15.2 C
São Paulo
quinta-feira, julho 7, 2022

25% dos brasileiros adultos são hipertensos


25% dos brasileiros adultos são hipertensos

As doenças cardiovasculares, cujo principal fator desencadeante é a hipertensão, mata 84 pessoas por dia no Brasil (Foto: Arquivo Agência Brasil)


Saúde

Os números das doenças cardiovasculares no Brasil, como infarto e acidente vascular cerebral e que têm como principal fator de risco a hipertensão arterial são impressionantes. Foram 84 mortes por hora, 829 por dia e mais de 302 mil em todo o ano de 2017. De acordo com o Ministério da Saúde, a pressão alta afeta um em cada quatro brasileiros adultos.

No Dia Nacional de Combate à Hipertensão, lembrado nesta sexta-feira (26), o ministério alerta que o consumo excessivo de sódio, principal componente do sal, aumenta o risco de hipertensão e doenças do coração. Dois terços do consumo de sal pela população brasileira vêm do sal adicionado direto no prato. Os números mostram que o brasileiro consome mais que o dobro – quase 12 gramas – da quantidade recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Dados do ministério revelam ainda que, embora 90% dos homens e 70% das mulheres consumam mais sal do que o máximo recomendado, 85,1% dos brasileiros adultos consideram seu consumo de sal adequado.

Prevenção e diagnóstico

Para o combate à hipertensão, o ministério recomenda a adoção de um estilo de vida saudável desde a infância até a terceira idade e a realização dos exames de saúde rotineiros pelo menos uma vez no ano. A prática de exercícios físicos é outro hábito recomendado pela pasta.

 

Ao pegar produtos na prateleira do supermercado, consumidor deve verificar as informações contidas na etiqueta (Foto: Tânia Rêgo / ABR/Fotos Públicas)


Saúde

Aprenda a decifrar as informações expostas nas etiquetas dos alimentos

Se o leitor não tem costume de ler a etiqueta de informações nutricionais e a lista de ingredientes dos alimentos que consome, é melhor começar a mudar de hábito. Isto porque toda a embalagem de um alimento industrializado traz informações valiosas, como quantidade de vitaminas, açúcares, sódio (sal), gorduras, corantes, conservantes e outros componentes que mostram quão saudável (ou não) é o alimento em questão.

E estes dados são importantes não só para aqueles que procuram manter uma alimentação saudável, mas também para os que possuem determinados problemas de saúde e, necessariamente, devem seguir uma dieta personalizada para obter melhor qualidade de vida. “A nossa alimentação deve ter como base os produtos mais naturais possíveis. A dica é: desembale menos e descasque mais. Portanto, sempre que houver nos rótulos nomes muito estranhos e um excesso de ingredientes que não se reconhece, é sinal que o produto é altamente processado”, afirma Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da empresa Superbom.

A especialista explica que, na lista de ingredientes, os itens aparecem de acordo com a quantidade. Assim, o primeiro item é o que possui maior quantidade e o último, menor quantidade.  No entanto, em algumas situações, o mesmo ingrediente pode aparecer mais de uma vez, mas com nomes diferentes. É o caso do açúcar e do sódio, que possuem múltiplas designações e são vilões de diabéticos, hipertensos e portadores de doenças cardiovasculares. “O açúcar invertido, por exemplo, é um açúcar de fácil e rápida absorção, muito processado, que causa um pico de insulina muito maior no corpo. É um açúcar que está praticamente digerido”, afirma Cyntia.

Outro item que está presente em quase todos os alimentos industrializados (sejam salgados ou doces) é o glutamato monossódico, um tipo de sal derivado do ácido glutâmico que tem como função realçar o sabor dos alimentos. Por isso, essa substância aparece em grande quantidade em temperos prontos, congelados, enlatados, macarrão instantâneo e biscoitos. Alguns estudos ligam o consumo exagerado do glutamato a doenças cerebrais e degenerativas da retina. “Na natureza, o glutamato pode ser visto em alimentos como tomate, cogumelos, soja, carnes e queijos e está associado ao sabor que chamamos de umami. Existe muita controvérsia sobre ele, porque não há estudos que digam exatamente os malefícios deste item ao consumidor. No entanto, sabemos que o excesso com certeza vai trazer algum problema. Muita gente fala de enxaqueca e enjoo”, comenta Matheus Motta, nutricionista do Vigilantes do Peso.  

 Corantes e gorduras

Responsáveis por deixar os alimentos com uma aparência mais atraente aos olhos, os corantes não devem ser vistos como meros coadjuvantes. O corante carmim, por exemplo, é proveniente de um inseto chamado cochonilha e faz parte da lista de ingredientes de diversos iogurtes, geleias e sobremesas, nas quais tem a função de dar uma cor avermelhada/rosada quando acrescentado. Como é muito pequeno e costuma ser utilizado em grande escala, são necessários mais de 70 mil destes insetos para fazer cerca de 500 gramas de corante carmim, que, para algumas pessoas, pode causar reação alérgica.

Outro corante bastante assíduo na mesa do consumidor brasileiro é o caramelo IV – presente em refrigerantes tipo cola. “Já é sabido que consumir muito desse corante pode causar doenças como o câncer. E diferente do que ocorre em outros países, no Brasil não há limite para a adição do caramelo IV”, explica Motta, do Vigilantes do Peso, que também faz ressalva à gordura vegetal hidrogenada. Originalmente, este componente está presente na natureza na forma líquida, assim como os óleos e os azeites.

No entanto, cotidianamente, a gordura vegetal hidrogenada é vendida na forma sólida, após ser modificada pela indústria. Dessa maneira, além de garantir um prazo maior de validade, confere uma consistência mais cremosa às receitas que utilizam este ingrediente, que aparece com frequência em sorvetes, congelados e biscoitos recheados.

“O excesso do consumo desse produto pode desencadear doenças cardiovasculares, doença no fígado e obesidade”, alerta o nutricionista. Vale lembrar que gordura vegetal hidrogenada é uma espécie de gordura trans, outro tipo prejudicial ao organismo por elevar o colesterol ruim. No dia a dia, a gordura trans pode ser encontrada em sorvetes, salgadinhos, bolos, biscoitos e margarinas.

Os muitos nomes do açúcar

Glicose
Frutose
Lactose
Xarope de milho de alta frutose
Mel
Melado
Néctar de ágave
Xarope de arroz
Açúcar invertido
Suco de cana evaporado
Maltose
Maltodextrina
Galactose
Malte de cevada
Açúcar mascavo
Açúcar de coco
Açúcar de confeiteiro
Xarope de alfarroba
Dextrose
Etil maltol
Açúcar bruto orgânico
Açúcar de beterraba
Concentrado de suco de fruta
Frutose cristalina
Xarope de bordo
Açúcar dourado
Açúcar demerara

 

Ondas sonoras podem tranquilizar hipertensos (Foto: Reprodução/SMS/Fotos Públicas)


Saúde

Ouvir música auxilia tratamento contra pressão alta

Além de se programar para tomar corretamente os medicamentos anti-hipertensivos prescritos pelos cardiologistas nos horários indicados e adotar hábitos e estilos de vida saudáveis, os pacientes com hipertensão arterial podem incluir uma atividade prazerosa – e benéfica – na rotina do tratamento da doença: ouvir música logo após a medicação.

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp) constatou que a música intensifica os efeitos benéficos de anti-hipertensivos em um curto prazo de tempo após a medicação.

Os resultados do estudo, realizados no âmbito de um projeto apoiado pela Fapesp, foram publicados na revista Scientific Reports. Uma das constatações que fizeram é que principalmente a música erudita tem o efeito de diminuir a frequência cardíaca.

 

Versão genérica contém a mesma composição química da versão original e custa menos (Foto: Divulgação)


Saúde

Anvisa autoriza venda de novos genéricos para HIV

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deu aval para a comercialização de quatro novos medicamentos genéricos: um deles é o Entricitabina combinado com Fumarato de Tenofovir Desoproxila, produto usado para o tratamento de pessoas que contraíram o vírus HIV.

Outro produto genérico inédito com registro aprovado é o Perindopril Erbumina combinado com Indapamida, indicado para o tratamento da hipertensão arterial (pressão alta).

O Bilastina, indicado para o tratamento sintomático de rinoconjuntivite alérgica (intermitente ou persistente) e urticária, também foi aprovado. Há ainda autorização da venda do genérico Undecilato de Testosterona. Esse produto é usado em terapias de reposição de hormônio sexual em homens que apresentam hipogonadismo primário e secundário.

 

Fernando Mac Dowell tem 74 anos (Foto: Reprodução/YouTube)


Nacional

Vice-prefeito do Rio sofre enfarte e é internado em estado grave

O vice-prefeito do Rio de Janeiro, Fernando Mac Dowell, de 74 anos, está internado em estado grave após sofrer um enfarte no último domingo, 13. Mac Dowell foi submetido a uma angioplastia de emergência no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, na zona oeste.

Em nota, o prefeito Marcelo Crivella diz acompanhar a evolução do quadro de saúde de seu vice e “pede ao povo do Rio de Janeiro que se una a ele em orações”.

Até janeiro, Mac Dowell acumulava o cargo de vice-prefeito com o de secretario de transportes, quando foi substituído por Rubens Teixeira.

 

Fernando Mac Dowell ficou internado por uma semana (Foto: Fernando Frazão/Agênci Brasil/Fotos Públicas)


Nacional

Vice-prefeito do Rio, Fernando Mac Dowell morre aos 74

O vice-prefeito do Rio de Janeiro, Fernando Mac Dowell, de 74 anos, morreu na noite deste domingo, 20. Ele estava internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, na zona oeste da capital, desde o último dia 13 de abril, quando sofreu um enfarte. Ele foi submetido a uma angioplastia de emergência, mas não resistiu.

Até janeiro passado, Mac Dowell acumulava o cargo de vice-prefeito com o de secretário de transportes, quando foi substituído por Rubens Teixeira.

Em nota, o hospital informa que Mac Dowell faleceu devido a complicações decorrentes de um enfarte agudo do miocárdio. Na semana passada, o prefeito Marcelo Crivella disse que acompanhava a evolução do quadro de saúde de seu vice e pediu “ao povo do Rio de Janeiro que se una a ele em orações.”

 

Hospital reduziu mortes por infarto na Zona Leste (Foto: Reprodução/Facebook)


Cidade

Santa Marcelina realiza evento gratuito para celebrar programa que tratou 850 pacientes

  O Hospital Santa Marcelina, instituição filantrópica e privada, referência na prestação de serviços de saúde, na Zona Leste de São Paulo, realiza neste sábado (15/09), a partir das 9 horas, em sua própria instituição, a primeira edição do “Santa Marcelina Salvando Vidas”.

O objetivo do evento é celebrar os quatro anos da implementação do programa LATIN no hospital – programa de telemedicina que conecta unidades de saúde e ambulâncias a centros de tratamento distribuídos pela América Latina –, homenagear os mais de 850 pacientes que sofreram infarto e foram tratados pelo programa durante esse período e alertar a população sobre os primeiros sinais e como agir diante de um infarto.

Além da homenagem e de palestras explicativas sobre o infarto e o programa LATIN, o evento também oferecerá serviços gratuitos para o público presente no local, como: aferição de pressão; equipe de nutrição com cálculo de índice de massa corporal (IMC) e orientação de alimentação saudável; prática de técnica de ressuscitação cardiorrespiratória (RCP); e aulas de ginástica, alongamento e ginástica laboral. O “Santa Marcelina Salvando Vidas” conta com o apoio da Medtronic, líder mundial em tecnologia, soluções e serviços médicos.

 Programa LATIN no Santa Marcelina

O Hospital Santa Marcelina foi o primeiro centro de saúde brasileiro a implementar o Programa LATIN (Latin America Telemedicine Infarct Network), em junho de 2014. Desde então, a instituição tem conseguido resultados importantes: a taxa de óbitos por infarto caiu de 11,5% para 6,5% na região leste de São Paulo, houve uma redução de 40,8% na taxa de mortalidade por infarto agudo do miocárdio na região e um aumento de 48% de casos atendidos na unidade, em comparação com os anos anteriores ao programa.

 Muito destes êxitos se deve ao padrão de qualidade e rapidez dos serviços, pois a média de atendimento é de cerca de 58 minutos – sendo que o tempo médico estipulado para o atendimento ao infarto agudo do miocárdio é de 90 minutos, segundo a American Heart Associations (AHA).

 Segundo dados do DataSUS, 300 mil brasileiros sofrem infartos todos os anos, e em 30% dos casos o ataque cardíaco é fatal, sendo considerada a principal causa isolada de morte no país.

 Na Zona Leste de São Paulo, a taxa de mortalidade hospitalar por infarto agudo do miocárdio atinge cerce de 16% da população. “Com o LATIN, cerca de 98% dos pacientes que recebem alta hospitalar continuam vivos após o atendimento. É uma estatística muito boa, que pode ser comparada somente aos serviços de primeiro mundo”, explica Dr. Jamil Ribeiro Cade, coordenador médico do serviço de Cardiologia Intervencionista do Hospital Santa Marcelina.

 No programa LATIN, o Hospital Santa Marcelina é um dos centros de referência para o tratamento do infarto e está conectado a oito unidades de atendimento primário: Hospital Santa Marcelina – Itaquaquecetuba, Hospital Geral de Santa Marcelina – Itaim Paulista, Hospital Santa Marcelina – Cidade Tiradentes, Pronto Atendimento Glória Rodrigues dos Santos Bonfim, UPA Itaquera, Pronto Socorro Municipal Julio Tupy, PA/UBS Dr. Atualpa Girão Rabelo e Hospital Santa Marcelina – Pronto Socorro Convênio.

 Como funciona o Programa LATIN?

O programa LATIN funciona por meio do uso de telemedicina, formação médica e rede de referência e centros de tratamento para o tratamento adequado de STEMI (ST-infarto do miocárdio), um tipo grave de ataque cardíaco.

 Por meio do programa, centros de atenção primária (referência) e ambulâncias conectam-se a centros de tratamento localizados em países como Brasil, Argentina, México e Colômbia. Os serviços de emergência são equipados com um ECG de 12 derivações, usado para detectar e diagnosticar anormalidades cardíacas ao medir impulsos elétricos.

 A equipe, que recebe treinamento avançado, é formada por equipes de emergência, responsáveis ​​por transmitir os resultados de um eletrocardiograma (ECG) e outras informações necessárias a um cardiologista remoto que pode fornecer um diagnóstico mais preciso e em tempo real. Desta forma, o tratamento pré-hospitalar pode ser recomendado em até 10 minutos, antes mesmo de o paciente chegar ao hospital, e este cardiologista também está disponível para orientar o serviço de atenção primária (encaminhamento), por telefone, no que for necessário para garantir o atendimento.

 Assim, o paciente será imediatamente encaminhado ao centro de tratamento com laboratório de cateterismo e equipe de atendimento diário e a qualquer momento, evitando-se a área de emergência, encurtando os tempos e melhorando os desfechos.

 Desde seu surgimento em abril de 2014, o Programa LATIN está presente em mais de 200 centros, realizou o diagnóstico em quase 7 mil pacientes e tratou mais de 3.500 deles na América Latina.

Serviço:

Santa Marcelina Salvando Vidas

Data: 15 de setembro de 2018 (sábado)

Horário: das 9h às 11h

Local: Hospital Santa Marcelina – Estacionamento, rampa central | Portaria 1

Rua Santa Marcelina, 177 – Itaquera – São Paulo

 


VEJA NOSSA EDIÇÃO VIRTUAL



 
  • Create an account
  • Forgot your username?
  • Forgot your password?
or
or




 

Verão 90

João (Rafael Vitti) ficará em choque ao ver Jerônimo beijar Manu (Foto: João Cotta / TV Globo)


Novelas


Verão 90

 

As Aventuras de Poliana

Luísa (Thaís Melchior) fica nervosa ao atender na padaria Salvador e Débora (Reprodução / SBT)


Novelas

As Aventuras de Poliana

 

Espelho da Vida

Isabel (Alinne Moraes) vai ser presa por atentado contra Cris (Reprodução / TV Globo)


Novelas

Espelho da Vida

 

Malhação - Vidas Brasileiras

Jade (Yara Charri) lamenta não ter sido convidada para cantar na Europa (Divulgação / TV Globo)


Novelas

Malhação – Vidas Brasileiras

O Sétimo Guardião

Jesus

Articulistas

  • Sample avatar

    Cristiano Medina Rocha

    Articulista

  • Sample avatar

    Célia Leão

    Articulista

  • Sample avatar

    Edmilson Souza

    Articulista

  • Sample avatar

    Jorge Tadeu Mudalen

    Articulista

  • Sample avatar

    Leandro Cano

    Articulista

  • Sample avatar

    Rodrigo Merli Antunes

    Articulista

  • Sample avatar

    Sandra Tadeu

    Articulista

Colunistas

  • Sample avatar

    Mauricio Nunes

    Colunista

  • Sample avatar

    Tony Auad

    Colunista

 

A fila de desempregados no Centro de São Paulo revela o verdadeiro problema

O Brasil se converteu em um país de desempregados, infortúnio que, desde 2014, vem se acentuando


Opinião

 

Dia Internacional da Mulher: dia de luta

Militares das Forças Armadas distribuem rosas na comunidade da Vila Kennedy, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, no Dia Internacional da Mulher de 2018 (Foto: Tania Rego / Agência Brasil)


Opinião

 

STF

A histeria da sociedade tem transformado mentiras evidentes em verdades absolutas (Foto: José Cruz/Agência Brasil)


Opinião


Ponto de vista: Sociedade histérica

 

Bloco de carnaval

O Estado de São Paulo é o segundo que mais fatura com o Carnaval, atrás apenas do Rio de Janeiro (Foto: TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO CONTEÚDO)


Opinião

LEIA MAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS