Evento com Chef Marcelo Malta será na Creche Biasi (Foto: Arquivo pessoal)

Cidade

No próximo sábado, 10, o coordenador do curso de Gastronomia da FAM, chef Marcelo Malta, juntamente com os alunos do curso, realizará um jantar beneficente no Centro de Promoção Social Cônego Luiz Biasi.

Com o tema “Noite Árabe”, o evento terá pratos preparados pelos alunos do curso de gastronomia com supervisão de Malta.
“Os alunos são responsáveis por todo o serviço, preparam os pratos, realizam o atendimento do salão, do bar e da recepção. É uma grande festa e que tem um intuito muito bonito, que é ajudar ao próximo”, conta Malta, que completa “os estudantes fazem o trabalho voluntário e que conta como atividade extraclasse de práticas profissionais. Além do aprendizado, o jantar desperta a responsabilidade social que é parte integrante da educação dos jovens”, finaliza.

São vendidos 200 convites para o evento. A renda é revertida toda para a Biasi, uma entidade sem fins lucrativos que realiza um trabalho social com crianças e famílias de baixa renda.


SERVIÇO

“Noite Árabe” no Centro de Promoção Social Cônego Luiz Biasi
Local: Rua Maquinista Trigo, 117 – Vila Isolina Mazzei – São Paulo
Data: 10 de novembro de 2018
Horário: 20h30
Convite: R$120

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS

Aluno pode estudar em qualquer horário nos cursos EAD (Foto: Divulgação)

Nacional

Educação Física, Gastronomia e até Biomedicina. Se antigamente a oferta de cursos de Ensino a Distância (EAD) se restringia a graduações tradicionais, como Administração, hoje já há uma gama muito maior de possibilidades que o aluno pode estudar pela internet, seja pelo computador, tablet ou smartphone.

De acordo com o Censo EAD.BR, publicado no início deste ano pela Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), a oferta de cursos nessa modalidade cresceu 51% nas instituições privadas brasileiras, de 2011 a 2015.

Estudante de Educação Física na Anhanguera, Márcio Toni disse que não teve medo de entrar na modalidade EAD em um curso em que há grande demanda presencial. “Estou no 6º semestre e escolhi EAD pela falta de tempo”, afirmou. Jogador profissional de futebol do Guarulhos, Alysson Guilherme Moá Cordeiro também está gostando desta graduação, na Uninter. “Algumas matérias, como atletismo, lutas e ginástica, a gente faz presencial, mas a parte teórica é on-line”, comentou.

Segundo o professor de Gastronomia Rodrigo Stolf, da Universidade Paulista (Unip), a alta nas graduações EAD é muito benéfica ao País. “Há a possibilidade de que pessoas de diversos locais do Brasil, onde esses cursos não são oferecidos, possam ter acesso a esse conteúdo”, disse. No caso desta formação, existe um trabalho bimestral de avaliação, onde o aluno desenvolve uma atividade prática de acordo com as disciplinas ofertadas.

Mesma matriz e mesmo diploma

A coordenadora de Biomedicina EAD da Universidade UNG, Isabelle Moura Fittipaldi de Souza Dantas Cavalcanti, explicou que o curso possui a mesma matriz curricular do curso presencial. “Ou seja, o aluno cursa todas as disciplinas que os estudantes do presencial, não tendo diferença na qualidade de sua formação”, disse. Algumas aulas também têm que ser práticas e ocorrem no polo escolhido pelo aluno. “A principal vantagem é a flexibilidade de horário. Basta ter vontade de aprender”, afirmou a docente.

A professora Elizabete Brihy, diretora de EAD da Unip, concordou. “Toda parte teórica dos cursos pode ser oferecida a distância. É o mesmo diploma e os resultados são muito positivos, comprovando a qualidade da modalidade”, falou.

MEC amplia oferta de graduações

No ano passado, o Ministério da Educação (MEC) publicou portaria para ampliar ainda mais o leque de cursos EAD: a partir de junho, a norma possibilitou o credenciamento de instituições de ensino superior para EAD sem necessidade de a mesma ter cursos presenciais.

Mais de 170 expositores estiveram no Anhembi (Foto: Divulgação)

Economia

A ExpoPizzaria Atacadão, principal e maior feira especializada no mercado de pizzas da América Latina, foi realizada no Palácio de Exposições do Anhembi nos dias 10 e 11 de julho.

Patrocinado pelo Atacadão, o evento reuniu 170 expositores em mais de 4.000 m² e celebrou o Dia da Pizza, comemorado na última terça-feira.

A programação incluiu palestras e workshops sobre sustentabilidade, negócios e tendências do setor. Além disto, colaboradores do Atacadão comentaram sobre segurança alimentar no mercado de pizzas.

Em meio à Copa do Mundo, a programação da ExpoPizzaria Atacadão também abordou a competição. Dentre os destaques da feira, houve a preparação da tradicional grande pizza, de 40m de comprimento.

Neste ano, o tema da pizza gigante foi “Pizzas do Mundo”, com as receitas típicas dos países participantes do maior campeonato de futebol do mundo. O evento promoveu ainda a Expo Pizza Design, mostra de pizzas características da Europa, América do Sul e de vários estados do Brasil, além da PaniPizza, espaço dedicado a pães personalizados que podem ser vendidos como coadjuvantes em pizzarias, mas que reforçam o orçamento.

A feira foi marcada pelo lançamento da segunda edição do livro Pizzas do Mundo II, patrocinado pelo Atacadão e com prefácio assinado por Roberto Müssnich, CEO da rede.

De autoria de Patricia Galasini em parceria com o chef pizzaiolo Patrick Catapano, a publicação reúne 32 receitas de pizzas dos países participantes do mundial. Dentre elas, destaca-se a receita da famosa pizza brasileira de frango e requeijão.

“A Expopizzaria Atacadão contribuiu ativamente para o desenvolvimento do segmento por completo. O evento permitiu que o comerciante e o novo empresário conhecessem de perto os diferenciais e vantagens do setor”, destacou Roberto.

“Pelo terceiro ano consecutivo, o Atacadão foi o patrocinador oficial da feira. Entendemos o nosso papel como parceiro do comerciante e, por isso, acreditamos que eventos como este são fundamentais para fomentar o empreendedorismo do setor de forma qualificada”, finalizou o executivo.

Oficinas serão em outubro, em 39 unidades , com mais de 300 atividades (Foto: Divulgação)

Cidade

O Experimenta! Comida, Saúde e Cultura chega à segunda edição para se aprofundar ainda mais no universo da alimentação e suas conexões com a cultura, saúde, sustentabilidade e desenvolvimento socioeconômico. Realizada simultaneamente nas 39 unidades do Sesc em todo o estado de São Paulo entre 3 e 28 de outubro, a iniciativa promoverá mais de 300 atividades.

 Para Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc São Paulo, “O direito humano à alimentação adequada vincula-se ao respeito pela identidade cultural, tecida na ritualidade dos sabores e fazeres criados dia a dia por uma dada comunidade, por uma região ou por grupo de pessoas.” Miranda complementa: “Alinhado aos princípios da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em celebração ao Dia Mundial da Alimentação, o Sesc busca expandir as ações voltadas à prevenção e ao controle dos problemas alimentares e nutricionais, à ampliação da autonomia em torno das escolhas presentes no ato de comer e ao estímulo das práticas culinárias regionais, na perspectiva da promoção integral da saúde.”

 Nos dois primeiros dias do evento (3 e 4 de outubro), o Sesc 24 de maio será palco do seminário internacional “Conexão Comida: Saberes e Práticas na Alimentação”, que contará com conferências e mesas de debates sobre assuntos como alimentação saudável e aspectos culturais do ato de comer. Entre os participantes, o sociólogo francês Jean-Pierre Poulain e a chef Rita Lobo. Paralelamente ao seminário ocorrerá (entre 12h e 19h, no 3º andar da unidade) uma feira de alimentos orgânicos e agroecológico e o lançamento do jogo de tabuleiro “Tá na Mesa”, desenvolvido pelo Sesc São Paulo a partir do conteúdo da segunda edição do Guia Alimentar para a População Brasileira, uma publicação do Ministério da Saúde.

 Durante esses 25 dias de atrações simultâneas é possível destacar outras atividades, como, por exemplo, “Comer é Panc”, no Sesc Pompeia, que inclui três palestras com convidados internacionais sobre espécies de Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC). Outros destaques da capital são: a oficina “Cozinha de Família”, no Sesc Carmo, onde o chef Thiago Castanho demonstra, em sua culinária, as relações entre o ato de comer e a memória, a família e a terra; No Sesc Santana, o especialista em panificação Luiz Américo Camargo é curador do ciclo “Compartilhando o Pão” onde, entre outras atividades, ele mesmo ministra a oficina “Pão Caseiro Tipo Sírio: Divertido de Fazer e Saboroso”; O geógrafo Arpad Spalding Reiter também participa da programação em duas unidades. No Sesc Campo Limpo, é mediador da mesa “Produção Agroecológica na Zona Sul de São Paulo”. Já no Sesc Santo Amaro, ele ministra a oficina “Horta em Pequenos Espaços” e a palestra “Alimentos Orgânicos, O que São e onde Encontrar? ”.

 Para ajudar o público a escolher qual atividade participar, toda a programação do Experimenta! é baseada em temas norteadores: “Comer é Cultura”, “A Saúde Está na Mesa”, “Aqui se Planta, Aqui se Come”, “Diversidade no Prato: Sabores da Natureza”, “Se Está na Época, Tem na Feira”, “Cozinhar é Preciso” e “Conexão Comida”. Abaixo, os destaques de cada um deles:

COMER É CULTURA

 Ciclo de Oficinas no Sesc Carmo
Cozinha de Origem.

A alimentação carrega significados e ritos de consumo além de funções imaginárias, simbólicas e sociais. Este projeto procura trazer ao público, em 8 atividades, o resgate dos saberes alimentares e as diversas possibilidades que marcam nossa culinária. Destaque para participação do chef Thiago Castanho e do autor Rusty Marcellini.

8 a 25/10.

Vivência no Sesc Itaquera
Cerimônia do Chá para Crianças
Com a jornalista e pesquisadora da cultura nipônica, Erika Kobayashi.
12 e 14/10. Sexta e domingo, 11h30 às 13h.

Oficina no Sesc Itaquera
Chás Tradicionais e Benefícios para o Bem Estar
Com a jornalista e pesquisadora da cultura japonesa Erika Kobayashi.
13/10. Sábado, 11h às 13h.

Demonstração no Sesc Santo André
Cultura Alimentar: A História do Barreado
Com a chef Mara Salles, do Restaurante Tordesilhas.
17/10. Quarta, 19h às 21h.

 Passeio no Sesc Bertioga

Arrasto de Praia
O “arrasto de praia” é um estilo de pesca que fomenta valores de partilha, divisão de tarefas e cooperação. Neste passeio, dois pesquisadores da área de pesca e conservação ambiental irão auxiliar os participantes na compreensão da atividade, onde o público poderá interagir no processo de forma prática.
8/10 a 29/10. Segunda, às 9h. Exceto dia 22/10

 A SAÚDE ESTÁ NA MESA

 

Palestra no Sesc Taubaté
A Importância de Fazer as Pazes com a Comida: Afeto e Tradições
Com a nutricionista Sophie Deram.
16/10. Terça, às 19h30.

 

Palestra no Sesc Jundiaí
O Peso das Dietas
Com a nutricionista Sophie Deram.
25/10. Quinta, 19h.

 

Encontro no Sesc Ipiranga
Beleza na Mesa
Com Paola Altheia, nutricionista, blogueira e ativista do “Não Sou Exposição”, Alexandra Gurgel, jornalista e youtuber do canal “Alexandrismos”, e Mirian Bottan, jornalista que advoga pela aceitação do próprio corpo. Com músicas da cantora Anná.
25/10. Quinta, 19h30 às 21h.

 

Palestra no Sesc Piracicaba

Ah, se os Rótulos Fossem Fáceis de Entender
Com a jornalista e mestre em nutrição Francine Lima.
10/10. Quarta, às 14h30

 

Oficina no Sesc Belenzinho
Comida Saudável para todos
Com Juliana Gomes.
25 e 26/10. Quinta, 14h às 17h. Sexta, 10h às 13h.

 

Palestra no Sesc Santo André

O que Vai na Lancheira
Com a nutricionista Gabriela Kapim.
6/10. Sábado, 11h30 às 13h30.

DIVERSIDADE NO PRATO: SABORES DA NATUREZA

 

Ciclo de Oficinas no Sesc Pompeia

Comer É Panc

São 6 atividades, com destaque para os participantes internacionais: Miles Irving, Diego Prado e Douglas McMaster.

10 a 25/10.

 

Ciclo de Oficinas no Sesc Bauru

É de Comer...

São 6 atividades, com destaque para a participação de Valdely Kinupp e Neide Rigo.

9 a 27/10.

 

Oficina no Sesc Pinheiros
Oficina do Sabor - Licuri: A Pérola Do Sertão
Com Reveca Tapie, mestra em Turismo e Desenvolvimento Territorial pela Universidade de Toulouse e depoimentos das quebradeiras de licuri, participantes do projeto Fortaleza Licuri do Slow Food Brasil e demonstração do processo da quebra do alimento e das cantigas de roda, além de degustação.
25/10. Quinta, 19h às 21h.

Oficina no Sesc Pinheiros

Mão na Massa: Comida com Gosto de Licuri
A oficina terá receita trazida pelas quebradeiras de licuri e por Reveca Tapie, do Slow Food Nordeste.
26/10. Sexta, 19h às 21h.

 

Encontro no Sesc Parque Dom Pedro II
Muito além dos Cereais
Visita guiada à zona cerealista, com o objetivo de valorizar as práticas de consumo tradicional.
26/10. Sexta, 10h às 13h.

AQUI SE PLANTA AQUI SE COME

 

Bate-papo no Sesc Campo Limpo
PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA NA ZONA SUL DE SÃO PAULO
Com Thiago Vinícius, da Agência Solano Trindade, e Rose, presidente da Cooperapas. Mediação: Arpad Stalding.
19/10. Sexta, 19h30 às 21h30.

 

Debate no Sesc São José dos Campos
Agricultura Urbana e Segurança Alimentar
Com Alexandre Marques, Camille Nolasco e Julhiana Costal.
24/10. Quarta, às 19h30.

Palestra no Sesc Santo Amaro
Alimentos Orgânicos, o que São e onde Encontrar?
Com o geógrafo Arpad Spalding Reiter.
24/10. Quarta, 12h às 13h.

Passeio no Sesc Ribeirão Preto
Sítio A Boa Terra – Itobi (SP)
13/10. Sábado, às 7h.

Curso no Sesc Santos
Horta em Pequenos Espaços
Com a equipe do Projeto Flor e Ser.
9/10 a 11/10. Terça a quinta, às 13h.

Oficina no Sesc Carmo
Jardim Comestível

Com Dercílio Pupin.

10/10. Quarta, 10h às 12h.

 

Bate-papo no Sesc Registro

Produção Agroecológica e Economia Solidária
Com agricultores da região.

6/10. Sábado, às 14h.

  • SE ESTÁ NA ÉPOCA, TEM NA FEIRA

 

Sesc Consolação
Comer bem, Viver bem

Além de uma feira de alimentos orgânicos e agroecológicos oferecidos pelos próprios agricultores, o ciclo terá também oficinas e degustações de receitas saudáveis para mostrar como incorporar esses alimentos no cotidiano.

9 a 24/10. Terças e quartas, 12h às 16h.

 

Sesc Bom Retiro

Reconexão com Saberes Alimentares                 

Um dia de atividades que promovem novas relações com o alimento, para a reconexão com tradições fundamentais na história da alimentação. Destaque para a participação da chef Neka Menna Barreto.

6/10. Sábado, 11h às 19h.

COZINHAR É PRECISO

 

Palestra no Sesc Vila Mariana

Cozinhar Vai Mudar a sua Vida

Com Rita Lobo.

20/10. Sábado, 11h às 12h.

 

Ciclo de atividades no Sesc Santana e Sesc Jundiaí

Compartilhando o Pão
Curadoria: Luiz Américo Camargo.

 

Ciclo de atividades no Sesc Sorocaba

Cozinhar É Preciso!

Destaque para o bate-papo com os chefs Mara Salles e Paulo Machado.

10 a 26/10.

 

Ciclo de atividades no Sesc Pinheiros

Experimenta Fazer em Casa

As atividades desenvolvidas neste projeto promovem o compartilhamento de habilidades e técnicas culinárias, visando a valorização da comida feita em casa. São 3 atividades:

 

Fermentados com Kefir de Leite
Com Leonardo Andrade, da Cia dos Fermentados.
9/10. Terça, 19h30 às 21h30.

Fermentados com Kefir de Água
Com Leonardo Andrade, da Cia dos Fermentados.
11/10, quinta, das 19h30 às 21h30.

Massas Artesanais
Com Ana Soares, chef do Mesa III Pastifício, Rotisseria e Café, em São Paulo.
16 e 18/10. Terça e quinta, 19h às 21h30.

Oficina no Sesc São Caetano
Taioba Gastronomia
Com o chef Eudes Assis, do Taioba Gastronomia.
18/10. Quinta, 20h às 21h30.

CONEXÃO COMIDA

 

Seminário Internacional no Sesc 24 de Maio

Conexão Comida - Saberes e Práticas na Alimentação

3 e 4/10

 

Curso no Centro de Pesquisa e Formação
Riscos, Incertezas e Gestão de Crises Alimentares
Com o sociólogo francês Jean-Pierre Poulain.
5/10. Sexta, 10h às 18h30.

Ciclo de Debates no Sesc Campinas
Pratos de Saberes

Neste ciclo de debates, o tema central é alimentação, consumo, e o que afeta nossas escolhas alimentares. Com mediação do economista Valter Palmieri Júnior e degustação oferecida pelo chef e jornalista Manuel Alves Filho. Destaque para as participações de Sophie Deram, Ligia Amparo, Rosa Wanda e Elaine Azevedo.

24 a 26/10.

 

 

Ciclo de Atividades para Crianças no Sesc Interlagos

Experimenta Maluquinho!

Incursão ao universo infantil com a grande exposição “A a Zi”, sobre a vida e a obra de Ziraldo Alves Pinto, um dos maiores artistas do Brasil. Destaque para a participação da nutricionista Gabriela Kapim.

20 a 28/10.

 

SEMINÁRIO INTERNACIONAL

 

Conexão Comida - Saberes e Práticas na Alimentação | Sesc 24 de Maio

 

  • 3/10 (quarta)

 

10h: conferência sobre o tema “Comida, Saúde e Cultura” - Comer é um ato de compartilhar, um ato social, um ato de significado que se encaixa em estruturas culturais. Integrada por múltiplos saberes, a cultura alimentar de um povo determina-se pelos valores, hábitos e crenças variados, edificados de geração em geração. As práticas alimentares caracterizam-se como um campo relevante de experimentações para entender as mutações sociais. Nesta conferência, o professor de Sociologia e de Antropologia na Universidade de Toulouse (França), Jean-Pierre Poulain, trafegará no campo da sociologia da alimentação, destacando como a modernização – e o avanço do conhecimento científico associado à saúde e à nutrição – promove movimentos que retrabalham, reorganizam, reformatam o espaço social da comida. Mediação do jornalista e presidente-executivo da Associação Brasileira das Agências de Comunicação (Abracom), Carlos Henrique Carvalho.

 

14h: mesa sobre o tema “A Alimentação no Brasil numa Perspectiva Histórica, Cultural e de Saúde” - As práticas alimentares determinadas ao longo do tempo por uma sociedade são carregadas de saberes ancestrais e trazem combinações ideais de sabores e nutrientes, que se constituem como símbolos de identidade e de pertencimento. Nesta mesa, será abordada a história da culinária no Brasil, que, em decorrência das mudanças no estilo de vida das pessoas, passando por várias transformações ao longo do tempo, trazendo novos modelos alimentares. Qual a dimensão da comida no cotidiano dos brasileiros? Para responder a essa e outras perguntas, a mesa contará com a professora de Antropologia na Escola Superior de Propaganda e Marketing (MBA em Estratégias e Ciências do Consumo), Paula Pinto e Silva, a professora associada do curso de Nutrição e Metabolismo da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo (FMRP-USP), Rosa Wanda Diez-Garcia. Mediação de Juliana Dias, jornalista e coordenadora do curso de Jornalismo Gastronômico das Faculdades Integradas Hélio Alonso.

 

16h30: mesa sobre o tema “Escolhas Alimentares, Como São Feitas Hoje?” - As escolhas alimentares são construídas a partir de diversos fatores, como valor nutricional, sabor, condições de acesso, cultura local, mensagens midiáticas, memória afetiva, modismos etc. Entendendo que as motivações para alguém escolher o que come são múltiplas e complexas, como essas preferências são construídas? Quais os aspectos que influenciam nas decisões? De que forma as inclinações alimentares são determinadas por aspectos fisiológicos, sociais, emocionais e culturais? Participação, como palestrantes, da nutricionista e coordenadora do Grupo Especializado em Nutrição, Transtornos Alimentares e Obesidade (GENTA), Marle Alvarenga, da chef e criadora do site Panelinha, Rita Lobo, e do profesor de Economia e Relações Internacionais na Fundação Getúlio Vargas (FGV) e na Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação (ESAMC), Valter Palmieri Jr. Mediação da jornalista e crítica de gastronomia da Folha de S.Paulo, Luiza Fecarotta.

Jornalista e crítica de gastronomia do jornal.

 

  • 4/10 (quinta)

 

10h: painel “Saberes e Práticas: Iniciativas Inspiradoras para a Alimentação Adequada e Saudável” - Apresentação de ações inspiradoras que promovem, protegem e apoiam os saberes e práticas convergentes com a alimentação adequada e saudável. As iniciativas expostas abordam aspectos associados à educação alimentar e nutricional, à produção de itens orgânicos e de base agroecológica, à biodiversidade, à preservação das tradições culinárias e ao consumo com consciência e responsabilidade. Contará com os palestrantes Juliana Casemiro (nutricionista e professora-adjunta no Instituto de Nutrição da Universidade do Estado do Rio de Janeiro /INU/UERJ), Jerônimo Villas-Bôas (ecólogo, especialista em cadeia de produtos da sociobiodiversidade e secretário-geral da Associação Slow Food do Brasil), Paula Johns (diretora-geral da ACT Promoção da Saúde e membro do Comitê Gestor da Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável) e Venceslau Donizete de Souza (presidente da Cooperativa da Agricultura Familiar e Agroecológica /Cooperacra), de Americana/SP). Mediação da jornalista e crítica de gastronomia da Folha de S.Paulo, Luiza Fecarotta.

 

14h: conferência “Alimentação em Favor da Comida, do Comer e da Vida” - Uma abordagem sobre as alterações no padrão alimentar da população e as implicações para a comida, o comer e a saúde da população e do planeta. Análise de resultados, desafios e perspectivas relacionados às políticas públicas dos países das Américas para promover, apoiar e proteger uma alimentação que contribua para a prevenção e controle do excesso de peso e outras expressões da má nutrição e, sobretudo, seja coerente com a comida, o comer e a vida, e com o direito à alimentação adequada e saudável. Contará, como palestrante, com Fábio Gomes (nutricionista e assessor Regional de Nutrição e Atividade Física para as Américas da Organização Pan-Americana da Saúde / Organização Mundial de Saúde). Mediação do jornalista e presidente-executivo da Associação Brasileira das Agências de Comunicação (Abracom), Carlos Henrique Carvalho.

 

16h30: mesa sobre o tema “Promoção de Sistemas Alimentares Saudáveis no Brasil e na América Latina” - Propõe uma discussão sobre os ambientes alimentares, as conquistas e as dificuldades existentes para a promoção de um sistema que respeite práticas alimentares sustentáveis, na perspectiva cultural, ambiental econômica e social. Como palestrantes, Elisabetta Recine (nutricionista e presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional) e Juan Carlos Morales González (médico e diretor executivo da FIAN Colômbia, pertencente à FIAN International). Mediação da jornalista e coordenadora do curso de Jornalismo Gastronômico das Faculdades Integradas Hélio Alonso, Juliana Dias.

Estacionamento aberto do Santa Cruz recebe ação que contempla toda a família (Foto: Reprodução/Instagram)

Cidade

Experiências gastronômicas, filmes para toda a família e música boa, em um ambiente ao ar livre no alto da Vila Mariana. Tudo isto pode ser encontrado no Santa Cruz Open Air, festival inédito promovido pela primeira vez no Shopping Metrô Santa Cruz, entre os dias 8 e 10 de junho, das 12h às 22h, com sessões de cinema às 19h.

 O evento acontecerá no estacionamento aberto do shopping e receberá diversas marcas renomadas de gastronomia, como Pobre Juan, Frangó, Pecorino, Bullguer e muito mais. O público poderá provar diferentes pratos e sabores durante a experiência com o menu degustação, que terá porções a preços atrativos, que vão de R$4,00 a R$24,00.

O Festival também contará com drinks, no espaço Beefeater, com três opções de bebidas feitas com o Gin da famosa marca inglesa. Para quem optar por outras bebidas, um bar estará disponível para servir vinhos, cervejas artesanais, chopp, refrigerantes, sucos e água com preços atrativos.

As crianças terão diversão exclusiva no Espaço Kids, onde serão realizadas oficinas de bolas de vinil. O espaço terá capacidade para até 20 crianças por oficina, com duração de 40 minutos e será gratuita.

 No início de cada noite, às 19h, o Santa Cruz Open Air se torna ainda mais mágico com as projeções dos filmes A Proposta, na sexta-feira (08/06), A Bela e a Fera, no sábado (09/06), e Frozen, no domingo (10/06). Os longas-metragens, sucessos de bilheteria, foram escolhidos para encantar e divertir toda a família.

Para maior conforto do público, o shopping venderá ingressos antecipados para a experiência cinematográfica. Cada ticket sai por R$ 32 e garante assento demarcado, pipoca e uma manta para as pessoas se aquecerem durante o filme. A peça ficará de recordação do evento para o público.

 Durante todo o dia, o festival será regado a muito MPB e Jazz, contando com apresentações da cantora Helena Sá para que os visitantes possam viver uma experiência completa de lazer em família.

 “Todo o nosso trabalho é direcionado a criar boas memórias para os nossos clientes. Mais do que viver uma boa experiência de compra, queremos que nossos visitantes lembrem de momentos que viveram aqui ao lado da família e dos melhores amigos”, afirma Paulo Torres, superintendente do Shopping Metrô Santa Cruz.

 

Serviço:

Santa Cruz Open Air

Data: 8, 9 e 10 de junho

Horário: Das 12h às 22h

Folhado de bacalhau: Acompanhado de alho poró, o prato nunca decepciona em banquete especial (Foto: Wellington Nemeth)

Cidade

Durante a Páscoa, a Petit Comité Rotisserie & Deli, localizada em Moema, oferece um cardápio especial, composto por entradas, pratos principais, acompanhamentos e sobremesas. Todos são vendidos por quilo e os clientes ficam à vontade para montar suas próprias combinações. Nas entradas figuram a delicada terrine colorida de legumes, que vem acompanhada de chantilly de roquefort (R$ 89/quilo) e o cuscuz de bacalhau com grão de bico e legumes ao curry (R$ 98/quilo), uma das novas receitas desenvolvidas pela chef Rita Atrib, responsável pela alimentação de boa parte dos popstars internacionais que passam pela Capital, de Justin Bieber a Steven Tyler, da banda Aerosmith.

Uma das clássicas sugestões entre os pratos salgados é a torta Pascoalina, sucesso todos os anos: uma torta típica italiana, da região da Liguria, com massa semifolhada e que leva no recheio espinafre, ricota e ovos em sua receita. Custa R$ 80 o quilo. Entre as novidades estão a moqueca de bacalhau (R$ 152/quilo), o gâteau de bacalhau acompanhado de salsa de camarõezinhos (R$ 98/quilo) e a quiche em duo de salmões e alho poró (R$ 90/quilo). Já o folhado de fricassé de bacalhau com alho poró (R$ 152/kg) nunca decepciona. As encomendas podem ser feitas até segunda-feira, 26, ou final do estoque. 

Chef é conhecida por servir famosos

Se uma celebridade internacional tem show marcado em São Paulo, é quase certo que vai apreciar um  dos pratos preparados por Rita Atrib. Ela já serviu os integrantes das bandas Aerosmith, Guns N’Roses e Rolling Stones, além dos astros Elton John, Ozzy Osbourne e David Bowie. Os banquetes incluem entrada, almoço e jantar, a um custo de até R$ 100 mil.

Assados e sobremesas são destaque

Para quem prefere os assados, destaque para o lombo suíno recheado com migas de broa e pancetta (R$ 98/quilo) e o rosbife rústico de mignon, que pode ser servido frio ou quente, e vem acompanhado de um aveludado molho béarnaise (R$ 152/quilo).

Bolo de Trufas Petit Comite foto Wellington Nemeth 1

(Foto:Wellington Nemeth)

 

E como Páscoa é sinônima de chocolate, a chef preparou uma seleção de deliciosas sobremesas com ingredientes como mini cake ninho de trufas (R$ 98/quilo), mini cake ninho de ovos (R$ 98/quilo) e um de seus carros-chefes, o imponente rocambole de chocolate recheado de brigadeiro nevado de damascos e avelãs, coberto com ganache e acompanhado de calda de damascos (R$ 89/kg). Os pratos da chefe Rita Atrib podem ser entregues para pedidos acima de R$ 350 (taxa de entrega sob consulta) ou retirados na rotisserie.

Serviço

A Petit Comité Rotisserie & Deli fica na Rua Gaivota, 763, em Moema. Mais informações pelo Tel. 2359­0771 ou no site www.buffetpetitcomite.com

VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL

"Será que devemos destinar aos mais pobres profissionais, entre aspas, sem qualquer garantia de que eles sejam realmente razoáveis, no mínimo?", questionou Bolsonaro (Foto: Valter Campanato/Ag. Brasil)

Nacional

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), encerrou intempestivamente uma entrevista coletiva no 1º Distrito Naval, no Rio. O militar da reserva estava sendo perguntado sobre a continuidade dos atendimentos de saúde no Programa Mais Médicos, já que cerca de 8,3 mil profissionais podem deixar o País com decisão de Cuba de interromper a parceria. Bolsonaro respondeu apenas uma pergunta após ser questionado sobre o Mais Médicos - não comentou, por exemplo, a indicação do economista Roberto Campos Neto para a presidência do Banco Central (BC). O presidente eleito voltou a criticar os termos do acordo com Cuba no Mais Médicos, que prevê o repasse direto ao governo caribenho de 70% dos salários dos profissionais de saúde. Repetiu que a situação dos profissionais de saúde cubanos é "praticamente de escravidão" e questionou a qualidade dos serviços prestados. "Nunca vi uma autoridade no Brasil dizer que foi atendido por um médico cubano. Será que devemos destinar aos mais pobres profissionais, entre aspas, sem qualquer garantia de que eles sejam realmente razoáveis, no mínimo? Isso é injusto, é desumano", disse Bolsonaro. O presidente eleito defendeu o exame presencial de validação do diploma dos médicos incluídos no programa. "O que temos ouvido, em muitos relatos, são verdadeiras barbaridades. Não queremos isso para ninguém no Brasil, muito menos para os mais pobres. Queremos o salário integral (dos médicos cubanos) e o direito (deles) de trazer a família para cá. Isso é pedir muito? Isso está em nossas leis, que estão sendo desrespeitadas", resumiu Bolsonaro antes de encerrar a entrevista, que durou menos de cinco minutos. O futuro presidente do Brasil também prometeu asilo político para todos os médicos cubanos que pedirem. "Há quatro anos e pouco, quando foi discutida a Medida Provisória (que criou o Mais Médicos), o governo da senhora Dilma (Rousseff) disse, em alto e bom som, que qualquer cubano que, por ventura, pedisse asilo, seria deportado. Se eu for presidente, o cubano que pedir asilo aqui, (que) se justifica pela ditadura da ilha, terá o asilo concedido da minha parte", afirmou.

Presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou a decisão pelo Twitter (Foto: Divulgação)

Mundo

O presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou há pouco a indicação do embaixador Ernesto Fraga Araújo para o cargo de ministro das Relações Exteriores de seu governo. Diplomata há 29 anos, Araújo é diretor do Departamento de Estados Unidos, Canadá e Assuntos Interamericanos do Itamaraty. Bolsonaro anunciou a indicação por meio de sua conta no Twitter. “A política externa brasileira deve ser parte do momento de regeneração que o Brasil vive hoje”, escreveu o presidente eleito, classificando o diplomata como um “um brilhante intelectual.” Com o novo anúncio, sobe para oito os nomes confirmados para a equipe ministerial do governo eleito. Alguns escolhidos atuam diretamente no governo de transição. Nas declarações públicas, Bolsonaro avisou que pretende reduzir de 29 para de 15 a 17 o número de ministérios, extinguindo pastas e fundindo outras. A política externa brasileira deve ser parte do momento de regeneração que o Brasil vive hoje. Informo a todos a indicação do Embaixador Ernesto Araújo, diplomata há 29 anos e um brilhante intelectual, ao cargo de Ministro das Relações Exteriores. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 14 de novembro de 2018

"Atualmente, Cuba fica com a maior parte do salário dos médicos cubanos e restringe a liberdade desses profissionais e de seus familiares", disse o presidente eleito (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Saúde

O governo cubano informou nesta quarta-feira, 14, que está se retirando do programa social Mais Médicos do Brasil após declarações "ameaçadores e depreciativas" do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que anunciou mudanças "inaceitáveis" no projeto do governo. O convênio com o governo cubano é feito entre Brasil e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). "Diante desta realidade lamentável, o Ministério da Saúde Pública (Minasp) de Cuba tomou a decisão de não continuar participando do programa Mais Médicos e assim comunicou a diretora da Organização Panamericana da Saúde (OPS) e aos líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam esta iniciativa", anunciou a entidade em um comunicado. Cuba tomou a decisão de solicitar o retorno dos mais de 11 mil médicos cubanos que trabalham hoje no Brasil depois que Bolsonaro questionou a preparação dos especialistas e condicionou a permanência no programa "à revalidação do diploma", além de ter imposto "como via única a contratação individual". O programa Mais Médicos tem 18.240 vagas em 4.058 municípios, cobrindo 73% das cidades brasileiras. Quando são abertos chamamentos de médicos para o programa, a seleção segue uma ordem de preferência: médicos com registro no Brasil (formados em território nacional ou no exterior, com revalidação do diploma no País); médicos brasileiros formados no exterior; e médicos estrangeiros formados fora do Brasil. Após as primeiras chamadas, caso sobrem vagas, os médicos cubanos são convocados. "Não é aceitável que se questione a dignidade, o profissionalismo e o altruísmo dos colaboradores cubanos que, com o apoio de suas famílias, presta serviços atualmente em 67 países", declarou o governo. "As mudanças anunciadas impõem condições inaceitáveis e violam as garantias acordadas desde o início do programa, que foram ratificados em 2016 com a renegociação da cooperação entre a Organização Pan-Americana da Saúde e o Ministério da Saúde do Brasil e de Cooperação entre a Organização Pan-Americana da Saúde e o Ministério da Saúde Pública de Cuba. Essas condições inadmissíveis impossibilitam a manutenção da presença de profissionais cubanos no Programa", informou em nota o Ministério da Saúde. De acordo com o governo cubano, em cinco anos de trabalho no programa brasileiro, cerca de 20 mil médicos atenderam a 113.539 milhões de pacientes em mais de 3,6 mil municípios. "Mais de 700 municípios tiveram um médico pela primeira vez na história", disse o governo. Segundo o governo de Cuba, mais de 20 mil médicos cubanos passaram pelo Brasil e chegaram a compor 80% do contingente do Mais Médicos, criado no governo Dilma Rousseff. Cuba anunciou que manteria o programa depois do impeachment da ex-presidente petista, apesar de considerar o afastamento um "golpe de Estado". Bolsonaro critica Cuba O presidente eleito Jair Bolsonaro usou as redes sociais para criticar a decisão do governo cubano.  Condicionamos à continuidade do programa Mais Médicos a aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 14 de novembro de 2018 Além de explorar seus cidadãos ao não pagar integralmente os salários dos profissionais, a ditadura cubana demonstra grande irresponsabilidade ao desconsiderar os impactos negativos na vida e na saúde dos brasileiros e na integridade dos cubanos. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 14 de novembro de 2018 Atualmente, Cuba fica com a maior parte do salário dos médicos cubanos e restringe a liberdade desses profissionais e de seus familiares. Eles estão se retirando do Mais Médicos por não aceitarem rever esta situação absurda que viola direitos humanos. Lamentável! — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 14 de novembro de 2018

e temos na Bolívia um presidente índio, por que aqui o índio tem que ficar confinado numa reserva?", questionou Bolsonaro (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Nacional

O presidente eleito da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta quarta-feira, 14, que quer preservar o meio ambiente, mas "não dessa forma que está aí". Ele culpou políticas ambientais e indigenistas pelo atraso de algumas regiões do País e disse que "o índio quer ser o que nós somos". Bolsonaro citou como exemplo a situação de Roraima, que disse ter potencial para ser "o Estado mais rico do Brasil". "Se não tivesse problemas ambientais e indigenistas, tinha tudo para ser Estado mais rico do Brasil. Esse é um problema que temos que resolver. O índio quer ser o que nós somos, o índio quer o que nós queremos. Se temos na Bolívia um presidente índio, por que aqui o índio tem que ficar confinado numa reserva?", declarou Bolsonaro . Durante reunião com governadores, em Brasília, Bolsonaro contou que está na iminência de anunciar o nome do seu ministro do Meio Ambiente e afirmou que "não será o que dizem". Lembrou, ainda, que desistiu de fundir a pasta com a Agricultura por orientações do setor produtivo.
or
or

Articulistas

Colunistas

Sucesso do agronegócio é fundamental para a economia brasileira e a geração de empregos (Foto: Antonio Costa/Fotos Públicas)

Opinião

Doria é um dos governadores eleitos que já declararam apoio a Bolsonaro (Foto: Reprodução/Twitter)

Opinião

Tentaram boicotar até um programa que visa a ajudar crianças com deficiência física, o Teleton, apenas por que Sílvio Santos agradeceu e enalteceu o presidente eleito (Foto: Reprodução/SBT)

Opinião

O uso de bicicletas reduz problemas na Mobilidade e na Saúde, como a diminuição da poluição (Foto: Rovena Rosa/Ag Brasil/Fotos Públicas)

Opinião